sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Jesus realmente existiu, segundo o historiador Judeu Flávio Josefo



Flávio Josefo um dos maiores historiadores  de sua época , era filho do sacerdote Matias nascido em Jerusalém, foi instruído pelo torá e era adepto do farisaísmo .
Foi contemporâneo de Jesus cristo pois viveu entre os anos de 37 DC a 100 DC ,  é por este motivo que deixou  anotado em seus escritos históricos sobre a existência de Jesus  na Judeia. como no livro antiguidades dos Judeus , o relato  da existência de um homem chamado Jesus cristo.  Entre suas citações está relatado também,  algo sobre Tiago o irmão de Jesus.  Vamos ler

“  Anano( ou Ananias ) , um dos que nós falamos agora, era homem ousado e empreende, da seita dos saduceus que, como dissemos, são os mais severo de todos  os judeus e os mais rigorosos no julgamento. Ele aproveitou o tempo da morte de Festo e Albino ainda não havia chegado,  para  reunir um conselho diante do qual  fez “ comparecer Tiago, irmão de Jesus chamado o Cristo e alguns outros; acusou-os de terem desobedecido ás leis e os condenou ao apedrejamento”  Esse ato desagradou muito a todos os habitantes de Jerusalém, que eram piedosos e tinham verdadeiro amor pela observância das nossas leis.
( JOSEFO Flávio, historia dos Judeus )

O primeiro fato nesta citação histórica de Flávio e a confirmação de uma declaração das escrituras sobre a existência de Tiago que era o irmão de Jesus ( gálatas 1;19)
O segundo fato , e constatação de que jesus era reconhecido por muitos judeus como Cristo
esta declaração também esta nas escrituras ( mateus 16.16)

A outra citação do historiador Judeu Flavio Josefo  é esta explicita e controversa sobre Jesus cristo

“ Nesse mesmo tempo  apareceu Jesus, que era um homem sábio , seu comportamento era bom e sabe-se que era uma pessoa de virtudes. Muitos dentre os Judeus  e de outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos condenou-o a crucificação e a morte. E aqueles que haviam sido seus discípulos não deixaram de segui-lo. Eles relataram que Ele lhes havia aparecido três dias depois da crucificação e que Ele estava vivo. Talvez Ele fosse o messias sobre o qual os profetas relatavam maravilhas”



Ainda em seu livro antiguidades Judaicas , vemos um relato sobre João batista
No livro 18 do antiguidade Judaicas, Josefo descreveu sobre o rei Herodes Antipas e informou que este era casado com a filha de Aretas, um rei árabe vizinho com quem já tivera disputas por causa de terras. Antipas repudia a filha de Aretas para se casar co Herodias ,mulher do seu meio- irmão. Valendo-se  do pretexto, Aretas faz guerra a Herodes que tem seu exército destruído e a derrota seria certa se não fosse a intenção romana
Mas  para alguns Judeus ,esta derrota dos exércitos  de Herodes suou como vingança divina, pelo tipo de tratamento que Herodes tinha  dado a João por sobre nome  Batista  , pois o tinha condenado a morte, mesmo tendo sido um homem bom que pregava o arrependimento.   

Este documento histórico sobre o  testemunho da existência de Jesus Cristo por um historiador  que viveu em sua época , deve ser muito respeitado, por todos. Até porque este historiador não era um cristão e sim um judeu seguidor da doutrina dos fariseus. a sua visão sobre a pessoa de  JESUS é um relato sem pretensão religiosa, e sim são registros históricos do povo Judaico.   




Nenhum comentário: