quinta-feira, 25 de setembro de 2014

A IGREJA E A POLÍTICA
( Ponto  de vista do pastor , PAULO SOARES )  mediante análise bíblica


A igreja de Deus na terra é a representação do reino do Senhor Jesus . Ou seja, ela já possui  um líder e um rei justo e eterno. Mas  a igreja é um órgão não só eclesiástico, mas é também social , e junto com o povo precisa dentro de um ética social e cristã, manter a ordem e a decência do sistema mundial. Muitos sociólogos e pesquisadores ou até mesmos, doutores ateus alegam que a igreja só trouxe problemas e que sua missão de unir os povos fraquejou, porque existem hoje muitas guerras por causa da religião. Mas o que eu vejo pelo menos aqui em nosso Brasil, um papel muito fundamental da igreja. Pois através dela muitos pessoas, que antes viviam uma vida desregrada, sem lei , sem moral, ao receber a palavra de Deus ,  tem voltado a se integrar a sociedade.   A Igreja de Deus consegue sim , tornar o mundo melhor.
É por isso que ter homens comprometidos com as coisas de Deus no governo, só faz bem !
Não entendo porque muitos cristão acham errado a igreja se envolver na política! O que não pode é a política mandar na igreja, mudar seus costumes e as leis estabelecidas por Deus, para o seu povo. Devemos apoiar a candidatura de pessoas de bem, que não sejam corruptas e lutem pelo bem maior da sociedade que é sua saúde, espiritual ,   mental e física.  Uma sociedade corrompida não pode ser feliz, por isso entendo que seja preciso tr lidere de boa índole dirigindo nosso país. Devemos tirar das maos do diabo todo reino, e devolve-lo ao homem de bem.  O que é um sistema maligno senão a falta de pessoas comprometidas com Jesus e sua palavra.  Lembrem-se que toda a autoridade para governar é dada por Deus. E se temos o poder de votar em pessoas de boa índole porque não faze-lo? Demos para de lutar contra nós mesmos , pois a igreja tem sim um papel fundamental  na sociedade , não só de transformar vidas ,mas de não se conformar com este mundo , e procurar renová-lo com um bom intendimento. Colocar pessoas de Deus para governar é bom e agradável a Deus.
Aí vai alguns versículos da bíblia que corrobora com o meu pensamento. o cristão deve respeitar ás autoridades políticas. Antes de votar em seu candidato é importante saber se é uma pessoa digna de respeito. Alguém que respeita o seu próximo a família, a comunidade e principalmente aqueles que lutam e sofrem por justiça. 


Tito 3.1  
Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra,
Romanos 13.1-5
 Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.
De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação.
Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela,
visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal.
É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência.

I Pedro 2.13-17
 Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor, quer seja ao rei, como soberano, quer às autoridades, como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores como para louvor dos que praticam o bem.
Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus.
Tratai todos com honra, amai os irmãos, temei a Deus, honrai o rei.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

LIVRO DE JASAR CONTINUAÇÃO DO 41 EM DIANTE

Apócrifo - Livro de Jasar - do capitulo 41 em diante -
Continuação...


CAPÍTULO 41 - José, filho de Jacó, Sonhos de sua exaltação Futuro por seus irmãos. Ser Pai é favorita, com seus irmãos ficam com ciúmes. Joseph é enviado para visitar seus irmãos. Eles conspiram contra ele, e por sugestão de Rubem colocá-lo em um buraco.


E a revolução dos anos os filhos de Jacó viajou de Siquém, e chegaram a Hebron, a seu pai Isaque, e habitaram ali, mas seus rebanhos e manadas eles alimentados diariamente em Siquém, pois não estava ali naqueles dias bons e gordura, pastagem e Jacó e seus filhos e toda a sua casa habitava no vale de Hebron.E foi naqueles dias, naquele ano, sendo cento e sexto ano da vida de Jacob, no décimo ano de Jacó, vindo de Padã-Arã, que Lia, mulher de Jacó morreu, ela era 51 anos de idade quando ela morreu em Hebrom.E Jacó e seus filhos, enterraram na caverna do campo de Macpela, que está em Hebron, que Abraão tinha comprado aos filhos de Hete, para a posse de um lugar do enterro.E os filhos de Jacó habitava com o pai no vale de Hebrom, ea todos os habitantes da terra sabiam que sua força e sua fama correu por toda a terra.E José, filho de Jacó, eo seu irmão Benjamim, os filhos de Raquel, mulher de Jacó, eram ainda jovens, naqueles dias, e não sair com seus irmãos durante suas batalhas em todas as cidades dos amorreus.E quando José viu a força de seus irmãos, e sua grandeza, ele elogiou e exaltou-los, mas classificou-se maior do que eles, e exaltou-se acima deles, e Jacó, seu pai, também o amava mais que qualquer um de seus filhos , pois ele era um filho da sua velhice, e através de seu amor para com ele, fez-lhe uma túnica de várias cores.E quando José viu que seu pai o amava mais do que seus irmãos, ele continuou a exaltar-se acima de seus irmãos, e ele trouxe a seu pai relatórios mal que lhes dizem respeito.E os filhos de Jacó, vendo toda a conduta de José em direção a eles, e que seu pai o amava mais do que qualquer um deles, eles odiavam e não podiam falar tranquilamente com ele todos os dias.E José era 17 anos de idade, e ele ainda estava ampliando-se acima de seus irmãos, eo pensamento de elevar-se acima deles.Naquela época, ele teve um sonho, e ele veio para seus irmãos e disse-lhes seu sonho, e ele disse-lhes: Eu sonhei um sonho, e eis que todos nós estávamos atando molhos no campo, e meu feixe se levantou e colocou-se em cima no chão e cercaram sua polias e inclinou-se para ele.E seus irmãos lhe respondeu, e disse-lhe: O que significa este sonho que sonho tu? tu imaginar em teu coração reinar ou domínio sobre nós?E ele ainda chegou e disse a coisa a seu pai Jacó, e Jacó beijou a José, quando ouviu estas palavras da sua boca, e Jacó abençoou a Joseph.E quando os filhos de Jacó viu que seu pai tinha abençoado Joseph eo havia beijado, e que o amava muito, que ficou com ciúmes dele e odiava ainda mais.Depois disto, José outro sonho e relacionou o sonho de seu pai na presença de seus irmãos, e José disse a seu pai e irmãos, eis que novamente teve um sonho, e eis que o sol ea lua e as onze estrelas se curvou para baixo para mim.E seu pai ouviu as palavras de José e seu sonho, e vendo que seus irmãos odiavam José por conta dessa questão, portanto, Jacó repreendeu Joseph presença de seus irmãos por causa dessa coisa, dizendo: O que significa esse sonho que tu sonhou, e essa ampliação antes de ti os teus irmãos, que são mais velhos do que tu?Tu imagina no teu coração que eu ea tua mãe e teus irmãos onze virá e se encurvem a ti, que tu dizes essas coisas?E seus irmãos ficaram com inveja dele por conta de suas palavras e sonhos, e eles continuaram a odiá-lo, e Jacó reservados os sonhos em seu coração.E os filhos de Jacó um dia para alimentar o rebanho de seu pai, em Siquém, pois eles ainda estavam pastores, naqueles dias, e enquanto os filhos de Jacó foram que a alimentação dia em Siquém, que atrasou, eo tempo de recolher o gado foi aprovada , e eles não tinham chegado.E Jacó viu que seus filhos estavam atrasados em Siquém, e Jacó disse dentro de si, porventura o povo de Siquém se levantaram para lutar contra eles, pois eles têm atrasado chegar este dia.E Jacó, chamado José, seu filho, e ordenou-lhe, dizendo: Eis aí tua irmãos estão alimentando este dia em Siquém, e eis que ainda não volte, vá, pois, agora e ver onde eles estão, e traze-me de volta sobre o bem-estar dos teus irmãos e ao bem-estar do rebanho.E Jacó enviou seu filho José para o vale de Hebrom, e José veio para seus irmãos a Siquém, e não poderia encontrá-los, e José foi sobre o campo que estava em Siquém, para ver onde seus irmãos já tinham ligado, e ele perdeu a sua estrada no deserto, e não sabia o caminho que ele deveria ir.E um anjo do Senhor o encontrou vagando na estrada em direção ao campo, e José disse ao anjo do Senhor, eu procuro meus irmãos, não ouviste onde eles estão se alimentando? eo anjo do Senhor disse a José: Eu vi os teus irmãos, a alimentação aqui, e eu ouvi dizer que iriam se alimentar em Dotã.E José deu ouvidos à voz do anjo do Senhor, e ele foi para os seus irmãos em Dothan e ele achou em Dotã alimentação do rebanho.E José avançada para seus irmãos, e antes que ele tivesse vindo até perto deles, eles tinham resolvido matá-lo.E Simeão disse a seus irmãos: Eis o homem dos sonhos está vindo até nós neste dia, e agora, pois vamos entrar e matá-lo e lançá-lo em um dos poços que estão no deserto, e quando seu pai deve procurar-lo de nós, vamos dizer uma besta-fera o devorou.Mas Rúben, ouvindo as palavras de seus irmãos sobre José, e ele disse-lhes: Você não deve fazer tal coisa, pois como podemos olhar para o nosso pai Jacó? Lançai-o nesta cova, para morrer lá, mas não produz esticar a mão sobre ele para derramar seu sangue, e Rúben disse isso a fim de livrá-lo das suas mãos, para trazê-lo de volta para seu pai.E quando José chegou a seus irmãos, ele sentou-se diante deles, e eles se levantaram sobre ele e agarrou-o e feriu-o para a Terra, e afastou o casaco de muitas cores que trazia.E tomaram-no e lançaram-no na cova, e na cova não havia água, mas serpentes e escorpiões. E José estava com medo das serpentes e escorpiões que estavam no pit. E José gritou com voz forte, e que o Senhor escondeu as serpentes e escorpiões no interior da cova, e eles não fizeram mal a José.E chamou José para fora da cova para seus irmãos, e disse-lhes: Que fiz eu a vós, e em que pequei? por que não temem o Senhor a meu respeito? eu não sou de seus ossos e carne, e não é seu pai Jacó, meu pai? Por que você faz essa coisa para mim neste dia, e como você vai ser capaz de olhar para o nosso pai Jacó?E continuou a gritar e chamar aos irmãos da cova, e disse, ó Judá, Simeão e Levi, irmãos meus, me levantar do lugar de escuridão em que você me colocou, e vem este dia tenha compaixão de mim, vós, filhos do Senhor, e os filhos de Jacob, meu pai. E se eu pequei-vos, não é os filhos de Abraão, Isaque e Jacó? se viu órfão que teve compaixão por ele, ou um que estava faminto, deram-lhe pão para comer, ou que estava com sede, deram-lhe água para beber, ou um que estava nua, que cobriu com vestes!E como então você irá reter sua compaixão do seu irmão, porque eu sou da sua carne e ossos, e se eu pequei-vos, com certeza você vai fazer isso por causa do meu pai!E José disse estas palavras do poço, e seus irmãos não podiam ouvi-lo, nem inclinaram os seus ouvidos às palavras de José, e José estava chorando e chorando na cova.E José disse: Ó, que meu pai sabia que, neste dia, o ato que meus irmãos fizeram a mim e as palavras que eles têm hoje falado para mim.E todos os seus irmãos ouviram seus gritos e choro no buraco, e seus irmãos foram, e retiraram-se do abismo, de modo que não pudessem ouvir os gritos de José e seu choro na cova.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 42 - José é vendido a uma empresa de Midiã, que por sua vez o vendeu aos ismaelitas, que o levam ao Egito. Um relato de sua viagem até lá, e de sua aflição na estrada.


E eles foram e se sentou no lado oposto, sobre a distância de um tiro de arco, e eles se sentaram ali para comer pão, e enquanto eles estavam comendo, eles realizaram juntos o que o conselho era para ser feito com ele, seja para matá-lo ou para trazê-lo de volta para seu pai.Eles estavam realizando o conselho, quando levantou os olhos, e vi, e eis que estava ali uma companhia de ismaelitas que vinha a uma distância pela estrada de Gileade, descendo para o Egito.E Judá disse-lhes: Qual será o ganho para nós, se matar nosso irmão? Porventura Deus vai exigir que ele de nós, então este é o conselho propôs que lhe dizem respeito, que você deve fazer-lhe: Eis que esta companhia de ismaelitas descendo para o Egito,Agora, pois, vem vamos nos livrar dele para eles, e não deixe a nossa mão sobre ele, e eles vão levá-lo junto com eles, e ele vai se perder entre os povos da terra, e não vamos colocá-lo à morte com nossas próprias mãos. E a proposta agradou os seus irmãos e eles fizeram conforme a palavra de Judá.E enquanto eles estavam discorrendo sobre este assunto, e antes que a companhia de ismaelitas vinha até eles, sete homens de negociação dos midianitas passaram por eles, e quando passavam estavam com sede, e eles levantaram os olhos e viu o buraco em que José foi emparedado e eles olharam, e eis que toda a espécie de ave estava sobre ele.E esses midianitas correu para o poço para beber água, pois pensaram que ele continha água, e em vir antes do pit ouviram a voz de José chorando e chorando na cova, e olhou para o céu, e viram e eis que era um jovem de aparência atraente e bem favorecido.E chamaram-lhe e disse: Quem és tu e quem te trouxe aqui, e quem te colocou nessa cova, no deserto? e todos eles assistidos levantar José e que ele chamou de fora, e tiraram-no do abismo, e levou-o e partiu em sua viagem e passaram por seus irmãos.E estes, disse-lhes: Por que você faz isso, para ter o nosso servo de nós e ir embora? certamente, nós colocamos esta juventude no poço, porque ele se rebelou contra nós, e você vem e trazê-lo e levá-lo embora, agora, em seguida, nos dar de volta o nosso servo.E os midianitas respondeu, e disse aos filhos de Jacó, é este vosso servo, ou será que este homem lhe atender? porventura você todos os seus servos, para ele é mais formoso e bem favorecido do que qualquer um de vocês, e por que todos falam falsamente para nós?Agora, pois, não vamos ouvir as suas palavras, nem atendê-lo, porque encontramos os jovens no poço no deserto, e nós o levamos, por isso, iremos seguir em frente.E todos os filhos de Jacó, aproximou-se e levantou-se para eles e disse-lhes: Dai-nos de volta o nosso servo, e por que todos vocês morrerão pelo fio da espada? E os midianitas gritou contra eles, e eles sacaram suas espadas, e aproximou-se para lutar com os filhos de Jacob.E eis que Simeão se levantou de sua cadeira contra eles, e saltou no chão e desembainhou a espada e se aproximou dos midianitas e deu uma mensagem terrível diante deles, de modo que seu grito foi ouvido à distância, ea terra tremeu no Simeão gritando .E os midianitas ficaram apavorados por causa de Simeão, e os ruídos de seus gritos, e caíram sobre seus rostos e foram excessivamente alarmado.E Simeão disse-lhes: Em verdade eu sou Simeão, filho de Jacó, do hebraico, que, apenas com meu irmão, destruiu a cidade de Siquém, e as cidades dos amorreus, assim Deus o resto não a mim, que, se todos os seus irmãos do povo de Madian, e também os reis de Canaã, estava para vir com você, eles não podiam lutar contra mim.Agora, pois, dá-nos de volta os jovens que tomaste, para não dar a sua carne às aves dos céus e as feras da terra.E os midianitas eram mais medo de Simeão, e eles se aproximaram dos filhos de Jacó com o terror e medo, e com expressão patética, dizendo:Certamente você já disse que o jovem é o teu servo, e que ele se rebelou contra você, e, portanto, colocou-o no abismo, então o que você vai fazer com um funcionário que se rebela contra seu mestre? Agora, pois, vendê-lo para nós, e nós vamos dar-lhe tudo o que necessita para ele, eo Senhor o prazer de fazer isso para que os filhos de Jacó, não deveria matar seu irmão.E os midianitas viram que José era de uma aparência atraente e bem favorecido, eles pediram-lhe em seus corações e foram urgentes para comprá-lo de seus irmãos.E os filhos de Jacó ouviu os midianitas, eles venderam seu irmão José para eles por vinte moedas de prata, e Rúben seu irmão não estava com eles, e os midianitas levou José e continuou sua viagem até Gileade.Eles estavam indo ao longo da estrada, e os midianitas se arrependeu do que havia feito, em ter comprado o jovem, e um disse ao outro: Que é isto que temos feito, ao tomar esta juventude dos hebreus, que é de aparência atraente e bem favorecido.Talvez esse jovem é roubado da terra dos hebreus, e por que então nós fizemos essa coisa? e se ele deve ser procurado e encontrado em nossas mãos vamos morrer por ele.Agora com certeza os homens robustos e poderosos têm vendeu para nós, a força de um deles que você viu este dia, talvez o roubou de sua terra com o seu poder e com o braço poderoso, e, por isso, venderam-nos para o pequeno valor que lhes deu.E enquanto estavam assim discorrendo juntos, eles olharam, e eis que a companhia de ismaelitas que vinha em primeiro lugar, e que os filhos de Jacó viu, estava avançando em direção aos midianitas, e os midianitas disseram uns aos outros, Venha, vamos vender esse juventude para a companhia de ismaelitas que estão vindo para nós, e nós vamos tomar para ele o pouco que nós demos para ele, e que serão entregues a partir de sua maldade.E assim fizeram, e eles chegaram a estes ismaelitas, e os midianitas venderam José aos ismaelitas por vinte moedas de prata que tinha dado por ele aos seus irmãos.E os midianitas seguiram o seu caminho para a Gileade, e os ismaelitas levaram José e deixá-lo montar em cima de um dos camelos, e eles levavam para o Egito.E José, ouvi dizer que os ismaelitas eram provenientes do Egito, e José lamentou e chorou, nesta coisa que ele estava a ser tão distante da terra de Canaã, de seu pai, e ele chorou amargamente enquanto ele estava andando em cima do camelo, e um de seus homens observaram-lo, e fê-lo descer do camelo e andar a pé, e não obstante isso, Joseph continuou a chorar e chorar, e disse: Ó meu pai, meu pai.E um dos ismaelitas se levantou e feriu José sobre o rosto, e ele ainda continuava a chorar, e José estava cansado da estrada, e foi incapaz de continuar por conta da amargura de sua alma, e todos eles feriram e aflitos ele na estrada, e que o aterrorizava, de modo que ele possa deixar de chorar.E o Senhor viu a ambição de José e seus problemas, eo Senhor pôs sobre aqueles homens escuridão e confusão, a mão de todo aquele que o feriu ficou atrofiada.E disseram uns aos outros: Que é isto que Deus fez para nós na estrada? e eles não sabiam que isto aconteceu em razão de Joseph. E os homens passou na estrada, e eles passaram ao longo da estrada de Efrata, onde Rachel foi enterrado.E José chegou a sepultura de sua mãe, e José se apressou e correu ao túmulo de sua mãe, e caiu sobre o túmulo e chorou.E José chorou em voz alta sobre o túmulo de sua mãe, e ele disse, ó minha mãe, minha mãe, ó tu que fizeste-me nascer, acordado agora, e subir e ver o teu filho, como ele tem sido vendido como escravo, e ninguém a pena dele.O subir e ver o teu filho, chorar comigo por causa dos meus problemas, e ver o coração dos meus irmãos.Desperte a minha mãe, despertar, acordar do teu sono, para mim, e teu direta batalhas contra os meus irmãos. O modo como têm eles me tiraram do meu casaco, e me vendeu já duas vezes por um escravo, e me separou do meu pai, e não há ninguém que tenha pena de mim.Despertar e fixar tua causa contra eles diante de Deus, e ver que Deus vai justificar o julgamento, e quem vai condenar.Levanta-te, ó minha mãe, origem, desperta do teu sono e vejo meu pai como sua alma está comigo neste dia, e confortá-lo e facilitar seu coração.E José continuou a falar essas palavras, e José gritou e chorou amargamente sobre o túmulo de sua mãe, e ele parou de falar e de amargura do coração tornou-se ainda como uma pedra sobre o túmulo.E José, ouviu uma voz que lhe falava de debaixo da terra, que lhe respondeu com amargura de alma, e com voz de choro e rezando com estas palavras:Meu filho, meu filho José, eu ouvi a voz do teu choro ea voz da lamentação teu, eu vi as tuas lágrimas, eu sei o teu problemas, meu filho, e isso me entristece por causa de ti, e luto abundante é adicionado à a minha dor.Agora, pois, meu filho, meu filho José, de esperança para o Senhor, e esperar por ele e não medo, pois o Senhor é contigo, ele te livrará de todos os problemas.Rise meu filho, vá para baixo o Egito com mestres-te, e não tenha medo, pois o Senhor é contigo, meu filho. E ela continuou a falar como tu estas palavras a José, e ela ainda estava.E José, ouvindo isto, e ele se perguntava muito com isso, e ele continuou a chorar, e depois desta um dos ismaelitas observou ele chorando e chorando sobre o túmulo, ea sua ira se acendeu contra ele, e ele o levou de lá, e feriu eo amaldiçoou.E José disse aos homens, Que eu possa achar graça aos teus olhos para me levar de volta para casa de meu pai, e ele te dará abundância de riquezas.E eles responderam-lhe, dizendo: Não és tu um escravo, e onde está teu pai? e se tu não queres um pai já por duas vezes ter sido vendido como escravo para o tão pouco valor, e sua raiva ainda estava eriçou-se contra ele, e continuou a feri-lo e castigá-lo, e José chorou amargamente.E o Senhor viu a aflição de José, eo Senhor novamente feriu estes homens, e castigou-os, eo Senhor fez com que a escuridão para envolver-los sobre a terra, e os relâmpagos eo trovão rugiu, ea terra tremeu com a voz do trovão e da do vento forte, e os homens ficaram apavorados e não sabia onde deveria ir.E as feras e os camelos parou, e eles levaram, mas não quis ir, os feriram, e se agachou no chão, e os homens disseram uns aos outros: Que é isto que Deus nos tem feito? quais são as nossas transgressões, e quais são os nossos pecados para que essa coisa tem, assim, nos sobreveio?E um deles respondeu, e disse-lhes: Talvez por causa do pecado de que afligem este escravo tem essa coisa aconteceu neste dia para nós, pois agora implorar fortemente para nos perdoar, e saberemos por conta de quem esta mal nos sucede , e se Deus tem compaixão por nós, então saberemos que tudo isso vem a nós por causa do pecado de que afligem este escravo.E assim fizeram aqueles homens, e eles suplicaram José e ele pressionou a perdoá-los, e disseram: Pecamos ao Senhor ea ti, agora, portanto, outorgar o pedido do teu Deus, que repudiar essa morte, dentre nós, porque pecamos a ele.E José fez conforme suas palavras, eo Senhor ouviu a José, eo Senhor pôs fora a praga que ele havia infligido sobre os homens por conta de José, e os animais se levantou do chão e que conduziu-os, e eles foram na, ea tempestade amainou ea terra tornou-se tranqüilizado, e os homens prosseguiram em sua viagem para ir ao Egito, e os homens sabiam que o mal lhes tinha acontecido por conta de Joseph.E disseram uns aos outros: Eis que nós sabemos que foi por causa de sua aflição que este mal se abateu sobre nós, pois agora porque vamos trazer essa morte sobre nossas almas? Vamos manter o conselho o que fazer para este escravo.E um deles respondeu e disse: Certamente ele nos disse para trazê-lo de volta para seu pai, agora, pois, vamos tomar de volta e vamos para o lugar que ele vai nos dizer, e tomar de sua família o preço que nós demos para ele e para nós, então, ir embora.E ninguém respondeu novamente e disse: Eis que este conselho é muito bom, mas não podemos fazê-lo para o caminho está muito longe de nós, e nós não podemos sair do nosso caminho.E mais uma, respondendo, disse-lhes: Isto é o conselho a ser adotado, não vamos desviar dele, eis que estamos hoje vai para o Egito, e quando nós viemos para o Egito, vamos vendê-lo lá em alta preço, e serão entregues a partir de sua maldade.E isso agradou aos homens e eles o fizeram, e eles continuaram a sua viagem para o Egito com Joseph.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 43 - 's Angústia Rúben por não encontrar José no poço. Os irmãos se esforçam para enganar seu pai, mergulhando o casaco no sangue. Angústia de Jacó com a perda de seu Filho.


E quando os filhos de Jacó haviam vendido seu irmão José para os midianitas, seus corações estavam feridos por causa dele, e eles se arrependeram de seus atos, e procuravam por ele para trazê-lo de volta, mas não conseguiu encontrá-lo.Ora, Rúben voltou à cova em que José tinha sido colocada, a fim de levantá-lo e restaurá-lo a seu pai, e Rúben estava junto ao poço, e ele não ouviu uma palavra, e ele chamou José! José! e ninguém respondeu ou disse uma palavra.E Rúben disse, Joseph, morreu por medo, ou alguma serpente causou sua morte, e Rúben desceu à cova, e ele procurou por José e não poderia encontrá-lo numa cova, e saiu novamente.E Rúben rasgou as suas vestes e disse: O menino não está lá, e como poderei conciliar o meu pai sobre se ele estar morto? e ele foi para os seus irmãos e encontrou-os de luto por conta de José, e de aconselhamento junto como conciliar seu pai sobre ele, e Rúben disse a seus irmãos, eu vim para o pit e eis que José não estava lá, o que diremos, pois, a nosso pai, para o meu pai só vai procurar o menino de mim.E seus irmãos lhe respondeu, dizendo: Assim e assim fizemos, e depois os nossos corações nos feriu por conta desse ato, e agora sente a procurar um pretexto como devemos conciliar o nosso pai para ele.E Rúben respondeu-lhes: Que é isto que você tem feito para reduzir os cabelos brancos do nosso pai com tristeza à sepultura? a coisa não é bom, que você tem feito.E Rúben sentei com eles, e todos eles se levantaram e fizeram um ao outro para não dizer-vos isto coisa Jacó, e todos eles disseram, O homem que vai dizer isso ao nosso pai ou a sua família, ou que irá relatar isso para qualquer um dos os filhos da terra, vamos todos se levantam contra ele e matá-lo com a espada.E os filhos de Jacó temeu-se nesta matéria, do mais jovem ao mais velho, e ninguém falava uma palavra, e eles esconderam a única coisa em seus corações.E depois eles se sentaram para determinar e inventar algo para dizer a seu pai Jacob sobre todas estas coisas.E Issacar disse-lhes: Aqui está um conselho para você se parece bem nos seus olhos para fazer tal coisa, tomar o casaco que pertence a José e rasgá-lo e matar um bode e mergulhá-lo em seu sangue.E enviá-lo ao nosso pai e quando ele vê que ele vai dizer uma besta-fera o devorou, portanto lágrima vós casaco e eis que o seu sangue será sobre o seu casaco, e pelo seu fazer isso, deve estar livre de murmúrios do nosso pai.E o conselho Issacar está satisfeito, e eles lhe obedeceram e fizeram conforme a palavra de Issacar, que tinha os aconselhou.E apressou-se e tomaram a túnica de José e rasgou-a, e mataram um cabrito, e tingiram a túnica no sangue do garoto e, em seguida pisoteado em pó, e enviaram a túnica de seu pai Jacob, pela mão de Naftali, e lhe mandou dizer estas palavras:Tivemos reunidos no gado e tinha ido tão longe como o caminho para Siquém, e mais longe, quando encontramos este casaco em cima da estrada no deserto mergulhado em sangue e em pó, pois agora sabemos se é a túnica de teu filho ou não.E Naftali foi e veio a seu pai e deu-lhe o casaco, e falou-lhe todas as palavras que seus irmãos lhe tinha ordenado.E Jacó viu a túnica de José e ele sabia disso e ele caiu com o rosto para o chão, e ficou imóvel como uma pedra, e depois se levantou e gritou com voz forte e chorando e disse: É a camada de meu filho José!E Jacob apressou e mandou um dos seus servos aos seus filhos, que foram para a deles e acharam que vem ao longo da estrada com o rebanho.E os filhos de Jacó veio a seu pai sobre a noite, e eis que suas vestes estavam rasgadas ea poeira estava sobre suas cabeças, e eles encontraram seu pai gritando e chorando em alta voz.E disse Jacó a seus filhos, Diga-me verdadeiramente que mal você neste dia repentinamente em cima de mim? e eles responderam seu pai Jacó, dizendo: Nós estávamos vindo ao longo deste dia depois de o rebanho tinha sido recolhida em, e chegamos até a cidade de Siquém pela estrada no deserto e encontramos este casaco cheio de sangue sobre o terra, e nós sabíamos que ele e nós enviamos a ti, se tu pudesses saber.E Jacó ouviu as palavras de seus filhos, e clamou em alta voz, e ele disse: É a túnica de meu filho, uma besta-fera o devorou; Joseph feita em pedaços, para eu lhe enviei este dia para ver se ela estava bem com você e como está o rebanho e traze-me de você, e ele foi como eu lhe ordenara, e isso aconteceu com ele nesse dia, enquanto eu pensei que meu filho estava com você.E os filhos de Jacó, respondendo, disse: Ele não veio para nós, nem temos visto desde o tempo da nossa ida para fora de ti até agora.Quando Jacó ouviu as palavras deles novamente ele gritou em voz alta, e ele se levantou, rasgou as suas vestes, e pôs saco sobre os seus lombos, e ele chorou amargamente, e ele chorou e levantou a sua voz em pranto e exclamou e disse estas palavras,José, meu filho, meu filho José, eu hoje te enviou após o bem-estar dos teus irmãos, e tu eis que foi despedaçado, através da minha mão se isso aconteceu com meu filho.Aflige-me a ti meu filho José, entristece-me por ti, foste como doce para mim durante a vida, e agora como extremamente amargo é tua morte para mim.0 que eu tivesse morrido em teu lugar meu filho José, porque me entristece, infelizmente para ti meu filho, ó meu filho, meu filho. José, meu filho, onde estás, e tu, onde foi desenhada? despertar, despertar do teu lugar, e vem ver a minha dor por ti, ó meu filho Joseph.Venha agora e peça as lágrimas jorrando dos meus olhos em minha face, e trazê-los diante do Senhor, que a sua ira se desviou de mim.0 José, meu filho, tu és como cair, pela mão de um por quem ninguém tinha caído desde o início do mundo até este dia, pois tu tens sido condenado à morte pela matança de um inimigo, infligida com crueldade, mas eu sei com certeza que isso tenha acontecido a ti, por causa da multidão dos meus pecados.Desperte agora e veja como é amargo o meu problema para ti meu filho, embora eu não te trás, nem te moda, nem dar-te a respiração ea alma, mas foi Deus que te formou e construiu os teus ossos e cobriu-os com a carne, e soprou nas narinas o sopro da tua vida, e então ele te deu a mim.Agora realmente Deus quem te deu a mim, tomou-te de mim, e tal, então se abateu sobre tiE Jacó continuou a falar como tu estas palavras sobre José, e ele chorou amargamente, ele caiu no chão e ficou parado.E todos os filhos de Jacó vendo o problema do seu pai, eles se arrependeram do que haviam feito, e eles também chorou amargamente.E de Judá levantaram-se e levantou a cabeça de seu pai no chão, e colocou-a sobre seu colo, e ele limpou as lágrimas do pai de seu rosto, e Judá chorou um mui grande choro, enquanto a cabeça de seu pai estava deitado sobre seu colo, ainda como uma pedra.E os filhos de Jacó viu problemas de seu pai, e eles levantaram a voz e continuou a chorar, e Jacob ainda estava deitado no chão imóvel como uma pedra.E todos os seus filhos e os seus servos e filhos do seu servo se levantou e pôs-se em volta dele para consolá-lo, e ele não quer ser consolada.E toda a família de Jacó levantou-se e chorou um grande luto por causa de José e problemas de seu pai, ea inteligência chegou Isaac, filho de Abraão, o pai de Jacó, e ele chorou amargamente por causa de José, ele e todos os sua casa, e ele passou do lugar onde morava, em Hebron, e seus homens com ele, e confortou a Jacó, seu filho, e ele não quer ser consolada.E depois disso, Jacob levantou do chão e as lágrimas corriam pelo seu rosto, e ele disse a seus filhos, Levanta-te e levar a sua espada e seu arco, e sai para o campo, e procurar saber se você pode encontrar corpo do meu filho e trazê-lo para mim para que eu possa enterrá-lo.Procure também, peço-vos, entre os animais e caçá-los, eo que virá a primeira antes de apreender e trazê-lo para mim, talvez o Senhor terá piedade deste dia a minha aflição, e preparar antes que rasgavam o meu filho em pedaços, e trazê-lo para mim, e eu vou vingar a causa do meu filho.E seus filhos fizeram como seu pai lhes havia ordenado, e levantaram-se cedo na manhã, e cada um tomou a sua espada e seu arco na mão, e saíram a campo para caçar os animais.E Jacó ainda estava gritando e chorando e andando para lá e para cá na casa, e ferir as mãos, dizendo: José, meu filho, José, meu filho.E os filhos de Jacó foi para o deserto para apreender os animais, e eis que um lobo aproximou-se deles, e eles o prenderam, e trouxe-o a seu pai, e disseram-lhe: Esta é a primeira que encontramos, e nós para apresentá-lo a ti, como comando tu conosco, e corpo de teu filho não conseguimos encontrar.Jacó tomou a besta das mãos de seus filhos, e clamou em alta voz e chorando, segurando o bicho na mão, e ele falou com um coração a amarga a besta, porque tu devorar o meu filho José, e como tu não tenho medo do Deus da terra, ou da minha angústia para o meu filho de José?E tu devorar o meu filho por nada, porque ele cometeu nenhuma violência, e tu, assim, tornar-me culpado por sua conta, pois Deus vai exigir-lhe que é perseguida.E o Senhor abriu a boca do animal, a fim de Jacob conforto com suas palavras, e respondeu Jacó, e falou as seguintes palavras-lhe:Vive Deus que nos criou a terra, e vive a tua alma, meu senhor, eu não vi o teu filho, nem me-lo em pedaços, mas de uma terra distante eu também vim para buscar meu filho que saiu de mim Neste dia, e não sei se ele é vivo ou morto.E eu vim hoje a campo para buscar o meu filho, e teus filhos me encontraram, e agarrou-me e aumentou a minha dor, e hoje trouxe-me diante de ti, e eu tenho falado agora todas as minhas palavras para ti.E agora, pois, ó filho do homem, estou em tuas mãos, e não a mim neste dia, pode parecer bem aos teus olhos, mas pela vida de Deus que me criou, eu não vi o teu filho, nem eu rasgá-lo em pedaços, nem tem a carne do homem entrou em minha boca todos os dias da minha vida.Quando Jacó ouviu as palavras do animal, ele ficou bastante espantado, e enviou a besta da sua mão, e ela continuou seu caminho.E Jacó ainda estava gritando e chorando para o dia de Joseph após dia, e ele lamentou a seu filho muitos dias.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 44 - José é vendido a Potifar, oficial de Faraó. Zelicah, a esposa de Potifar, procura seduzir José para fazer o mal, mas todos os seus avanços são rejeitados. É falsamente acusado por ela e é levado a julgamento. É absolvido por seus juízes, mas por causa do relatório contra esposa de Potifar, ele é lançado na prisão.


E os filhos de Ismael, que haviam comprado José dos midianitas, que tinha comprado a partir de seus irmãos, foi para o Egito com José, e vieram em cima das fronteiras do Egito, e quando chegavam para o Egito, eles se encontraram quatro homens da filhos de Medan, filho de Abraão, que tinha saído da terra do Egito em sua jornada.E os ismaelitas disse-lhes: Você deseja comprar este escravo de nós? e eles disseram, entregá-lo para nós, e eles entregaram José a eles, e eles viram-no, que ele era um jovem muito atraente e eles compraram-no por vinte siclos.E os ismaelitas continuaram a sua viagem ao Egito e à Medanim também voltou naquele dia para o Egito, e os Medanim disseram uns aos outros: Eis que temos ouvido que Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda, busca um bom servo quem subsistirá diante dele para servi-lo, e fazê-lo mordomo da sua casa e tudo que lhe pertencia.Agora pois vem vamos vendê-lo a ele para o que podemos desejar, se ele é capaz de dar a nós o que devemos exigir para ele.E estes Medanim iam e vinham para a casa de Potifar, e disse-lhe: Nós temos ouvido que tu procuras um bom servo de assistir ti, eis que temos um funcionário que irá agradar a ti, se puderes dar a nós o que podemos desejo, e vamos vendê-lo a ti.E Potifar disse: Trazei-me, e eu vou vê-lo, e se ele me agradar que eu vos darei o que você pode exigir dele.E o Medanim foi e trouxe José e colocou-o diante de Potifar, e ele viu, e ele lhe agradou muito, e Potifar, disse-lhes: Me diga o que você precisa para este jovem?E eles disseram: quatrocentas peças de prata que desejamos para ele, e Potifar disse, eu vou dar se você me traz o registro de sua venda para você, e vai me dizer sua história, pois talvez ele seja roubado, para esta juventude não é um escravo, nem o filho de um escravo, mas eu observo nele a aparência de uma pessoa agradável e bonito.E o Medanim foi e trouxe-lhe os ismaelitas que o tinham vendido a eles, e disseram-lhe, dizendo: Ele é um escravo e que vendeu para eles.E Potifar, ouviu as palavras dos ismaelitas em suas doações até a prata Medanim eo Medanim levou a prata e saiu em sua jornada, e os ismaelitas também voltou para casa.E Potifar levou José e levou para sua casa que ele possa servi-lo, e José achou graça aos olhos de Potifar, e ele colocou a confiança nele, e fez mordomo da sua casa, e tudo o que pertencia a ele, ele entregou mais na sua mão.E o Senhor estava com José e ele se tornou um homem próspero, eo Senhor abençoou a casa de Potifar por causa de Joseph.E Potifar deixou tudo o que tinha na mão de José, e José foi aquele que causou as coisas para entrar e sair, e tudo o que foi regulamentado pela sua vontade na casa de Potifar.E José era 18 anos de idade, um jovem de belos olhos e de aspecto agradável, e semelhante a ele, não era em toda a terra do Egito.Naquele tempo, enquanto ele estava na casa de seu senhor, entrando e saindo da casa e ir a seu mestre, Zelicah, mulher do seu senhor, levantou os olhos para com José, e ela olhou para ele, e eis que ele era um jovem formoso e bem favorecidas.E ela cobiçado sua beleza em seu coração e sua alma foi fixado em José, e ela seduziu-o dia após dia, e convenceu Zelicah Joseph diariamente, mas José não levantar os olhos para contemplar a mulher de seu mestre.E Zelicah disse-lhe: Quão formosas são a aparência ea tua forma, realmente eu olhei todos os escravos, e não vi tão bonita escrava como tu, e José disse-lhe: Certamente ele quem me criou no ventre de minha mãe criou toda a humanidade.E ela disse-lhe: Quão formosos são os teus olhos, com que tu deslumbrou todos os habitantes do Egito, homens e mulheres, e disse-lhe: Quão formosos são, enquanto estamos vivos, mas deves contemplá-los na sepultura , certamente queres passar longe deles.E ela disse-lhe: Como é belo e agradável são as tuas palavras; tomar agora, peço-te, a harpa, que está em casa e brincar com as tuas mãos e deixe-nos ouvir as tuas palavras.E disse-lhe: Como é belo e agradável são as minhas palavras quando eu falo o louvor do meu Deus ea sua glória, e disse-lhe: Como é muito bonito o cabelo da tua cabeça, eis que o pente de ouro que está na casa , levá-lo peço-te, e ondular o cabelo da tua cabeça.E ele lhe disse: Até quando andarás falar estas palavras? deixa de pronunciar estas palavras para mim, e subir e assistir ao teu assuntos domésticos.E ela disse-lhe: Não há ninguém na minha casa, e não há nada para atender, mas a tua palavra e teu desejo, mas não obstante tudo isso, ela não poderia trazer-lhe José, nem ele colocar os olhos em cima ela, mas dirigiu os olhos para o chão abaixo.E Zelicah desejado José em seu coração, que ele deveria se deitar com ela, e no momento em que José estava sentado em casa fazendo seu trabalho, Zelicah veio e sentou-se diante dele, e ela seduziu-o diariamente com seu discurso para se deitar com ela, ou sempre a olhar para ela, mas José não lhe deu ouvidos a ela.E ela disse-lhe: Se tu não de acordo com as minhas palavras, vou te castigar com a pena de morte, e colocar um jugo de ferro sobre ti.E José disse-lhe: Certamente Deus que criou o homem solta as algemas dos presos, e é ele quem me livrará da prisão teu e de teu juízo.E quando ela não poderia prevalecer sobre ele, para convencê-lo, e sua alma sendo ainda fixos nele, seu desejo levou-a para uma doença grave.E todas as mulheres do Egito, veio visitá-la, e eles disseram-lhe: Por que estás nesse estado em declínio? tu que te falta nada, certamente o teu marido é um grande príncipe e estimada, à vista do rei, nada falta que tu do que deseja o teu coração?E Zelicah respondeu-lhes, dizendo: Este dia será dado a conhecer, de onde brota esta desordem em que você me ver, e ela mandou funcionários a sua criada para preparar comida para todas as mulheres, e ela fez um banquete para eles, e todas as mulheres que comeram na casa de Zelicah.E ela deu-lhes facas para descascar as cidras para comê-los, e ela ordenou que eles devem se vestir com roupas Joseph caro, e que ele deve aparecer diante deles, e José veio diante de seus olhos e todas as mulheres olhavam José, e não poderia tirar os olhos de cima dele, e todos eles cortar as mãos com as facas que tinha em suas mãos, e todas as cidras que estavam em suas mãos estavam cheias de sangue.E eles não sabiam o que tinham feito, mas eles continuaram a olhar para a beleza de José, e não virar as pálpebras dele.E Zelicah vi que eles tinham feito, e ela disse-lhes: Que é este trabalho que você fez? eis que eu te dei de comer citrinos e todos vocês têm cortado suas mãos.E todas as mulheres viram as suas mãos, e eis que elas estavam cheias de sangue, eo sangue escorria em suas vestes, e disseram-lhe, esse escravo em sua casa superou nós, e nós não poderíamos virar as pálpebras dele em conta de sua beleza.E ela disse-lhes: Certamente, isso aconteceu com você no momento em que você olhou para ele, e você não pôde conter-se a partir dele, então como posso abster-se quando ele está constantemente em minha casa, e eu vê-lo dia após dia, vai dentro e fora da minha casa? então como posso deixar de declínio ou mesmo de passar por conta disso?E disseram-lhe, as palavras são verdade, por que pode ver esta forma bonita na casa e abster-se dele, e ele não é teu escravo e atendente em tua casa, e porque tu não lhe dizer o que está no teu coração, e atormenta a tua alma a perecer por esse assunto?E ela disse-lhes: Eu estou esforçando diariamente para persuadi-lo, e ele não vai consentir aos meus desejos, e eu prometi-lhe tudo o que é bom, e ainda pude encontrar nenhum retorno dele; Por isso, estou em um estado de declínio como você vê.E Zelicah ficou muito doente por conta de seu desejo para com José, e estava desesperadamente apaixonado por conta dele, e todo o povo da casa de Zelicah e seu marido não sabia nada sobre este assunto, que Zelicah estava doente por causa do seu amor a Joseph.E todo o povo de sua casa perguntou-lhe, dizendo: Por que estás doente e em declínio, e te falta nada? e ela disse-lhes: Eu não sei de uma coisa que aumenta dia a dia em cima de mim.E todas as mulheres e as amigas vinham diariamente para vê-la, e falaram com ela, e ela disse-lhes: Isto só pode ser através do amor de José, e eles lhe disseram: Persuade-lo e prendê-lo secretamente, talvez ele dar ouvidos a ti, e adiar essa morte de ti.E Zelicah ficou pior a partir de seu amor a José, e ela continuou a diminuir, até que ela tinha força para ficar escassos.E em um certo dia José estava fazendo seu trabalho de mestrado em casa, e Zelicah veio secretamente e caiu subitamente sobre ele, e Joseph levantou-se contra ela, e ele era mais poderoso que ela, e ele a trouxe para o chão.E Zelicah chorou por conta do desejo de seu coração para ele, e ela suplicou-lhe com choro, e as lágrimas fluíram por suas bochechas, e falou-lhe em tom de súplica e, com amargura de alma, dizendo:Porventura, nunca ouviu falar, visto ou conhecido de uma mulher tão bonita como eu sou, ou melhor do que eu, que falar-te diariamente, entram em um declínio através do amor por ti, para conferir toda essa honraria sobre ti, e tu ainda não ouvidos a minha voz?E se é por medo do teu Mestre para que ele não te punir, como o rei vive, nenhum mal virá a ti de teu senhor por essa coisa, agora, portanto, orar me ouvir, e autorização para o bem da honra que tenho conferidas ti, e adiar essa morte de mim, e por que eu deveria morrer por causa de ti? e ela parou de falar.E José respondeu-lhe, dizendo: Abster-se de mim, e deixar este assunto para meu mestre, meu mestre eis que não sabe o que lá está comigo em casa, por tudo o que pertence a ele entregou em minha mão, e como poderei fazer essas coisas na casa de meu senhor?Pois ele também me muito honrado em sua casa, e ele também me fez mordomo da sua casa, e ele exaltou-me, e não há ninguém mais nesta casa que eu sou, e meu senhor nada tem absteve-se de mim, excetuando-te que és a mulher, como então podes dizer estas palavras a mim, e como posso fazer este grande mal e pelo pecado a Deus e ao teu marido?Agora, pois, abster-se de mim, e não falam mais palavras como estas, porque eu não ouvir as tuas palavras. Mas Zelicah não quis ouvir a José quando ele falou estas palavras a ela, mas ela seduziu-o diariamente para ouvi-la.E foi depois disso que o ribeiro do Egito se encheu acima de todos os seus lados, e todos os habitantes do Egito, saiu, e também o rei e os príncipes saíram com tamborins e danças, pois foi uma grande alegria no Egito, e uma férias na época da inundação do Nilo mar, e eles foram lá para alegrar o dia todo.E quando os egípcios foram para o rio para se alegrar, como era seu costume, todas as pessoas da casa de Potifar, foi com eles, mas Zelicah não iria com eles, pois ela disse, estou indisposta, e ela permaneceu sozinha em da casa, e nenhuma outra pessoa estava com ela na casa.E ela se levantou e subiu ao seu templo na casa, e vestiu-se com roupas de príncipe, e ela colocou em cima de sua cabeça as pedras preciosas das pedras de ônix, embutidos de ouro e prata, e ela embelezou o rosto ea pele com todos os tipos de mulheres purificação de líquidos, e ela o templo perfumado e casa com cássia e incenso, e ela espalhou mirra e aloés, e ela depois sentou-se na entrada do templo, na passagem da casa, através do qual José passou a fazer seu trabalho, e eis que José chegou do campo, e entrou na casa para fazer a obra de seu mestre.E ele veio para o lugar pelo qual ele tinha que passar, e viu todo o trabalho de Zelicah, e ele voltou.E viu José Zelicah volta dela, e ela o chamou, dizendo: Que tens José? vir a tua obra, e eis que vou fazer o quarto para ti até tu ter passado a sede de ti.E José voltou, e chegou à casa, e passou dali para o local de sua cadeira, e sentou-se para fazer a obra de seu mestre, como de costume e eis Zelicah veio a ele e estava diante dele com roupas principescas, eo cheiro de seu roupas se espalhou para longe.E ela se apressou e pegou de José e as suas vestes, e disse-lhe: Como vive o rei se não fores tu realizar meu pedido morrer nesse dia, e ela apressou-se e estendeu a outra mão e tirou uma espada de baixo suas vestes, e ela colocou-se ao pescoço de José, e disse: Levante-se e realizar o meu pedido, e se tu não morrerás este dia.E José estava com medo dela para ela fazer essa coisa, e ele se levantou para fugir dela, e ela tomou a frente de suas vestes, e no terror de seu vôo a roupa que o Zelicah apreendido foi rasgado, e José deixou a roupa na mão de Zelicah, e ele fugiu e saiu, pois ele estava com medo.E quando Zelicah viu que veste José foi rasgado, e que ele havia deixado na mão, e fugira, tinha medo de sua vida, para que o relatório deve espalhar sobre ela, e ela levantou-se e agiu com astúcia, e colocar arrancou as roupas em que ela estava vestida, e ela colocou o outro vestuário.E ela levou roupa de José, e ela o colocou ao lado dela, e ela foi e sentou-se no lugar onde ela havia sentado em sua doença, antes que as pessoas da casa dela tinha saído para o rio, e ela chamou um rapaz que Foi então na casa, e ela mandou chamar o povo da casa com ela.E quando ela os viu, disse-lhes com voz forte e lamentação, Veja o que um hebreu seu mestre trouxe-me em casa, ele veio para este dia para se deitar comigo.Para quando você tinha saído, ele chegou à casa, e vendo que não havia nenhuma pessoa na casa, ele veio até mim e me segurou, com a intenção de se deitar comigo.E eu agarrei as suas vestes e rasgou-os e chamou-se contra ele com uma voz, e quando eu tinha levantado a minha voz, ele estava com medo de sua vida e deixou a sua roupa antes de mim, e fugiu.E o povo de sua casa falou nada, mas sua ira foi muito acendeu contra José, e foram para seu mestre e lhe disse as palavras de seu embuste.E Potifar voltou para casa furioso, e sua mulher gritou-lhe, dizendo: Que é isto que fizeste-me em trazer um He. servo cerveja em minha casa, pois ele veio a mim neste dia ao desporto comigo, assim que ele fez para mim nesse dia.E Potifar, ouviu as palavras de sua esposa, e ele ordenou José que ser punidos com listras grave, e eles fizeram isso para ele.sabes E enquanto eles estavam ferindo, José gritou com voz forte, e ele levantou os olhos ao céu, e disse: Ó Senhor Deus, tu que eu sou inocente de todas essas coisas, e porque é neste dia que eu morrer através da falsidade, pela mão destes homens não circuncidados ímpios, que tu conheces?E enquanto os homens de Potifar batiam José, ele continuou a gritar e chorar, e havia uma criança há onze meses de idade, eo Senhor abriu a boca da criança, e ele falou estas palavras diante dos homens de Potifar, que estavam ferindo José, dizendo:O que você quer deste homem, e por que você faria este mal dele? minha mãe fala falsamente e profere mentiras, assim foi a transação.E o menino disse-lhes com precisão tudo o que aconteceu, e todas as palavras de Zelicah com José dia após dia ele declarar-lhes.E todos os homens, ouvindo as palavras da criança e quiseram saber muito com as palavras do filho, a criança parou de falar e ficou parado.E Potifar ficou muito envergonhado com as palavras de seu filho, e ordenou a seus homens para não bater Joseph mais, e os homens deixaram de bater Joseph.E Potifar levou José e ordenou que ele fosse levado à justiça perante os sacerdotes, que eram os juízes que pertencem ao rei, a fim de julgá-lo sobre este assunto.E Potifar e José vieram antes de os padres que eram juízes do rei, e disse-lhes: Decida peço-vos, o juízo é devido a um empregado, pois assim ele fez.E os padres disseram a José: Por que tu faça tal coisa ao teu mestre? e José respondeu-lhes, dizendo: Não é assim meus senhores, o que estava acontecendo, e Potifar disse a José: Certamente eu confiado em tuas mãos tudo o que pertencia a mim, e eu retidos nada de ti, mas minha esposa, e como tu pudesses fazer este mal?E José respondeu, dizendo: Não é bem assim meu senhor, como o Senhor vive, e vive a tua alma, meu senhor, a palavra que fizeste ouvir tua mulher é falso, pois assim foi o caso hoje.Um ano se passou para mim desde que eu estive em tua casa, viste em mim alguma culpa, ou qualquer coisa que possa causar-te a pedir a minha vida?E os padres disseram Potifar até Enviar, pedimos-te, e deixá-los trazer diante de nós vestido rasgado de José, e vamos ver o rasgo nele, e se será que a lágrima é na frente do vestuário, então seu rosto deve ter sido em frente a ela e ela deve ter agarrado a ele, para chegar a ela, e com engano fez tua mulher faz tudo o que ela falou.E trouxeram roupa de José, perante os sacerdotes que eram os juízes, e eles viram e eis que a lágrima estava na frente de José, e todos os sacerdotes julgar sabia que ela insistiu, e eles disseram: A sentença de morte não é devido a esta escravo para que ele não fez nada, mas seu julgamento é que ele seja colocado na prisão por conta do relatório, que por meio dele saiu contra a tua esposa.E Potifar ouvindo as suas palavras, e ele o colocou na prisão, o lugar onde os presos do rei estão confinados, e José estava na casa dos 12 anos de confinamento.E, não obstante isso, mulher do seu senhor não desviará dele, e ela não deixará de falar com ele dia após dia, para ouvires a ela, e no final de três meses Zelicah continuou indo para José até a casa do dia de confinamento por dia , e ela seduziu-o a dar ouvidos a ela, e Zelicah disse a José: Como queres ficar por muito tempo nesta casa? mas ouvi agora a minha voz, e eu te trará fora desta casa.E José respondeu-lhe, dizendo: É melhor para mim permanecer nesta casa do que para ouvires as tuas palavras, pecar contra Deus, e disse-lhe: Se tu não realizar o meu desejo, eu arrancarei os teus olhos, adicionar grilhões de teus pés, e vai te entregar nas mãos deles, a quem tu não fizeste saber antes.E José respondeu-lhe e disse: Eis o Deus de toda a terra é capaz de entregar-me de tudo o que tu podes fazer para mim, pois ele abre os olhos dos cegos, e solta aqueles que estão vinculados, e preservando todos os estrangeiros que estão familiarizadas com a terra.E quando Zelicah foi incapaz de convencer José para escutar, ela deixou de ir para seduzi-lo, e José ainda estava confinada na casa do confinamento. E Jacó, pai de José, e todos os seus irmãos que estavam na terra de Canaã ainda lamentou e chorou nesses dias por conta de José, Jacob não quer ser consolada pelo filho José e Jacó gritou, chorou e lamentou todos os dias.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 45 - Um Relato de Familiares de Filhos de Jacob.


E foi nesse momento em que ano, que é o ano de José a descer para o Egito atrás de seus irmãos o tinham vendido, que Rúben, o filho de Jacó foi para Timna e tomou para si por mulher Eliuram, filha de Avi o cananeus, e ele veio com ela.E Eliuram a esposa de Reuben concebeu e deu à luz Enoque, Palu, Chetzron e Carmi, quatro filhos, e Simeão, seu irmão levou sua irmã Dinah para uma mulher, e ela até deu-lhe Memuel, Yamin, Ohad, Jaquim e Zochar, cinco filhos .E depois veio a Bunah a mulher cananéia, o mesmo é quem Bunah Simeão tomou cativo da cidade de Siquém, e Bunah era antes Dinah e participou em cima dela, Simeão veio a ela, e até lhe deu Saul.E foi Judá, à época, Adulam, e ele veio com um homem de Adulam, e seu nome era Hira, E viu Judá ali a filha de um homem de Canaã, e seu nome era Aliyath, a filha de Suá, e ele tomou ela, e se aproximou dela, e Aliyath deu a Judá, Er, Onan e Shiloh, de três filhos.E Levi, Issacar foi para a terra do oriente, e tomaram para si mesmos esposas para as filhas de Jobabe, filho de Joctã, filho de Éber, e Jobabe, filho de Joctã tinha duas filhas; o nome da mais velha era Adinah eo nome do jovem era Aridah.E tomou Adinah Levi, Issacar teve Aridah, e eles vieram para a terra de Canaã, à casa de seu pai, e Adinah nua até Levi, Gérson, Kehath e Merari; três filhos.E Aridah nua até Issacar: Tola, Puva, Jó e Shomron, quatro filhos, e Dan foi para a terra de Moabe, e levou para uma mulher Aphlaleth, filha de Chamudan, a moabita, e ele a trouxe para a terra de Canaã.E Aphlaleth era estéril, não tinha filhos, e Deus se lembrou mais tarde Aphlaleth a esposa de Dan, e ela concebeu e teve um filho, e chamou o seu nome Chushim.E Gade e Naftali foi para Harã, e tomou dali as filhas de Amuram filho de Uz, filho de Naor, para as esposas.E estes são os nomes das filhas de Amuram, o nome da mais velha era Merimah, eo nome da menor Uzith e Naftali teve Merimah e Gad tomou Uzith, e trouxe-os para a terra de Canaã, à casa de seu pai .E Merimah nua Naftali Yachzeel, Guni, Jazer e Shalem, quatro filhos, e Uzith nua a Gade Zephion, Chagi, Suni, Esbom, Eri, Arodi e Arali, sete filhos.E Asher saiu e levou a filha de Adon Aphlal, filho de Hadade, filho de Ismael, para uma esposa, e ele a trouxe para a terra de Canaã.E Adon a esposa de Aser morreram nesses dias: ela não tinha filhos, e foi depois da morte de Adon que Asher foi para o outro lado do rio e tomou por mulher a filha de Hadurah Abimael, filho de Éber, o filho de Shem.E a moça era de uma aparência graciosa, e uma mulher de bom senso, e ela tinha sido mulher de Malkiel filho de Elão, filho de Shem.E Hadurah deu à luz uma filha até Malkiel, e ele chamou o seu nome Serach e Malkiel morreu depois disso, e Hadurah foi e permaneceu na casa de seu pai.E depois da morte da esposa em Aser, e tomou Hadurah por uma mulher, e trouxe para a terra de Canaã, e Serach sua filha, ele também trouxe com eles, e ela tinha três anos, ea menina foi levada até na casa de Jacob.E a donzela era de uma aparência graciosa, e ela foi santificada pelos caminhos dos filhos de Jacob, ela não tinha nada, e que o Senhor deu sabedoria e entendimento.E Hadurah a esposa de Aser concebeu e deu-lhe Yimnah, Yishvah, Yishvi e Berias; quatro filhos.E Zebulom foi para Midiã, e tomou por mulher a filha de Merishah Molad, filho de Abida, filho de Midiã, e trouxe para a terra de Canaã.E Merushah nua Zebulom Serede, Elon e Yachleel; três filhos.E Jacó enviou a Síria, o filho de Zobá, filho de Tera, e levou para seu filho Benjamin Mechalia filha de Arã, e ela veio para a terra de Canaã, para a casa de Jacó, e Benjamin tinha dez anos quando ele levou a filha Mechalia da Síria para uma mulher.E Mechalia concebeu e deu à luz a Benjamim: Bela, Bequer, Asbel, Gera e Naamã, cinco filhos, e Benjamin foi mais tarde e levou para um Aribath esposa, a filha de Shomron, filho de Abraão, além de sua primeira esposa, e ele foi 18 anos de idade e Aribath nua Benjamim Achi, VOSH, Mupim, Chupim, e Ord, cinco filhos.E naqueles dias, Judá foi para a casa de Shem e tomou Tamar, filha de Elam, filho de Sem, de uma esposa para seu primeiro Er nascido.E Er chegou à sua esposa Tamar, e ela se tornou sua esposa, e quando ele veio para ela, aparentemente destruída a sua descendência, eo seu trabalho era mau aos olhos do Senhor, eo Senhor o matou.E foi depois da morte de Er, o primogênito de Judá, que Judá disse a Onan, vá para a mulher de teu irmão e casar com ela como o parente mais próximo, e suscita semente a teu irmão.Onã, porém, tomou Tamar, a esposa e ele veio com ela, e também gostava de Onan para a obra de seu irmão, e seu trabalho era mau aos olhos do Senhor, e ele também o matou.E quando Onã morreram, disse Judá a Tamar, permanecer na casa de teu pai até que meu filho Shiloh tem crescido, e de Judá, não fez mais prazer em Tamar, para dar-lhe Siló., pois disse: Talvez ele também vai morrer como sua irmãos.Tamar se levantou e foi e permaneceu na casa de seu pai, e Tamar foi na casa de seu pai por algum tempo.E a revolução do ano, Aliyath a mulher de Judá morreu, e Judá foi consolado por sua esposa, e depois da morte de Aliyath, Judá subiu com seu amigo Hira, a Timna para tosquiar suas ovelhas.Tamar e Judá soube que tinha ido até a Timna para tosquiar as ovelhas, e Shiloh, que havia crescido, e Judá não tinha prazer nela.Tamar se levantou e colocou as vestes da sua viuvez, e pôs um véu sobre ela, e ela se cobriu totalmente, e ela foi e sentou-se na via pública, que está sobre o caminho de Timna.E Judá passou e viu-a e levou-a e ele veio com ela, e ela concebeu dele, e no momento de ser entregue, eis que havia gêmeos no seu ventre, e ele chamou o nome da primeira Perez, e os nome da Zarah segundo.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 46 - José interpreta os sonhos de seus companheiros de prisão.


Naqueles dias, José ainda estava confinada na casa prisional, na terra do Egito.Naquela época os atendentes de Faraó estavam diante dele, o chefe dos mordomos eo chefe dos padeiros que pertenceu ao rei do Egito.E o mordomo tomou vinho e colocou-o diante do rei para beber, eo padeiro colocou o pão perante o rei para comer, eo rei bebeu do vinho e comeu o pão, ele e os seus servos e ministros que comia à mesa do rei .E enquanto eles estavam comendo e bebendo, o copeiro eo padeiro permaneceu lá, e os ministros do Faraó encontrou muitas moscas no vinho, que o mordomo trouxera, e pedras de salitre foram encontrados no pão do padeiro.E o capitão da guarda colocado Joseph como tratador oficiais de Faraó, e os oficiais de Faraó estavam no confinamento de um ano.E no final do ano, ambos tiveram sonhos em uma noite, no lugar de confinamento, onde foram, e pela manhã veio José a eles para assistir a eles, como de costume, e ele os viu, e eis que os seus rostos estavam desanimado e triste.E José lhes perguntou: Por que seu semblante triste e desanimado neste dia? e eles disseram-lhe: Nós sonhei um sonho, e não há ninguém para interpretá-lo, e José lhes disse: Relacionar, peço-vos, o seu sonho para mim, e Deus vos dará uma resposta de paz como você deseja.E o mordomo relatou seu sonho a José, e ele disse, eu vi em meu sonho, e eis que uma vinha era grande antes de mim, e ao que vinha, vi três ramos, e vinha depressa floresceu e chegou a uma grande altura, e sua clusters foram curados e tornou-se uvas.E tomei as uvas e os pressionou em um copo e colocou na mão de Faraó, e ele bebeu, e José disse-lhe: Os três ramos que estavam em cima da videira são três dias.No entanto, dentro de três dias, o rei vai pedir-te a ser levados para fora e ele vai te restaurar teu ofício, e darás o rei, seu vinho para beber, em primeiro lugar, quando tu eras seu copeiro, mas deixe-me achar graça aos teus olhos , que tu lembra de mim a Faraó quando ele vai estar bem contigo, e praticar a bondade para mim, e me tirou dessa prisão, pois fui roubado da terra de Canaã, e foi vendido como escravo neste lugar .E também o que foi dito acerca de ti mulher do meu senhor é falso, porque me colocou nesta masmorra para nada, eo mordomo respondeu José, dizendo: Se o negócio rei bem comigo, como no início, como tu última interpretada para mim, Farei tudo o que tu desejas, e vai-te trazido para fora da masmorra.E o padeiro, vendo que José tinha exatamente interpretou o sonho do mordomo, também se aproximou, e relacionado a totalidade do seu sonho a José.E ele disse-lhe: No meu sonho eu vi e eis que três cestos de pão branco em cima de minha cabeça, e olhei, e eis que estavam no cesto mais alto todos os tipos de carnes assadas para Faraó, e eis que os pássaros estavam comendo-os de na minha cabeça.E José disse-lhe: Os três cestos que tu vê são três dias, ainda dentro de três dias Faraó vai tirar tua cabeça, e pendurar-te em cima de uma árvore, e as aves comerão a tua carne de sobre ti, como vês na teu sonho.Naqueles dias, a rainha estava prestes a ser entregue, e no mesmo dia, ela vos pariu um filho do rei do Egito, e proclamou que o rei tinha chegado ao seu primeiro filho nasceu e todo o povo do Egito, juntamente com os oficiais e agentes da Faraó se alegrou muito.E no terceiro dia de seu nascimento Faraó fez uma festa para seus oficiais e servos, para os anfitriões da terra de Zoar e da terra do Egito.E todo o povo do Egito e os servos de Faraó, veio para comer e beber com o rei na festa de seu filho, e regozijar-se com alegria do rei.E todos os oficiais do rei e os seus servos estavam regozijando-se, nesse momento, por oito dias na festa, e eles fizeram uma festa com todos os tipos de instrumentos musicais, com tamboris e com danças na casa do rei, por oito dias.E o mordomo, a quem José havia interpretado seu sonho, se esqueceu de José, e ele não fez menção ao rei como tinha prometido, para isso veio do Senhor, a fim de punir José porque ele havia confiado no homem.E José continuou após esta na casa de prisão de dois anos, até que ele havia completado 12 anos.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 47 - Abençoa Isaac seus dois filhos e morre. Sua propriedade está dividida. Esaú leva todos os bens pessoais e Jacob escolhe a herança da terra de Canaã, com a caverna de Macpela para uma sepultura.


E Isaac, filho de Abraão ainda estava vivendo naqueles dias na terra de Canaã, ele era muito idoso, cento e oitenta anos de idade, e Esaú, seu filho, o irmão de Jacó, foi na terra de Edom, e ele e seus filhos tinham posses em que entre os filhos de Seir.E Esaú ouviu que o tempo de seu pai estava se aproximando de morrer, e ele e seus filhos e da casa vieram para a terra de Canaã, à casa de seu pai, e Jacó e seus filhos saíram do lugar onde habitavam em Hebrom, e eles tudo veio a seu pai Isaque, e encontraram Esaú e seus filhos na tenda.E Jacó e seus filhos, sentou-se diante de seu pai Isaac e Jacó ainda estava de luto por seu filho Joseph.E disse Isaque a Jacó: Chega-me aqui o teu filhos e eu os abençoarei, e Jacó trouxe seus onze filhos antes de seu pai Isaac.Isaac e colocou as mãos sobre todos os filhos de Jacob, e ele pegou e os abraçou e beijou-os um por um, e Isaque abençoou naquele dia, e ele disse-lhes: Que o Deus de teus pais te abençoe lo e aumentar a sua semente como as estrelas do céu para o número.E Isaac também abençoou os filhos de Esaú, dizendo: Que Deus possa fazer com que você seja um medo e um terror para todos os que vos contemplam, e para todos os seus inimigos.E Isaque chamou a Jacó e seus filhos, e todos eles vieram e se sentaram antes de Isaque, e Isaque disse a Jacó, o Senhor Deus de toda a terra me disse: À tua descendência darei esta terra por herança, se os teus filhos guardam os meus estatutos e os meus caminhos, e eu vou fazer-lhes o juramento que fiz ao teu pai Abraão.Agora, pois, meu filho, ensinar a teus filhos e os teus filhos filhos a temer ao Senhor, e ir no bom caminho que vai agradar ao Senhor teu Deus, para se manter os caminhos do Senhor e os seus estatutos que o Senhor também irá manter até que sua aliança com Abraão, e não vai bem com você e sua semente todos os dias.E quando Isaac tinha acabado Jacob comandante e seus filhos, ele entregou o espírito e morreu, e foi recolhido ao seu povo.E Jacó e Esaú caiu sobre o rosto de seu pai, Isaac, e choraram, e Isaque cento e oitenta anos de idade quando morreu, na terra de Canaã, em Hebron, e seus filhos o levaram para a caverna de Macpela, que Abraão tinha comprado aos filhos de Hete em possessão de sepultura.E todos os reis da terra de Canaã foi com Jacó e Esaú, para enterrar de Isaque e de todos os reis de Canaã mostrou Isaac grande honra em sua morte.E os filhos de Jacó e os filhos de Esaú partiu descalço ao redor, caminhar e lamentar até que chegaram arba Kireath.E Esaú e Jacó enterrou seu pai Isaac na caverna de Macpela, que está em Kireath-Arba, em Hebron, e foi sepultado com grande honra, como no funeral de reis.E Jacó e seus filhos, e Esaú e seus filhos, e todos os reis de Canaã fizeram um grande e pesado luto, e foi sepultado e pranteou muitos dias.E com a morte de Isaac, ele deixou o seu gado e seus bens e tudo que lhe pertencia a seus filhos, e disse Esaú a Jacó: Eis aqui peço-te que tudo o que nosso pai deixou, vamos dividi-lo em duas partes, e eu terá a opção, e Jacó disse: Vamos fazê-lo.Jacó tomou tudo o que Isaac tinha deixado na terra de Canaã, o gado ea propriedade, e colocou-as em duas partes antes de Esaú e seus filhos, e disse a Esaú: Eis que tudo isto está diante de ti, escolhe tu para ti a metade que tu irás tomar.E disse Jacó a Esaú, te ouvir te peço que eu vou falar a ti, dizendo: O Senhor Deus do céu e da terra, falou a nossos pais Abraão e Isaque, dizendo: À tua descendência darei esta terra por herança para sempre.Agora, pois, tudo o que nosso pai deixou está diante de ti, e eis que toda a terra está diante de ti, tens de escolher a eles o que desejas.Se amas a terra, levá-lo para as crianças ti e ao teu para sempre, e eu vou aproveitar esta riqueza, e amas as riquezas tomarás para ti, e vou aproveitar esta terra para mim e para meus filhos para herdá-la para sempre.E Nebayoth, filho de Ismael, foi, então, na terra com os seus filhos, e Esaú foi nesse dia e consultou com ele, dizendo.Assim tem Jacó falou de mim, e, portanto, tem ele me respondeu, agora dar conselhos a tua e vamos ouvir.E Nebayoth disse: Que é isto a ti que Jacó falou? eis que todas as crianças de Canaã são habitação segura na sua terra e Jacó sayeth ele vai herdá-la com a sua semente todos os dias.Vá, pois, agora e tomar todas as riquezas de teu pai e deixar teu irmão Jacó, na terra, como ele falou.E Esaú levantou-se e voltaram a Jacó, e fez tudo o que Nebayoth o filho de Ismael tinha avisado, e Esaú tomou todas as riquezas que Isaac tinha deixado, as almas, as feras, o gado ea propriedade, e todas as riquezas, ele não deu nada ao seu irmão Jacó, e Jacó levou toda a terra de Canaã, desde o ribeiro do Egito até o rio Eufrates, e ele tomou, em possessão perpétua, e os seus filhos e para sua semente depois dele para sempre.Jacó também teve de seu irmão Esaú a caverna de Macpela, que está em Hebron, que Abraão tinha comprado de Efrom, de posse de um local de sepultamento para ele e sua descendência para sempre.E Jacó escreveu todas estas coisas no livro de compra, e assinou-o, e ele testemunhou tudo isso com quatro testemunhas fiéis.E estas são as palavras que Jacob escreveu no livro, dizendo: A terra de Canaã e todas as cidades dos heteus, os heveus, dos jebuseus, os amorreus, os perizeus, e os Gergashites, todas as sete nações desde o rio do Egito até ao rio Eufrates.E a cidade de Hebron Kireath-Arba, ea cova que está nele, o todo Jacó comprar de seu irmão Esaú, valor de posse e de herança para sua descendência depois dele para sempre.E Jacob tomou o livro da compra e da assinatura, o comando e os estatutos eo livro revelado, e ele colocou em um vaso de barro a fim de que eles devem permanecer por um longo tempo, e ele os entregou nas mãos de seus filhos .Esaú tomou tudo o que seu pai havia deixado após a sua morte de seu irmão Jacó, e levou todos os bens, de homem e besta, camelos e jumentos, boi e carneiro, prata e ouro, pedras e bdélio, e todas as riquezas que pertencera a Isaac, filho de Abraão, não havia mais nada que Esaú não tomou para si, de tudo o que Isaac tinha deixado após sua morte.E Esaú tomou tudo isto, e ele e seus filhos foram para casa à terra de Seir, horeu, longe de seu irmão Jacó e seus filhos.E Esaú tinha posses entre os filhos de Seir, e Esaú não voltou para a terra de Canaã, a partir desse dia em diante.E toda a terra de Canaã tornou-se uma herança aos filhos de Israel por herança eterna, e Esaú com todos os seus filhos herdaram a montanha de Seir.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 48 - Sonhos de Faraó. Não receberem uma interpretação satisfatória de Magos, ele ordena que os Reis Magos para ser morto. O King's Butler faz de presentes Joseph manifesta a Faraó. José é levado perante o rei, que relata seus sonhos com ele. José, pelo dom de Deus, interpreta-los. Uma grande fome previsível.


Naqueles dias, depois da morte de Isaac, o Senhor ordenou e causaram a fome sobre a terra inteira.Na época do faraó, rei do Egito estava sentado em seu trono na terra do Egito, e se deitou em sua cama e sonhava e Faraó viu em seu sonho que ele estava de pé ao lado do rio do Egito.E enquanto ele estava parado e eis que ele viu sete vacas gordas e polpa bem favorecido subiam do rio.E outras sete vacas, magro descarnado e mal favorecidas, subiam depois delas, e os sete doentes favorecidos engolido as privilegiado, e ainda o seu aspecto era doente como à primeira vista.E ele acordou, e ele dormiu novamente e sonhou pela segunda vez, e viu, e eis que sete espigas de milho subiu em cima de um pé, rank e bom, e sete espigas miúdas queimadas do vento oriental surgiu, depois deles, e as espigas magras devoravam as cheias, e Faraó despertou do seu sonho.E pela manhã, o rei lembrou seus sonhos, e seu espírito estava perturbado, infelizmente, por conta de seus sonhos, eo rei se apressou e mandou chamar todos os adivinhadores do Egito, e os sábios, e eles vieram e se apresentaram diante do Faraó.E o rei lhes disse: Eu sonhei sonhos, e não há ninguém para interpretá-los, e disseram ao rei, dizem teus sonhos aos teus servos, e vamos ouvi-los.E o rei os seus sonhos relacionados a eles, e todos eles respondeu, e disse com uma voz para o rei, o rei pode viver para sempre, e esta é a interpretação dos teus sonhos.As sete vacas formosas que tu vê denotam sete filhas que nascerá a ti nos últimos dias, e as sete vacas que viste subir atrás deles, e os tragou, são um sinal de que as filhas, que vai nascer a ti que todos morrem no tempo de vida do rei.E o que tu vê no segundo sonho de sete plena bons ouvidos do milho subir em cima de um pé, esta é a sua interpretação, que tu te a construir nos últimos dias sete cidades por toda a terra do Egito, e que tu viste dos sete blasted espigas de milho brotando atrás deles e engolindo-os tu, enquanto contemplá-los com os teus olhos, é um sinal de que as cidades que queres construir serão todos destruídos nos últimos dias, no tempo de vida do rei.E quando disse estas palavras do rei, não inclina seus ouvidos a suas palavras, nem ele consertar seu coração sobre eles, pois o rei sabia, em sua sabedoria que não dar uma correta interpretação dos sonhos, e quando eles tinham acabado falar perante o rei, o rei respondeu-lhes, dizendo: Que é isso que você falou para mim? Com certeza você já proferiu mentira e falam mentiras;, pois, a correcta interpretação dos meus sonhos, que você não pode morrer.E o rei ordenou, após isto, e ele mandou chamar novamente para outros sábios, e eles vieram e se apresentaram diante do rei, eo rei relacionadas seus sonhos para eles, e todos lhe responderam de acordo com a primeira interpretação, e do rei ira se acendeu e ele estava muito indignado, eo rei disse-lhes: Certamente, você fala mentira e falsidade absoluta no que você disse.E o rei ordenou que um anúncio deve ser emitido por toda a terra do Egito, dizendo: Isso é resolvido pelo rei e seus grandes homens, que qualquer homem sábio que conhece e compreende a interpretação de sonhos, e não virá este dia antes da rei morrerá.E o homem que irá declarar ao rei a interpretação correcta dos seus sonhos, não deve ser dado a ele tudo o que ele vai exigir do rei. E todos os sábios da terra do Egito, diante do rei, juntamente com todos os magos e feiticeiros que estavam no Egito e em Goshen, em Ramsés, em Tachpanches, em Zoar, e em todos os lugares, nas fronteiras do Egito, e todos eles se apresentaram diante do rei.E todos os nobres e os príncipes, e os assistentes pertencentes ao rei, veio junto de todas as cidades do Egito, e todos eles assentaram-se diante do rei, eo rei relacionadas seus sonhos antes que os homens sábios, e os príncipes, e todos os que estava diante do rei estava atônito com a visão.E todos os sábios que estavam diante do rei estavam muito divididos em sua interpretação de seus sonhos, alguns deles, interpretou-as ao rei, dizendo: As sete vacas formosas são sete reis, que a partir da emissão do rei será levantado sobre o Egito.E as sete vacas ruins são sete príncipes, que se levantarão contra eles nos últimos dias e destruí-los, e as sete espigas de milho são os sete grandes príncipes pertencentes ao Egito, que vai cair nas mãos dos sete menos poderosos príncipes de seus inimigos nas guerras do nosso senhor, o rei.E alguns deles interpretados ao rei desta maneira, dizendo: As sete vacas formosas são as cidades fortificadas do Egito, e as sete vacas ruins são as sete nações da terra de Canaã, que virá contra as sete cidades do Egipto, em últimos dias e destruí-los.E o que viste no segundo sonho, de sete espigas boas e ruins de milho, é um sinal de que o governo do Egito voltar novamente para a tua descendência como no início.E no seu reinado o povo das cidades do Egito, vai se voltar contra as sete cidades de Canaã, que são mais fortes do que eles são, e destruí-los, eo governo do Egito, voltará à tua descendência.E alguns deles disse ao rei, esta é a interpretação dos sonhos teus; as sete vacas boas são sete damas, a quem tu levar para as esposas nos últimos dias, e as sete vacas denotam má que as mulheres vão morrer na tempo de vida do rei.E as sete espigas boas e ruins de milho que tu vê no segundo sonho, são catorze crianças, e será nos últimos dias que eles vão se levantar e lutar entre si, sendo que sete deles ferirei sete que são mais poderosa.E alguns deles disseram estas palavras ao rei, dizendo: Os sete denotar vacas bom que sete filhos nascerá de ti, e eles vão matar sete filhos de teus filhos nos últimos dias, e as sete belas espigas de milho que tu tu vê no segundo sonho, são os príncipes contra a qual sete príncipes outros menos poderosos vão lutar e destruí-los nos últimos dias, e vingar a causa de teus filhos, e que o governo vai voltar novamente para a tua descendência.E o rei ouviu as palavras dos sábios do Egito e sua interpretação de seus sonhos, e nenhum deles agradou ao rei.E o rei sabia, em sua sabedoria que não totalmente falar corretamente em todas estas palavras, pois este era do Senhor de frustrar as palavras dos sábios do Egito, a fim de que José poderia sair da casa de parto, e a fim de que ele deveria tornar-se grande no Egito.E o rei viu que ninguém entre todos os sábios e mágicos do Egito falou corretamente para ele, e da ira do rei se acendeu, e sua raiva ardia dentro dele.E o rei ordenou que todos os sábios e magos devem sair de diante dele, e todos eles saíram da presença do rei com vergonha e desgraça.E o rei ordenou que um anúncio ser enviado através do Egito para matar todos os magos que estavam no Egito, e nenhum deles deve ser sofrido para se viver.E os chefes das guardas pertencentes ao rei se levantou, e cada homem sacou a espada, e começaram a ferir os magos do Egito, e os sábios.E após esta Merod, copeiro-mor ao rei, veio e prostrou-se diante do rei e sentou-se diante dele.E o mordomo disse ao rei: Que o rei viva para sempre, e seu governo ser exaltado na terra.Tu eras zangado com o teu servo, naqueles dias, agora dois últimos anos, e tu me colocar na ala, e eu estava há algum tempo na enfermaria, eu eo chefe dos padeiros.E lá estava conosco um servo hebreu pertencente ao capitão da guarda, seu nome era José, seu mestre havia ficado furioso com ele eo colocou na casa de parto, e ele atendeu-nos lá.E em algum tempo depois, quando estávamos na enfermaria, sonhamos sonhos em uma noite, eu eo chefe dos padeiros; sonhamos, cada um conforme a interpretação do seu sonho.E chegamos de manhã e disse-lhes que aquele servo, e ele nos interpretou os nossos sonhos, a cada um segundo o seu sonho, ele interpretar corretamente.E sucedeu que, como ele nos interpretou, assim era o evento, não caiu no chão nenhuma das suas palavras.E agora, pois o meu senhor e rei não matar o povo do Egito para nada, eis que o escravo ainda está confinado na casa do capitão da guarda, seu mestre, na casa do confinamento.Se agradar ao rei mande para ele que ele pode vir diante de ti e ele vai dar a conhecer a ti, a correta interpretação do sonho que sonho tu.E o rei ouviu as palavras do copeiro-chefe, o rei ordenou que os sábios do Egito não deveria ser morto.E o rei ordenou aos seus servos para levar Joseph diante dele, eo rei disse-lhes: Ide a ele e não aterrorizá-lo para não ser confundido e não sabe falar corretamente.E os servos do rei se dirigiu a José, eo fizeram sair logo da cova, e os servos do rei raspada, e ele mudou de roupa de prisão e ele veio perante o rei.E o rei estava sentado no seu trono real, em um vestido de príncipe cingida ao redor com um éfode de ouro, o ouro fino, que foi em cima dele brilhavam, e do carbúnculo e do rubi e da esmeralda, junto com todas as pedras preciosas que estavam sobre o cabeça do rei, os olhos deslumbrados, e José questionou muito menos o rei.E o trono em que o rei Davi foi coberto com ouro e prata, com pedras de ônix, e teve etapas setenta.E era seu costume em toda a terra do Egito, que cada homem que veio falar com o rei, se ele era um príncipe ou um que foi estimável aos olhos do rei, ele subiu ao trono do rei, na medida em que os trinta -primeiro passo, eo rei ia descer para a etapa trigésimo sexto, e falar com ele.Se ele era uma das pessoas comuns, ele subiu para a terceira etapa, eo rei ia descer ao quarto e falar com ele, e seu costume foi, aliás, que qualquer homem que compreendia a falar em todas as línguas setenta, ele subiu os degraus, setenta e subiu e falou até que chegaram ao rei.E qualquer homem que não conseguiu completar os setenta, ele subiu tantos passos quanto as línguas que ele sabia falar dentroEra costume, naqueles dias no Egito, que ninguém deveria reinar sobre eles, mas que entendia a falar em línguas setenta.E quando José chegou perante o rei prostrou-se em terra diante do rei, e ele subiu para a terceira etapa, eo rei estava assentado sobre a quarta etapa e falou com Joseph.E o rei disse a José: Eu sonhei um sonho, e não há intérprete para interpretá-lo corretamente, e ordenei neste dia que todos os magos do Egito e os seus sábios, deve vir antes de mim, e eu relatei meus sonhos eles, e ninguém tem interpretado corretamente para mim.E depois disso, eu hoje ouvi de ti, que és um homem sábio, e podes interpretar corretamente todos os sonhos que tu ouves.E respondeu José a Faraó, dizendo: Faraó relacionar seus sonhos que ele sonhou, certamente as interpretações pertencem a Deus, e Faraó relacionadas seus sonhos a José, o sonho dos mortais, eo sonho de as espigas de milho, o rei deixou de falar.E José foi, então, vestida com o espírito de Deus perante o rei, e ele sabia todas as coisas que se abateria sobre o rei daquele dia em diante, e ele sabia que a correcta interpretação do sonho do rei, e falou perante o rei.Assim José achou graça aos olhos do rei, eo rei inclinados seus ouvidos e seu coração, e ele ouviu todas as palavras de Joseph. E José disse ao rei: Não pense que são dois sonhos, pois é apenas um sonho, por que Deus escolheu para fazer toda a terra que ele demonstrou ao rei em seu sonho, e esta é a interpretação correcta de teu sonho:As sete vacas formosas e espigas de milho, são sete anos, e as sete vacas ruim e espigas de milho também são sete anos, é um sonho.Eis os sete anos que estão por vir, haverá uma grande fartura em toda a terra, e depois que os sete anos de fome vai segui-las, uma fome muito grave, e toda aquela fartura será esquecida da terra, ea fome consumirá os habitantes da terra.O rei sonhou um sonho, o sonho foi repetido, por conseguinte, a Faraó, porque a coisa é determinada por Deus, e Deus se apressa a fazê-la.Agora, portanto, eu te aconselharei e entregar a tua alma e as almas dos habitantes da terra do mal da fome, para que te procurar por todo o teu reino um homem muito discreto e sábio, que conhece todos os assuntos de governo e nomeá-lo a superintendência sobre a terra do Egito.E deixe o homem a quem tu placest sobre o Egito nomear oficiais sob seu comando, que se reúnem em toda a comida dos anos bons que estão chegando, e deixá-los amontoem trigo e depositá-lo em teu lojas nomeados.E guardem esse alimento para os sete anos de fome, que pode ser encontrado para ti e teu povo e da terra toda a tua, e que tu ea tua terra não pode ser cortado pela fome.Que todos os moradores da terra ser também ordenou que eles se reúnem em, cada homem o produto de seu campo, de todos os tipos de alimentos, durante os sete anos bons, e que colocá-lo em suas lojas, que pode ser encontrado para eles nos dias de fome, e que eles possam viver em cima dele.Esta é a interpretação correcta do teu sonho, e este é o conselho dado para salvar a tua alma e as almas de todos os assuntos de ti.E o rei respondeu, e disse a José: Quem sayeth e quem sabe que as tuas palavras estão corretas? E disse ao rei, este deve ser um sinal de respeito por ti todas as minhas palavras, que elas são verdadeiras e que o meu conselho é bom para ti.Eis a tua mulher se assenta hoje sobre o banquinho de parto, e ela vai levar-te um filho e alegrar-tu com ele, quando o teu filho deve ter saído do ventre de sua mãe, teu filho primogênito que nasceu destes dois anos atrás morrerão, e tu ser consolada na criança que vai nascer a ti este dia.E José acabou de dizer estas palavras ao rei, e prostrou-se com o rei e ele saiu, e quando Joseph tinha saído da presença do rei, aqueles sinais que José tinha dito ao rei aconteceu naquele dia.E a rainha teve um filho no mesmo dia, o rei ouviu as boas notícias sobre seu filho, e ele se alegrava, e quando o repórter havia saído da presença do rei, os servos do rei encontrou o filho primogênito do rei caído morto sobre o chão.E houve grande pranto e ruído na casa do rei, eo rei, ouvindo isso, disse ele, que é o ruído e lamentações que eu ouvi na casa? e disseram ao rei que nasceu seu primeiro filho tinha morrido, então o rei sabia que as palavras de todos os Joseph de que ele tinha falado estavam corretos, eo rei foi consolado por seu filho, a criança que nasceu com ele nesse dia, como José tinha falada.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 49 - Faraó Monta todos os Grandes Homens do Brasil, e desejos de nomear José a governar o Egito. Eles objeto porque ele não pode falar todas as línguas Setenta da Terra. An Angel Visitas José e lhe ensina todas as línguas da Terra. Quando perante o rei, de Sabedoria e Conhecimento Joseph favor Faraó e todos os príncipes do Egito, e ele é nomeado o segundo depois do rei, e toda a autoridade que lhe é dado. José é feito ricos e vestidos em trajes principescos e proclamado governador do Egito. É dada a filha de Putifar por uma mulher.


Depois destas coisas o rei mandou reuniu todos os seus oficiais e servos, e todos os príncipes e nobres que pertencem ao rei, e todos eles vieram ao rei.E o rei lhes disse: Eis que tenho visto e ouvido todas as palavras deste homem hebreu, e todos os sinais que ele declarou viria a passar, e não nenhuma das suas palavras caíram no chão.Você sabe que ele tem dado uma interpretação correta do sonho, e certamente virá a acontecer, pois agora tomam conselho, e sabe o que vai fazer e como a terra será entregue a partir de fome.Procure agora e ver se o gosto pode ser encontrado, em cujo coração não há sabedoria e conhecimento, e eu vou indicá-lo sobre a terra.Para você ter ouvido o que o homem hebreu alertou sobre isso para salvar o cumprimento da terra da fome, e eu sei que a terra não serão entregues a partir de fome, mas com o conselho do homem hebreu, ele que me aconselhou.E todos eles, respondeu ao rei e disse: O conselho que o hebraico tenha dado este respeito é bom, pois, agora, nosso senhor e rei, eis que toda a terra está na tua mão, fazer o que parecer bem aos teus olhos.Ele escolhe a quem tu, e quem tu sabes em tua sabedoria para ser sábio e capaz de entregar a terra com sua sabedoria, ele é o rei nomeia para estar sob ele sobre a terra.E o rei disse a todos os oficiais: Eu tenho pensado que, como Deus deu a conhecer o homem hebraico tudo o que ele falou, ninguém há tão entendido e sábio em toda a terra como ele é, se parece bem aos teus olhos Vou colocá-lo sobre a terra, pois ele vai salvar a terra com sua sabedoria.E todos os oficiais, respondeu ao rei e disse: Mas, certamente, está escrito nas leis do Egito, e não deve ser violada, que nenhum homem deve reinar sobre o Egito, nem de ser o segundo depois do rei, mas quem tem conhecimento em todas as línguas dos filhos dos homens.Agora, pois, nosso senhor e rei, eis que este homem hebreu só pode falar o idioma hebraico, e como ele pode ser sobre nós o segundo sob o governo, um homem que nem conhece a nossa língua?Agora, peço que mande para ele, e deixe-o vir diante de ti, ea prová-lo em todas as coisas, e fazer o que tu achar melhor.E disse o rei, deve ser feito amanhã, ea única coisa que você falou é bom, e todos os oficiais chegaram no mesmo dia diante do rei.E naquela noite o Senhor enviou um de seus anjos auxiliares, e ele veio para a terra do Egito a José, o anjo do Senhor veio sobre José, e eis que José estava deitado na cama à noite na casa de seu chefe na masmorra, para seu mestre tinha colocado de volta no calabouço por conta de sua esposa.E o anjo despertou de seu sono, e José se levantou e se pôs sobre as pernas, e eis que o anjo do Senhor estava de pé em frente a ele, e que o anjo do Senhor falou com José, e ele ensinou-lhe todas as línguas homem naquela noite, e ele chamou o seu nome Jehoseph.E o anjo do Senhor foi dele, e José voltou e deitou em sua cama, e José foi surpreendido com a visão que ele viu.E sucedeu que pela manhã que o rei mandou para todos os seus oficiais e servos, e todos eles vieram e sentaram-se diante do rei, eo rei ordenou a José que ser levado, e os servos do rei foram e levaram José a Faraó.E o rei saiu e subiu os degraus do trono, e José disse ao rei em todas as línguas, e José foi até ele e falou ao rei até que ele chegou à presença do rei na etapa de setenta, e sentou-se diante do rei.E o rei muito se alegrou por conta de José, e todos os oficiais do rei se alegrou muito com o rei quando ouviram as palavras de Joseph.E a coisa parecia bom aos olhos do rei e os oficiais, de nomear José para ser o segundo com o rei sobre toda a terra do Egito, eo rei falou a José, dizendo:Agora tu me dar conselho para nomear um homem sábio sobre a terra do Egito, para com a sua sabedoria para salvar a terra da fome, pois, agora, uma vez que Deus fez tudo isso sabe a ti, e todas as palavras que tu falada, não há em toda a terra um discreto e sábio como tu.E o teu nome não mais será chamado José, mas Zafenate paaneah será o teu nome, tu serás a minha segunda, e segundo a tua palavra deve ser de todos os assuntos de meu governo, e com a tua palavra é o meu povo ir e vir polTambém sob tuas mãos são meus servos e os oficiais recebem seus salário que lhes é dado mensal, e para ti todo o povo da terra se curvam, mas apenas no meu trono eu serei maior que tu.E o rei tirou o seu anel de sua mão e colocá-lo sobre a mão de José, e do rei vestido com uma roupa Joseph principado, e ele colocou uma coroa de ouro sobre sua cabeça, e ele colocou uma corrente de ouro ao pescoço dele.E o rei ordenou aos seus servos, e fez cavalgar no segundo carro que pertence ao rei, que passou em frente à carruagem do rei, e ele o fez cavalgar sobre um cavalo grande e forte dos cavalos do rei, e para ser realizado pelas ruas de terra do Egito.E o rei ordenou que todos aqueles que jogaram em cima de tambores, gaitas e outros instrumentos musicais devem ir adiante com José; mil tamborins, mecholoth mil, e mil nebalim fui atrás dele.E cinco mil homens com espadas brilhantes em suas mãos, e eles foram marchando e tocando antes de Joseph, e vinte mil dos grandes homens do rei cingidos com cintos de pele coberta de ouro, marcharam na mão direita de José, e vinte mil à sua esquerda, e todas as mulheres e donzelas andava sobre os telhados ou em pé nas ruas tocando e regozijando-se com José, e olhou para o aparecimento de José e de sua beleza.E as pessoas do rei vieram antes e por trás dele, perfumar a estrada com incenso e com Cássia, e com todo o tipo de perfume fino e mirra espalhado e aloés ao longo da estrada, e vinte homens proclamou estas palavras diante dele toda a terra em um voz alta:Você vê este homem a quem o rei foi escolhido para ser o segundo? todos os assuntos do governo será regulamentada por ele, e que transgride as ordens dele, ou que não se curvam diante dele para o chão, morrerá, pois ele se rebela contra o rei eo seu segundo.E quando os arautos tinham cessado proclamar, a todo o povo do Egito, inclinou-se para o chão antes de José e disse: Que o rei vive, também podem viver a sua segunda, e todos os habitantes do Egito, curvou-se ao longo da estrada, e quando os arautos aproximou-se deles, se inclinaram, e alegraram-se com todos os tipos de pandeiros, mechol e nebal antes de Joseph.E José, em cima de seu cavalo, levantando os olhos ao céu, e chamou e disse: Levanta o pobre do pó, Ele eleva o necessitado do monturo. O Senhor dos Exércitos, feliz o homem que confia em ti.E José passou por toda a terra do Egito com os servos de Faraó e oficiais, e mostrou-lhe toda a terra do Egito e todos os tesouros do rei.E José voltou, e chegou no mesmo dia diante do faraó, o rei deu a José uma possessão na terra do Egito, uma posse de terras e vinhas, eo rei deu a Joseph três mil talentos de prata e mil talentos de ouro, e pedras de ônix e bdélio e muitos presentes.E no dia seguinte, o rei ordenou a todo o povo do Egito para trazer oferendas a José e presentes, e que aquele que violou o comando do rei devia morrer, e eles fizeram um lugar alto nas ruas da cidade, e elas se espalham as peças de roupa lá, e quem trouxe nada para Joseph colocá-lo em lugar alto.E todo o povo do Egito lançou algo no lugar alto, um homem um brinco de ouro, e os outros anéis e brincos, e vasos de ouro e de diferentes trabalhos, prata e pedras de ônix e bdélio que lançou sobre a alta lugar, cada um deu algo de que ele possuía.E José tomou todas estas e as colocou em seus tesouros, e todos os oficiais e os nobres pertencentes ao rei exaltou José, e deram-lhe muitos presentes, vendo que o rei o havia escolhido para ser seu segundo.E o rei mandou Potífera, filho de Airã sacerdote de On, e ele teve sua Osnath filha e lhe deu a José uma esposa.E a donzela era muito formosa, uma virgem, um homem de quem não sabia, e Joseph tomou como esposa, eo rei disse a José: Eu sou Faraó, e ao lado de ti, nenhum se atreve a levantar a mão ou o pé para regular o meu povo em toda a terra do Egito.E José tinha trinta anos quando se apresentou a Faraó, e Joseph saiu da presença do rei, e ele se tornou o rei de segunda no Egito.E o rei deu a José uma centena de funcionários para atendê-lo em sua casa, e José também enviou e comprou muitos servos e eles permaneceram na casa de Joseph.José, então, construiu para si uma casa muito magnífico como até as casas dos reis, perante o tribunal do palácio do rei, e ele fez na casa de um grande templo, muito elegante na aparência e conveniente para a sua residência, de três anos foi de Joseph em erigir sua casa.E José fez para si um trono muito elegante de abundância de ouro e prata, e cobriu-o com pedras de ônix e bdélio, e ele fez-lhe a semelhança de toda a terra do Egito, e à semelhança do rio do Egito que rega toda a terra do Egito, e José sab firmemente em seu trono em sua casa e aumentou a sabedoria do Senhor Joseph.E todos os habitantes do Egito e servos de Faraó e os seus príncipes amava José sobremaneira, para essa coisa era do Senhor a Joseph.E José, tinha um exército que faziam a guerra, saindo em hosts e tropas para o número de 640.000 homens, capaz de pegar em armas para ajudar o rei e Joseph contra o inimigo, além de oficiais do rei e os seus servos e os habitantes do Egito sem número.E José deu a seus valentes, e todos o seu exército, escudos e lanças, e bonés e casacos de malha e fundas para atirar pedras.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 50 - Joseph vai ajudar os ismaelitas contra seus inimigos. Grande abundância predomina no Egito, como Joseph previsto. Dois Filhos de José, Manassés e Efraim. Joseph lojas até Alimentos em todo o Egito. Isso armazenados pelos egípcios está estragado. A fome prevalece sobre toda a Terra e José vende milho para todos os egípcios e as nações vizinhas. Sabendo que seus irmãos terão que vir para o Egito para o milho, ele organiza para enfrentá-los quando eles vêm.


Naquela época os filhos de Társis veio contra os filhos de Ismael, e fez a guerra com eles, e os filhos de Társis estragou a ismaelitas, por um longo tempo.E os filhos de Ismael eram pequenos em número, naqueles dias, e eles não poderão prevalecer sobre os filhos de Társis, e eles foram violentamente reprimidos.E os homens de idade dos ismaelitas enviou um registro para o rei do Egito, dizendo: Manda-te rogam a teus oficiais e hosts para nos ajudar a combater contra os filhos de Társis, porque temos sido consumir afastado por um longo tempo.E Faraó enviou a José com os valentes e de acolhimento que estavam com ele, e também os seus homens valentes da casa do rei.E eles foram para a terra de Havilá até os filhos de Ismael, para ajudá-los contra os filhos de Társis e os filhos de Ismael, lutou com os filhos de Társis, e José feriu o Tarshishites e subjugou toda a sua terra, e as crianças Ismael dos moradores até este dia.E quando a terra de Társis foi subjugado, todos os Tarshishites fugiu, e veio, na fronteira com seus irmãos, os filhos de Javã, e José, com todos os seus valentes e anfitrião voltou ao Egito, e não um homem de lhes falta.E a revolução do ano, no segundo ano de José reinando sobre o Egito, o Senhor deu a grande fartura em toda a terra por sete anos, como José havia dito, porque o Senhor abençoou todos os produtos da terra, naqueles dias, durante sete anos , e comeram e ficaram muito satisfeitos.E José, naquela época tinha oficiais sob seu comando, e que recolheu todos os alimentos dos anos bons, e amontoou milho de ano para ano, e colocou-o nas tesourarias de Joseph.E a qualquer momento quando se reuniam os alimentos Joseph ordenou que deve trazer o milho nos ouvidos, e também trazer com ele um pouco do solo do campo, que ele não deve estragar.E José fez conforme a esta ano a ano, e ele amontoados de milho como a areia do mar em abundância, para as suas lojas eram imensas e não podiam ser contados para a abundância.E também todos os habitantes do Egito, se reuniram todos os tipos de alimentos em suas lojas em grande abundância durante os sete anos bons, mas eles não fizessem isso como fez José.E toda a comida que Joseph e os egípcios haviam se reunido durante os sete anos de abundância, foi garantido pela terra nas lojas para os sete anos de fome, para o apoio de toda a terra.E os habitantes do Egito encheu cada um a sua loja e seu lugar escondido com o milho, ser de apoio durante a fome.E José fez toda a comida que havia adquirido em todas as cidades do Egito, e ele fechou todas as lojas e sentinelas colocados sobre eles.E a mulher de José Osnath a filha de Potífera lhe deu dois filhos, Manassés e Efraim, e José foi 34 anos de idade, quando gerou a eles.E os rapazes cresceram e saíram de seus caminhos, e em suas instruções, eles não se desviou do caminho que seu pai ensinou-lhes, nem para a direita ou esquerda.E o Senhor estava com os rapazes, e eles cresceram e tiveram a compreensão e habilidade em toda a sabedoria e em todos os assuntos de governo, e todo o rei oficiais e seus grandes homens dos habitantes do Egito exaltado os rapazes, e eles foram levados até entre as crianças do rei.E os sete anos de fartura que estavam por toda a terra estavam no fim, e os sete anos de fome vieram depois deles como José tinha dito, ea fome era toda a terra.E todo o povo do Egito viu que a fome tinha começado na terra do Egito, e todo o povo do Egito abriram suas lojas de milho para a fome prevaleceu sobre eles.E eles encontraram toda a comida que estava em suas lojas, cheio de vermes e não dava para comer, a fome prevaleceu em toda a terra, e todos os habitantes do Egito, e chorou diante de Faraó, para a fome pesava sobre eles.E eles disseram a Faraó: Dai alimentar teus servos, e por isso vamos morrer por fome diante dos teus olhos, mesmo que nós e nossos pequeninos?E o faraó respondeu-lhes, dizendo: E por que você chora para mim? não Joseph comando que o milho deve ser definido durante os sete anos de fartura para os anos de fome? E por que você não ouvir a sua voz?E o povo do Egito respondeu ao rei, dizendo: Vive a tua alma, nosso Senhor, os teus servos têm feito tudo o que Joseph ordenou, por teus servos também se reuniram em toda a produção dos seus campos durante os sete anos de fartura e depositou-o no as lojas até este dia.E quando a fome prevaleceu sobre os teus servos que abrimos nossas lojas, e eis que todos os nossos produtos se encheu de vermes e não estava apto para o alimento.E quando o rei ouviu tudo o que tinha acontecido aos habitantes do Egito, o rei estava com muito medo por conta da fome, e ele estava muito apavorado, eo rei respondeu ao povo do Egito, dizendo: Desde que tudo isso aconteceu-vos, Ide a José, fazer o que ele vos disser, não transgredir seus mandamentos.E todo o povo do Egito, saiu e veio a José e lhe disse: Dai-nos géneros alimentícios, e Por que morreremos diante de ti com fome? reunimo-nos para a nossa produção durante os sete anos que o comando tu, e colocá-lo na loja, e assim tem acontecido conosco.E quando Joseph ouviu todas as palavras do povo do Egito e que lhes havia acontecido, abriu José tudo em suas lojas do produto e vendeu-o ao povo do Egito.E a fome prevaleceu em toda a terra, e havia fome em todos os países, mas na terra do Egito havia produzir para venda.E todos os habitantes do Egito, a José para comprar trigo, porque a fome prevaleceu sobre eles, e todos os seus milho foi mimada, e José diárias vendidas para todo o povo do Egito.E todos os habitantes da terra de Canaã e os filisteus, e aqueles que estão além do Jordão, e os filhos do oriente e todas as cidades das terras distantes e quase soube que havia trigo no Egito, e todos eles vieram ao Egito para comprar o milho, porque a fome prevaleceu sobre eles.E José abriu a loja de milho e policiais colocaram sobre eles, e que diariamente se levantou e foi vendido a todos que vieram.E José sabia que seus irmãos também viria para o Egito para comprar trigo, porque a fome prevaleceu em toda a terra. E José mandou todo o seu povo que eles deveriam fazer com que ele seja proclamado em toda a terra do Egito, dizendo:É o prazer do rei, do seu segundo e de seus grandes homens, que qualquer pessoa que pretenda comprar trigo no Egito não envia seus servos para o Egito para comprar, mas seus filhos, e também qualquer egípcio ou cananeu, que deve vêm de qualquer uma das lojas de comprar trigo no Egito, e deverá ir e vendê-lo por toda a terra, ele deve morrer, pois ninguém pode comprar, mas o apoio de sua família.E qualquer homem levando dois ou três animais devem morrer, para um homem só deve levar seu próprio animal.E José fez sentinelas nos portões do Egito, e ordenou-lhes, dizendo: Qualquer pessoa que venha a comprar o milho, sofrem para ele não entrar, até que o seu nome, eo nome de seu pai, eo nome do pai de seu pai ser escrito para baixo, e tudo que é escrito por dia, enviar seus nomes para mim na noite em que eu possa conhecer os seus nomes.E José fez os oficiais em toda a terra do Egito, e ordenou-lhes que fazer todas essas coisas.E José fez todas estas coisas, e fez estes estatutos, a fim de que ele poderia saber quando seus irmãos já devem vir ao Egito para comprar milho e as pessoas de José causou diária a ser proclamada no Egito, de acordo com estas palavras e os estatutos que José tinha mandado .E todos os habitantes do país do leste e oeste, e de toda a terra, ouviu dos estatutos e regulamentos que José havia decretado no Egito, e os habitantes das partes extremas da terra veio, e eles compraram milho no Egito dia após dia e, em seguida foi embora.E todos os oficiais do Egito fez como José ordenara, e todos os que vieram ao Egito para comprar trigo, os guardiões do portão iria escrever seus nomes, e nomes de seus pais e, diariamente, trazê-los à noite antes de Joseph.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 51 - Jacó envia seus dez filhos mais velhos ao Egito para comprar alimento. Diz-lhes para não entrar pela porta, mas um para ir em separado. No caminho, eles Pacto juntos para buscar por José, e se eles não podem resgatá-lo eles resolvem levá-lo pela força. Eles entram em menos dez portas, e estenderam-se para buscar Joseph três dias. José, entretanto, tem seus homens buscá-las. Quando encontrados, eles são levados José, que os acusa de serem espiões. José envia a sua casa com os irmãos de milho, enquanto Simeão é mantido como refém até que eles devem vir novamente para o Egito com seu irmão mais novo. Eles ficam surpresos ao encontrar o seu dinheiro em seus sacos de milho.E Jacó depois soube que havia trigo no Egito, e ele chamou seus filhos para ir ao Egito para comprar trigo, pois sobre eles também fizeram a fome prevalecer, e ele chamou seus filhos, dizendo:Eis que ouço dizer que há trigo no Egito, e todos os povos da terra vão lá para comprar, por agora, pois você vai mostrar-se satisfeito antes de toda a terra? Ide também vós para o Egito e comprai-nos um pouco de milho, entre aqueles que vêm aí, que não pode morrer.E os filhos de Jacó ouviu a voz de seu pai, e eles se levantaram para ir ao Egito para comprar trigo entre o resto que lá chegavam.E Jacó, seu pai ordenou-lhes, dizendo: Quando você entrar na cidade não entram juntos em um portão, por conta dos habitantes da terra.E os filhos de Jacó, saiu e foi para o Egito, e os filhos de Jacó fizeram tudo como seu pai lhes havia ordenado, e Jacob não enviar Benjamin, pois disse: Para que um acidente poderia acontecer a ele na estrada como o seu irmão e dez filhos de Jacó, saiu.E enquanto os filhos de Jacó estavam indo no caminho, eles se arrependeram do que haviam feito a José, e falavam uns com os outros, dizendo: Nós sabemos que o nosso irmão de José desceram ao Egito, e agora vamos buscá-lo onde ir, e se acharmos que ele vai levá-lo de seu mestre para um resgate, e se não, pela força, e nós vamos morrer por ele.E os filhos de Jacó concordou com essa coisa e fortaleceram-se por conta de José, para livrá-lo das mãos de seu mestre, e os filhos de Jacó ao Egito, e quando chegavam ao Egito, separadas umas das outras, e eles passaram dez portas do Egito, e os guardas do portão escreveram seus nomes nesse dia, e os trouxe a José na noite.E José, ler os nomes das mãos das porteiros da cidade, e descobriu que seus irmãos haviam entrado nos portões dez da cidade, e José nesse momento ordenou que ele deve ser proclamado em toda a terra do Egito, dizendo:Sai todos os guardas loja vós, fechar todas as lojas de milho e deixar apenas um permanece em aberto, que aqueles que vêm podem comprar a partir dele.E todos os oficiais de José fez naquela época, e eles fecharam todas as lojas e deixou apenas uma aberta.E José deu os nomes escritos de seus irmãos para ele que estava com a loja aberta, e ele disse-lhe: Quem virá a ti para comprar milho, pergunte o nome dele, e quando os homens desses nomes deve vir antes de ti, apreender los e enviá-los, e eles assim fizeram.E quando os filhos de Jacó veio à cidade, eles se uniram na cidade para buscar Joseph antes que eles compraram-se milho.E eles foram para as paredes das prostitutas, e eles procuraram Joseph nas paredes das prostitutas por três dias, pois pensavam que José viria nas paredes das prostitutas, por Joseph era muito atraente e bem favorecido, e os filhos José de Jacó procurou por três dias, e eles não podiam encontrá-lo.E o homem que estava com a loja aberta procurado para os nomes que José tinha dado a ele, e ele não encontrá-los.E enviou a José, dizendo: Estes três dias se passaram, e os homens cujos nomes tu dar-me não ter vindo, e José mandou funcionários a procurar os homens em todo o Egito, e trazê-los antes de Joseph.E os servos de José iam e vinham ao Egito, e não poderia encontrá-los, e foi para Goshen e eles não estavam lá, e depois fui para a cidade de Ramsés, e não poderia encontrá-los.E José continuou a enviar funcionários de dezesseis anos para procurar os seus irmãos, e eles entraram e se espalharam pelos quatro cantos da cidade, e quatro dos funcionários entrou na casa das prostitutas, e encontraram os dez homens que procuram o seu irmão.E os quatro homens e os trouxe diante dele, e se inclinaram para ele no chão, e José estava sentado em seu trono no seu templo, vestido com roupas de príncipe, e sobre a sua cabeça era uma grande coroa de ouro, e todos os valentes estavam sentados ao seu redor.E os filhos de Jacó viu José, e sua figura e beleza e dignidade do semblante parecia maravilhoso em seus olhos, e curvou-se novamente com ele para o chão.E José, vendo seus irmãos, e ele sabia, mas eles não o conheceram, para Joseph era muito grande em seus olhos, pois eles não o conheceu.E José disse-lhes, dizendo: De onde vindes? e todos eles respondendo, disse: Teus servos vieram da terra de Canaã, para comprar milho para a fome prevalece em toda a terra, e os teus servos soube que havia trigo no Egito, para que eles tenham chegado entre os recém-vindos de outros para comprar milho pelo seu apoio.E José respondeu-lhes, dizendo: Se você chegou a comprar, como você diz, por que você chegou até dez portas da cidade? só pode ser que você veio para espionar a terra.E todos eles juntos respondeu José, e disse: Não, meu senhor, nós estamos bem, os teus servos não são espiões, mas viemos para comprar milho, para os teus servos são todos irmãos, filhos de um homem na terra de Canaã , e nosso pai, nos ordenou, dizendo: Quando você vem para a cidade não entram juntos em um portão em conta os habitantes da terra.E José, novamente lhes respondeu e disse: Isso é a coisa que eu falei-vos, vocês vieram para espiar a terra, por isso todos vocês vieram através de dez portas da cidade, você veio para ver a nudez da terra.Com certeza, todos que vem a comprar milho vai-se, e você já está três dias na terra, eo que você faz nas paredes das prostitutas em que você tem sido para estes três dias? certamente espiões gosto a estas coisas.E eles disseram a José: Longe de nosso senhor a falar assim, pois somos doze irmãos, filhos de nosso pai Jacó, na terra de Canaã, o filho de Isaac, filho de Abraão, o hebreu, e eis o mais novo está com nosso pai hoje, na terra de Canaã, e não é, para ele se perdeu de nós, e pensei que talvez ele possa estar nesta terra, por isso estamos à procura dele por toda a terra, e viemos até para as casas de prostitutas para procurá-lo lá.E José disse-lhes: E você, em seguida, procurou por todo o mundo, que não só permaneceu Egito para você procurá-lo em? E o que também deve fazer seu irmão na casa de prostitutas, embora estivesse no Egito? que você não disse que você é de filhos de Isaac, filho de Abraão, e que devem os filhos de Jacó, então, fazer nas casas das meretrizes?E disseram-lhe: Porque ouvimos que ismaelitas roubou de nós, e foi dito a nós que lhe venderam no Egito, e teu servo, nosso irmão, é muito atraente e bem favorecido, então pensamos que ele seria certamente nas casas de prostitutas, funcionários, portanto, o teu foi lá para buscá-lo e dar-resgate por ele.E José, ainda lhes respondeu, dizendo: Certamente, você fala falsamente e boatarias, para dizer de vocês que são filhos de Abraão, como Faraó vive sois espiões, pois você veio para as casas de prostitutas que não deve ser conhecido .E José disse-lhes: E agora, se você encontrá-lo, e sua requireth mestre de vocês um ótimo preço, você vai dar para ele? e eles disseram, ele deve ser dado.E ele lhes disse: E se o seu senhor não vai consentir com ele parte para um grande preço, o que vai fazer-lhe por sua conta? e eles responderam-lhe, dizendo: Se ele não lhe dará a nós, vamos matá-lo, e tomar o nosso irmão e ir embora.E José disse-lhes: Isto é a coisa que eu falei para vocês, são espiões, pois você está vindo para matar os habitantes da terra, porque ficamos sabendo que dois de seus irmãos, feriu a todos os habitantes de Siquém, na terra de Canaã, por conta de sua irmã, e agora você vem para fazer o mesmo no Egito, por causa do seu irmão.Só fica se eu sei que são homens de verdade, se você vai mandar para casa um de entre vós, para buscar seu irmão mais novo de seu pai, e trazê-lo aqui para mim, e fazendo isso eu sei que você está certo.E chamou José a setenta dos seus homens valentes, e ele disse-lhes: Tomai estes homens e levá-los para a ala.E os poderosos tomaram a dez homens, prenderam um deles e colocá-los na ala, e eles estavam na prisão por três dias.E no terceiro dia, José mandou-os para fora da enfermaria, e ele disse-lhes: Fazei isto para vocês se você ser os verdadeiros homens, de modo que você possa viver, um de seus irmãos serão confinados na enfermaria, enquanto você vai e levar para casa o milho para sua família à terra de Canaã, e buscar o seu irmão mais novo, e trazê-lo aqui para mim, que eu saiba que são homens de verdade quando você faz isso.E José saiu com eles e entrou na câmara, e chorou um grande pranto, por sua piedade estava animado para eles, e ele lavou o rosto, e voltou a eles novamente, e ele tomou a Simeão-los e ordenou que ele fosse obrigado , mas Simão não estava disposto a ser feito, pois ele era um homem muito poderoso e que não poderiam prendê-lo.E chamou José a seus valentes e setenta homens valentes vieram antes dele com as espadas em suas mãos, e os filhos de Jacob ficaram aterrorizados com elas.E José disse-lhes: Aproveitem este homem e confiná-lo na prisão, até que seus irmãos vão ter com ele, e valentes José apressou-se e todos eles pegaram de Simeão para prendê-lo, e Simeão deu um grito alto e terrível eo grito foi ouvido à distância.E todos os homens valentes de José ficaram aterrorizados com o som do grito, que caíram sobre seus rostos, e eles estavam com muito medo e fugiu.E todos os homens que estavam com José fugiu, pois eles estavam com muito medo de suas vidas, e só José e Manassés, seu filho permaneceu ali, e Manassés, filho de José, vendo a força de Simeão, e ele foi extremamente indignado.E Manassés, filho de José levantou-se para Simeão, e Simeão Manassés feriu um pesado golpe com o punho contra a volta de seu pescoço, e Simeão foi acalmada de sua fúria.E Manassés, apoderando de Simeão, e ele agarrou-o violentamente e ele amarrou-o e levou-o à casa do confinamento, e todos os filhos de Jacó, foram surpreendidos com o ato da juventude.E Simeão disse a seus irmãos, Nenhum de vocês tem de dizer que este é o golpe de um egípcio, mas é o golpe da casa de meu pai.Depois disto, José ordenou que ele fosse chamado, que tinha a seu cargo a casa do tesouro, para encher os sacos com o milho quanto podiam carregar, e para restaurar o dinheiro de cada um no seu saco, e lhes dessem comida para a estrada, e assim pois ele lhes fez.E José lhes ordenou, dizendo: Olhai que você transgredir as minhas ordens para trazer seu irmão, como eu já lhe disse, e será quando você traz para cá seu irmão para mim, então eu sei que vocês são homens de verdade, e você deve tráfego na terra, e eu lhe restituirei o seu irmão, e você deve voltar em paz para vosso pai.E todos eles respondendo, disse: De acordo como o nosso senhor fala assim faremos, e se inclinaram para ele no chão.E todo o homem ergueu milho na sua jumenta, e saíram para irem à terra de Canaã, para seu pai, e eles vieram para a pousada e Levi espalhar o saco, para dar forragem ao seu jumento, quando viu e vê o seu dinheiro por seu peso ainda estava no seu saco.E o homem estava com muito medo, e ele disse a seus irmãos: Meu dinheiro é restaurada, e eis que ele é mesmo no meu saco, e os homens estavam com muito medo e disseram: Que é isto até que Deus fez conosco?E todos disseram: E onde está a bondade do Senhor com nossos pais, a Abraão, Isaac, Jacob fim, que o Senhor hoje nos entregou nas mãos do rei do Egito, para maquinar contra nós?E Judá disse-lhes: Certamente, somos pecadores culpados diante do Senhor nosso Deus por ter vendido o nosso irmão, nossa carne própria, e por que você diz: Onde está a bondade do Senhor com os nossos pais?E Rúben respondeu-lhes: Disse que eu não vos, não pecar contra o rapaz, e você não vai me ouvir? Agora Deus exige dele a partir de nós, e como você se atreve a dizer: Onde está a bondade do Senhor com nossos pais, enquanto você pecou ao Senhor?E ficaram ali durante a noite naquele lugar, e levantaram-se cedo pela manhã e carregavam os seus jumentos com o milho, e levou-os e continuou e chegou à casa de seu pai na terra de Canaã.E Jacó e sua família saíram ao encontro de seus filhos, e Jacó viu e olha para as suas Simeão o irmão não estava com eles, e disse Jacó a seus filhos, Onde está teu irmão Simeão, a quem não vejo? e seus filhos contaram-lhe tudo o que lhes acontecera no Egito.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 52 - é a tristeza de Jacó com a ausência de Simeão, se recusa a deixá-lo ir. Mas quando ele ea sua família ser entalados com a fome, Judá implora por Benjamin. Diz ao pai da grande glória e autoridade do governador do Egito e se oferece como garantia para seu irmão mais novo. consentimentos Jacó e envia seus filhos novamente para o Egito com uma carta conciliatória e apresentar ao governador.


E eles entraram na sua casa, e cada um abriu o saco e viram e eis pacote de todos os homens do dinheiro estava lá, na qual eles e seu pai estavam assombrados.E Jacó disse-lhes: Que é isto que você tem feito para mim? Enviei o seu irmão José para saber do seu bem-estar e você me disse. Uma fera que devorá-lo.E Simeão foi com você para comprar comida e você diz que o rei de Egipto limitou-lo na prisão, e você deseja tomar Benjamin para causar sua morte também, e descer as minhas cãs com tristeza à sepultura por conta de Benjamin e sua o irmão Joseph.Agora, pois, meu filho não descerá convosco, porque seu irmão está morto e ele é deixado sozinho, e mal pode acontecer a ele pela maneira em que você vá, como aconteceu com seu irmão.E Rúben disse a seu pai: Tu te matar meus dois filhos se eu não levar o teu filho e colocá-lo diante de ti, e Jacó disse a seus filhos: Ficai-vos aqui e não descer ao Egito, para o meu filho não deve ir para baixo com você para o Egito, nem morrer como seu irmão.E Judá disse-lhes, abster-se-vos dele até que o milho está acabado, e ele dirá então, derrubar o seu irmão, quando ele vai encontrar a sua própria vida ea vida de sua família em perigo com a fome.E naqueles dias, porque a fome prevaleceu em toda a terra, e todo o povo da terra iam e vinham ao Egito para comprar comida, pois a fome era grande entre eles, e os filhos de Jacó permaneceu na terra de Canaã um ano e dois meses, até o milho estava acabado.E sucedeu que, após o milho foi terminado, toda a família de Jacó foi pinçada com fome, e todas as crianças dos filhos de Jacob se uniram e se aproximaram de Jacó, e todos eles o cercaram e disseram-lhe: Dá- para nós, o pão, e por isso vamos todos morrer pela fome em tua presença?Jacó ouviu as palavras dos filhos de seu filho, e ele chorou um grande pranto, e sua pena foi despertada por eles, e Jacó chamou seus filhos e todos eles vieram e sentaram-se diante dele.E Jacó disse-lhes: E você não vê como seus filhos foram chorando em cima de mim neste dia, dizendo: Dai-nos pão, e não há? Agora, pois, voltar e comprar para nós um pouco de comida.E Judá respondeu, e disse a seu pai, Se queres enviar conosco o nosso irmão, desceremos e comprar milho para ti, e se não queres enviá-lo, então não vamos ir para baixo, pois certamente o rei do Egito, especialmente nos legaram, , dizendo: Não vereis a minha cara a menos que seu irmão estar com você, para o rei do Egito é um rei forte e poderoso, e eis que se deve procurá-lo sem o nosso irmão que todos serão condenados à morte.Tu não te conhece e sabes, não ouviste que este rei é muito poderoso e sábio, e não há como ele em toda a terra? eis que temos visto todos os reis da terra e não temos visto um como aquele rei, o rei do Egito, com certeza entre todos os reis da terra não há ninguém superior a Abimeleque, rei dos filisteus, mas o rei do Egito é maiores e mais poderosas do que ele, e Abimeleque só pode ser comparado a um de seus oficiais.Pai, tu não viu o seu palácio eo seu trono, e todos os seus servos em pé diante dele, tu não viu que o rei em seu trono na sua pompa e real aparência, vestido com seu manto régio, com uma grande coroa de ouro sobre a cabeça; tu não viu a honra ea glória que Deus deu a ele, pois não há como ele em toda a terra.Pai, tu não viu a sabedoria, o entendimento eo conhecimento que Deus tem dado em seu coração, nem ouvi sua voz doce quando ele falou para nós.Sabemos que não, pai, que o fez conhecer os nossos nomes e todos os que se abateu sobre nós, mas ele pediu também depois de ti, dizendo: O teu pai ainda vive, e é assim com ele?Tu não viste os assuntos do governo do Egito regulamentado por ele, sem indagar de Faraó o seu senhor, tu não viu o espanto e medo que ele impressionou a todos os egípcios.E também quando nós fomos com ele, que ameaçou fazer Egito semelhante ao resto das cidades dos amorreus, e nós estávamos extremamente indignado contra todas as palavras que ele falou sobre nós, como espiões, e agora, quando teremos novamente vir antes o seu terror cairá sobre todos nós, e não um de nós será capaz de falar com ele nem um pouco, ou uma grande coisa.Agora pai, portanto, peço-te enviar o rapaz com a gente, e nós desceremos e te compraremos alimento para nosso sustento, e não morrem pela fome. E Jacó disse: Por que você tratou tão mal comigo para dizer ao rei que tinha um irmão? o que é essa coisa que você tem feito para mim?E Judá disse a Jacó seu pai, dê o rapaz ao meu cuidado e vamos subir e descer para o Egito e comprar milho, e depois voltar, e será quando retornar se o rapaz não ser com a gente, então deixe-me suportar tua culpa para sempre.Viste todos os nossos bebês chorando sobre ti por fome e não há poder na tua mão para satisfazê-los? agora vamos pena teu ser despertado por elas e enviar o nosso irmão conosco e nós vamos.Para saber como a bondade do Senhor para os nossos antepassados se manifestar a ti quando dizes que o rei do Egipto terá o filho longe o teu? como o Senhor vive, eu não vou deixá-lo até eu trazê-lo e colocá-lo diante de ti, mas, rogai por nós ao Senhor, que ele pode lidar gentilmente com a gente, para nos levar a ser recebido favoravelmente e amavelmente diante do rei do Egito e seus homens, pois se não tivéssemos atrasado certamente já estaríamos voltou uma segunda vez com o teu filho.E disse Jacó a seus filhos, confio no Senhor Deus que ele possa livrá-lo e dar-lhe graça aos olhos do rei do Egito, e à vista de todos os seus homens.Agora, pois, se levantar e ir para o homem, e levar para ele em suas mãos um presente que pode ser obtida na terra e levá-lo diante dele, e que o Deus Todo-Poderoso vos dê misericórdia diante do que ele pode enviar Benjamim e Simeão os teus irmãos com você.E todos os homens se levantaram e tomaram o seu irmão Benjamim, e tomaram em suas mãos um grande presente do melhor da terra, e eles também levaram uma porção dupla de prata.E Jacó estritamente ordenou a seus filhos sobre Benjamim, dizendo: Acautelai-vos dele na maneira em que você está indo, e não vos separar-se dele na estrada, nem no Egito.E levantou-se Jacó de seus filhos e estendeu as mãos e orou ao Senhor por conta de seus filhos, dizendo: Ó Senhor Deus dos céus e da terra, lembre-se a tua aliança com nosso pai Abraão, lembre-se que com o meu pai de Isaac e de acordo misericórdia para com os meus filhos e não entregá-los nas mãos do rei do Egito, fazer isso peço-te ó Deus, por amor das tuas misericórdias e resgatar todos os meus filhos e resgatá-los do poder egípcio, e enviá-los seus dois irmãos.E todas as esposas dos filhos de Jacó e seus filhos levantando os olhos ao céu e todos eles choraram perante o Senhor, e gritou-lhe para entregar seus pais das mãos do rei do Egito.E Jacó escreveu um registro para o rei do Egito e deu-lhe na mão de Judá e nas mãos de seus filhos, para o rei do Egito, dizendo:De teu servo Jacó, filho de Isaac, filho de Abraão, o hebreu, o príncipe de Deus, o rei poderoso e sábio, o revelador de segredos, rei do Egito, saudações.Seja conhecido de meu senhor, o rei do Egito, a fome era grande em cima de nós, na terra de Canaã, e eu mandei meus filhos ti, para comprar-nos um pouco de comida de ti o nosso apoio.Para meus filhos me cercavam e eu ser muito antiga não pode ver com meus olhos, meus olhos tornaram-se muito pesado com a idade, bem como a cada dia, chorando para o meu filho, José, que estava perdida diante de mim, e mandei meus filhos que eles não devem entrar pelos portões da cidade quando eles vieram para o Egito, por conta dos habitantes da terra.E eu também lhes ordenou sobre o Egito para ir buscar o meu filho José, talvez eles possam encontrá-lo lá, e eles fizeram isso, e tu considerá-los como espiões do terreno.Não temos ouvido a teu respeito que tu interpretar o sonho do Faraó e te falar a verdade a ele? Como, então tu não sabes em tua sabedoria se meus filhos são espiões ou não?Agora, pois, meu senhor e rei, eis que eu enviei o meu filho antes de ti, como tu falarás meus filhos, peço-te a colocar os teus olhos em cima dele até que ele seja devolvido a mim em paz com seus irmãos.Para que tu não sabe, ou não ouviste que o nosso Deus fez a Faraó quando ele pegou minha mãe, Sarah, eo que ele fez Abimeleque rei dos filisteus, até por conta dela, e também o nosso pai Abraão até os nove reis de Elão, como feriu a todos com alguns homens que estavam com ele?E também o que os meus dois filhos Simeão e Levi fizeram até as oito cidades dos amorreus, como eles destruíram por conta de sua irmã Dina?E também por conta de seu irmão Benjamim, consolou-se para a perda de seu irmão José, o que eles vão fazer por ele, então quando vêem a mão de qualquer pessoa prevalece sobre eles, por causa dele?Tu não saibas, ó rei do Egito, que o poder de Deus está conosco, e que também Deus sempre ouve nossas orações e não renuncia a nós todos os dias?E quando meus filhos me contou sobre teu relacionamento com eles, eu não clamou ao Senhor por causa de ti, para então terias pereceu com os teus homens antes que meu filho Benjamim diante de ti, mas eu pensei que, como Simeão, meu filho estava em tua casa, talvez possas lidar gentilmente com ele, pois eu não te fez este coisa.Agora, eis o meu filho Benjamin te vem com meus filhos, guardai-vos dele e colocar os teus olhos sobre ele, e então Deus coloque os seus olhos sobre ti e todo o teu reino.Agora eu te disse tudo o que está em meu coração, e eis que meus filhos estão vindo para ti com seu irmão, examinar a face de toda a terra por causa deles e enviá-los de volta em paz com seus irmãos.E Jacó deu o registro de seus filhos aos cuidados de Judá, para dar-lhe o rei do Egito.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 53 - Jacob 's Sons novamente ir para o Egito para o pão. Benjamin é apresentado antes de Joseph. 's Cup Joseph. sua conduta para com José Benjamin, através da qual ele se torna conhecido por ele. Resolve para provar seus irmãos, tirando Benjamim com eles, e coloca seu copo no saco de Benjamim de milho e envia-los a casa de seu pai. Um agente é enviado após eles que os acusa de defraudando o seu Mestre da Copa. Traz de volta a Joseph. Benjamin é-lhes tirado à força, e eles são convidados para ir em seu caminho.E os filhos de Jacó se levantou e levou Benjamin e todo o apresenta, e eles iam e vinham ao Egito e apresentaram-se diante Joseph.E José viu seu irmão Benjamim com eles e ele cumprimentou-os, e estes homens chegaram à casa de Joseph.E José ordenou o superintendente de sua casa para dar a seus irmãos, para comer, e ele assim fez-lhes.E, ao meio dia José mandou para os homens diante dele com Benjamin, e os homens disse o superintendente da casa de José a respeito da prata que foi devolvida em seus sacos, e ele disse-lhes: Será assim com você, não tenha medo , e ele trouxe seu irmão a Simeão eles.E Simeão disse a seus irmãos, O Senhor dos egípcios agiu muito gentilmente para mim, ele não me manter ligado, como você viu com seus olhos, para quando você saiu da cidade que ele me deixe livre e teve misericórdia de mim em sua casa.Benjamin e Judá tomou pela mão, e eles vieram antes de José, e, prostrando-se com ele para o chão.E os homens deu o presente a José e todos sentaram diante dele, e José disse-lhes: Está tudo bem com você, é assim com seus filhos, não é bem com o seu velho pai? e eles disseram: Está bem, e Judá, tomou o recorde que Jacó tinha enviado e deu na mão de Joseph.E José leu a carta e sabia escrever o seu pai, e ele queria chorar e ele entrou em uma sala interna e chorou um choro muito, e ele saiu.E ele levantou os olhos e viu seu irmão Benjamim, e ele disse: É este o seu irmão de quem você falou para mim? Benjamin e se aproximou de José, e José colocou a mão sobre sua cabeça e disse-lhe: Que Deus se compadeça de ti meu filho.Quando José viu seu irmão, o filho de sua mãe, ele quis voltar a chorar, e entrou na câmara, e chorou ali, e ele lavou o rosto, e saiu e absteve-se de chorar, e ele disse: Preparar alimentos .E José tinha uma taça de que ele bebia, e era de prata belamente incrustado com pedras de ônix e bdélio, e José golpeou a taça diante de seus irmãos enquanto eles estavam sentados a comer com ele.E José disse aos homens, eu sei que por este cálice que Rúben, o primogênito, Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zebulom são filhos de uma mãe, sede vós mesmos de comer de acordo com seus nascimentos.E ele também colocou o outro de acordo com as suas gerações, e ele disse, eu sei que este vosso irmão mais novo não tem irmão, e eu, como ele, não tenho irmão, ele deve, portanto, se sentar para comer comigo.E Benjamin subiu antes de Joseph e estava assentado no trono, e os homens viram os atos de José, e eles foram surpreendidos com eles, e os homens comeram e beberam naquele tempo com José, e ele então deu-lhes presentes, e José deu uma dádiva feita Benjamim, Manassés e Efraim viu os atos de seu pai, e também dava presentes para ele, e lhe deu um Osnath presente, e eles foram cinco presentes nas mãos de Benjamin.E José trouxe-los a beber vinho, e não quis beber, e eles disseram: A partir do dia em que José foi perdido não temos bebido vinho, nem comer qualquer iguarias.E José jurou-lhes, e ele apertou-os rígidos, e eles beberam fartamente com ele naquele dia, e José, depois voltou para o seu irmão Benjamim para falar com ele, e Benjamin ainda estava sentado no trono antes de Joseph.E José disse-lhe: Porventura, teve filhos? e ele disse: Teu servo tem dez filhos, e estes são os seus nomes, Belá, Bequer, Ashbal, Gera, Naamã, Achi, Rosh, Mupim, Chupim, e Ord, e eu chamei seu nome depois que meu irmão, a quem eu não vi .E ordenou-lhes que trouxessem diante dele o seu mapa das estrelas, em que José conhecia todos os tempos, e José disse a Benjamim, ouvi dizer que os hebreus estão familiarizados com toda a sabedoria, tu sabe alguma coisa sobre isso?E Benjamim disse: Teu servo é saber também em toda a sabedoria que meu pai me ensinou, e José disse a Benjamim, Olhe agora este instrumento e entender onde está o teu irmão de José no Egito, que você disse que foi para o Egito.E Benjamin viu esse instrumento com o mapa das estrelas do céu, e ele era sábio e olhou nele para saber onde estava o irmão, e Benjamim dividido toda a terra do Egito em quatro divisões, e ele achou que aquele que estava sentado no trono antes dele era o seu irmão José, e Benjamim saber muito, e quando José viu que seu irmão Benjamin era muito admirado, disse a Benjamin, que viste, e porque tu és surpreendido?Benjamin e disse a José: Eu posso ver por isso que meu irmão Joseph está assentado aqui comigo no trono, e José disse-lhe: Eu sou José, teu irmão, não revelam essa coisa até os teus irmãos, eis que vou enviar-te com eles quando eles vão embora, e eu vou mandar-lhes que ser trazido de volta à cidade, e eu vou te levar para longe deles.E se eles se atreverem a sua vida e lutar por ti, então, eu sei que eles se arrependeram do que fizeram para mim, e me darei a conhecer a eles, e se eles te abandonar quando eu te levar, então tu deverás ficar com mim, e eu vou discutir com eles, e eles devem ir embora, e eu não vou ficar conhecido por eles.Nessa época José ordenou a seus funcionário para preencher os seus sacos de comida, e colocar o dinheiro de cada um no seu saco, e colocar o copo no saco de Benjamim, e lhes dessem comida para a estrada, e eles fizeram-lhes .E no dia seguinte, os homens se levantaram de manhã cedo, e eles carregaram os jumentos com o milho, e saíram com Benjamin, e eles foram para a terra de Canaã com seu irmão Benjamim.Eles não tinham ido muito longe do Egito, quando José lhe ordenara que foi definido sobre a sua casa, dizendo: Levanta-te, buscar esses homens antes que eles se distanciam do Egito, e dize-lhes: Por que você roubou meu copo senhor?E diretor José levantou-se e chegou a eles, e falou-lhes todas as palavras de José, e quando ouviram essa coisa que se tornou extremamente indignado, e eles disseram: Ele, com quem xícara de teu senhor será encontrado morrerá, e nós também irá se tornar escravos.E apressou-se e cada homem derrubou o saco de seu jumento, e eles o viram em suas bolsas ea taça foi encontrada no saco de Benjamim, e todos eles rasgaram suas vestes e eles voltaram para a cidade, e feriram Benjamin na estrada, golpeando continuamente até que ele entrou na cidade, e puseram-se antes de Joseph.E a raiva de Judá se acendeu, e ele disse: Este homem só me trouxe de volta para destruir o Egito neste dia.E os homens chegaram à casa de José, e encontraram José sentado em seu trono, e todos os valentes estava à sua direita e esquerda.E José disse-lhes: Qual é esse ato que você tem feito, que você tirou a minha taça de prata e foi embora? mas eu sei que você levou meu copo a fim de saber, assim, em que parte da terra do seu irmão era.Então disse Judá: Que diremos a nosso senhor, o que vamos falar e como vamos justificar-nos, Deus tem este dia encontrou a iniqüidade de todos os teus servos, pois ele fez isso para nós neste dia.E José levantou-se e pegou de Benjamim e levaram-no de seus irmãos com a violência, e ele entrou na casa e trancou a porta para eles, e ordenou-lhe que José estava com a casa que ele deveria dizer-lhes: Assim diz o rei: Vai em paz com seu pai, eis que tenho tomado o homem em cuja mão meu copo foi encontrado.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 54 - quebra de Judá através da porta para chegar a José e Benjamim. Ele narra os muitos grandiosos feitos dos seus irmãos e ameaça destruir todo o Egito, se Benjamim não ser liberado. Joseph disputas com seus irmãos e os acusa de vender o seu irmão. Eles começam a guerra contra os egípcios, e assustar toda a terra. Depois de satisfazer a si mesmo de seu arrependimento para vender os seus irmão, Joseph se dá a conhecer a eles, e dá presentes para eles. Eles são apresentados diante de Faraó, que comanda José de trazer todo o seu agregado familiar de pai para o Egito. Ele envia Chariots para este fim, carregado de presentes, luxo e vestuário. A alegria de Jacó ao saber que José ainda está vivo.


E quando viu Judá o trato de Joseph com eles, Judá se aproximou dele e abriu a porta, e veio com seus irmãos antes de Joseph.E Judá disse a José: Que não parecem graves aos olhos de meu senhor, pode o teu servo peço-te dizer uma palavra diante de ti? e José disse-lhe: Fala.E Judá falou antes de José, e seus irmãos estavam lá em pé diante deles, e Judá disse a José: Certamente quando chegamos ao nosso senhor para comprar comida, tu considerar-nos como espias da terra, e nós trouxemos Benjamim diante de ti, e tu fazes desporto ainda de nós neste dia.Agora, pois, o rei ouvir as minhas palavras, e peço-te enviar o nosso irmão que ele pode ir junto com a gente para o nosso pai, para que a tua alma perecer este dia com todas as almas dos habitantes do Egito.Dost tu não sabe o que dois dos meus irmãos, Simeão e Levi, foi até a cidade de Siquém, e até sete cidades dos amorreus, em virtude de nossa irmã Dinah, e também o que faria para o bem de seu irmão Benjamim?E eu com a minha força, que sou maior e mais forte do que os dois, venha hoje sobre ti ea tua terra se tu não quer enviar o nosso irmão.Não ouviste o que o nosso Deus que fez a escolha de nós fez a Faraó por causa de Sara, nossa mãe, a quem ele tirou de nosso pai, que feriu e sua família com pragas pesados, que até hoje os egípcios relacionar esta maravilha para o outro? assim vai o nosso Deus te hei de fazer por conta de Benjamim que tu neste dia tomado de seu pai, e por conta dos males que tu esta heapest dia sobre nós na tua terra, para o nosso Deus se lembrará de sua aliança com Abraão, nosso pai e trarei mal sobre ti, porque tu afligido a alma do nosso pai, neste dia.Agora, pois, ouve as minhas palavras que eu tenho este dia a ti falado, e enviar o nosso irmão que ele pode ir longe para que não sejas e as pessoas da tua terra morrerá pela espada, pois não podem prevalecer sobre mim.E respondeu José a Judá, dizendo: Por que tu tens a tua boca aberta e porque tu és possuem sobre nós, dizendo: Força está contigo? como Faraó vive, se eu comando todos os meus valentes para lutar com você, certamente, tu e os teus irmãos iria afundar na lama.E Judá disse a José, certamente se torna as pessoas ti e teu medo de mim, como o Senhor vive uma vez se eu chamar minha espada Eu não embainhar-lo novamente até que eu matei hoje todo o Egito, e eu vou começar a ti e acabar com o faraó do teu senhor.E respondeu José e disse-lhe: Certamente a força não pertence só a ti, eu sou mais forte e mais poderoso do que tu, certamente, se a espada drawest teu vou colocá-lo para o teu pescoço e do pescoço de todos os teus irmãos.E Judá disse-lhe: Certamente, se eu nesse dia abrir a boca contra ti eu te engolir até que sejas destruído da face da terra e morrer neste dia de teu reino. E José disse: Certamente tu abres a boca se de ti tenho força e poder para fechar a tua boca com uma pedra até que não serás capaz de dizer uma palavra, ver quantas pedras estão diante de nós, realmente eu posso tomar uma pedra, ea força -lo em tua boca e quebrar teus queixos.Então disse Judá, Deus é testemunha entre nós, que não temos até agora desejado para a batalha contigo, só nos dão o nosso irmão e vamos para ti, e José respondeu, e disse Faraó vive, se todos os reis de Canaã, vieram junto com você, você não deve levá-lo da minha mão.Agora, pois, seguir o seu caminho para o seu pai e seu irmão, será para mim de um escravo, pois ele roubou a casa do rei. Então disse Judá: Que é para ti ou para o personagem do rei, sem dúvida, o rei mandou adiante de sua casa, em toda a terra, prata e ouro ou em presentes ou despesas, e tu ainda falas sobre o teu copo que tu fizeste lugar no saco do nosso irmão e dizes que ele roubou-o de ti?Deus não permita que o nosso irmão Benjamim ou a qualquer descendência de Abraão ia fazer isso para roubar de ti, ou de qualquer outra pessoa, seja rei, príncipe, ou a qualquer homem.Agora, pois, deixar esta acusação que a Terra toda ouvem as tuas palavras, dizendo: Por um pouco de prata do rei do Egito discutiam com os homens, e acusou-os e levou seu irmão para um escravo.E respondeu José e disse: Tomai-vos esta taça e ir de mim e deixe o seu irmão por um escravo, pois é o julgamento de um ladrão para ser um escravo.Então disse Judá: Por que tu não tem vergonha das tuas palavras, para deixar nosso irmão e tomar a tua taça? Certamente, se tu dás-nos o teu copo, ou mil vezes mais, não vamos deixar nosso irmão para a prata que se encontra nas mãos de qualquer homem, que não vai morrer por ele.E José respondeu: E por que você abandone o seu irmão e vendê-lo por vinte moedas de prata até este dia, e então porque não fazer o mesmo com este teu irmão?Então disse Judá, o Senhor é testemunha entre mim e ti que nós não desejamos batalhas teu agora, pois, dar-nos o nosso irmão e vamos a partir de ti, sem brigas.E respondeu José e disse: Se todos os reis da terra devem se reunir eles não serão capazes de tirar seu irmão da minha mão e disse Judá: Que diremos a nosso pai, quando ele viu que o irmão não vem com a gente , e sofre com ele?E respondeu José e disse: Isto é a coisa que você deve dizer-vos o seu pai, dizendo: A corda foi depois do balde.Então disse Judá: Verdadeiramente tu és um rei, e por que tu dizes essas coisas, dando um falso julgamento? ai o rei, que é semelhante a ti.E respondeu José e disse: Não há julgamento falso a palavra que eu falei por conta de seu irmão José, para todos vocês o venderam para os midianitas por vinte moedas de prata, e todos negaram a seu pai e disse: ele, uma besta-fera o devorou, José foi despedaçado.Então disse Judá: Eis aqui o fogo arde de Shem em meu coração, agora eu vou queimar toda a vossa terra com o fogo, e José respondeu, e disse: Certamente a tua cunhada-Tamar, que matou seus filhos, apagou o fogo de Siquém.Então disse Judá: Se eu arrancar um fio de cabelo da minha carne, eu vou encher todo o Egito com o seu sangue.E respondeu José e disse: Esse é seu costume de fazer como você fez para seu irmão, a quem você vendeu, e você molhou o casaco no sangue e levou-o ao seu pai para que ele pudesse dizer uma fera o devorou e aqui é o seu sangue.E quando Judá ouviram isso era extremamente indignado e sua raiva ardia dentro dele, e que havia antes dele, naquele local uma pedra, cujo peso era de cerca de quatro quilos, ea raiva de Judá se acendeu e ele tomou a pedra em um mão e lançá-lo aos céus e pegou-a com a mão esquerda.E ele colocou mais tarde sob as pernas, e ele sentou em cima dela com toda sua força, ea pedra se transformou em pó a partir da força de Judá.E José, vendo o ato de Judá, e ele estava com muito medo, mas ele mandou Manassés, seu filho e ele também fez com outra pedra, como o ato de Judá, e Judá disse aos seus irmãos, que nenhum de vocês dizem, este homem é um egípcio, mas por sua fazendo isso ele é da família do nosso pai.E José disse: Não só é determinada força, pois somos também os homens poderosos, e por que te glorias, sobre todos nós? e Judá disse a José: Enviar peço-te nosso irmão e não arruinar a tua terra neste dia.E respondeu José e disse-lhes: Ide, e diga a seu pai, uma besta-fera o devorou, como você disse sobre o seu irmão Joseph.Mas Judá respondeu a seu irmão Naftali, e disse-lhe: Apressa-te, vá agora e número de todas as ruas do Egito e vir e me dizer, e Simeão disse-lhe: Não deixe isso ser um problema para ti, agora eu vai para o montar e levar até uma grande pedra do monte e nível, em cada uma, no Egito, e matar todos que estão nele.E José ouviram todas aquelas palavras que seus irmãos falaram antes dele, e eles não sabiam que José os entendia, porque imaginava que ele não sabia falar hebraico.E José teve muito medo das palavras de seus irmãos para que não se deve destruir o Egito, e ele ordenou a seu filho Manassés, dizendo: Vai, agora se apressam a mim e reunir todos os habitantes do Egito, e todos os homens valentes juntos, e deixá-los venha a mim agora em cima de cavalo ea pé e com todos os tipos de instrumentos musicais, e Manassés, e assim o fez.E foi como Naftali Judá lhe tinha ordenado, por Naftali, lightfooted como um dos veados rápida, e ele ia aos ouvidos de milho e não iria romper com ele.E ele foi e numeradas todas as ruas do Egito, e encontrou-a doze anos, e ele veio apressadamente e disse a Judá e Judá disse aos seus irmãos, Apressa-lo e colocar em cada um a sua espada sobre seus lombos, e nós viremos mais Egito, e ferirei todos eles, e não deixar um resquício permanece.Então disse Judá: Eis que eu vos destruir três das ruas com a minha força, e você deve destruir cada um de rua, e quando Judá estava falando dessa coisa, eis que os habitantes do Egito e todos os valentes veio na direção deles com todos os tipos de instrumentos musicais e com a gritar em voz alta.E seu número era de quinhentos de cavalaria e dez mil soldados de infantaria, e quatrocentos homens que podiam lutar sem espada ou lança, só com as mãos e força.E todos os valentes veio com grande ataque e gritando, e todos eles rodeados dos filhos de Jacó e aterrorizada-los, eo chão tremeu ao som de seus gritos.E quando os filhos de Jacó viu estas tropas estavam com muito medo de suas vidas, e José fê-lo, a fim de aterrorizar os filhos de Jacó, para tornar-se tranqüilizado.E Judá, vendo alguns de seus irmãos apavorados, disse-lhes: Por que vocês estão com medo, enquanto a graça de Deus está conosco? e quando viu Judá todo o povo do Egito, em torno deles sob o comando de José, a aterrorizá-los, apenas José ordenou-lhes, dizendo: Não toque em nenhuma delas.Então Judá se apressou e desembainhou a espada e deu um grito forte e amargo, e feriu com sua espada, e ele pulou no chão e ele ainda continuava a gritar contra todas as pessoas.E quando ele fez essa coisa que o Senhor fez com que o terror de Judá e seus irmãos a cair sobre os valentes homens e todas as pessoas que os cercavam.E todos eles fugiram com o som dos gritos, e eles ficaram apavorados e caíram um sobre o outro, e muitos deles morreram como eles caíram, e eles fugiram de diante de Judá e seus irmãos e diante de Joseph.E enquanto eles estavam fugindo, Judá e seus irmãos perseguiram até a casa de Faraó, e todos eles escaparam, e Judá sentou-se novamente antes de José e gritou para ele como um leão, e deu um grito grande e tremendo para ele.E o grito foi ouvido de longe, e todos os moradores de Sucote, ouvindo isto, e todo o Egito tremeu ao som do grito, e também as paredes do Egito e da terra de Goshen caiu dentro do tremor de terra, e Faraó também caiu de seu trono no chão, e também todas as mulheres grávidas do Egito e Goshen abortou quando ouviram o barulho da agitação, pois eles estavam com um medo terrível.E Faraó enviou a palavra, dizendo: Que é essa coisa que aconteceu neste dia na terra do Egito? e eles vieram e disseram-lhe todas as coisas do começo ao fim, e Faraó estava alarmado e ele se perguntou e teve muito medo.E seu medo aumentou quando ele ouviu todas estas coisas, e enviou a José, dizendo: Tu trouxeste-me a destruir todos os hebreus do Egito, o que tu queres fazer com que o escravo gatuno? mandá-lo embora e deixá-lo ir com seus irmãos, e não vamos perecer por sua maldade, até mesmo nós, você e todo o Egito.E não se desejas fazer tal coisa, arrematar de ti todas as minhas coisas valiosas, e ir com eles para sua terra, se tu comprazes nele, porque isso vai destruir o meu dia todo país e matar todo o meu povo, e todo o as mulheres do Egito, já abortou através dos seus gritos, ver o que eles fizeram apenas por seus gritando e falando, aliás se eles lutam com a espada, eles vão destruir a terra, agora, portanto, escolher o que desejas, se eu ou os hebreus, se o Egito ou a terra dos hebreus.E eles vieram e disseram Joseph todas as palavras de Faraó, que tinha dito a respeito dele, e José estava com muito medo das palavras de Faraó e de Judá e seus irmãos ainda estavam em pé diante Joseph indignados e enfurecidos, e todos os filhos de Jacó, rugiu José, como o bramido do mar e suas ondas.E José teve muito medo de seus irmãos e por conta do Faraó, e José procurou um pretexto para se fazer conhecer a seus irmãos, para que não se deve destruir todo o Egito.E José ordenou a seu filho de Manassés, e Manassés, e se aproximou de Judá, e colocou a mão sobre seu ombro, ea raiva de Judá foi silenciado.Então disse Judá a seus irmãos, Que ninguém de vocês dizem que este é o ato de um jovem egípcio para isso é obra da casa de meu pai.E José, vendo e sabendo que a raiva de Judá foi silenciado, ele se aproximou para falar Judá na linguagem da doçura.E José disse Judá: Certamente, você fala a verdade e, nesse dia, verificou suas afirmações a respeito de sua força, eo vosso Deus, que se deleita em você, aumentar o seu bem-estar, mas diga-me verdadeiramente porque, dentre todos os teus irmãos discutem tu comigo conta o rapaz, já que nenhum deles falou uma palavra para mim a respeito dele.E Judá respondeu José, dizendo: Certamente tu deves saber que eu estava de segurança para o rapaz a seu pai, dizendo: Se eu trouxe ele não lhe devo levar a sua culpa para sempre.Portanto, eu me aproximei de ti, dentre todos os meus irmãos, pois vi que foste dispostos a sofrer-lhe para ir para ti, pois agora eu posso achar graça aos teus olhos que tu hás de enviar-lhe para ir com a gente, e eis que eu permanecerei como um substituto para ele, para servir-te em tudo o desejas, por onde quer que tu me enviaste vou servir-te com muita energia.Envie-me agora um rei poderoso que se rebelou contra ti, e tu sabe que eu vou fazer para ele e para a sua terra, embora ele possa ter a cavalaria e infantaria ou um povo grandemente, vou matá-los todos e trazer o rei cabeça diante de ti.Dost tu não sabe ou não tens ouvido dizer que o nosso pai Abraão com o seu servo Eliezer feriu todos os reis de Elão com seus anfitriões em uma noite, que não deixou um remanescente? e desde aquele dia, a força de nosso pai nos foi dado por herança, para nós e nossa descendência para sempre.E respondeu José e disse: Você fala a verdade ea falsidade não está na sua boca, pois era também disse para nós que os hebreus têm poder e que o Senhor seu Deus se agrada muito neles, e que pode, então, enfrentá-los?No entanto, sob esta condição farei o seu irmão, se você vai levar antes de mim, seu irmão, filho de sua mãe, de quem disse que ele tinha ido com você ao Egito, e isso deve acontecer quando você traz para mim seu irmão, eu vou levá-lo em seu lugar, porque nenhum de vocês foi a segurança para que seu pai, e quando vier a mim, então vou enviar-lhe com o seu irmão a quem você tem segurança.E a raiva de Judá se acendeu contra José, quando ele falou isso, e seus olhos caíram sangue com raiva, e ele disse a seus irmãos, como diz este homem hoje busca da sua própria destruição, e que de todo o Egito!E Simeão respondeu José, dizendo: Porventura não te dizer em primeiro lugar que não conhecia o local especial para que ele fosse, e se ele estar vivo ou morto, e por que fala, meu senhor, como vos estas coisas?E José, observando o rosto de Judá, percebeu que sua raiva começou a acender quando ele falou-lhe, dizendo: Faze-me o seu outro irmão, em vez deste irmão.E disse José a seus irmãos, Certamente você disse que seu irmão estava morto, ou perdido, agora se eu deveria ligar para ele hoje e ele deve vir antes de você, você daria a ele a mim em vez de seu irmão?E José começou a falar e gritar, José, José, venho nesse dia antes de mim, e parecem teus irmãos e sentar-se diante deles.E quando José falou isso antes deles, olharam cada um modo diferente de ver de onde Joseph viria antes deles.E José observados todos os seus atos, e disse-lhes: Por que você olha, aqui e ali? Eu sou José, a quem vendestes para o Egito, agora, portanto, não deixe que lamentar que você me vendeu, pois, como um apoio durante a fome que Deus enviou-me diante de vós.E seus irmãos ficaram aterrorizados com ele quando ouviu as palavras de José, Judá foi extremamente aterrorizado com ele.E quando Benjamin ouviu as palavras de José, ele estava à frente deles na parte interna da casa, correu e Benjamim, seu irmão Joseph, e abraçou-o e caiu sobre seu pescoço, e chorou.E quando os irmãos de José viu que Benjamim tinha caído sobre o pescoço de seu irmão e chorou com ele, eles também caíram sobre José eo abraçou, e chorou um grande pranto com Joseph.E a voz se fez ouvir na casa de José, que eram irmãos de José, e agradou a Faraó muito, pois ele estava com medo deles para que não se deve destruir o Egito.E Faraó enviou os seus servos a José de felicitá-lo sobre seus irmãos que tinham vindo a ele, e todos os capitães dos exércitos e as tropas que estavam no Egito, regozijar-se com José, e todo o Egito se alegrou muito sobre os irmãos de Joseph.E Faraó enviou os seus servos a José, dizendo: Dize a teus irmãos para buscar todos os que pertencem a eles e deixá-los vir a mim, e eu vou colocá-los na melhor parte da terra do Egito, e eles assim fizeram.E José ordenou-lhe que foi definido sobre a sua casa para trazer aos presentes os seus irmãos e vestuário, e ele trouxe-lhes muitas peças de roupas de estar presentes realeza e muitos, e José dividiu-os entre seus irmãos.E ele deu a cada um de seus irmãos, uma mudança de vestes de ouro e prata, e trezentas peças de prata, e José lhes ordenou tudo para ser vestida de estas peças de vestuário, e para ser apresentado diante de Faraó.E Faraó vendo que todos os irmãos de José foram homens valentes e de bela aparência, ele muito se alegrou.E depois eles saíram da presença de Faraó, para ir para a terra de Canaã, para seu pai e seu irmão Benjamim estava com eles.E José levantou-se e deu-lhes carros onze de Faraó, e José deu-lhes o seu carro, que cavalgava no dia da coroação, no Egito, para buscar seu pai para o Egito, e José enviado para 'todos os seus irmãos crianças, roupas de acordo com seus números, e uma centena de peças de prata a cada um deles, e ele também mandou roupas para as esposas de seus irmãos do vestuário das mulheres do rei, e mandou-os.E ele deu a cada um dos seus dez irmãos de homens para ir com eles para a terra de Canaã, para atendê-los, para servir os seus filhos e todos os que lhes pertencem na vinda para o Egito.E José mandou por mão de seu irmão Benjamin dez ternos de roupas para seus dez filhos, uma porção acima do resto dos filhos dos filhos de Jacob.E ele enviou a cada cinqüenta peças de prata, e dez carros na conta de Faraó, e ele enviou ao seu pai dez jumentos carregados com todos os luxos do Egito, e dez jumentas carregadas de trigo, pão e alimento para seu pai, ea todos os que estavam com ele como as disposições para a estrada.E ele enviou ao seu vestuário irmã Diná de prata e ouro, incenso e mirra e aloés e ornamentos de mulheres em grande abundância, e ele enviou o mesmo a partir das esposas do faraó para as esposas de Benjamin.E ele deu a todos os seus irmãos, também para suas esposas, todos os tipos de pedras de ônix e bdélio, e de todas as coisas valiosas entre os grandes povos do Egito, nada de tudo o cara foi deixado, mas o que José fez de que seu pai doméstico.E despediu os seus irmãos, e eles foram, e ele enviou o seu irmão Benjamim com eles.E José saiu com eles para acompanhá-los na rodoviária até as fronteiras do Egito, e ordenou-lhes acerca de seu pai e sua família, para vir para o Egito.E ele lhes disse: Não briga na estrada, para isso veio do Senhor, para manter um grande povo de fome, pois haverá ainda cinco anos de fome na terra.E ordenou-lhes, dizendo: Quando você vem para a terra de Canaã, não venha de repente diante de meu pai, neste caso, mas agir em sua sabedoria.E José deixou de comandá-los, e ele se virou e voltou para o Egito, e os filhos de Jacó foi para a terra de Canaã, com alegria e alegria ao seu pai Jacob.E eles vieram aos confins da terra, e disseram uns aos outros, que devemos fazer nesse assunto antes de nosso pai, de repente, se chegarmos a ele e dizer-lhe o assunto, ele será muito alarmado com as nossas palavras e não acreditar em nós.E eles foram bem, até que se chegava até suas casas, e encontraram Serach, filha de Asher, indo ao encontro deles, a moça foi muito bom e sutil, e soube jogar com a harpa.E chamaram-lhe e ela veio antes deles, e ela beijou-os, e eles a levaram e deu-lhe uma harpa, dizendo: Vai, agora diante do nosso pai, e sentar-se diante dele, e greve ao som da harpa, e falar essas palavras .E ordenou-lhe para ir para sua casa, e ela pegou a harpa e apressou-se diante deles, e ela veio e sentou-se perto de Jacob.E ela jogou bem e cantou, e proferiu na doçura de suas palavras, meu tio José vive, e ele domina em toda a terra do Egito, e não está morto.E ela continuou a repetir e pronunciar estas palavras, e Jacó ouviu as palavras dela e eles estavam agradável a ele.Ele ouviu enquanto ela repetia duas vezes e três vezes, e alegria entrou no coração de Jacob na doçura de suas palavras eo espírito de Deus estava sobre ele, e ele sabia todas as suas palavras para ser verdade.E Jacó abençoou Serach quando ela pronunciou estas palavras diante dele, e ele disse-lhe: Minha filha, a morte não pode prevalecer sobre ti, porque tu reviveu meu espírito; só falar ainda antes de mim, como disseste, porque tu me alegrado com todas as tuas palavras.E ela continuou a cantar estas palavras, e Jacó ouviu e prazer, e ele se alegrava, e do espírito de Deus estava sobre ele.Enquanto ele ainda falava com ela, eis que seus filhos veio a ele com cavalos e carros e trajes reais e os funcionários correndo antes deles.Jacó levantou-se para enfrentá-los, e viu seus filhos vestidos de trajes reais e viu todos os tesouros que José tinha enviado para eles.E disseram-lhe, ser informado que o irmão Joseph é viver, e é ele que governa toda a terra do Egito, e é ele que falou para nós, como nós te disse.E Jacó ouviu as palavras de seus filhos, e seu coração palpitava em suas palavras, pois ele não podia acreditar neles até que ele viu tudo o que José lhes havia dado eo que ele lhe enviara, e todos os sinais de que José lhes falara .E eles abriram diante dele, e mostrou-lhe tudo o que José tinha enviado, que deu a cada um o que José tinha enviado, e ele sabia que eles tinham dito a verdade, e ele se alegrou uma conta de seu filho.E Jacó disse, é suficiente para mim que o meu filho José ainda está vivo, eu vou vê-lo antes que morra.E seus filhos lhe contou tudo o que lhes havia acontecido, e Jacó disse, vou descer ao Egito para ver meu filho e sua descendência.Jacó levantou-se e vestiu as vestes que José tinha enviado, e depois de lhes ter lavado e raspado o cabelo dele, ele colocou na cabeça o turbante que José tinha enviado.E todo o povo da casa de Jacó e suas esposas colocar as vestes que José tinha enviado para eles, e muito se alegrou a José que ele ainda estava vivo e que ele estava governando no Egito,E todos os moradores de Canaã ouvido falar de tal coisa, e eles vieram e se alegraram muito com o Jacob que ele ainda estava vivo.E Jacó fez um banquete para eles durante três dias, e todos os reis de Canaã e os nobres da terra comeram e beberam e se alegraram na casa de Jacob.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 55 - O Senhor manda Jacó para ir ao Egito, onde ele irá fazer dele uma grande nação. José e todos os egípcios vão ao encontro de Jacó para lhe fazer honra, quando ele chega. A Terra de Goshen é dado a ele e seus filhos.


E aconteceu depois disto que Jacob disse, eu vou ver meu filho no Egito e depois voltar para a terra de Canaã, de que Deus havia falado a Abraão, pois não posso deixar a terra do meu lugar de nascimento.Eis a palavra do Senhor veio a ele, dizendo: Vai para o Egito com toda a tua família e lá permanecer, não temas descer ao Egito para ali farei de ti uma grande nação.E Jacó disse dentro de si, eu vou ver meu filho se o medo do seu Deus está ainda em seu coração entre todos os habitantes do Egito.E o Senhor disse a Jacó: Não temas, sobre José, pois ele ainda retém a sua integridade para me servir, pois vai parecer bem aos teus olhos, e Jacó alegrou sobre seu filho.Naquela época Jacob mandou seus filhos e família para ir para o Egito, segundo a palavra do Senhor a ele, e levantou-se Jacó com seus filhos e toda a sua casa, e ele saiu da terra de Canaã, a partir de Beersheba, com alegria e alegria de coração, e eles foram para a terra do Egito.E sucedeu que, quando chegaram próximo ao Egito, Jacó enviou Judá adiante de si a José que ele pudesse mostrar-lhe uma situação no Egito, e Judá, segundo a palavra de seu pai, e ele se apressou e correu e veio José, e eles atribuíram-lhes um lugar na terra de Goshen para toda a sua casa, e Judá, voltou e entrou na estrada com seu pai.E José aproveitado o carro, e reuniu todos os seus valentes e os seus servos e todos os oficiais do Egito, a fim de ir ao encontro de seu pai Jacó, eo mandato de José foi proclamado no Egito, dizendo: Tudo o que não vão ao encontro de Jacó morrerá.E no dia seguinte, Joseph saiu com todo o Egito uma série de grandes e poderosos, todos vestidos com roupas de linho fino e de púrpura e com instrumentos de ouro e prata e com os seus instrumentos de guerra com eles.E todos eles foram ao encontro de Jacó com todos os tipos de instrumentos musicais, com tambores e tamborins, espalhando mirra e aloés todos ao longo da estrada, e todos eles foram depois disso, moda e a terra tremeu em seus gritos.E todas as mulheres do Egito, sobre os telhados do Egito e nas paredes ao encontro de Jacó, e sobre a cabeça de José, foi a coroa régia de Faraó, para o faraó tinha enviado a ele para colocar no momento da sua ida ao encontro de seu pai.E quando José chegou dentro de cinqüenta côvados de seu pai, ele saltou do carro e caminhou em direção a seu pai, e quando todos os oficiais do Egito e seus nobres eis que José tinha ido a pé em direção ao seu pai, que também desceu e caminhou em pé em direção Jacob.E quando Jacob se aproximou do arraial de José, Jacó observou o acampamento que estava vindo em sua direção com José, e gratificado ele e Jacob estava surpreso com isso.E Jacó disse Judá, Quem é esse homem que vejo no campo do Egito vestido com mantos reais, com um vestido vermelho muito em cima dele e uma coroa real na sua cabeça, que desceu do seu carro e está vindo em nossa direção? e Judá respondeu ao seu pai, dizendo: Ele é o teu filho José, o rei, e Jacó se alegra em ver a glória de seu filho.E José chegou perto até seu pai e fez uma reverência para o seu pai, e todos os homens do campo inclinou para o chão com ele antes de Jacob.E eis que Jacó correu e correu para seu filho José e caiu sobre seu pescoço eo beijou, e choraram, e José também abraçou seu pai eo beijou, e eles choraram e todo o povo do Egito chorou com eles.E Jacó disse a José: Agora eu vou morrer com alegria depois de eu ter visto o teu rosto, para que tu ainda vivo e com glória.E os filhos de Jacó e suas esposas e seus filhos e seus servos, ea toda a casa de Jacó chorou muito com José, e beijou-o e chorou muito com ele.E José, e todo o seu povo depois voltou para casa para o Egito, e Jacó e seus filhos e todas as crianças de sua família veio para o Egito com José, e José colocou-os na melhor parte do Egito, na terra de Gósen.E José disse a seu pai e seus irmãos, eu vou para cima e dizer a Faraó, dizendo: Meus irmãos ea casa de meu pai e todos os que pertencem a eles, vieram a mim, e eis que estão na terra de Gósen.E José fez isso e tirou de seus irmãos, Rúben, Issacar, Zebulom e Benjamim seu irmão, e ele colocou diante de Faraó.E disse José a Faraó, dizendo: Meus irmãos ea casa de meu pai e todos os que lhes pertencem, juntamente com os seus rebanhos e gado vieram a mim desde a terra de Canaã, a permanência no Egito, pois a fome era extrema sobre eles.E Faraó disse a José: Coloque teu pai e irmãos na melhor parte da terra, reter não de todos eles que é bom, e causar-lhes de comer a gordura da terra.E José respondeu, dizendo: Eis que eu tenho postado deles na terra de Gósen, porque eles são pastores, pois deixá-los permanecer em Goshen para alimentar seus rebanhos para além de os egípcios.E Faraó disse a José: Fazei com os teus irmãos, tudo o que eles devem dizer-te, e os filhos de Jacó curvou-se ao Faraó, e saiu com ele em paz, e depois José levou seu pai diante de Faraó.E Jacó veio e prostrou-se a Faraó, e Jacó abençoou a Faraó, e ele então saiu, e Jacó e todos os filhos dele, e todos os habitantes de sua casa na terra de Gósen.No segundo ano, ou seja, os cento e trinta anos da vida de Jacob, José manteve seu pai e seus irmãos, e toda a casa de seu pai, com o pão de acordo com seus pequeninos, todos os dias da fome, pois eles não tinham nada.E José deu-lhes a melhor parte de toda a terra, o melhor do Egito, todos os dias de José, e José deu também a eles, e para a totalidade do seu pai domésticos, roupas e ano vestuário por ano, e os filhos de Jacó permaneceu firmemente no Egito, todos os dias de seu irmão.E Jacó sempre comia à mesa de José, Jacó e seus filhos não deixe de José tabela dia ou da noite, além do que os filhos de Jacó consumido em suas casas.E todos os egípcios comiam pão durante os dias da fome, da casa de José, para todos os egípcios venderam todos os que lhes pertencem por conta da fome.E José comprou todas as terras e campos do Egito para o pão sobre a conta de Faraó, e José fornecido todo o Egito com pão todos os dias de fome, e José recolheu toda a prata eo ouro que vinha ter com ele para o trigo que compravam toda a terra, e que acumulou muito ouro e prata, além de uma imensa quantidade de pedras de ônix, bdélio e vestuário valioso que eles trouxeram a José de toda parte da terra, quando seu dinheiro foi gasto.E José tomou toda a prata eo ouro, que vinha na sua mão, cerca de setenta e dois talentos de ouro e prata, pedras de ônix e também bdélio e em grande abundância, e José correu e escondeu-o em quatro partes, e escondeu uma parte na deserto perto do Mar Vermelho, e uma parte pela Perath rio, ea terceira e quarta escondeu no deserto em frente ao deserto da Pérsia e da Média.E ele tomou parte do ouro e da prata que foi deixado, e os deu a todos os seus irmãos e até toda a família de seu pai, e até todas as mulheres da casa de seu pai, eo resto que ele trouxe para a casa de Faraó, cerca de vinte talentos de ouro e prata.E José deu todo o ouro e prata que foi deixado Faraó, Faraó e colocou no lugar do tesouro, e os dias da fome cessou depois que, em terra, e eles plantaram e colheram em toda a terra, e obtiveram a sua habitual quantidade de ano para ano, pois eles não tinham nada.José habitou no Egito, de forma segura, e toda a terra estava sob o seu conselho, e seu pai e todos os seus irmãos habitavam na terra de Gósen e tomou posse dela.E José era muito idoso, avançada em dias, e seus dois filhos, Efraim e Manassés, manteve-se constantemente na casa de Jacó, junto com os filhos dos filhos de Jacó, seus irmãos, para aprender os caminhos do Senhor e à sua lei.E Jacó e seus filhos moravam na terra do Egito, na terra de Gósen, e eles tomaram posse no mesmo, e elas frutificaram e se multiplicaram na mesma.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 56 - Depois de anos "Seventeen Moradia no Egito, Jacó morre, depois de abençoar seus filhos e ordenando-lhes que vão no caminho do Senhor. José e seus irmãos e todos os poderosos do Egito ir até Canaã para denunciar Jacob. Esaú, alegando que a terra de Canaã como a dele, não vai permitir que José para sepultar seu pai. Depois Esaú e muitos de seu povo foram mortos, Jacob é enterrado pela força. Todos os reis de Canaã venha a fazer-lhe homenagem.E Jacó viveu na terra do Egito, 17 anos, e os dias de Jacó, e os anos da sua vida, foram cento e quarenta e sete anos.Naquela época Jacob foi atacado com que a doença de que ele morreu e ele mandou chamar a seu filho José do Egito, e José, seu filho veio do Egito e Joseph veio a seu pai.E Jacó disse a José e aos seus filhos: Eis que eu morrer, eo Deus dos seus antepassados irá visitá-lo e trazê-lo de volta para a terra que o Senhor jurou dar a vós e aos vossos filhos depois de vós, pois, agora, quando Eu estou morto, enterrem-me na caverna que está em Macpela, em Hebrom, na terra de Canaã, perto de meus antepassados.E Jacó fez seus filhos juro para enterrá-lo em Macpela, em Hebron, e seus filhos juraram-lhe sobre isso.E ordenou-lhes, dizendo: Servir ao Senhor, teu Deus, pois quem lhe entregou o pais também entregá-lo de todos os problemas.E Jacó disse, Chame todos os seus filhos para mim, e todos os filhos dos filhos de Jacó veio e sentou-se diante dele, e Jacob abençoou, e disse-lhes: O Senhor Deus de teus pais devem conceder-lhe mil vezes mais e te abençoe e te dê a bênção de seu pai Abraão, e todos os filhos dos filhos de Jacó, saiu no mesmo dia depois que ele os havia abençoado.E no dia seguinte, outra vez a Jacó chamou seus filhos, e todos eles montados e aproximaram-se dele e sentou-se diante dele, e Jacob, nesse dia, abençoou seus filhos antes de sua morte, cada homem é que ele abençoe segundo a sua bênção, eis que é escrito no livro da lei do Senhor, pertencente a Israel.E disse Jacó a Judá, eu sei que meu filho tu és um homem poderoso para teus irmãos, filhos de reinar sobre eles, e teu reinado sobre os seus filhos para sempre.Apenas ensinar a teus filhos o arco e todas as armas de guerra, a fim de que possam travar as batalhas de seu irmão que governará sobre seus inimigos.E outra vez a Jacó ordenou a seus filhos, naquele dia, dizendo: Eis que este dia deve ser congregado ao meu povo; levar-me até do Egito e enterrar-me na caverna de Macpela, como eu vos tenho mandado.Todavia tome cuidado peço-vos que nenhum de seus filhos me levar, só vós, e esta é a maneira que você deve fazer para mim, quando você leva o meu corpo para ir com ele para a terra de Canaã, para me enterrar,Judá, Issacar e Zebulom levar o meu esquife no lado oriental: Rúben, Simeão e Gade, ao sul, Efraim, Manassés e Benjamim, no oeste, Dan, Asher e Naftali, no norte.Não deixe Levi levar com você, por ele e seus filhos vão levar a arca da aliança do Senhor com os israelitas no acampamento, nem deixar que meu filho José proceder, pois, como um rei assim a sua glória; Todavia, Efraim e Manassés será em seu lugar.Assim farás a mim quando você me levar pra longe; não negligenciar qualquer coisa de tudo o que eu te ordeno, e isso deve acontecer quando você faz isso a mim, que o Senhor me lembro de você favoravelmente e seus filhos depois que você para sempre .E meus filhos, a honra de cada irmão e seu parente, e vossos filhos e os filhos de seus filhos depois de servir ao Senhor, Deus de seus antepassados todos os dias.A fim de que você pode prolongar seus dias na terra, você e seus filhos e os filhos de seus filhos para sempre, quando você faz o que é bom e reto aos olhos do Senhor, teu Deus, para ir em todos os seus caminhos.E tu, meu filho José, peço-te perdoar as pontas de teus irmãos, e todos os seus malefícios para o prejuízo que eles empilhou sobre ti, pois Deus o tornou em benefício teu e de teus filhos.E ó meu filho não deixar os teus irmãos, para os habitantes do Egito, nem ferir seus sentimentos, pois eis que eu destiná-los à mão de Deus e na tua mão para protegê-los dos egípcios, e os filhos de Jacó respondeu seu pai, dizendo: Ó, nosso pai, tudo o que tens, nos ordenou, assim o faremos, só Deus pode estar conosco.E disse Jacó a seus filhos, assim que Deus esteja com você quando você mantenha todas as suas formas, não converta dos seus caminhos, quer para a direita ou a esquerda em executar o que é bom e reto aos seus olhos.Porque eu sei que muitos problemas e graves te sucederá nos últimos dias na terra, sim, seus filhos e filhos dos filhos, somente servir ao Senhor e ele te salvará de todos os problemas.E virá para passar quando você deve ir atrás de Deus para servi-lo e ensinar a seus filhos depois de ti, e os filhos de seus filhos, para saber do Senhor, então o Senhor irá levantar para vós e vossos filhos um servo de entre os seus filhos eo Senhor te livrará de sua mão de todas as aflições, e trazê-lo para fora do Egito e levá-lo de volta à terra de vossos pais para herdá-la de forma segura.E Jacó deixou a seus filhos, e ele chamou os seus pés na cama, ele morreu e foi congregado ao seu povo.E José se lançou sobre seu pai e ele gritou e chorou sobre ele e beijou-o, e ele gritou em voz amarga, e disse: Ó meu pai, meu pai.E as esposas de seu filho e toda a sua família veio e caiu em cima de Jacob, e chorou sobre ele, e clamou em alta voz sobre Jacob.E todos os filhos de Jacó levantou-se juntos, e rasgaram suas vestes, e todos eles pôs saco sobre os lombos, e caíram sobre seus rostos, e lançaram pó sobre as suas cabeças em direção ao céu.E a coisa foi dita até Osnath esposa de José, e ela levantou-se e colocar em um saco e ela com todas as mulheres egípcias com ela veio e lamentou e chorou por Jacob.E também todo o povo do Egito, que conhecia todos os Jacó veio no dia em que ouviram isso, e todos os egípcios choraram por muitos dias.E também desde a terra de Canaã que as mulheres vêm para o Egito, quando soube que Jacob foi morto, e eles choraram no Egito por setenta dias.E aconteceu depois disto que José ordenou aos seus servos, os médicos para embalsamar seu pai com mirra, incenso e todos os tipos de incenso e perfume, e os médicos embalsamaram Jacob como José lhes havia ordenado.E todo o povo do Egito e os anciãos e todos os habitantes da terra de Goshen chorou e lamentou mais Jacó, e todos os seus filhos e os filhos de sua casa, lamentou e chorou sobre o seu pai Jacó muitos dias.E depois dos dias de seu choro passaram, no fim de setenta dias, disse José a Faraó, vou subir e sepultar meu pai na terra de Canaã, como ele me fez jurar, e depois eu vou voltar.E Faraó enviou a José, dizendo: Sobe, e sepulta teu pai como ele disse, e como ele te fez jurar, e José levantou-se com todos os seus irmãos para irem à terra de Canaã, para enterrar seu pai Jacó, como ele lhes ordenara.E o faraó ordenou que ele deve ser proclamado em todo o Egito, dizendo: Quem não anda com José e seus irmãos para a terra de Canaã para sepultar Jacó, morrerá.E todo o Egito ouvido da proclamação do Faraó, e todos eles se levantaram juntos, e todos os servos de Faraó, os anciãos da sua casa, e todos os anciãos da terra do Egito, subiu com José, e todos os oficiais e nobres de Faraó-se como os servos de José, e foram para a sepultar Jacó na terra de Canaã.E os filhos de Jacob levou o caixão em que jazia, de acordo com tudo o que seu pai lhes ordenara, assim fizeram os seus filhos com ele.E o caixão era de ouro puro, e era incrustado em redor com pedras de ônix e bdélio, ea cobertura do ataúde foi obra tecida de ouro, junto com os fios, e sobre eles eram ganchos de pedras de ônix e bdélio.E José colocada sobre a cabeça de seu pai Jacó uma grande coroa de ouro, e ele colocou um cetro de ouro em sua mão, e cercaram o caixão como era o costume dos reis durante suas vidas.E todas as tropas do Egito, antes dele nessa matriz, num primeiro momento todos os valentes de Faraó, e os poderosos homens de José, e depois deles o resto dos habitantes do Egito, e todos eles foram cingidos com espadas e equipado com couraças, e as armadilhas da guerra foram em cima deles.E todos os chorões e parentes foi em uma distância oposta ao esquife, andando e chorando e lamentando, eo resto do povo foi atrás do féretro.E José, e sua família foram juntos perto do esquife descalça e chorando, eo resto dos servos de José foram ao seu redor, e cada um tinha seus ornamentos em cima dele, e eles estavam todos armados com suas armas de guerra.E cinqüenta agentes de Jacó passou na frente do esquife, e que eles espalharam ao longo da mirra estrada e aloés, e todo o tipo de perfume, e todos os filhos de Jacó, que levava o esquife caminhou sobre a perfumaria, e os servos de Jacó, antes eles espalhavam o perfume ao longo da estrada.E José subiu com um campo pesado, e eles fizeram desta maneira todos os dias até chegar à terra de Canaã, e chegaram à eira de Atade, que estava do outro lado do Jordão, e prantearam uma grandíssima e pesado luto naquele lugar.E todos os reis de Canaã, ouviu falar de tal coisa, e todos eles saíram, cada homem da sua casa, trinta e um reis de Canaã, e todos eles vieram com os seus homens a chorar e chorar por Jacob.E todos esses reis viram esquife de Jacob, e eis que a coroa de José estava sobre ele, e eles também colocam as suas coroas sobre o esquife, e cercou-a com coroas.E todos estes reis fizeram naquele lugar tão grande e pesado luto com os filhos de Jacó e Egito sobre Jacob, para todos os reis de Canaã conhecia o valor de Jacó e seus filhos.E o relatório chegou Esaú, dizendo: Jacob morreu no Egito, e seus filhos e todos os egípcios estão transmitindo-o à terra de Canaã para sepultá-lo.E Esaú ouviu tal coisa, e estava residindo na montanha de Seir, e ele levantou-se com seus filhos e todo o seu povo e toda a sua casa, um povo muito grande, e eles vieram para lamentar e chorar por Jacob.E sucedeu que, quando Esaú chegou, ele lamentou a seu irmão Jacó, e todo o Egito e toda a Canaã novamente levantou-se e chorou um grande luto com mais de Esaú Jacó naquele lugarE José e seus irmãos trouxe seu pai Jacob daquele lugar, e foram a Hebron para enterrar Jacob na caverna por seus pais.E vieram a Kireath-Arba, na caverna, e como eles vieram Esaú estava com seus filhos contra José e seus irmãos como um obstáculo na caverna, dizendo: Jacó não será enterrado nele, porque pertence a nós e aos nossos pai.E José e seus irmãos ouviram as palavras dos filhos de Esaú, e eles estavam muito irados, e José se aproximou Esaú, dizendo: Que é isso que eles falam? Certamente meu pai Jacó comprou de ti por grandes riquezas após a morte de Isaac, agora, vinte e cinco anos atrás, e também toda a terra de Canaã, ele comprou de ti e de teus filhos, ea tua descendência depois de ti.E Jacó comprou para seus filhos e sua descendência depois dele por herança para sempre, e por que tu dizes essas coisas neste dia?E Esaú respondeu, dizendo: Tu dizes mentiras e utterest mentiras, porque não vendeu nada que me pertença, em toda esta terra, como dizes, nem meu irmão Jacob comprar alguma coisa que pertence a mim nesta terra.E Esaú disse estas coisas para enganar José com suas palavras, pois Esaú sabia que José não estava presente nos dias em que Esaú vendeu tudo que lhe pertencia, na terra de Canaã, a Jacó.E José disse a Esaú: Certamente, meu pai inserido estas coisas contigo no registro da compra, e testemunhou o registro com testemunhas, e eis que ele está conosco no Egito.E Esaú respondeu, dizendo-lhe: Traga o registro, todos os que tu queres encontrar no registro, assim faremos.E chamou José Naftali seu irmão, e ele disse: Vinde depressa, depressa, não ficar, e executar peço-te para o Egito e trazer todos os registros, o registro da compra, o registro fechado e abra o registro, bem como todos os primeiros registros em que todas as transações do direito de nascença são escritos, buscar tu.E tu trazê-los cá para nós, para que possamos saber de todas as palavras de Esaú e seus filhos que se falou neste dia.E de Naftali, ouviu a voz de José e ele se apressou e correu para descer ao Egito, e Naftali, mais leve no pé do que qualquer dos veados que estavam sobre o deserto, pois ele iria em cima de espigas de milho sem esmagar-los.E quando viu que Esaú Naftali tinha ido buscar os registros, ele e seus filhos aumentou sua resistência contra a caverna, e Esaú e todo o seu povo se levantou contra José e seus irmãos para a batalha.E todos os filhos de Jacó eo povo do Egito lutou com Esaú e seus homens, e os filhos de Esaú e seu povo foram derrotados diante dos filhos de Jacó, e os filhos de Jacó, pântano de quarenta pessoas Esaú homens.E Chushim o filho de Dan, filho de Jacó, era naquele tempo com os filhos de Jacob, mas ele tinha cerca de cem côvados distante do local da batalha, pois ele ficou com os filhos dos filhos de Jacó por Bier Jacob para guardá-lo.E Chushim era mudo e surdo, ainda que entendia a voz de consternação entre os homens.E ele perguntou, dizendo: Por que você não enterrar os mortos, e que é este grande consternação? e eles responderam-lhe as palavras de Esaú e seus filhos, e ele correu para Esaú, no meio da batalha, e Esaú matou com uma espada e cortou a cabeça dele, e ele saltou a uma distância, e Esaú caiu entre o povo da batalha.E quando Chushim fez tal coisa os filhos de Jacó prevaleceu sobre os filhos de Esaú, e os filhos de Jacó enterrou seu pai Jacob pela força na caverna, e os filhos de Esaú viu isso.E Jacó foi enterrado em Hebron, na gruta de Macpela, que Abraão tinha comprado aos filhos de Het para a posse de um cemitério, e ele foi enterrado em roupas muito caro.E nenhum rei tinha tanta honra lhe pagou como José pagou a seu pai em sua morte, para o sepultou com grande honra semelhante ao enterro de reis.E José e seus irmãos fizeram um luto de sete dias para o pai.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 57 - Os filhos de Esaú fazer guerra com os filhos de Jacó e são derrotados. Alguns são levados cativos para o Egito. Os filhos de Esaú alistar o povo de Seir, para acompanhá-los ao Egito para entregar a seus irmãos. José e seus irmãos e os egípcios matar e seiscentos mil euros. Quase todos os homens de Seir Mighty serem mortos, eles fazem guerra com os filhos de Esaú para expulsá-los de suas terras. Esaú prevalece e completamente aniquila os filhos de Seir.E foi depois disso que os filhos de Esaú em guerra com os filhos de Jacob, e os filhos de Esaú, lutaram com os filhos de Jacó em Hebrom, e Esaú ainda estava morto, e não enterrado.E a batalha estava pesado entre eles, e os filhos de Esaú foram derrotados diante dos filhos de Jacó, e os filhos de Jacó matou os filhos de Esaú, oitenta homens, e não uma morreram do povo, dos filhos de Jacó, eo mão de José prevaleceu sobre todo o povo dos filhos de Esaú, e ele tomou Zefô, filho de Elifaz, filho de Esaú, e cinqüenta de seus homens em cativeiro, e amarrou-as com correntes de ferro, e os entregou na mão dos seus servos para levá-los ao Egito.E sucedeu que, quando os filhos de Jacó tinham tomado Zefô e seu povo cativo, todos aqueles que permaneceram foram muito medo de suas vidas a partir da casa de Esaú, para que eles também devem ser levados cativos, e todos eles fugiram com Elifaz, o filho de Esaú e seu povo, com o corpo de Esaú, e eles continuaram em seu caminho para o monte Seir.E eles vieram até o monte Seir e sepultaram Esaú em Seir, mas não tinha trazido a cabeça com eles para Seir, para ele foi enterrado no lugar onde a batalha foi em Hebron.E aconteceu que quando os filhos de Esaú, tinham fugido de diante dos filhos de Jacó, os filhos de Jacó perseguiu até as fronteiras da Seir, mas não matar um único homem, de entre eles quando os perseguiu, para o corpo de Esaú. que levavam consigo animado sua confusão, então eles fugiram e os filhos de Jacó voltou com eles e veio até o local onde seus irmãos estavam em Hebron, e eles permaneceram lá, naquele dia, e no dia seguinte, até que eles descansaram da batalha.E sucedeu que, no terceiro dia eles se reuniam todos os filhos de Seir, horeu, e elas se reuniram todos os filhos do oriente, uma multidão de gente como a areia do mar, e caminharam, e vieram ao Egito para lutar com José e seus irmãos, a fim de entregar os seus irmãos.E José, e todos os filhos de Jacó soube que os filhos de Esaú, e os filhos do oriente veio sobre eles para a batalha, a fim de entregar os seus irmãos.E José e seus irmãos e os homens fortes do Egito saíram e lutaram na cidade de Ramsés, e José e seus irmãos distribuídas um tremendo golpe entre os filhos de Esaú, e os filhos do oriente.E feriram deles seiscentos mil homens, e feriram dentre eles todos os valentes dos filhos de Seir, o horeu, havia apenas alguns deles saíram, e feriram também uma grande parte dos filhos do oriente, e dos filhos de Esaú: Elifaz, filho de Esaú, e os filhos do oriente todos fugiram antes de José e seus irmãos.E José e seus irmãos, perseguiu até que chegaram até Sucote, e eles ainda feriram deles em Sucote trinta homens, eo resto escapou e fugiu cada um para sua cidade.E José e seus irmãos e os homens poderosos do Egito voltou a partir deles com alegria e alegria de coração, porque feriu todos os seus inimigos.E Zefô filho de Elifaz e seus homens ainda eram escravos no Egito os filhos de Jacó, e suas dores aumentaram.E quando os filhos de Esaú e os filhos de Seir retornou à sua terra, os filhos de Seir viu que todos tinham caído nas mãos dos filhos de Jacó, o povo do Egito, por conta da batalha dos filhos de Esau.E os filhos de Seir disseram os filhos de Esaú, Você já viu andtherefore você sabe que este acampamento era na sua conta, e não um homem poderoso ou um perito em guerra permanece.Agora, pois, sair da nossa terra, vai de nós para a terra de Canaã para a terra da morada dos seus pais; portanto vossos filhos herdam os efeitos de nossas crianças nos últimos dias?E os filhos de Esaú não quis ouvir os filhos de Seir, e os filhos de Seir, considerada a fazer guerra com eles.E os filhos de Esaú enviado secretamente ao rei Angeas da África, o mesmo é Dinabá, dizendo:Envie para nós alguns dos teus homens e deixá-los vir até nós, e vamos lutar juntos com os filhos de Seir, horeu, pois eles resolveram lutar conosco para nos afastar da terra.E Angeas rei de Dinabá assim o fez, pois ele estava naqueles dias amigável para os filhos de Esaú, e Angeas enviada quinhentos de infantaria valente para os filhos de Esaú, e oitocentos e cavalaria.E os filhos de Seir enviou aos filhos do Oriente e aos filhos de Midiã, dizendo: Vocês viram o que os filhos de Esaú ter feito a nós, em cuja conta que estamos quase todos destruídos, em sua batalha com os filhos de Jacob.Agora, pois, vinde a nós e nos ajudar, e vamos lutar juntos, e vamos expulsá-los da terra e vingar-se da causa de nossos irmãos que morreram por causa deles em sua batalha com seus irmãos, os filhos de Jacob.E todos os filhos do oriente ouviu os filhos de Seir, e vieram-lhes cerca de oitocentos homens com espadas, e os filhos de Esaú, lutaram com os filhos de Seir, na época, no deserto de Parã.E os filhos de Seir, em seguida, prevaleceu sobre os filhos de Esaú, e os filhos de Seir matou naquele dia dos filhos de Esaú nessa batalha cerca de duas centenas de homens do povo de Angeas rei de Dinabá.E no segundo dia os filhos de Esaú voltou para lutar pela segunda vez com os filhos de Seir, ea batalha foi dura sobre os filhos de Esaú pela segunda vez, e inquietava-os muito por conta dos filhos de Seir.E quando os filhos de Esaú viu que os filhos de Seir eram mais poderosos do que eram, alguns homens dos filhos de Esaú, virou-se e ajudou os filhos de Seir, seus inimigos.E há ainda desceu do povo dos filhos de Esaú na segunda batalha de cinqüenta e oito homens do povo em Angeas rei de Dinabá.E no terceiro dia os filhos de Esaú soube que alguns dos seus irmãos haviam se voltado contra eles para lutar contra eles na segunda batalha, e os filhos de Esaú chorou quando ouviu isso.E eles disseram: Que faremos nossos irmãos que se afastou de nós para ajudar os filhos de Seir nossos inimigos? e os filhos de Esaú novamente enviado para Angeas rei de Dinabá, dizendo:Envie para nós mais uma vez os outros homens que com eles podemos lutar com os filhos de Seir, para os que já por duas vezes mais pesado do que éramos.E Angeas novamente enviado para os filhos de Esaú cerca de seiscentos homens valentes, e eles vieram para ajudar os filhos de Esau.E em dez dias os filhos de Esaú novamente em guerra com os filhos de Seir, no deserto de Parã, ea batalha foi muito severa sobre os filhos de Seir, e os filhos de Esaú prevaleceu neste momento sobre os filhos de Seir , e os filhos de Seir foram derrotados diante dos filhos de Esaú, e os filhos de Esaú matou deles cerca de dois mil homens.E todos os valentes dos filhos de Seir morreram nesta batalha, e lá só permaneceram seus filhos que ficaram em suas cidades.E todos os midianitas e os filhos do oriente se refugiassem voo da batalha, e eles deixaram os filhos de Seir e fugiram quando viram que a batalha foi intensa sobre eles, e os filhos de Esaú perseguido todos os filhos do oriente até chegaram a sua terra.E os filhos de Esaú ainda matou uma delas cerca de duzentos e cinqüenta homens, e do povo dos filhos de Esaú caiu nesta batalha cerca de trinta homens, mas este mal veio sobre eles por meio de seus irmãos, virando-lhes para ajudar os filhos de Seir, horeu, e os filhos de Esaú novamente ouvido falar da malícia de seus irmãos e eles choraram de novo por causa dessa coisa.E sucedeu que, depois da batalha, os filhos de Esaú voltou e voltou para casa a Seir, e os filhos de Esaú matou aqueles que tinham permanecido na terra dos filhos de Seir, eles também mataram suas esposas e os pequeninos, eles esquerda não uma alma viva, exceto cinquenta rapazes e moças que eles sofreram para viver, e os filhos de Esaú não colocá-los à morte, e os rapazes se tornaram seus escravos, e as donzelas que tomaram para esposas.E os filhos de Esaú habitavam em Seir, no lugar dos filhos de Seir, e eles herdaram suas terras e tomou posse do mesmo.E os filhos de Esaú tomou todas pertencentes na terra para os filhos de Seir, também os seus rebanhos, seus bois e seus bens, e todos os que pertencem aos filhos de Seir, fizeram os filhos de Esaú tomar, e os filhos de Esaú habitou na Seir, no lugar dos filhos de Seir neste dia, e os filhos de Esaú dividiu a terra em divisões para os cinco filhos de Esaú, segundo as suas famílias.E aconteceu naqueles dias, que os filhos de Esaú resolver a coroa de um rei sobre eles na terra do que ficou possesso. E disseram uns aos outros, não é assim, por que ele deve reinar sobre nós em nossa terra, e nós vamos estar sob o seu advogado e ele deve lutar contra as nossas batalhas, contra os nossos inimigos, e eles fizeram isso.E todos os filhos de Esaú jurou, dizendo: Que nenhum de seus irmãos, jamais deveria reinar sobre eles, mas um homem estranho que não seja de seus irmãos, para as almas de todos os filhos de Esaú estava amargurado cada homem contra seu filho, o irmão e amigo, por conta do mal que eles sustentado de seus irmãos quando eles lutaram com os filhos de Seir.Por isso os filhos de Esaú jurou, dizendo: Daquele dia em diante não iria escolher um rei de seus irmãos, mas a partir de uma terra estranha, até este dia.E havia ali um homem do povo de Angeas rei de Dinabá, seu nome era Bela, filho de Beor, que era um homem muito corajoso, bonito e formoso e sábio em toda a sabedoria, e um homem de bom senso e conselhos, e ali não era do povo de Angeas semelhante a ele.E todos os filhos de Esaú tomou dele e ungiu e coroou um rei, e se inclinaram para ele, e disseram-lhe: Que o rei vive, que o rei vivo.E elas se espalham para fora da folha, e trouxeram-lhe cada homem brincos de ouro e prata, anéis ou pulseiras, e eles fizeram muito rica em prata e ouro, em pedras de ônix e bdélio, e fizeram-lhe um trono real, e eles colocaram uma coroa régia sobre a sua cabeça, e construiu um palácio para ele e habitaram ali, e ele se tornou rei de todos os filhos de Esau.E o povo tomou a sua Angeas contratar para a sua batalha pelos filhos de Esaú, e eles foram e voltaram, à época, seu mestre em Dinabá.E Bela, reinou sobre os filhos de Esaú, 30 anos, e os filhos de Esaú habitou na terra em vez de os filhos de Seir, e ficaram com firmeza em suas lugar até este dia.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 58 - Faraó morre e todo o Governo do Egito recai sobre José, o filho do Faraó, mas sendo uma régua nominal. Os filhos de Esaú chegar novamente contra os israelitas, e são novamente derrotados.E aconteceu que no ano trigésimo segundo dos israelitas a descer para o Egito, que está no septuagésimo primeiro ano da vida de José, em que ano morreu o rei Faraó do Egito, e Magron seu filho, reinou em seu lugar .E o faraó ordenou a Joseph antes de sua morte para ser um pai para seu filho, Magron, Magron e que deveria estar sob os cuidados de José e em seu conselho.E todos os egípcios aceitaram essa coisa que Joseph deveria ser rei sobre eles, para todos os egípcios adicionaram José como de outrora, só Magron, filho do Faraó sentou em cima, o trono de seu pai, e ele tornou-se rei naqueles dias em lugar de seu pai.Magron foi 41 anos de idade quando começou a reinar e quarenta anos reinou no Egito, e todo o Egito deu o nome de Faraó depois o nome de seu pai, como era seu costume fazer no Egito a cada rei que reinou sobre elas.E sucedeu que, quando o faraó reinou em lugar de seu pai, ele colocou as leis do Egito e todos os assuntos de governo na mão de José, como seu pai lhe tinha ordenado.E José se tornou o rei do Egito, para que ele supervisionou todo o Egito, e todo o Egito estava sob seus cuidados e sob o seu advogado, por todo o Egito inclinado a Joseph após a morte do faraó, e que o amava muito a reinar sobre eles.Mas havia algumas pessoas, entre eles, que não gostavam dele, dizendo: Não é estranho deve reinar sobre nós, ainda que todo o governo do Egito desconcentração nesses dias em cima de José, após a morte do faraó, sendo ele o regulador, fazendo como ele gostei em toda a terra sem qualquer interferência.E todo o Egito estava sob os cuidados de José, e José fizeram a guerra com todos os seus inimigos ao redor, e os sujeitou; também toda a terra e todos os filisteus, até às fronteiras de Canaã, não subjugar José, e eles estavam todos sob a sua poder e deram até um imposto anual Joseph.E Faraó, rei do Egito se assentou no seu trono no lugar de seu pai, mas ele estava sob o controle e conselho de José, como estava inicialmente sob o controle de seu pai.Nem ele, mas o reinado na terra do Egito, apenas, sob o conselho de José, mas José reinou sobre todo o país naquele momento, desde Egito até o grande rio Perath.E José foi bem sucedido em todos os seus caminhos, eo Senhor estava com ele, eo Senhor deu a José sabedoria adicionais, e honra, e glória, e amor para com ele no coração dos egípcios e toda a terra, e José reinou sobre a quarenta anos todo país.E todos os países dos filisteus, e Canaã e Sidom, e do outro lado do Jordão, trouxe a José apresenta todos os seus dias, e todo o país estava na mão de José, e trouxeram-lhe um tributo anual como foi regulamentada, por Joseph tinha lutado contra todos os seus inimigos ao redor e os sujeitou, e todo o país estava na mão de José, e José sab firmemente em seu trono no Egito.E também todos os seus irmãos, os filhos de Jacó habitava firmemente na terra, todos os dias de José, e elas frutificaram e se multiplicaram na terra, e que serviu ao Senhor todos os dias, como seu pai Jacó lhes havia ordenado.E sucedeu que, no final de muitos dias e anos, quando os filhos de Esaú, estavam habitando em silêncio na sua terra com Bela, seu rei, que os filhos de Esaú frutificaram e se multiplicaram na terra, e eles resolveram ir lutar com os filhos de Jacó e todo o Egito, e entregar o seu irmão Zefô, o filho de Elifaz e seus homens, pois eles ainda estavam em dia com os escravos Joseph.E os filhos de Esaú enviada a todos os filhos do oriente, e fizeram as pazes com eles, e todos os filhos do oriente veio ter com eles para ir com os filhos de Esaú ao Egito para a batalha.E veio também para eles, do povo de Angeas, rei de Dinabá, e também enviou aos filhos de Ismael e que também vinham para eles.E todo este povo reunido e veio a Seir para ajudar os filhos de Esaú em sua batalha, e este acampamento era muito grande e pesado com as pessoas, numeroso como a areia do mar, cerca de oitocentos mil homens de infantaria e cavalaria, e todos os estas tropas desceram ao Egito para lutar com os filhos de Jacó, e acamparam-se por Ramsés.E José saiu com os seus irmãos com os homens poderosos do Egito, cerca de seiscentos homens, e eles lutaram com eles na terra de Ramessés, e os filhos de Jacó, naquela época novamente lutou com os filhos de Esaú, no quinquagésimo ano dos filhos de Jacó descer para o Egito, que é o ano trigésimo quinto do reinado da Bela sobre os filhos de Esaú, Seir.E o Senhor deu a todos os valentes de Esaú, e os filhos do oriente, nas mãos de José e seus irmãos, eo povo dos filhos de Esaú, e os filhos do oriente foram feridos diante de Joseph.E do povo de Esaú, e os filhos do oriente que foram mortos, caíram diante dos filhos de Jacob cerca de duzentos mil homens, e seu rei Bela, filho de Beor caiu com eles na batalha, e quando os filhos de Esaú viu que o rei tinha caído no campo de batalha e foi morto, suas mãos se tornou fraca no combate.E José e seus irmãos e todos os egípcios ainda estavam golpeando as pessoas da casa de Esaú, e todo o povo de Esaú, tinham medo dos filhos de Jacó e fugiu de diante deles.E José e seus irmãos e todos os egípcios perseguiram um dia de viagem, e feriram deles ainda cerca de trezentos homens, continuando a feri-los na estrada, e depois eles voltaram com eles.E José, e todos os seus irmãos voltaram ao Egito, e não um homem que estava em falta deles, mas dos egípcios caíram doze homens.E quando José voltou para o Egito ordenou Zefô e seus homens ainda ser vinculado, e eles ligaram-los a ferros e eles aumentaram o seu sofrimento.E todo o povo dos filhos de Esaú, e os filhos do Oriente, retornou em cada vergonha para a sua cidade, para todos os valentes que estavam com eles haviam caído em batalha.E quando os filhos de Esaú viu que seu rei havia morrido na batalha que se apressou e tirou um homem do povo dos filhos do oriente; seu nome era Jobabe, filho de Zarach, da terra de Bozra, e eles o levaram a reinasse sobre eles, em vez de Bela, seu rei.E Jobabe estava assentado sobre o trono de Bela como rei em seu lugar, e reinou em Edom Jobabe sobre todas as crianças de dez anos, Esaú, e os filhos de Esaú não foi mais para lutar com os filhos de Jacó, daquele dia em diante, para o filhos de Esaú sabia que o valor dos filhos de Jacob, e eles estavam com muito medo deles.Mas desde aquele dia os filhos de Esaú odiavam os filhos de Jacob, e do ódio e inimizade foram muito fortes entre eles todos os dias, até este dia.E sucedeu que, depois disso, no final de dez anos, Jobabe, filho de Zarach, de Bozra, morreu, e os filhos de Esaú tomou um homem cujo nome era Chusham, da terra de Temã, e fizeram-lhe rei sobre eles, em vez de Jobabe, e reinou em Edom Chusham sobre todos os filhos de Esaú para 20 anos.E José, rei do Egito, e seus irmãos, e todos os filhos de Israel habitaram no Egito segura naqueles dias, juntamente com todos os filhos de José e seus irmãos, não havendo impedimento ou acidente mal e da terra do Egito, que estava em tempo de repouso da guerra nos dias de José e seus irmãos.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 59 - 's posteridade de Jacó no Egito. Depois de profetizar que o Senhor iria entregar seus irmãos do Egito, Joseph morre e é enterrado, e os israelitas são governados pelos egípcios.E estes são os nomes dos filhos de Israel que habitavam no Egito, que tinham vindo com Jacó, todos os filhos de Jacó foi para o Egito, cada um com sua família.Os filhos de Leah foram Rubem, Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zebulom, e sua irmã Dina.E os filhos de Raquel foram José e Benjamim.E os filhos de Zilpa, serva de Lia, foram Gade e Aser.E os filhos de Bila, serva de Raquel, foram Dan e Naftali.E esses foram seus filhos que lhes nasceram na terra de Canaã, antes que eles vieram para o Egito com seu pai Jacob.Os filhos de Rúben foram Chanoch, Palu, Chetzron e Carmi.E os filhos de Simeão foram: Jemuel, Jamin, Ohad, Jaquim, Zochar e Saul, o filho da mulher cananéia.E os filhos de Levi: Gérson, Kehath e Merari, e sua irmã Joquebede, que nasceu-lhes em seu caminho para o Egito.E os filhos de Judá foram Er, Onã, Selá, Perez e Zarach.Er e Onã morreram na terra de Canaã, e os filhos de Perez foram Chezron e Chamul.E os filhos de Issacar foram: Tola, Puva, Jó e Shomron.E os filhos de Zebulom, eram Serede, Elon e Jachleel, eo filho do Dan foi Chushim.E os filhos de Naftali eram Jachzeel, Guni, Jetzer e Shilam.E os filhos de Gade, foram Zifiom, Chaggi, Suni, Esbom, Eri, Arodi e Areli.E os filhos de Aser foram Imná, Isvá, Isvi, Berias e sua irmã Serach, e os filhos de Berias foram Cheber e Malquiel.E os filhos de Benjamim foram: Bela, Bequer, Asbel, Gera, Naamã, Achi, Rosh, Mupim, Chupim e Ord.E os filhos de José, que lhe nasceram no Egito, foram Manassés e Efraim.E todas as almas que saíram dos lombos de Jacó, foram setenta almas; estes são os que vieram com seu pai Jacó para o Egito para ali habitar: e José, e todos os seus irmãos moravam com segurança no Egito, e comeram dos melhores Egito, todos os dias da vida de Joseph.E viveu na terra do Egito, 93 anos, e José reinou sobre o Egito todos os anos oitenta.E quando o dia se aproximava de José que ele deveria morrer, ele mandou chamar seus irmãos e toda a casa de seu pai, e todos eles se reuniram e sentou-se diante dele.E disse José a seus irmãos e até toda a casa de seu pai: Eis que eu morrer, e Deus certamente vos visitará e vos fará subir desta terra à terra que jurou a teus pais dar-lhes.E será que Deus deve visitá-lo para trazê-lo até daqui para a terra de seus antepassados, em seguida, trazer os meus ossos com você aqui.E José fez os filhos de Israel jurar sobre a sua descendência depois deles, dizendo: Certamente Deus vos visitará e você deve trazer os meus ossos com você aqui.E aconteceu depois disto que José morreu no mesmo ano, o ano septuagésimo primeiro dos israelitas a descer para o Egito.E José era 110 anos de idade quando morreu, na terra do Egito, e todos os seus irmãos e todos os seus funcionários levantou-se e embalsamaram José, como era seu costume, e seus irmãos e todos os egípcios ficaram de luto por setenta dias .E puseram Joseph em um caixão cheio de especiarias e todos os tipos de perfume, e foi sepultado ao lado do rio, que é Nilo, e seus filhos e todos os seus irmãos, e toda a casa de seu pai fez um a sete dias de luto por ele.E sucedeu que, após a morte de José, todos os egípcios começaram naqueles dias para se pronunciar sobre os filhos de Israel, e do Faraó, rei do Egito, que reinou em lugar de seu pai, tomou todas as leis do Egito e conduziu todo o Governo do Egito sob seu advogado, e reinou de forma segura sobre o seu povo.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 60 - Zefô, o Filho de Elifaz, filho de Esaú, que estava preso por Joseph onde ele enterrou seu pai, foge do Egito com todos os seus homens.


E quando o ano deu a volta, sendo o ano do septuagésimo segundo os israelitas a descer para o Egito, após a morte de José, Zefô, filho de Elifaz, filho de Esaú, fugiu do Egito, ele e seus homens, e eles foi embora.E ele veio para a África, que é Dinabá, para Angeas rei de África, e Angeas os recebeu com grande honra, e ele fez Zefô o capitão do seu exército.E Zefô achou graça aos olhos do Angeas e aos olhos de seu povo, e Zefô era capitão do exército para Angeas rei da África por muitos dias.E Zefô seduzido Angeas rei da África para recolher todo o seu exército para lutar com os egípcios, e com os filhos de Jacó, e para vingar deles a causa de seus irmãos.Mas Angeas não quis ouvir Zefô fazer tal coisa, para Angeas conhecia a força dos filhos de Jacó, eo que eles tinham feito para seu exército em sua guerra com os filhos de Esau.E Zefô era naqueles dias muito grande aos olhos do Angeas e à vista de todo o seu povo, e ele seduziu-los continuamente para fazer a guerra contra o Egito, mas eles não quiseram.E aconteceu naqueles dias que havia na terra de Quitim um homem na cidade de Puzimna, cujo nome era Uzu, e ele se tornou degenerately endeusado pelos filhos de Quitim, e que o homem morreu e não tinha filhos, apenas um filha, cujo nome era Jania.E a donzela era mui bela, graciosa e inteligente, não houve nenhuma visita semelhante a sua beleza e sabedoria para toda a terra.E o povo de Angeas rei da África viu e eles vieram, e elogiou-lhe, e Angeas enviou aos filhos de Quitim, e ele pediu para levá-la para si por mulher, e as pessoas de Quitim consentiu em dar-lha ele por uma mulher.E quando os mensageiros de Angeas estavam saindo da terra de Quitim de tomar o seu caminho, eis que os mensageiros de Turno, rei de Bibentu veio a Quitim, por Turno, rei de Bibentu também enviou seus mensageiros para pedir Jania para ele, tomar para si por uma mulher, para todos os seus homens tinham também elogiou a ele, pois ele enviou os seus servos a ela.E os servos de Turno veio a Quitim, e eles pediram para Jania, a tomar Turno até seu rei para uma mulher.E o povo de Quitim lhes disse: Não podemos dar a ela, porque Angeas rei da África desejou levá-la até ele por uma mulher antes de você chegar, e que devemos dar-lha, e agora, portanto, não podemos fazer essa coisa privar Angeas da moça, a fim de dar-lha Turno.Pois estamos com muito medo de Angeas para que ele não entrar em batalha contra nós para nos destruir e dominar o seu Turno não será capaz de nos livrar da sua mão.E quando os mensageiros de Turno ouviu todas as palavras dos filhos de Quitim, que voltou para seu mestre e lhe disse que todas as palavras dos filhos de Quitim.E os filhos de Quitim enviou um memorial ao Angeas, dizendo: Eis Turno mandou Jania para levá-la até ele por uma mulher, e assim temos respondeu ele, e ficamos sabendo que ele reuniu todo o seu exército para ir à guerra contra te, e ele pretende passar pela estrada do Sardunia para lutar contra Lucus teu irmão, e depois que ele virá para lutar contra ti.E Angeas ouviu as palavras dos filhos de Quitim, que eles enviaram a ele no registro, e sua ira se acendeu e ele se levantou e reuniu todo o seu exército e veio através das ilhas do mar, o caminho para Sardunia, a seu irmão Lucus rei de Sardunia.E Niblos, filho de Lucus, ouviu que Angeas seu tio estava chegando, e saiu-lhe ao encontro com um exército forte, e ele beijou e abraçou-o, e disse Niblos Angeas vos, quando tu pedes meu pai depois de sua bem-estar , quando eu ir contigo para lutar com Turno, pedir a ele para me tornar capitão do seu exército, e Angeas fez, e ele chegou a seu irmão e seu irmão vieram ao seu encontro, e perguntou a ele após seu bem-estar.E perguntou Angeas Lucus seu irmão após seu bem-estar, e para fazer Niblos seu filho o capitão do seu exército, e Lucus fez, e Angeas e seu irmão Lucus se levantou e foi em direção Turno para a batalha, e não havia com eles um grande exército e um povo forte.E ele veio em navios, e chegaram à província de Ashtorash, e eis que veio Turno em direção a eles, pois ele saiu para Sardunia, e destina-se a destruí-lo e depois passar de lá para Angeas para lutar com ele.E Angeas Lucus e seu irmão conheceu Turno no vale do Canopia, ea batalha foi forte e poderoso entre eles naquele lugar.E a batalha foi dura sobre Lucus rei de Sardunia, e todo o seu exército caiu, e Niblos seu filho também caiu nessa batalha.E Angeas seu tio mandou os seus servos e eles fizeram um caixão de ouro para Niblos e colocá-lo para ele, e Angeas novamente travada a batalha para Turno e Angeas foi mais forte do que ele, e ele matou, ele feriu todo o seu povo com a fio da espada, e Angeas vingou a causa do filho Niblos seu irmão e da causa do exército de Lucus seu irmão.Turno e quando morreu, nas mãos daqueles que sobreviveram à batalha se tornou fraca, e eles fugiram de diante Angeas Lucus e seu irmão.E Angeas e seu irmão Lucus os perseguiram até a estrada de rodagem, que está entre Alphanu e Romah, e mataram a todo o exército de Turno com o fio da espada.E Lucus rei de Sardunia ordem aos seus servos que fizessem um caixão de bronze, e que eles devem colocar nele o corpo de Niblos seu filho, e foi sepultado no mesmo lugar.E eles construíram sobre ele uma torre alta lá em cima da estrada de rodagem, e chamou o seu nome após o nome de Niblos até este dia, e eles também enterrado Turno, rei de Bibentu ali, naquele lugar com Niblos.E eis que sobre a estrada de rodagem entre Alphanu e Romah o túmulo de Niblos é de um lado e do túmulo de Turno, por outro, e um pavimento entre eles até hoje.E quando Niblos foi sepultado, Lucus seu pai voltou com seu exército para a sua terra Sardunia e Angeas seu irmão, rei da África, foi com o seu povo para a cidade de Bibentu, que é a cidade de Turno.E os habitantes de Bibentu ouvido falar de sua fama e eles estavam com muito medo dele, e saíram para encontrá-lo com lágrimas e súplicas, e os habitantes de Bibentu aplacou para Angeas não para matá-los nem destruir sua cidade, e fê-lo , para Bibentu estava naqueles dias, contados como uma das cidades dos filhos de Quitim, portanto ele não destruir a cidade.Mas a partir daquele dia em diante, as tropas do rei da África iria estragar Quitim e saqueá-lo, e sempre foram, Zefô o capitão do exército de Angeas iria com eles.E foi depois disso que Angeas voltou com seu exército e vieram para a cidade de Puzimna, e tomou dali Angeas Jania a filha de Uzu por uma mulher ea levou até sua cidade até a África.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




Capítulos 61 , 62 e 63 - Guerras Petty e contendas das Nações da África, com Zefô.


E aconteceu que naquele tempo o rei Faraó do Egito ordenou que todos o seu povo para fazer para ele um palácio forte no Egito.E ele também ordenou aos filhos de Jacó, para ajudar os egípcios no edifício, e os egípcios faziam um belo palácio e elegante para uma habitação real, o qual habitou nela e renovou o seu governo e reinou de forma segura.E Zebulom, filho de Jacob morreu em que ano, que é o septuagésimo segundo ano do pôr-do-israelitas para o Egito, e morreu de uma centena de Zebulom e 14 anos de idade, e foi colocado em um caixão e entregue nas mãos de seus filhos.E no ano septuagésimo quinto morreu seu irmão Simeão, ele foi de cento e vinte anos após sua morte, e ele também foi colocado em um caixão e entregue nas mãos de seus filhos.E Zefô filho de Elifaz, filho de Esaú, capitão do exército para Angeas rei de Dinabá, ainda era diária Angeas seduzir para se preparar para a batalha para lutar com os filhos de Jacó no Egito, e Angeas não estava disposto a fazer essa coisa, para seus servos tinham parentesco com ele toda a força dos filhos de Jacó, que haviam feito a eles em sua batalha com os filhos de Esau.E Zefô era naqueles dias diária seduzindo Angeas para lutar com os filhos de Jacó, naqueles dias.E depois de algum tempo Angeas ouvidos às palavras de Zefô e consentiram para ele lutar com os filhos de Jacó no Egito, e Angeas tem todo o seu povo para um povo numeroso como a areia que está na beira do mar, e formou sua resolução de ir para o Egito para a batalha.E entre os servos de Angeas era um jovem de quinze anos, a Balaão, filho de Beor, era o nome dele e da juventude foi muito sábio e entendido a arte da bruxaria.E Angeas disse a Balaão: Conjure para nós, peço-te, com a feitiçaria, para que possamos saber quem vencerá nesta batalha em que estamos actualmente a decorrer.E Balaão ordenou que eles deveriam levá-lo de cera, e ele fez à semelhança de seus carros e cavaleiros representando o exército de Angeas e do exército do Egito, e pô-los nas águas ardilosamente preparado que ele tinha para o efeito, e ele tomou na mão ramos de murtas, e exerceu a sua astúcia, e ele se juntou a eles sobre a água, e lá apareceu-lhe na água as imagens lembram dos exércitos de Angeas caindo diante das imagens lembram dos egípcios e os filhos de Jacob.E Balaão disse esta coisa Angeas e Angeas desesperou e não armar-se para ir ao Egito para a batalha, e ele permaneceu em sua cidade.E quando Zefô filho de Elifaz viu que Angeas desesperado de ir para a batalha com os egípcios, Zefô fugiu Angeas da África, e ele foi e veio a Quitim.E todo o povo de Quitim recebeu com grande honra, e contratou-o para lutar suas batalhas todos os dias, e tornou-se extremamente rico Zefô naqueles dias, e as tropas do rei de África continua a propagar-se, naqueles dias, e os crianças de Quitim montada e fui para Monte Cuptizia por conta das tropas do Angeas rei de África, que estavam avançando em cima deles.E foi um dia que Zefô perdeu uma novilha jovem, e ele passou a procurá-lo, e ele ouviu mugido ao redor da montanha.E Zefô passou e viu, e eis que havia uma grande caverna, na parte inferior da montanha, e havia uma grande pedra lá na entrada da caverna, e Zefô dividir a pedra e ele entrou na caverna e ele olhou e eis , um grande animal estava devorando o boi, a partir do meio para cima parecia um homem, e do meio para baixo é semelhante a um animal, e Zefô se levantaram contra o animal e matou-a com suas espadas.E os habitantes de Quitim ouvido falar de tal coisa, e alegraram-se muitíssimo, e disseram: Que havemos de fazer a este homem que matou o animal que consumiu todo o nosso gado?E todos eles montados a consagrar um dia no ano para ele, e chamou o seu nome Zefô após seu nome, e trouxeram-lhe ofertas de bebida, ano após ano, naquele dia, e trouxeram-lhe presentes.Naquela época Jania a filha de Uzu esposa do rei Angeas adoeceu, e sua doença foi fortemente sentida por Angeas e seus oficiais, e Angeas disse aos seus homens sábios, que devo fazer para Jania e como hei de curá-la de sua doença ? E os sábios disseram-lhe, porque o ar do nosso país não é como o ar da terra de Quitim, e nossa água não é como a água, portanto, de que tem a rainha fica doente.Por meio da mudança de ar e água, ela ficou doente, e também porque em seu país, ela só bebeu a água que veio de Purmah, que seus antepassados trouxeram com pontes.E Angeas ordenou aos seus servos, e trouxeram-lhe nos vasos das águas do Purmah pertencentes a Quitim, e pesaram as águas com todas as águas da terra de África, e encontraram as águas mais leves do que as águas da África.E Angeas viu tal coisa, e mandou todos os seus funcionários para montar os cortadores de pedra em milhares e dezenas de milhares, e pedras lavradas, sem número, e os construtores vieram e construíram uma ponte muito forte, e transmitida na primavera de água da terra de Quitim até a África, e as águas foram Jania para a rainha e para todas as suas preocupações, para beber e para cozinhar, lavar e tomar banho com elas, e também para regar com eles todas as sementes a partir do qual os alimentos podem ser obtidas, e todos os frutos da terra.E o rei ordenou que eles deveriam trazer do solo de Quitim em navios de grande porte, e também trouxeram pedras para construir com elas, e os construtores construíram palácios para Jania a rainha, ea rainha ficou curado de sua doença.E a revolução do ano, as tropas da África continuou vindo para a terra de Quitim para pilhar, como de costume, e Zefô filho de Elifaz ouvir o relato deles, e deu ordens que lhes dizem respeito e ele lutou com eles, e eles fugiram diante dele, e livrou a terra de Quitim deles.E os filhos de Quitim viu o valor de Zefô, e os filhos de Quitim resolvido e eles fizeram rei Zefô sobre eles, e ele tornou-se rei sobre eles, e enquanto ele reinou foram para subjugar os filhos de Tubal, e todas as ilhas vizinhas .E o seu rei Zefô passou na sua cabeça e fizeram guerra com trompas e as ilhas, e os sujeitou, e quando eles voltaram da batalha que renovou seu governo para ele, e construído para ele um grande palácio para sua habitação real e sede, e eles fizeram um grande trono para ele, e Zefô reinou sobre toda a terra de Quitim e sobre a terra de cinqüenta anos Italia.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


Naquele ano, sendo o ano de septuagésimo nono dos israelitas a descer para o Egito, morreu Rúben, o filho de Jacó, na terra do Egito: Rúben eram cento e 25 anos de idade quando morreu, e colocá-lo em um caixão, e ele foi entregue nas mãos de seus filhos.E no octogésimo ano morreu o seu irmão Dan, ele foi de cento e vinte anos de sua morte, e ele também foi colocado em um caixão e entregue nas mãos de seus filhos.E em que ano morreu Chusham rei de Edom, e depois dele, reinou Hadade, filho de Bedade, de 35 anos, e no ano octagésimo primeiro morreu Issacar, filho de Jacó, no Egito, e Issacar, cento e vinte e dois anos após sua morte, e ele foi colocado em um caixão no Egito, e entregue nas mãos de seus filhos.E no ano octagésimo segundo Asher seu irmão morreu, ele era de uma centena e 23 anos de idade na sua morte, e ele foi colocado em um caixão no Egito, e entregue nas mãos de seus filhos.E no ano octagésimo terceiro morreu Gad, foi de cento e vinte e cinco anos após sua morte, e ele foi colocado em um caixão no Egito, e entregue nas mãos de seus filhos.E aconteceu que no ano octagésimo quarto, que é o qüinquagésimo ano do reinado de Hadade, filho de Bedade, o rei de Edom, que Hadad reuniu todos os filhos de Esaú, e ele tem todo o seu exército em prontidão, cerca de quatrocentos mil homens, e dirigiu seu caminho para a terra de Moabe, e ele foi para a briga com Moab e fazê-los pagar-lhe tributo.E os filhos de Moabe ouviu tal coisa, e eles estavam com muito medo, e enviaram aos filhos de Midiã, para ajudá-los a lutar com Hadad, filho de Bedade, o rei de Edom.E Hadade veio para a terra de Moabe, e de Moabe e os filhos de Midiã saiu-lhe ao encontro e colocaram-se em ordem de batalha contra ele no campo de Moabe.Hadad e lutou com Moab, e caiu de os filhos de Moabe e os filhos de Midiã muitos outros mortos, cerca de duzentos mil homens.E a batalha foi muito grave a Moabe, e quando os filhos de Moabe viu que a batalha foi dura sobre eles, enfraquecido suas mãos e virou as costas e deixou os filhos de Midiã para continuar a batalha.E os filhos de Midiã não conhecia as intenções de Moabe, mas fortaleceu-se na batalha e lutou com Hadad e todo o seu exército, e todos os midianitas caiu diante dele.E todos os midianitas Hadad feriu com uma matança pesado, e os matou com o fio da espada, nada deixou de resto daqueles que vieram para ajudar Moab.E quando todos os filhos de Midiã tinham perecido na batalha, e os filhos em Moabe tinha escapado, Hadad fez todo o Moabe naquele momento afluente dele, e tornaram-se debaixo da sua mão, e eles deram um imposto anual, uma vez que foi ordenado, e Hadad voltou-se e voltou para sua terra.E a revolução do ano, quando o resto do povo de Midiã, que estavam na terra ouvi dizer que todos os seus irmãos haviam caído em batalha com Hadad por causa de Moabe, pois os filhos de Moabe tinha virado as costas na batalha e Midiã deixou de lutar, então, cinco dos príncipes de Midiã resolvido com o resto de seus irmãos que permaneceram em suas terras, a briga com Moab para vingar a causa de seus irmãos.E os filhos de Midiã foram enviadas a todos os seus irmãos, os filhos do oriente, e todos os seus irmãos, todos filhos de Quetura Midian veio para ajudar a lutar com Moab.E os filhos de Moabe ouviu tal coisa, e eles estavam com muito medo de que todos os filhos do oriente estavam reunidos juntos para a batalha contra eles, e eles os filhos de Moabe, enviou um memorial para a terra de Edom, Hadade, filho de Bedade, dizendo:Vem agora a nós e nos ajudar e vamos ferir os midianitas, para que todos eles reunidos e vieram contra nós com todos os seus irmãos, os filhos do oriente para a batalha, para vingar a causa de Midiã, que caiu na batalha.Hadade, filho de Bedade, o rei de Edom, saiu com todo o seu exército e foi para a terra de Moabe, para combater os midianitas, e Midiã e os filhos do oriente lutou com Moab no campo de Moabe, ea batalha foi muito forte entre eles.Hadad e feriu todos os filhos de Midiã, e os filhos do oriente com o fio da espada, e Hadade naquele tempo entregue Moab da mão de Midiã, e aqueles que permaneceram dos midianitas e dos filhos do oriente fugiu antes Hadad e seu exército, os perseguiram e Hadad à sua terra, e os feriu com um abate muito pesado, e os mortos caiu na estrada.E Hadad entregou Moabe da mão de Midiã, para todos os filhos de Midiã tinha caído pelo fio da espada, e Hadade virou e voltou para sua terra.E a partir daquele dia em diante, os filhos de Midiã odiava os filhos de Moabe, porque havia caído em batalha por causa deles, e houve uma grande e poderosa inimizade entre eles todos os dias.E todos os que foram encontrados os midianitas na estrada de terra de Moabe pereceram pela espada de Moabe, e todos os que foram encontrados de Moabe, na estrada de terra de Midiã, pereceram pela espada dos midianitas; assim fez Midian até Moabe Moabe e Midiã por muitos dias.E sucedeu que, naquela época que Judá, filho de Jacob morreu no Egito, no ano octagésimo sexto de Jacó vai para o Egito, e Judá eram cento e 29 anos de idade na sua morte, e embalsamado e colocá-lo em um caixão, e ele foi entregue nas mãos de seus filhos.E no ano octagésimo nono morreu Naftali, era de uma centena e 32 anos de idade, e ele foi colocado em um caixão e entregue nas mãos de seus filhos.E aconteceu que no ano nonagésimo primeiro dos israelitas a descer para o Egito, que está em trigésimo ano do reinado de Zefô filho de Elifaz, filho de Esaú, sobre os filhos de Quitim, as crianças da África veio sobre os filhos de Quitim para saquear-los como de costume, mas eles não vieram em cima deles para esses 13 anos.E eles vieram para eles naquele ano, e Zefô filho de Elifaz, saiu a eles com alguns de seus homens e os feriu desesperadamente, e as tropas da África fugiram de diante Zefô e os mortos caiu diante dele, e Zefô e seus homens persegue, em curso e ferindo-os até que estavam perto até a África.E Angeas rei da África ouvi a coisa que Zefô tinha feito, e ele muito irritado, e Angeas tinha medo de Zefô todos os dias.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]E no ano nonagésimo terceiro morreu Levi, filho de Jacó, no Egito, e Levi foi de cento e 37 anos de idade quando morreu, e colocá-lo em um caixão e ele foi entregue nas mãos de seus filhos .E sucedeu que, após a morte de Levi, quando todo o Egito viu que os filhos de Jacó, os irmãos de José foram mortos, todos os egípcios começaram a afligir os filhos de Jacó, e amargar a vida dos que até o dia da realização da suas saindo do Egito, e tomaram de suas mãos todas as vinhas e campos que José tinha-lhes dado, e todas as casas elegantes, em que o povo de Israel viveu, e toda a gordura do Egito, os egípcios levaram todos a partir do filhos de Jacó, naqueles dias.E a mão de todo o Egito tornou-se mais grave naqueles dias contra os filhos de Israel, e os egípcios feridos de Israel até os filhos de Israel estavam cansados de suas vidas por conta dos egípcios.E aconteceu naqueles dias, nos cento e no segundo ano de Israel vai para o Egito, que Faraó, rei do Egito morreu, e Melol seu filho, reinou em seu lugar, e todos os homens poderosos do Egito, e toda aquela geração que conhecia José e seus irmãos morreram naqueles dias.E uma outra geração se levantou em seu lugar, que não tinha conhecido os filhos de Jacó e todo o bem que eles haviam feito a eles, e todas as suas forças no Egito.Portanto, todo o Egito começou a partir daquele dia a amargar a vida dos filhos de Jacó, e para os afligirem com todo o tipo de trabalho duro, porque não havia conhecido seus pais, que os havia libertado nos dias de fome.E este também foi o do Senhor, para os filhos de Israel, para beneficiá-los em seus últimos dias, a fim de que todos os filhos de Israel delas soubessem que o Senhor seu Deus.E, a fim de conhecer os sinais e poderosas maravilhas que o Senhor iria fazer no Egito por causa do seu povo Israel, a fim de que os filhos de Israel poderia temer o Senhor Deus de seus antepassados, e anda nos seus caminhos, eles e seus descendência depois deles todos os dias.Melol foi 20 anos de idade quando começou a reinar, e reinou durante 94 anos, e todo o Egito deu o nome de Faraó depois o nome de seu pai, como era seu costume fazer a cada rei que sobre eles reinou no Egito.Naquela época todas as tropas do rei da África Angeas saiu a espalhar-se a terra de Quitim, como de costume para a pilhagem.E Zefô filho de Elifaz, filho de Esaú ouviu seu relatório, e saiu ao encontro deles com seu exército, e lutou com eles lá na estrada.E Zefô feriu as tropas do rei de África, com o fio da espada, e nada deixou de resto deles, e nem mesmo um voltou para seu mestre na África.E Angeas ouvido falar deste que Zefô filho de Elifaz tinha feito a todas as suas tropas, que tinha destruído e os Angeas reuniu todos os seus soldados, todos os homens da terra de África, um povo numeroso como a areia na praia do mar .E Angeas Lucus enviado para seu irmão, dizendo: Vinde a mim com todos os teus homens e ajuda-me a ferir Zefô e todos os filhos de Quitim, que destruíram os meus homens, e Lucus veio com todo o seu exército, uma força muito grande, para ajudar Angeas seu irmão a lutar com Zefô e os filhos de Quitim.E Zefô e os filhos de Quitim ouvi tal coisa, e eles estavam com muito medo e um grande terror caiu sobre seus corações.E Zefô também enviou uma carta para a terra de Edom, Hadade, filho de Bedade rei de Edom e todos os filhos de Esaú, dizendo:Ouvi dizer que Angeas rei da África está chegando até nós com seu irmão para a batalha contra nós, e estamos com muito medo dele, para o seu exército é muito grande, principalmente porque ele vem contra nós com seu irmão e seu exército mesmo.Agora, pois, se você também comigo e me ajudar, e vamos lutar juntos contra Angeas Lucus e seu irmão, e você vai nos salvar de suas mãos, mas se não, sabei que vamos todos morrer.E os filhos de Esaú, enviou uma carta aos filhos de Quitim e Zefô seu rei, dizendo: Não podemos lutar contra Angeas e seu povo para uma aliança de paz tem sido entre nós há muitos anos, desde os dias de Bela o primeiro rei , e dos dias de José, filho de Jacó, rei do Egito, com quem lutou no outro lado do Jordão, quando ele enterrou seu pai.E quando Zefô ouviu as palavras de seus irmãos, os filhos de Esaú, ele se absteve de eles, e Zefô teve muito medo de Angeas.E Angeas Lucus e seu irmão vestiu todas as suas forças, cerca de oito mil homens, contra os filhos de Quitim.E todos os filhos de Quitim disse Zefô, rogai por nós ao Deus de seus ancestrais, porventura ele pode entregar-nos da mão de Angeas e seu exército, porque temos ouvido que ele é um grande Deus e que ele oferece a todos os que confiança nele.E Zefô ouvindo as suas palavras, e Zefô buscou o Senhor e disse:0 Senhor Deus de Abraão e Isaac meus antepassados, hoje eu sei que és um verdadeiro Deus, e todos os deuses das nações são vãs e inúteis.Lembre-se agora o dia de hoje até a mim o vosso pacto com Abraão, nosso pai, que os nossos antepassados até nós relacionados, e que gentilmente me com este dia por causa de Abraão e Isaque, nosso pai, e me salvar, e os filhos de Quitim da mão do rei da África que vem contra nós para a batalha.E o Senhor ouviu a voz de Zefô, e teve em conta para ele por conta de Abraão e Isaac, eo Senhor os entregou Zefô e os filhos de Quitim da mão de Angeas e seu povo.E lutou Zefô Angeas rei da África e todo o seu povo, naquele dia, eo Senhor deu a todas as pessoas de Angeas nas mãos dos filhos de Quitim.E a batalha foi dura sobre Angeas e Zefô feriu todos os homens de Angeas Lucus e seu irmão, com o fio da espada, e caiu com eles até a tarde daquele dia cerca de quatrocentos mil homens.E quando Angeas viu que todos os seus homens morreram, ele enviou uma carta a todos os habitantes da África para chegar a ele, para auxiliá-lo na batalha, e ele escreveu na carta, dizendo: Todos os que são encontrados na África deixá-los vir para mim a partir de dez anos para cima, deixar que eles vêm a mim, e eis que se ele não vier, ele deve morrer, e tudo o que ele tem, com toda a sua família, o rei irá tomar.E todo o resto dos habitantes da África ficaram aterrorizados com as palavras de Angeas, e saiu da cidade cerca de trezentos mil homens e meninos, de dez anos para cima, e eles vieram para Angeas.E, ao fim dos dez dias Angeas renovou a luta contra Zefô e os filhos de Quitim, ea batalha foi muito grande e forte entre eles.E do exército de Angeas e Lucus, Zefô enviou muitos dos feridos até a sua mão, cerca de dois mil homens, e Sosiphtar capitão do exército de Angeas caíram naquela batalha.E quando Sosiphtar tinha caído, as tropas Africano virou as costas para fugir, e eles fugiram, e Angeas Lucus e seu irmão estavam com eles.E Zefô e os filhos de Quitim persegue, e que feriu ainda fortemente na estrada, cerca de duzentos homens, e perseguiram Azdrubal filho de Angeas que havia fugido com seu pai, e feriram vinte de seus homens na estrada e Azdrubal escapou dos filhos de Quitim, e não matá-lo.E Angeas Lucus e seu irmão, fugiu com o resto dos seus homens, e eles fugiram e entraram em África, com terror e consternação, e Angeas temido por todos os dias para que Zefô filho de Elifaz deve ir para a guerra com ele.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 64 - Zefô lidera um grande exército de Chittimites, edomitas, ismaelitas e contra o Egito. Trezentos Mil egípcios posto em fuga, mas Cento e cinqüenta homens de Israel prevalecerão contra Zefô.E Balaão, filho de Beor, naquela época com Angeas na batalha, e quando ele viu que Zefô prevaleceu sobre Angeas, ele fugiu de lá e veio a Quitim.E Zefô e os filhos de Quitim recebeu com grande honra, pois sabia Zefô sabedoria de Balaão, e Zefô deu a Balaão muitos presentes e permaneceu com ele.E quando Zefô voltou da guerra, ele ordenou que todos os filhos de Quitim ser numeradas que tinha ido para a batalha com ele, e eis que nenhum deles foi perdida.E Zefô alegrou-se com esta coisa, e renovou o seu reino, e fez um banquete a todos os seus súditos.Mas Zefô não se lembrou o Senhor, e não considerou que o Senhor o havia ajudado na batalha, e que ele havia entregue a ele e seu povo das mãos do rei da África, mas ainda andou nos caminhos dos filhos de Quitim e os ímpios filhos de Esaú, para servir outros deuses que seus irmãos, os filhos de Esaú, havia lhe ensinado, pelo que é dito, Dos ímpios sai maldade.E Zefô reinava sobre todos os filhos de Quitim segura, mas não sabia que o Senhor havia livrado ele e todo o seu povo das mãos do rei da África, e as tropas da África não veio mais a Quitim para pilhar, como de costume, para que sabia do poder de Zefô que ferira-los todos ao fio da espada, assim Angeas tinha medo de Zefô filho de Elifaz, e dos filhos de Quitim todos os dias.Naquela época, quando Zefô voltou da guerra, e quando Zefô tinha visto como ele prevaleceu sobre todos os povos da África e ferira-los em batalha no fio da espada, então Zefô aconselhado com os filhos de Quitim, para ir para Egito para lutar com os filhos de Jacó e com Faraó, rei do Egito.Para Zefô ouvi dizer que os homens poderosos do Egito foram mortos e que José e seus irmãos, os filhos de Jacó, foram mortos, e que todos os filhos dos filhos de Israel permaneceu no Egito.E Zefô considerados para ir lutar contra eles e todo o Egito, para vingar a causa de seus irmãos, os filhos de Esaú, a quem José com seus irmãos e todo o Egito havia ferido na terra de Canaã, quando subiu para sepultar Jacó em Hebron .E Zefô enviou mensageiros a Hadade, filho de Bedade, o rei de Edom, ea todos os seus irmãos, os filhos de Esaú, dizendo:Você não disse que você não lutaria contra o rei da África, porque ele é um membro de sua aliança? eis que eu lutei com ele e feriu-o e todo o seu povo.Agora, pois, eu resolvi lutar contra o Egito e os filhos de Jacó, que estão lá, e eu serei vingado deles para que José, seus irmãos e antepassados fizeram para nós na terra de Canaã, quando subiu para sepultar a seu pai em Hebron.Agora, então, se você estiver disposto a vir ter comigo para me ajudar na luta contra eles e Egito, então vamos vingar a causa de nossos irmãos.E os filhos de Esaú ouviu as palavras de Zefô, e os filhos de Esaú, reuniram-se, um povo muito grande, e eles foram para assistir Zefô e os filhos de Quitim na batalha.E Zefô enviada a todos os filhos do oriente e todos os filhos de Ismael com palavras semelhante a esta, e eles se reuniram e vieram para a assistência de Zefô e os filhos de Quitim na guerra contra o Egito.E todos estes reis, o rei de Edom e os filhos do oriente, e todos os filhos de Ismael, e Zefô o rei de Quitim saiu e vestiu todos os seus exércitos em Hebron.E o campo estava muito pesado, que se estende em comprimento a uma distância de três dias de viagem, um povo numeroso como a areia na praia do mar que não podem ser contadas.E todos esses reis e seus exércitos desceu e veio contra todo o Egito na batalha, e se acamparam junto no vale de Patros.E todo o Egito ouvir o relato deles, e eles também se reuniram, todos os povos da terra do Egito, e de todas as cidades pertencentes ao Egito, cerca de trezentos mil homens.E os homens do Egito enviou também para os filhos de Israel que estavam naqueles dias na terra de Gósen, para chegar a eles, a fim de ir e lutar com esses reis.E os homens de Israel reuniram e foram cerca de cento e cinqüenta homens, e eles foram para a batalha para ajudar os egípcios.E os homens de Israel e do Egito, saiu, cerca de trezentos mil e cento e cinqüenta homens, e eles foram em direção a esses reis para a batalha, e eles se colocaram de fora da terra de Patros Goshen oposto.E os egípcios não acreditavam em Israel, para ir com eles em seus acampamentos juntos para a batalha, para todos os egípcios disseram: Talvez os filhos de Israel vai nos entregar nas mãos dos filhos de Esaú e Ismael, pois eles são seus irmãos.E todos os egípcios, disse aos filhos de Israel, que permanecem juntos aqui em seu estande e vamos ir e lutar contra os filhos de Esaú e Ismael, e se estes reis devem prevalecer sobre nós, então você vem totalmente em cima deles e nos ajudar , e os filhos de Israel fizeram assim.E Zefô filho de Elifaz, filho de Esaú, rei de Quitim, e Hadade, filho de Bedade rei de Edom, e todos os seus campos, e todos os filhos do oriente, e os filhos de Ismael, um povo numeroso como a areia, acamparam junto no vale do Tachpanches Patros oposto.E Balaão, filho de Beor, o sírio estava lá no campo de Zefô, pois ele veio com os filhos de Quitim para a batalha, e Balaão era um homem muito honrado nos olhos de Zefô e seus homens.E Zefô disse a Balaão, Tente por adivinhação por nós para que possamos saber quem vencerá na batalha, nós ou os egípcios.Então Balaão levantou-se e tentou a arte da adivinhação, e ele foi hábil no conhecimento dele, mas ele estava confuso e os trabalhos foram destruídas em sua mão.E ele tentou novamente, mas não teve êxito, e Balaão se desesperou com ele e deixou ele e não terminá-lo, pois este era do Senhor, a fim de causar Zefô e seu povo a cair nas mãos dos filhos de Israel , que tinha confiança no Senhor, o Deus dos seus antepassados, em sua guerra.E Zefô Hadad e colocou suas forças em ordem de batalha, e todos os egípcios foi sozinho contra eles, cerca de trezentos mil homens, e não um homem de Israel era com eles.E todos os egípcios lutaram com esses reis oposto Patros e Tachpanches, ea batalha foi severa contra os egípcios.E os reis eram mais fortes que os egípcios na batalha, e cerca de cento e oitenta homens do Egito caíram naquele dia, e cerca de trinta homens das forças dos reis, e todos os homens do Egito fugiram de diante dos reis, de modo os filhos de Esaú e Ismael prosseguido os egípcios, continuando a feri-los ao lugar onde estava o acampamento dos filhos de Israel.E todos os egípcios gritaram aos filhos de Israel, dizendo: Apressa-te a nós e ajudar-nos e salvar-nos da mão de Esaú, Ismael e os filhos de Quitim.E os homens e cinqüenta dos filhos de Israel saiu correndo de sua estação para os campos destes reis, e os filhos de Israel clamaram ao Senhor seu Deus para libertá-los.E o Senhor ouviu a Israel, o Senhor deu a todos os homens de reis na mão deles, e os filhos de Israel lutaram contra esses reis, e os filhos de Israel feriram cerca de quatro mil homens dos reis.E o Senhor deu uma grande consternação no campo dos reis, de modo que o medo dos filhos de Israel caíram em cima deles.E todos os exércitos dos reis fugiram de diante dos filhos de Israel e os filhos de Israel os perseguiu continuar a feri-los até as fronteiras da terra de Cush.E os filhos de Israel mataram deles na estrada ainda dois mil homens, e dos filhos de Israel nem um caiu.E quando viram os egípcios que os filhos de Israel tinham lutado com tais poucos homens com os reis, e que a batalha era muito severa contra eles,Todos os egípcios tinham muito medo de suas vidas por conta da forte batalha, e todos os egípcios fugiram, escondendo-se todos os homens das forças de formado, e eles se esconderam na estrada, e eles deixaram os israelitas para lutar.E os filhos de Israel infligiu um golpe terrível sobre os homens dos reis, e eles voltaram com eles depois de terem conduzido à fronteira da terra de Cush.E todo o Israel sabia que a coisa que os homens do Egito tinha feito para eles, que tinham fugido deles na batalha, e tinha deixado a lutar sozinho.Então os filhos de Israel também agiu com astúcia, e como os filhos de Israel, da peleja, eles encontraram alguns dos egípcios na estrada e feriu-os ali.E enquanto eles os mataram, eles disse-lhes estas palavras:Pelo que você foi a partir de nós e nos deixar, sendo poucas pessoas, para lutar contra esses reis que tinham um grande povo a ferir-nos, assim que você pode entregar a sua própria alma?E de alguns que os israelitas encontraram na estrada, elas os filhos de Israel falou com o outro, dizendo: Fere, fere, pois ele é um ismaelita, ou um edomita, ou dos filhos de Quitim, e puseram-se sobre ele e matou, e eles sabiam que ele era um egípcio.E os filhos de Israel fizeram estas coisas ardilosamente contra os egípcios, porque eles tinham desertado deles na batalha e fugiu com eles.E os filhos de Israel mataram dos homens do Egito no caminho desta forma, cerca de duzentos homens.E todos os homens do Egito viu o mal que os filhos de Israel tinham feito para eles, para todos os egípcios tiveram grande temor dos filhos de Israel, porque tinham visto o seu grande poder, e que nenhum homem deles tinha caído.Então todos os filhos de Israel voltaram com alegria em seu caminho para Gósen, e no resto do Egito cada homem voltou ao seu lugar.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 65 - The Elders do Egito conspirar com Faraó e engenhosamente levar Israel ao cativeiro a elas. Ter medo de seu poder, que os afligem, a fim de diminuir o número dos filhos de Israel.


E aconteceu depois destas coisas, que todos os conselheiros de Faraó, rei do Egito, e todos os anciãos do Egito montado e veio perante o rei e se inclinou para o chão, e eles se sentaram diante dele.E os conselheiros e os anciãos do Egito falou ao rei, dizendo:Eis que o povo dos filhos de Israel é maior e mais poderoso do que nós somos, e tu sabes todo o mal que eles fizeram conosco na estrada, quando voltou da batalha.E tu também viu o seu poder forte, pois esse poder é-lhes de seus pais, mas para alguns homens se levantaram contra um povo numeroso como a areia, e os feriram ao fio da espada, e não de si um tem caídos, para que se tivessem sido numerosas que teria, então, destruindo-os totalmente.Agora, pois, dá-nos um conselho o que fazer com eles, até que gradualmente destruí-los, dentre nós, para não ficarem demasiado numerosos para nós na terra.Porque, se os filhos de Israel deve aumentar na terra, eles se tornarão um obstáculo para nós, e se qualquer guerra deve acontecer para tomar lugar, com sua grande força irá juntar-se nosso inimigo contra nós, e peleje contra nós, nos destruir de a terra e vá para longe dele.Então respondeu o rei, os anciãos do Egito, e disse-lhes: Isto é o plano aconselhou contra Israel, do qual não se afastará,Eis que na terra são Pitom e Ramsés, cidades unfortified batalha contra, cabe a você e nós a construí-los, e para fortalecê-los.Agora, pois você também e agem ardilosamente para eles, e proclamar uma voz no Egito e em Goshen sob o comando do rei, dizendo:Todos os homens de Egito, Goshen, Patros e todos os seus habitantes! o rei ordenou-nos a construir Pitom e Ramsés, e fortalecê-los para a batalha, quem entre vós de todo o Egito, os filhos de Israel e de todos os habitantes das cidades, estão dispostos a construir conosco, terão seus salários que lhe diária na ordem do rei, então vá você primeiro e fazer astuciosamente, e ajuntai-vos e vinde a Pitom e Ramessés para construir.E enquanto você está construindo, causam um anúncio deste tipo a ser feito em todo o Egito a cada dia sob o comando do rei.E quando alguns dos filhos de Israel virá a construir com você, você deve dar-lhes o salário por dia durante alguns dias.E depois que eles devem ter construído com você para a sua locação diária, arrastar-se longe deles por dia, um por um, em segredo, e então você deve se levantar e se tornar a sua tarefa, os comandantes e oficiais, e você deve deixá-los mais tarde para construir sem salários e, em caso de recusa, então forçá-los com todo seu poder para construir.E se você fizer isso, ele vai estar bem com a reforçar a nossa terra contra os filhos de Israel, por causa da fadiga do edifício e do trabalho, os filhos de Israel vai diminuir, porque você vai privá-los de suas esposas dias por dia.E todos os anciãos do Egito, ouvi o conselho do rei, eo conselho pareceu bem nos seus olhos e aos olhos dos servos de Faraó e aos olhos de todo o Egito, e fez conforme a palavra do rei.E todos os servos, longe do rei, e que causou um anúncio a ser feito em todo o Egito, em Tachpanches e em Goshen, e em todas as cidades que cercavam Egito, dizendo:Vocês viram o que os filhos de Esaú e Ismael fez para nós, que veio a guerra contra nós e queria nos destruir.Agora, pois, o rei mandou-nos a fortalecer a terra, para construir a cidades Pitom e Ramsés, e fortalecê-los para a batalha, se eles deveriam voltar a vir contra nós.Quem de vocês de todo o Egito e os filhos de Israel virá a construir conosco, ele deve ter o seu salário diário dada pelo rei, como seu comando é para nós.E quando o Egito e todos os filhos de Israel ouviram tudo o que os servos de Faraó havia falado, veio dos egípcios, e os filhos de Israel de construir com os servos de Faraó, Pitom e Ramsés, mas nenhum dos filhos de Levi veio com seus irmãos para criar.E todos os servos de Faraó e aos seus príncipes, no início com dolo para construir com todo o Israel, como diária trabalhadores contratados, e deu a Israel a sua locação diária, no início.E os servos de Faraó, construído com todo o Israel, e foram empregados nesse trabalho com Israel durante um mês.E no final do mês, todos os servos de Faraó começou a retirar secretamente do povo de Israel diariamente.E Israel prosseguiu com o trabalho, nesse momento, mas depois recebeu o salário diário, porque alguns dos homens do Egito, ainda que exerçam o trabalho com Israel naquele tempo, por isso os egípcios deu a Israel a sua locação naqueles dias, em Para que eles, os egípcios seus compatriotas operários, também pode tomar a pagar por seu trabalho.E no final de um ano e quatro meses, todos os egípcios tinham retirado os filhos de Israel, para que os filhos de Israel foram deixadas sozinhas envolvidos no trabalho.E depois de todos os egípcios tinham retirado os filhos de Israel, voltaram e se tornaram opressores e seus oficiais, e alguns deles se deteve sobre os filhos de Israel como mestres de tarefa, para receber de todos eles que lhes deram para o pagamento de suas de trabalho.E os egípcios fizeram dessa forma para os filhos de Israel, dia após dia, a fim de afligir em seu trabalho.E todos os filhos de Israel estavam sozinhos envolvidos no trabalho, e os egípcios se abstiveram de dar qualquer remuneração para os filhos de Israel a partir daquele momento.E quando alguns dos homens de Israel se recusaram a trabalhar por conta dos salários não sendo dado a eles, então os opressores e os servos de Faraó oprimiu e os feriu com golpes pesados, e os fez voltar à força para o trabalho com seus irmãos, assim, todos os egípcios aos filhos de Israel todos os dias.E todos os filhos de Israel estavam com muito medo dos egípcios sobre esta matéria, e todos os filhos de Israel voltou e trabalhou sozinho sem remuneração.E os filhos de Israel construiu Pitom e Ramsés, e todos os filhos de Israel fizeram o trabalho, fazer alguns tijolos, e alguns edifícios, e os filhos de Israel construiu e fortaleceu toda a terra do Egito e de suas paredes, e os filhos de Israel estavam engajados no trabalho de muitos anos, até que chegou o momento quando o Senhor se lembrou deles e os tirou do Egito.Mas os filhos de Levi não foram utilizadas no trabalho com seus irmãos de Israel, desde o início até o dia do seu curso diante do Egito.Para todos os filhos de Levi sabia que os egípcios tinham falado todas essas palavras com dolo para os israelitas, pois os filhos de Levi, absteve-se de aproximar-se o trabalho com seus irmãos.E os egípcios não se dirigem a sua atenção para que os filhos de Levi trabalho depois, pois não estava com seus irmãos no início, pois os egípcios os deixou a sós.E as mãos dos homens do Egito foi dirigida com a gravidade contínua contra os filhos de Israel, em que trabalham, e os egípcios faziam os filhos de Israel de trabalho com rigor.E os egípcios amargurado a vida dos filhos de Israel com trabalho duro, em argamassa e tijolos, e também em todos os tipos de trabalho no campo.E os filhos de Israel chamou Melol o rei do Egito "Meror, rei do Egito", porque nos seus dias os egípcios tinham amargurado a vida com todos os tipos de trabalho.E todo o trabalho em que os egípcios faziam os filhos de Israel de trabalho, que exigiu com rigor, para afligir os filhos de Israel, mas quanto mais os afligiam, mais cresciam e cresciam, e os egípcios estavam aflitos por causa da filhos de Israel.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 66 - Faraó decretou que cada menino nascido em Israel deve ser morto, e ainda assim eles aumentam.


Naquela época morreu Hadade, filho de Bedade rei de Edom, e Sâmela de Mesrekah, do país dos filhos do oriente, reinou em seu lugar.No décimo terceiro ano do reinado do Faraó, rei do Egito, que foi o ano cento e vigésimo quinto dos israelitas a descer para o Egito, Sâmela reinava sobre Edom 18 anos.E quando ele reinou, ele puxou seus exércitos para lutar contra Zefô filho de Elifaz e os filhos de Quitim, porque eles tinham feito a guerra contra Angeas rei de África, e destruiu todo o seu exército.Mas ele não se envolver com ele, para os filhos de Esaú impediu, dizendo: Ele era o seu irmão, então Sâmela ouviu a voz dos filhos de Esaú, e voltou com todas suas forças para a terra de Edom, e não Não vá para a luta contra a Zefô filho de Elifaz.E Faraó, rei do Egito soube disso, dizendo: Sâmela rei de Edom, resolveu lutar contra os filhos de Quitim, e depois ele virá para lutar contra o Egito.E quando os egípcios ouviram esta matéria, que aumentou o trabalho sobre os filhos de Israel, para que os israelitas devem fazer-lhes como eles fizeram-lhes em sua guerra com os filhos de Esaú, nos dias de Hadad.Então os egípcios disseram os filhos de Israel, acelerar e fazer o seu trabalho, e terminar a sua tarefa e fortalecer a terra, para que os filhos de Esaú os irmãos devem vir para lutar contra nós, para a sua conta será que eles vêm contra nós.E os filhos de Israel fizeram o trabalho dos homens do dia-a-dia do Egito, e os egípcios os afligiam os filhos de Israel, a fim de diminuir a eles na terra.Mas, como os egípcios aumentaram o trabalho sobre os filhos de Israel, assim fizeram os filhos de Israel crescer e multiplicar, e todo o Egito estava repleta com os filhos de Israel.E, no ano cento e vinte e cinco de Israel vai para o Egito, os egípcios viram que o seu advogado não teve êxito contra Israel, mas que aumentou e cresceu, e da terra do Egito ea terra de Goshen foram preenchidos com o filhos de Israel.Então todos os anciãos do Egito e seus sábios veio perante o rei e inclinou-se para ele e sentou-se diante dele.E todos os anciãos do Egito e os seus sábios, disse o rei, o rei de Maio de viver para sempre; conselho tu-nos o conselho contra os filhos de Israel, e fizeram-lhes segundo a palavra do rei.Mas em proporção ao aumento da força de trabalho assim que eles aumentam e crescem na terra, e eis que todo o país está cheio deles.Agora, pois, nosso senhor e rei, os olhos de todo o Egito está sobre ti a dar-lhes conselhos com a tua sabedoria, pelo qual eles podem prevalecer sobre Israel para destruí-los, ou diminuí-los da terra, eo rei respondeu-lhes dizendo: Dá- que aconselham neste assunto para que possamos saber o que fazer-lhes.E um oficial, um dos conselheiros do rei, cujo nome era Jó, da Mesopotâmia, na terra de Uz, respondeu ao rei, dizendo:Se for do agrado do rei, que ouça o conselho de seu servo, eo rei disse-lhe: Fala.E Jó falou perante o rei, os príncipes, e antes de todos os anciãos do Egito, dizendo:Eis o conselho do rei, que ele aconselhou anteriormente respeitando o trabalho dos filhos de Israel é muito boa, e você não deve retirar-lhes que o trabalho sempre.Mas este é o conselho aconselhado pelo qual você pode diminuir a eles, se parece bem ao rei, a afligem.Eis que temos medo da guerra por um longo tempo, e nós dissemos: Quando Israel se torna fecunda a terra, eles irão conduzir-nos da terra, se uma guerra deve ter lugar.Se for do agrado do rei, um decreto real sairá, e que isso seja escrito nas leis do Egito, que não será revogada, que cada criança do sexo masculino nascidos aos israelitas, o seu sangue será derramado sobre o chão.E pelo seu fazer isso, quando todas as crianças do sexo masculino de Israel deve ter morrido, o mal de suas guerras cessarão; que o rei fazê-lo e enviar para todas as parteiras hebréias e ordená-los neste assunto para executá-lo, assim que a coisa do rei e dos príncipes, eo rei fez conforme a palavra do Trabalho.E o rei mandou chamar as parteiras hebréias a ser chamado, de que o nome de uma era Shephrah, eo nome da outra Puá.E as parteiras se perante o rei, e ficou na sua presença.E o rei lhes disse: Quando você faz o ofício de parteira às hebréias, e vê-los em cima das fezes, se fosse um filho, então você deve matá-lo, mas se for uma filha, então viva .Mas se você não vai fazer isso, então eu vou queimá-lo para cima e para todas as suas casas com fogo.Mas as parteiras temeram a Deus e não dar ouvidos ao rei do Egito, nem às suas palavras, e quando as mulheres hebréias trazido para o filho ou filha de parteira, em seguida, fez a parteira fazer tudo o que era necessário para a criança e deixá-lo vivo; Assim fez as parteiras todos os dias.E isso foi dito ao rei, e mandou chamar as parteiras e disse-lhes: Por que você fez isso e salvou as crianças vivas?E as parteiras respondeu e falou bem diante do rei, dizendo:Não fale o rei acha que as mulheres hebréias são como as egípcias, para todos os filhos de Israel são robustos, e antes que a parteira venha a elas são entregues, e quanto a nós o teu servas, por muitos dias nenhuma mulher hebraico tem trazido diante de nós, para todas as mulheres hebréias são as suas próprias parteiras, porque eles são Hale.E Faraó ouviu suas palavras e acreditou nelas, neste assunto, e as parteiras passou longe do rei, e Deus lidou bem com eles, eo povo se multiplicou e se fortaleceu muito.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 67 - Aaron nasce. Por conta do decreto do faraó, muitos dos filhos de Israel, vivem separados de suas esposas. Os conselheiros do rei elaborar outro plano para diminuir o número de Israel, afogando-os. O Senhor acha um meio de preservar a crianças do sexo masculino.Havia um homem na terra do Egito, da descendência de Levi, cujo nome era Amram, filho de Kehath, filho de Levi, filho de Israel.E esse homem foi, e tomou uma mulher, ou seja, Joquebede, filha da irmã de Levi de seu pai, e ela estava 126 anos de idade, e ele veio até ela.E a mulher concebeu e deu à luz uma filha, e chamou o seu nome Miriam, porque naquela época os egípcios tinham amargurado a vida dos filhos de Israel.E ela concebeu novamente e deu à luz um filho e chamou o seu nome de Aaron, pois no dia de sua concepção, o faraó começou a derramar o sangue dos filhos do sexo masculino de Israel.Naqueles dias Zefô morreu o filho de Elifaz, filho de Esaú, o rei de Quitim, e Janeas reinou em seu lugar.E o tempo que Zefô reinou sobre os filhos de Quitim era há cinqüenta anos, e ele morreu e foi sepultado na cidade de Nabna na terra de Quitim.E Janeas, um dos valentes dos filhos de Quitim, depois dele, reinou e reinou cinqüenta anos.E foi após a morte do rei de Quitim que Balaão, filho de Beor fugiu da terra de Quitim, e ele foi e veio ao Egito para Faraó, rei do Egito.E Faraó recebeu-o com grande honra, pois tinha ouvido da sua sabedoria, e ele deu-lhe presentes e fê-lo por um conselheiro, e engrandecido ele.E Balaão, habitou no Egito, em homenagem a todos os nobres do rei, e os nobres exaltou, porque todos cobiçado para aprender a sua sabedoria.E, no ano cento e trinta de Israel vai para o Egito, Faraó sonhou que estava sentado em seu trono real, e levantou os olhos e viu um velho de pé diante dele, e não havia escamas, nas mãos do velho homem , escalas, como são utilizados pelos comerciantes.E o velho tomou as escalas e pendurou-a diante de Faraó.E o velho tomou todos os anciãos do Egito e todos os seus nobres e grandes homens, e amarrou-las e colocá-los em uma escala.E ele tomou um cabrito de leite e colocá-lo em outra escala, eo garoto preponderava sobre tudo.E Faraó ficou espantado com esta visão terrível, porque a criança deve prevalecer sobre todos, e acordou Faraó e eis que era um sonho.E Faraó levantou-se cedo pela manhã e chamou os seus servos e relacionados a eles o sonho, e os homens estavam com muito medo.E disse o rei a todos os seus sábios, interpretar peço-vos o sonho que eu sonhei, que eu saiba.E Balaão, filho de Beor, respondeu ao rei e disse-lhe, isto nada significa senão um grande mal que brotará contra o Egito nos últimos dias.Para um filho vai nascer com Israel, que destruirá todo o Egito e seus habitantes, e tirarei os israelitas do Egito com mão poderosa.Agora, pois, ó rei, se aconselhar sobre esta questão, que pode destruir a esperança dos filhos de Israel e sua confiança, antes de surgir o mal contra o Egito.E o rei disse a Balaão: E o que faremos a Israel? certamente depois de uma certa maneira nós em primeiro conselho contra eles e não podia prevalecer sobre eles.Agora, pois, dar-lhe também conselhos contra eles pelo qual pode prevalecer sobre eles.E Balaão respondeu ao rei, dizendo: Envia agora e chamar os teus dois conselheiros, e vamos ver o que seu conselho é sobre este assunto e depois o teu servo irá falar.E o rei mandou chamar seus dois conselheiros Reuel, o midianita e Emprego do Uzite, e eles vieram e sentaram-se diante do rei.E o rei lhes disse: Eis que você quer ouvir o sonho que tive, e interpretação da mesma, agora, portanto, dar conselhos e conhecer e ver o que está a ser feito para os filhos de Israel, que nos podem prevalecer sobre eles, antes de sua maldade brotarão contra nós.E Reuel, o midianita, respondeu ao rei e disse: Que o rei vive, que o rei viva para sempre.Se parecer bem ao rei, deixá-lo desistir de os hebreus e deixá-los, e que ele não estenda a sua mão contra eles.Para estes são aqueles a quem o Senhor escolheu, em dias de idade, e tomou como parte da sua herança, dentre todas as nações da terra e os reis da terra, e que é lá que estendeu a mão contra eles com a impunidade, de a quem Deus não era seu vingado?Certamente sabes que quando Abraão desceu ao Egito, o faraó, o rei do Egito antigo, viu sua esposa Sarah, e tomou como esposa, porque Abraão disse: Ela é minha irmã, pois estava com medo, medo de que os homens do Egito deve matá-lo por conta de sua esposa.E quando o rei do Egito tinha tomado Sarah, em seguida, Deus feriu a ele e sua família com pragas pesado, até que ele restaurou a Abraão sua esposa Sarah, então ele estava curado.E Abimeleque, Gerarite, rei dos filisteus, Deus puniu por conta de Sara, a mulher de Abraão, em parar a cada ventre de homem para animal.Quando o seu Deus veio a Abimeleque em sonhos de noite, apavorou a fim de que pudesse restaurar a Abraão Sarah quem ele havia tomado, e depois todo o povo de Gerar foram punidos por causa de Sara, e Abraão orou a seu Deus por eles , e ele ouviu as suas orações, e ele os curou.E Abimeleque temer todo esse mal que se abateu sobre ele e seu povo, e ele voltou a Abraão sua esposa Sarah, e deu-lhe com ela muitos presentes.Ele fez também a Isaque quando ele tinha dirigido a ele de Gerar, e Deus fez coisas maravilhosas para ele, que todos os cursos de água de Gerar se secaram, e as suas árvores produtivas não levar adiante.Até Abimeleque de Gerar, e Aüzate de seus amigos, e Pichol o capitão do seu exército, fui até ele e eles dobrados e prostrou-se diante dele para o chão.E pediram a ele suplicar por eles, e orou ao Senhor para eles, eo Senhor se aplacou para com ele e ele os curou.Jacob também, o homem comum, foi entregue por sua integridade das mãos de seu irmão Esaú, e da mão de Labão, irmão de sua mãe síria, que tinha procurado sua vida, o mesmo da mão de todos os reis de Canaã, que tinham vindo juntam-se contra ele e seus filhos para destruí-los, eo Senhor os livrou das suas mãos, que virou sobre eles e os feriu, para quem nunca tinha estendeu a sua mão contra eles com a impunidade?Certamente Faraó pai do pai, o ex-teu, levantou José, filho de Jacó, acima de todos os príncipes da terra do Egito, quando viu a sua sabedoria, pois com sua sabedoria ele salvou todos os habitantes da terra da fome.Depois ele ordenou que Jacó e seus filhos para descer para o Egito, a fim de que através da sua virtude, a terra do Egito ea terra de Goshen poderão ser entregues a partir de fome.Agora, pois, se parece bem aos teus olhos, deixa de destruir os filhos de Israel, mas se não for a tua vontade de que eles devem habitar no Egito, enviá-los a partir daqui, para que possam ir para a terra de Canaã, a terra onde seus antepassados peregrinaram.E quando o faraó ouviu as palavras de Jetro, ele estava muito irritado com ele, de modo que ele levantou-se com vergonha da presença do rei, e foi para Midiã, sua terra, e tomou vara de José com ele.E o rei disse a Jó o Uzite, que dizes de trabalho, e qual é o teu conselho, respeitando os hebreus?Então Jó disse ao rei: Eis que todos os moradores da terra estão em teu poder, vamos fazer como o rei parece bem nos olhos dele.E o rei disse a Balaão: Que dizes, Balaão, falar a tua palavra para que possamos ouvi-lo.E Balaão disse ao rei: De tudo o que o rei tem aconselhado contra os hebreus, eles serão entregues, eo rei não será capaz de prevalecer sobre eles com todo o conselho.Porque, se pensas para diminuir os pelo fogo flamejante puderes, não prevalecem sobre eles, pois certamente o seu Deus entregou a Abraão seu pai, de Ur dos Caldeus, e se pensas para destruí-los com uma espada, com certeza seu pai Isaac foi entregue a partir dele, e um carneiro foi colocado em seu lugar.E se pensas com rígido e rigoroso trabalho para minorá-los, tu não prevalecer mesmo no presente, para seu pai Jacó serviu Labão em todos os tipos de trabalho duro, e prosperou.Agora, pois, ó rei, ouvir as minhas palavras, pois este é o conselho que é aconselhada contra eles, por que tu queres prevalecer sobre eles, ea partir do qual tu não deverias afastar.Se agradar ao rei que ele ordenasse a todos os seus filhos, que deve nascer a partir deste dia em diante, para ser jogado na água, por esta tu podes limpar seu nome, para nenhum deles, nem de seus pais, foram julgados em dessa maneira.E o rei ouviu as palavras de Balaão, e os olhos do rei e dos príncipes, eo rei fez conforme a palavra de Balaão.E o rei ordenou que uma proclamação de ser emitidos e uma lei para ser feita em toda a terra do Egito, dizendo: Toda criança do sexo masculino nasceu com os hebreus a partir deste dia em diante deve ser jogado na água.E Faraó chamou todos os seus servos, dizendo: Vai e procurar por toda a terra de Gósen, onde os filhos de Israel são, e ver que cada filho nascido aos Hebreus serão lançados no rio, mas cada filha, você deve deixar viver.E quando os filhos de Israel ouviram isto que o faraó tinha ordenado, para exercer os seus filhos do sexo masculino para o rio, algumas das pessoas separadas de suas esposas e outros aderiram a eles.E a partir daquele dia em diante, quando o tempo de entrega chegou a essas mulheres de Israel que haviam permanecido com seus maridos, elas entraram em campo para trazer lá, e eles trouxeram no campo, e deixou os filhos em cima do campo e voltou para casa.E o Senhor, que havia jurado a seus antepassados para multiplicá-los, enviou um de seus anjos auxiliares que estão no céu para lavar cada criança na água, para ungir e chacina-lo e colocar em suas mãos duas pedras lisas de um dos que sugou leite e do mel outro, e fez seu cabelo crescer para seus joelhos, até que possa cobrir-se, para confortá-la e se apegar a ele, através de sua compaixão por ele.E quando Deus teve compaixão por eles e que tinha desejado para multiplicá-las sobre a face da terra, ordenou sua terra para recebê-los a ser preservado nela até o momento do seu crescimento, após o que a terra abriu a boca e vomitou diante deles e que brotou da cidade como a erva da terra e da grama da floresta, e eles voltaram cada um para sua família e à casa de seu pai, e ficaram com eles.E os bebês dos filhos de Israel sobre a terra como a erva do campo, através da graça de Deus para eles.E quando todos os egípcios viram esta coisa, saíram, cada um para seu campo com a sua junta de bois e sua relha, e arado-lo como uma lavra a terra em tempo de semente.E quando eles lavrados eles foram incapazes de prejudicar as crianças dos filhos de Israel, assim o povo cresceu e se fortaleceu muito.E o faraó ordenou que seus oficiais diárias para ir a Gósen para buscar os bebês dos filhos de Israel.E quando eles tinham procurado e encontrado um, eles tiraram isso do seio de sua mãe pela força, e jogou no rio, mas a criança do sexo feminino que deixou com sua mãe, assim que os egípcios se aos israelitas todos os dias.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 68 - Moisés, um filho da promessa, é carregado. A mulher egípcia agindo como espiões. Moisés é descoberto e colocado por sua mãe numa arca de juncos. É encontrado e adotado pela filha do faraó, e cresce entre as crianças do rei.


E foi naquele momento o espírito de Deus veio sobre Miriã, a filha de Amram a irmã de Arão, e ela saiu e profetizou sobre a casa, dizendo: Eis que um filho nascerá para nós com meu pai e da mãe esse tempo, e ele vai salvar Israel das mãos do Egito.E quando Amram ouviu as palavras de sua filha, ele foi e levou sua esposa de volta para casa, depois de ter orientado a ir no momento em que o Faraó ordenou que cada criança do sexo masculino da casa de Jacó para ser jogado na água.Então Anrão tomou Joquebede sua esposa, três anos depois de ter conduzido para longe, e ele veio até ela e ela concebeu.E ao final de sete meses desde a sua concepção deu à luz um filho, e toda a casa se encheu de luz tão grande da luz do sol e da lua no momento de seu brilho.E quando a mulher viu a criança que era bom e agradável à vista, ela se escondeu por três meses em uma sala interna.Naqueles dias, os egípcios conspiraram para destruir todos os hebreus lá.E a mulher egípcia foi à Goshen onde os filhos de Israel, e levaram seus jovens sobre os seus ombros, seus bebês que ainda não podia falar.E naqueles dias, quando as mulheres dos filhos de Israel trouxeram, cada mulher tinha escondido o filho desde antes dos egípcios, que os egípcios não puderam saber das suas trazendo, e não pôde destruí-los da terra.E as mulheres egípcias chegaram a Gósen e seus filhos que não podia falar era sobre os seus ombros, e quando uma mulher egípcia, entrou na casa de uma mulher hebraica seu bebê começou a chorar.E quando ele gritou o filho que estava na sala interior respondeu, então as mulheres egípcias foram anunciá-lo na casa de Faraó.E Faraó enviou seus agentes para levar as crianças e matá-los, assim que os egípcios às mulheres dos hebreus, todos os dias.E foi naquele momento, cerca de três meses a partir da ocultação de Joquebede de seu filho, que a coisa era conhecido na casa de Faraó.E a mulher se apressou a retirar seu filho antes que os oficiais chegaram, e tomou para ele uma arca de juncos, e rebocam de lodo e com frequência, e colocar a criança nela, e ela colocou nas bandeiras pela beira do rio .E sua irmã Miriam estava longe de saber o que seria feito para ele, e que seria de suas palavras.E Deus enviou naquele momento um calor terrível na terra do Egito, que queimou a carne do homem como o sol em seu circuito, e é muito oprimido os egípcios.E todos os egípcios desceu para se banhar no rio, por conta do calor que consome incendiou a sua carne.E Bathia, a filha de Faraó, foi também para se banhar no rio, devido ao calor de consumo, e as suas donzelas passeavam à beira do rio, e todas as mulheres do Egito também.E Bathia levantou os olhos para o rio, e ela viu a arca sobre as águas, e enviou a sua criada buscá-la.E ela abriu e viu a criança, e eis que o menino chorava, e ela teve compaixão dele, e ela disse, esta é uma das crianças hebraico.E todas as mulheres do Egito, caminhando na beira do rio desejado dar-lhe chupar, mas ele não seria um saco, por isso vinha do Senhor, a fim de restaurá-lo ao seio de sua mãe.E Miriã a irmã dele estava na época entre as mulheres egípcias na margem do rio, e viu esta coisa e ela disse para a filha de Faraó: Irei eu, e buscar uma ama das hebréias, que ela amamentar o menino para ti?E a filha de Faraó lhe disse: Vai, ea jovem correu e chamou a mãe da criança.E a filha de Faraó disse a Joquebede, Leva este menino e amamente-o para mim, e eu te pagarei o teu salário, dois pedaços de prata por dia, e que a mulher tomou o menino eo amamentou.E, ao fim de dois anos, quando a criança cresceu, ela o trouxe à filha de Faraó, e ele foi-lhe como um filho, e chamou a Moisés, seu nome, pois disse: Porque o tirei das da água.E Anrão, seu pai chamou o seu nome Chabar, pois ele disse, era para ele que ele associou com a sua mulher a quem ele havia se afastado.E Joquebede, sua mãe chamou o seu nome Jecutiel, porque, disse ela, que eu tenho esperado por ele para o Todo-Poderoso, e Deus lhe restituiu a mim.Miriam e sua irmã o chamou Jered, pois ela desceu atrás dele até o rio para saber o que seria o seu fim.E Arão, seu irmão chamou o seu nome Abi Zanuch, dizendo: Meu pai deixou minha mãe e voltou a ela em sua conta.E Kehath a Anrão Abigdor chamou o seu nome, porque na sua conta que Deus fez reparar a violação da casa de Jacó, que já não podia jogar seus filhos do sexo masculino na água.E a sua enfermeira chamou Abi Socó, dizendo: Em sua tenda ele foi escondido por três meses, por conta dos filhos de Ham.E todo o Israel chamou o seu nome Semaías, filho de Natanael, pois diziam: No seu dia que Deus ouviu seus gritos e salva-los de seus opressores.E Moisés estava na casa de Faraó, e foi até Bathia, a filha de Faraó, como um filho, e Moisés cresceu entre as crianças do rei.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 69 - Faraó proclama que, se algum dos israelitas são curtas em seu trabalho, quer em tijolos ou argamassa, seu filho mais novo deve ser colocado em seu lugar.


E o rei de Edom morreram nesses dias, no décimo oitavo ano do seu reinado, e foi enterrado em seu templo que ele construiu para si próprio como sua residência real na terra de Edom.E os filhos de Esaú enviado para Petor, que está em cima do rio, e obtido a partir de lá um jovem de belos olhos e de aspecto agradável, cujo nome era Saul, e eles fizeram rei sobre eles no lugar de Sâmela.E Saul reinava sobre todos os filhos de Esaú na terra de Edom por quarenta anos.E quando Faraó, rei do Egito, viu que o conselho de Balaão, que havia aconselhado respeitando os filhos de Israel não teve sucesso, mas que ainda assim eles frutificaram, e multiplicaram aumentou em toda a terra do Egito,Então o faraó ordenou naqueles dias que um anúncio deve ser emitido em todo o Egito os filhos de Israel, dizendo: Nenhum homem deve diminuir qualquer coisa do seu trabalho diário.E o homem que deve ser considerado deficiente em seu trabalho que ele realiza diariamente, seja em argamassa ou em tijolos, em seguida, seu filho mais novo deve ser colocado em seu lugar.E o trabalho do Egito reforçou sobre os filhos de Israel, naqueles dias, e eis que se um tijolo foi deficiente no trabalho diário de qualquer homem, os egípcios levaram o seu filho mais novo pela força de sua mãe, e colocá-lo no edifício no lugar de o tijolo que seu pai havia deixado a desejar.E os homens do Egito fizeram isso para todos os filhos de Israel dia a dia, todos os dias durante um longo período.Mas a tribo de Levi não naquele trabalho a tempo com os israelitas, seus irmãos, desde o início, para os filhos de Levi conhecia a esperteza dos egípcios que exerceu no início para os israelitas.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 70 - Moisés coloca a coroa do rei sobre a sua cabeça. Balaão e os Magos fazem deste um pretexto contra ele. Quando cresceu, Moisés visitas seus irmãos, e descobre as suas queixas. Moisés obteve um dia de descanso no sábado durante todo o Israel.


E no terceiro ano do nascimento de Moisés, o Faraó estava sentado em um banquete, quando Alparanith a rainha estava sentada à sua direita e Bathia à sua esquerda, e Moisés rapaz estava deitado sobre o seu peito, e Balaão, filho de Beor seus dois filhos, e todos os príncipes do reino estavam sentados à mesa na presença do rei.E o rapaz estendeu a mão sobre a cabeça do rei, e tomou a coroa da cabeça do rei e colocou-o em sua própria cabeça.E quando o rei e os príncipes viu o trabalho que o menino tinha feito, o rei e os príncipes estavam apavorados, e um homem ao seu próximo expressa espanto.E o rei disse aos príncipes que estavam diante dele na mesa, que falam de você eo que você diz, ó vós, príncipes, nesta matéria, e que deve ser o julgamento contra o rapaz por conta desse ato?E Balaão, filho de Beor, o mágico respondeu perante o rei e os príncipes, e ele disse: Lembra-te agora, ó meu Senhor e Rei, o sonho que tu fizeste sonho de muitos dias desde então, e que o teu servo interpretado ti.Agora, pois, este é um filho dos filhos hebraico, no qual há o espírito de Deus, e não permitas que o rei meu senhor imagina que esse rapaz fez tal coisa sem conhecimento.Pois ele é um menino hebreu, e sabedoria e entendimento estão com ele, embora ele ainda é uma criança, e com a sabedoria que ele tem feito isso e escolheu para si o reino do Egito.Porque esta é a maneira de todos os hebreus para enganar os reis e os seus nobres, fazer todas essas coisas ardilosamente, a fim de tornar os reis da terra e seus homens tremem.Certamente sabes que Abraão seu pai agiu assim, que enganou o exército de Ninrode, rei de Babel, eo rei Abimeleque de Gerar, e que ele possuía se da terra dos filhos de Het e de todos os reinos de Canaã.E que ele desceu ao Egito, e disse de sua esposa Sarah, ela é minha irmã, a fim de enganar o Egito e seu rei.Seu filho Isaac também o fez quando foi para Gerar, e habitou lá, e sua força prevaleceu sobre o exército de Abimeleque, rei dos filisteus.Ele também pensou em fazer o reino dos filisteus tropeçar, ao dizer que Rebeca, sua mulher era sua irmã.Jacob também aleivosamente com seu irmão, e tomou de suas mãos seu direito de primogenitura ea sua bênção.Ele passou então a Padã-Arã para a casa de Labão, irmão de sua mãe, e ardilosamente obtida a sua filha, seu gado, e todos os que lhe pertencem, e fugiu e voltou para a terra de Canaã, para seu pai.Seus filhos venderam seu irmão José, que desceu ao Egito e se tornou um escravo, e foi colocado na prisão por 12 anos.Até o ex-faraó teve sonhos, retirou-o da prisão, eo engrandeceu acima de todos os príncipes do Egito por conta de sua interpretação de seus sonhos para ele.E quando Deus fez uma grande fome em toda a terra que ele enviou para o e trouxe seu pai e todos os seus irmãos, e toda a casa de seu pai, e apoiou os sem preço ou recompensa, e comprou os egípcios para os escravos.Agora, pois, meu senhor rei, eis que esta criança tem levantado em seu lugar no Egipto, para fazer de acordo com seus atos e de brincar com todo rei, príncipe e juiz.Se for do agrado do rei, vamos agora derramar seu sangue sobre o chão, para não crescer e tirar o governo da tua mão, ea esperança de morrer depois que o Egito deve ter reinado.E Balaão disse ao rei: Deixa-nos aliás apelo para que todos os juízes do Egito e os seus sábios, e deixe-nos saber se a sentença de morte é devido a este menino como tu dizer, e então vamos matá-lo.Então Faraó mandou chamar todos os sábios do Egito e chegaram diante do rei, e um anjo do Senhor veio, entre eles, e ele era como um dos sábios do Egito.E disse o rei aos sábios, que certamente você já ouviu o que este menino hebreu que está em casa tem feito, e, portanto, tem Balaão julgados sobre o assunto.Agora, julgá-lo também e ver o que é devido para o menino para o ato que cometeu.E o anjo, que parecia ser um dos sábios do Faraó, respondeu, e disse o seguinte, antes de todos os sábios do Egito, e diante do rei e dos príncipes:Se agradar ao rei que o rei enviar para os homens que devem pôr diante dele uma pedra de ônix e uma brasa de fogo, e colocá-los antes que a criança, e se a criança deve estender a mão e pegar a pedra ônix, então vamos sabe que, com sabedoria, o jovem fez tudo o que ele fez, e temos de matá-lo.Mas se ele estendeu a sua mão sobre o carvão, então saberemos que não foi com o conhecimento que ele fez tal coisa, e ele viverá.E a coisa pareceu bem aos olhos do rei e dos príncipes, para o rei fez conforme a palavra do anjo do Senhor.E o rei ordenou que a pedra ônix e carvão para ser trazida e colocada diante de Moisés.E eles colocaram o menino, antes deles, e o rapaz esforçou-se para estender a mão à pedra ônix, mas o anjo do Senhor pegou a mão dele e colocou-a sobre o carvão, eo carvão se tornou extinto em sua mão, e levantou -lo e colocá-lo em sua boca, e queimou parte de seus lábios e parte de sua língua, e ele tornou-se pesado na boca e língua.E quando o rei e os príncipes viram isso, eles sabiam que Moisés não agiu com sabedoria em tirar a coroa da cabeça do rei.Então o rei e os príncipes se absteve de matar a criança, assim Moisés permaneceu na casa de Faraó, que cresceu, eo Senhor estava com ele.E enquanto o garoto estava na casa do rei, que estava vestida de roxo e ele ficou entre os filhos do rei.E quando Moisés cresceu na casa do rei, Bathia a filha de Faraó o considerava como um filho, e toda a casa de Faraó honrou, e todos os homens do Egito tinham medo dele.E ele saiu por dia e veio para a terra de Gósen, onde estavam seus irmãos, os filhos de Israel, e Moisés viu-los diariamente em falta de ar e trabalho duro.E Moisés perguntou-lhes, dizendo: Porque é esse o trabalho dispensado para vós dia a dia?E contaram-lhe tudo o que lhes havia acontecido, e todas as liminares que o faraó tinha colocado sobre eles antes de seu nascimento.Disseram-lhe todos os conselhos que Balaão, filho de Beor tinha aconselhado contra eles, e que ele tinha também aconselhou contra ele a fim de matá-lo quando ele tinha tomado a coroa do rei de fora de sua cabeça.E quando Moisés ouviu essas coisas a sua ira se acendeu contra Balaão, e ele tentou matá-lo, e ele estava em uma emboscada para ele dia após dia.E Balaão foi com medo de Moisés, e ele e seus dois filhos se levantaram e saíram do Egito, e eles fugiram e entregue sua alma e dirigiu-se para a terra de Cush para Kikianus, rei da Etiópia.E Moisés foi na casa do rei está saindo e entrando, o Senhor deu-lhe graça aos olhos de Faraó e aos olhos de todos os seus servos, e aos olhos de todo o povo do Egito, e eles adoraram Moisés excessivamente.E chegou o dia em que Moisés foi para Goshen para ver seus irmãos, que viu os filhos de Israel em seus encargos e trabalho duro, e Moisés entristeceu-se por sua conta.E Moisés voltou ao Egito e chegou à casa de Faraó, e veio perante o rei, e Moisés curvou-se perante o rei.E disse Moisés a Faraó, peço-te, meu senhor, eu vim para buscar um pedido pequeno de ti, não se desvie o meu rosto vazio e Faraó disse-lhe: Fala.E disse Moisés a Faraó: Deixa lá ser dada aos teus servos, os filhos de Israel que estão em Goshen, um dia para descansar nele a partir de seu trabalho.E o rei respondeu a Moisés e disse: Eis que eu levantei a tua face nesta coisa do deferimento do pedido teu.E o faraó ordenou uma proclamação a ser emitido em todo o Egito e Goshen, dizendo:Para você, todos os filhos de Israel, assim diz o rei, por seis dias em que você deve fazer o seu trabalho e do trabalho, mas no sétimo dia descansarás, e não pré-formados de qualquer trabalho, portanto, deve fazer todos os dias, como o rei e Moisés, o filho de Bathia tenho ordenado.E Moisés se alegrou com essa coisa que o rei tinha concedido a ele, e todos os filhos de Israel fizeram o que Moisés ordenou.Para isto veio do Senhor, aos filhos de Israel, para o Senhor começou a lembrar os filhos de Israel para salvá-los por causa de seus pais.E o Senhor estava com Moisés e sua fama correu por todo o Egito.E Moisés se tornou grande aos olhos de todos os egípcios, e aos olhos de todos os filhos de Israel, buscando bom para seu povo de Israel e dizendo palavras de paz que lhes digam respeito ao rei.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 71 - Moisés mata um e ser descoberto foge egípcia do Egito. Profecias Aaron.E quando Moisés foi 18 anos de idade, ele desejava ver seu pai e sua mãe e ele foi até eles para Gósen, e quando Moisés tinha chegado perto de Goshen, ele veio para o lugar onde os filhos de Israel estavam engajados no trabalho, e ele observou suas cargas, e viu um egípcio ferindo um de seus irmãos hebreus.E quando o homem que foi espancado viu Moisés correu com ele para ajudar, pois, Moisés era homem muito respeitado na casa de Faraó, e disse-lhe: Meu senhor me atender, esse egípcio veio a minha casa durante a noite , me ligava, e veio para a minha esposa na minha presença, e agora ele pretende ter em minha vida.E quando Moisés ouviu essa coisa má, a sua ira se acendeu contra os egípcios, e ele se virou para um lado e do outro, e quando ele viu que não havia ninguém matou o egípcio e escondeu-o na areia, e entregues a partir do hebraico a mão daquele que o feriu.E o hebraico voltou para sua casa, e Moisés voltou para sua casa, e saiu e voltou para a casa do rei.E quando o homem voltou para casa, ele pensou em repudiar sua mulher, pois ela não estava bem na casa de Jacó, para qualquer homem chegou à sua esposa depois de ela ter sido contaminada.E a mulher foi e contou seus irmãos, e os irmãos da mulher procuravam matá-lo, e ele fugiu para sua casa e fugiu.E no segundo dia Moisés saiu a seus irmãos, e vi, e eis que dois homens estavam brigando, e ele disse que o maligno, porque tu vizinho ferir o teu?E ele respondeu-lhe e disse-lhe: Quem te criou para um príncipe e juiz sobre nós? tu pensa em matar-me como tu matar o egípcio? e Moisés teve medo e disse: Na verdade a coisa é conhecida?E Faraó ouviu falar deste assunto, e ele ordenou a Moisés para ser morto, por isso Deus enviou o seu anjo, e ele apareceu Faraó, à semelhança de um capitão da guarda.E o anjo do Senhor tomou a espada da mão do capitão da guarda, e tomou-lhe a cabeça com isso, à semelhança do capitão da guarda, foi transformado na semelhança de Moisés.E o anjo do Senhor se apoderou da mão direita de Moisés, e trouxe-o do Egito, eo colocou de fora das fronteiras do Egito, numa distância de jornada de quarenta dias.E Arão, seu irmão ficou só na terra do Egito, e profetizou aos filhos de Israel, dizendo:Assim diz o Senhor Deus de seus antepassados, Jogue fora, cada homem, as abominações dos seus olhos, e não vos contamineis com os ídolos do Egito.E os filhos de Israel se rebelou e não dar ouvidos a Arão naquele momento.E o Senhor pensou em destruí-los, se não fosse que o Senhor se lembrou da aliança que fizera com Abraão, Isaac e Jacob.Naqueles dias da mão de Faraó continuou a ser grave contra os filhos de Israel, e ele esmagado e oprimido-las até o momento em que Deus enviou sua palavra e tomou conhecimento dos mesmos.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 72 - Moisés foge para a Etiópia. Com a morte do rei, ele é escolhido em seu lugar. He Reigns quarenta anos na Etiópia.


E foi nesses dias em que houve uma grande guerra entre os filhos de Cuche e os filhos do oriente e Síria, e eles se rebelaram contra o rei da Etiópia, em cujas mãos estavam.Então Kikianus rei da Etiópia saiu com todos os filhos de Cush, um povo numeroso como a areia, e ele foi para a luta contra a Síria e os filhos do oriente, para trazê-los sob sujeição.E quando Kikianus saiu, ele deixou Balaão, o mago, com seus dois filhos, a guarda da cidade, e com o menor espécie do povo da terra.Então Kikianus saiu a Síria e os filhos do oriente, e lutou contra eles e os feriu, e todos eles caíram feridos antes Kikianus e seu povo.E ele levou cativos muitos deles e trouxe-os sob sujeição como na primeira, e acamparam-se na sua terra para ter o tributo a partir deles, como de costume.E Balaão, filho de Beor, quando o rei da Etiópia, havia deixado para guardar a cidade e os pobres da cidade, ele se levantou e aconselhado com o povo da terra a se rebelar contra Kikianus rei, para não deixá-lo entrar na cidade quando ele deve voltar para casa.E o povo da terra deram ouvidos a ele, e jurou-lhe e fê-lo rei sobre eles, e seus dois filhos para que os capitães do exército.Então, levantando-se e levantou os muros da cidade, os dois cantos, e construíram um edifício fortíssimo.E, ao terceiro canto, eles cavaram valas sem número, entre a cidade eo rio que circundava toda a terra de Cush, e eles fizeram as águas do rio estourou lá adiante.No quarto canto, eles coletaram várias serpentes em seus encantamentos e encantamentos, e fortificaram a cidade e habitaram nela, e não saiu ou diante deles.E Kikianus lutou contra a Síria e os filhos do oriente e subjugou-los como antes, e deram-lhe o seu tributo de costume, e ele partiu e voltou para sua terra.E quando Kikianus o rei da Etiópia se aproximava de sua cidade e todos os capitães das forças com ele, eles levantaram os olhos e viu que os muros da cidade foram construídas e extremamente elevadas, assim, os homens ficaram admirados com isso.E disseram uns aos outros, é porque viu que estávamos atrasados, na batalha, e tinham muito medo de nós, pois eles têm feito isso e levantou os muros da cidade e as fortificou a fim de que os reis de Canaã não pode entrar em batalha contra eles.Assim o rei e os soldados se aproximou da porta da cidade e que olhou para cima e eis que todas as portas da cidade foram fechadas, e gritou para os sentinelas, dizendo: Abra a nós, para que possamos entrar na cidade.Mas as sentinelas se recusou a abrir a eles por ordem de Balaão, o mágico, o seu rei, que não lhes permitiu que entra a sua cidade.Então eles levantaram uma batalha com eles em frente ao portão da cidade, e cento e trinta homens do exército no Kikianus caiu naquele dia.E no dia seguinte, eles continuaram a lutar e eles lutaram ao lado do rio, eles se esforçaram para passar, mas não foram capazes, por isso alguns deles afundaram nas boxes e morreu.Então o rei ordenou-lhes que cortar árvores para fazer jangadas, sobre a qual eles possam passar para eles, e assim o fez.E, quando chegaram ao local das valas, as águas giravam pelas usinas, e duas centenas de homens em cima de balsas dez foram afogados.E no terceiro dia vieram para lutar ao lado, onde as serpentes foram, mas eles não podiam aproximar-lá, para o pântano serpentes deles homens e cento e setenta, e cessaram lutando contra Cush, e cercaram a Etiópia por nove anos , ninguém saiu ou dentroNa época que a guerra eo cerco eram contra Cush, Moisés fugiu do Egito do Faraó que procuravam matá-lo por ter matado o egípcio.E Moisés era 18 anos de idade, quando fugiu do Egito a partir da presença de Faraó, e ele fugiu, e escapou para o acampamento de Kikianus, que na época estava cercando Cush.E Moisés foi de nove anos no acampamento de Kikianus rei da Etiópia, o tempo todo que eles estavam sitiando Cush, e Moisés saiu e entrou com eles.E o rei e os príncipes e todos os homens de combate adicionaram Moisés, pois ele era grande e digno, a sua estatura era como um leão nobre, seu rosto era como o sol, e sua força era como a de um leão, e foi conselheiro da o rei.E, ao fim de nove anos, Kikianus foi apreendido com uma doença mortal, e sua doença prevaleceu sobre ele, e ele morreu no sétimo dia.Então os seus servos embalsamado e levado sepultado e em frente ao portão da cidade ao norte da terra do Egito.E eles construíram sobre ele um elegante edifício forte e alto, e eles colocaram grandes pedras abaixo.E os escribas do rei, gravado sobre as pedras todo o poder do Kikianus seu rei, e todas as suas batalhas que havia lutado, eis que estão escritos lá neste dia.Agora, depois da morte do rei da Etiópia Kikianus pesou seus homens e tropas em grande parte devido à guerra.Então eles disseram um para o outro, dá-nos um conselho que estamos a fazer neste momento, como já residiu no deserto nove anos longe de nossas casas.Se dizemos que vamos lutar contra a cidade, muitos de nós vai cair feridos ou mortos, e se ficar aqui no cerco vamos também morrer.Por agora, todos os reis da Síria e dos filhos do oriente vai ouvir que o nosso rei está morto, e eles vão nos atacar de repente, de uma forma hostil, e eles vão lutar contra nós e não deixar resto de nós.Agora, pois, deixe-nos ir e fazer um rei sobre nós, e vamos continuar o cerco até que a cidade está entregue a nós.E eles queriam escolher em que dia o homem para o rei do exército de Kikianus, e eles não encontraram nenhum objeto de sua escolha como Moisés, a reinar sobre eles.E apressou-se e despiu as suas vestes cada homem e lançá-los no chão, e eles fizeram um grande monte e colocou nela a Moisés.E levantaram-se e tocava as trombetas e gritou antes dele, e disse: Que o rei vive, que o rei ao vivo!E todo o povo e os nobres jurou-lhe para lhe dar uma esposa Adoniah a rainha, o etíope, esposa de Kikianus, e eles fizeram rei Moisés sobre eles nesse dia.E todo o povo da Etiópia emitiu uma proclamação nesse mesmo dia, dizendo: Todo homem deve dar algo a Moisés do que está em seu poder.E estenderam uma folha em cima da pilha, e cada um elenco em que alguma coisa do que ele tinha, um brinco de ouro e outro de uma moeda.Também de pedras de ônix, bdélio, pérolas e mármore fizeram os filhos de Moisés elenco Cush até em cima da pilha, também prata e ouro em grande abundância.E Moisés tomou toda a prata e ouro, todos os vasos, e os bdélio, pedras de ônix, que todas as crianças da Etiópia tinha dado a ele, e ele colocou entre seus tesouros.E Moisés reinou sobre os filhos de Cush, naquele dia, no lugar de Kikianus rei da Etiópia.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 73 - O Reinado de Moisés, e sua Guerra Estratégica.


No ano quinquagésimo quinto do reinado do Faraó, rei do Egito, ou seja, no ano cento e cinqüenta e sete de os israelitas a descer para o Egito, Moisés reinou na Etiópia.Moisés ficou 27 anos de idade quando começou a reinar sobre Cush, e quarenta anos que ele reinar.E o Senhor concedeu a Moisés favor e graça aos olhos de todos os filhos de Cuche, e os filhos de Cuxe o amava muito, por isso Moisés foi favorecido pelo Senhor e pelos homens.E no sétimo dia de seu reinado, todos os filhos de Cuxe montado e chegaram perante Moisés e inclinou-se com ele para o chão.E todas as crianças falaram juntos na presença do rei, dizendo: Dá-nos um conselho para que possamos ver o que está a ser feito a esta cidade.Pois é agora nove anos que temos vindo a sitiando ao redor da cidade, e não ter visto os nossos filhos e esposas.Então o rei lhes respondeu, dizendo: Se você vai ouvir a minha voz em tudo o que eu te ordeno, então o Senhor irá dar à cidade em nossas mãos e vamos subjugá-lo.Porque, se nós lutamos com eles, como na batalha anterior que tivemos com eles antes da morte de Kikianus, muitos de nós vai cair ferido como antes.Agora, eis aqui é um conselho para você neste assunto, se você vai ouvir a minha voz, então a cidade será entregue nas nossas mãos.Assim, todas as forças, respondeu ao rei, dizendo: Tudo o que nosso Senhor mandará que faremos.E disse-lhes Moisés, passar e proclamar uma voz no arraial inteiro todas as pessoas, dizendo:Assim diz o rei: Vai para a floresta e trazer consigo os mais jovens da cegonha, cada homem, um jovem em sua mão.E qualquer pessoa que infringir a palavra do rei, que não deve trazer a sua jovem, ele morrerá, eo rei irá tomar todas as que lhe pertencem.E quando você deve trazê-los de que eles devem estar em sua manutenção, você deve criá-los até eles crescerem, e você deve ensiná-los a dart em cima, como é o modo de os jovens do falcão.Então todos os filhos de Cuxe ouviu as palavras de Moisés, e eles se levantaram e fizeram uma proclamação a ser emitido em todo o arraial, dizendo:A vós, todos os filhos de Cuche, a ordem do rei é que você vá, todos juntos para a floresta e lá pegar as cegonhas jovens cada um a seu um jovem em sua mão, e você deve levá-los para casa.E qualquer pessoa que viole a ordem do rei morrerá, eo rei terá tudo o que lhe pertence.E todo o povo o fez, e saíram para o pau e eles subiram os abetos e pego, cada homem, um jovem na mão, todos os jovens das cegonhas, e as trouxeram para o deserto e criados por eles ordem do rei, e que lhes ensinou a dart em cima, semelhante aos falcões jovens.E depois as cegonhas jovens foram criados, o rei ordenou que eles fossem fome de três dias, e todas as pessoas o fizeram.E no terceiro dia, o rei disse-lhes: fortalecer-se e tornar-se homens valentes, e colocar em cada um a sua armadura e cinja a sua espada em cima dele, e montar cada homem seu cavalo e tomar cada cegonha seus jovens em suas mãos.E nós vamos levantar e lutar contra a cidade no lugar onde as serpentes são, e todas as pessoas fizeram como o rei havia ordenado.E eles tomaram cada um a seu um jovem em sua mão, e eles foram embora, e quando chegaram ao local das serpentes, o rei disse-lhes: Enviai, cada um a sua cegonha jovens sobre as serpentes.E enviou cada um a sua cegonha jovens à ordem do rei, e as cegonhas jovem correu sobre as serpentes e os consumiu a todos e destruiu-os para fora daquele lugar.E quando o rei eo povo viu que todas as serpentes foram destruídos naquele lugar, todas as pessoas estabelecem um grande grito.E eles se aproximaram e lutou contra a cidade eo tomou e dominou, e eles entraram na cidade.E lá morreu um dia em que mil e cem homens do povo da cidade, todos os que habitavam a cidade, mas do povo um cerco não morreu.Então todos os filhos de Cush foi cada um para sua casa, para sua esposa e filhos ea todos os que lhe pertence.E Balaão, o mago, quando ele viu que a cidade foi tomada, ele abriu o portão e ele e seus dois filhos e oito irmãos fugiram e voltaram para o Egito para Faraó, rei do Egito.Eles são os bruxos e magos que são mencionados no livro da lei, situando-se contra Moisés, quando o Senhor trouxe as pragas sobre o Egito.Então Moisés tomou a cidade pela sua sabedoria, e os filhos de Cuxe colocado no trono, em vez de Kikianus rei da Etiópia.E eles colocaram a coroa real na sua cabeça, e deram-lhe uma esposa Adoniah a rainha etíope, esposa de Kikianus.Então temeu Moisés, o Senhor Deus de seus pais, para que ele não veio para ela, nem ele voltar seus olhos para ela.Para Moisés se lembrava de como tinha feito a Abraão, seu servo Eliezer jurar, dizendo-lhe: Não tomarás mulher dentre as filhas de Canaã para o meu filho Isaac.Também o que Isaac fez quando Jacó tinha fugido de seu irmão, quando ele lhe ordenara, dizendo: Não tomarás esposa dentre as filhas de Canaã, nem fazer aliança com qualquer um dos filhos do presunto.Pois o Senhor nosso Deus deu Ham, filho de Noé, e seus filhos e toda a sua descendência, como escravos para os filhos de Shem e aos filhos de Jafé, e até sua descendência depois deles para os escravos, para sempre.Por isso Moisés não voltou seu coração, nem os olhos para a esposa de Kikianus todos os dias que reinou sobre Cush.E Moisés temiam ao Senhor, seu Deus, toda a sua vida, e Moisés caminhou diante do Senhor, na verdade, com todo seu coração e alma, ele não se afastou da maneira certa todos os dias da sua vida, ele não caiu de forma tanto para o direita ou à esquerda, em que Abraão, Isaac e Jacó tinha andado.E Moisés se fortaleceu no reino dos filhos de Cush, e guiou os filhos de Cuxe com sua sabedoria de costume, e Moisés, prosperou em seu reino.E naquele tempo a Síria e os filhos do oriente Kikianus ouviu que o rei da Etiópia, havia morrido, assim Arão e os filhos do oriente se rebelou contra Cush naqueles dias.Então Moisés convocou todos os filhos de Cush, um povo muito forte, cerca de trinta mil homens, e saiu para lutar com a Síria e os filhos do oriente.E eles foram primeiro para os filhos do oriente, e quando os filhos do oriente ouvir o relato deles, eles foram ao encontro deles, e envolvida em batalha com eles.E a guerra era grave contra os filhos do oriente, assim o Senhor deu a todos os filhos do oriente, nas mãos de Moisés, e cerca de trezentos homens caíram mortos.E todos os filhos de Moisés o leste, voltou e se retirou, assim como os filhos de Cuxe os seguiram e os sujeitou, e colocou um imposto sobre eles, como era seu costume.Então Moisés e todo o povo com ele, passou de lá para a terra da Síria para a batalha.E o povo da Síria, também foi ao encontro deles, e eles lutaram contra eles, eo Senhor os entregou na mão de Moisés, e muitos dos homens da Síria caiu ferido.E Aram também foram subjugadas por Moisés e ao povo da Etiópia, e também deu seu imposto de costume.E Moisés levou a Síria e os filhos do oriente sob sujeição às crianças da Etiópia, e Moisés, e todas as pessoas que estavam com ele, virou-se para a terra de Cush.E Moisés se fortaleceu no reino dos filhos de Cush, eo Senhor estava com ele, e todos os filhos de Cuxe tinham medo dele.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]CAPÍTULO 74 - Guerra em África.


No final dos anos morreu Saul, rei de Edom, e Baal Chanan, filho de Acbor, reinou em seu lugar.No décimo sexto ano do reinado de Moisés sobre Cush, Baal Chanan, filho de Acbor, reinou na terra de Edom sobre todos os filhos de Edom para 38 anos.Em seus dias de Moabe se rebelou contra o poder de Edom, tendo sido em Edom desde os dias de Hadade, filho de Bedade, que feriu a Midiã, e trazido em sujeição à Moabe Edom.E quando Baal Chanan, filho de Acbor, reinou em Edom, todos os filhos de Moabe, retirou sua aliança de Edom.E Angeas rei da África morreram naqueles dias, e Azdrubal seu filho, reinou em seu lugar.E naqueles dias morreu Janeas rei dos filhos de Quitim, e foi sepultado em seu templo que ele construiu para si próprio na planície de Canopia para uma residência, e Latino, reinou em seu lugar.No ano vigésimo segundo do reinado de Moisés sobre os filhos de Cush, Latino, reinou sobre os filhos de Quitim 45 anos.E ele também construiu para si uma torre grande e poderoso, e edificou ali um templo elegante para a sua residência, para realizar o seu governo, como era o costume.No terceiro ano do seu reinado, ele fez um anúncio a ser feito para todos os seus homens hábeis, que fez muitos navios para ele.E Latino reuniu todas as suas forças, e eles vieram em navios, e foi aí para lutar com o filho de Azdrubal Angeas rei de África, e eles vieram para a África e engajados na batalha com Azdrubal e seu exército.Latino e prevaleceu sobre Azdrubal e Latino tirou Azdrubal o aqueduto que seu pai havia trazido dos filhos de Quitim, quando ele assumiu Janiah a filha de Uzi por uma mulher, de modo Latino derrubou a ponte do aqueduto, e feriu o exército inteiro Azdrubal de um severo golpe.E os homens se mantenham fortes de Azdrubal fortaleceram-se, e seus corações estavam cheios de inveja, e desejou a morte, e novamente envolvidos em uma batalha com o Latino, rei de Quitim.E a batalha foi intensa sobre todos os homens de África, e todos eles caíram feridos antes de Latino e seu povo, e Azdrubal também o rei caiu nessa batalha.E o rei Azdrubal tinha uma filha muito bonita, cujo nome era Ushpezena, e todos os homens da África bordadas sua semelhança em suas vestes, por conta de sua grande beleza e aparência graciosa.E os homens de Latino Ushpezena viu, a filha de Azdrubal, e elogiou seu até seu rei Latino.Latino e ordenou que ela fosse levada para ele, e tomou Latino Ushpezena por uma mulher, e ele voltou a caminho de Quitim.E foi após a morte do filho de Azdrubal Angeas, quando tinha Latino voltou para sua terra, desde a batalha, que todos os habitantes da África se levantou e levou o filho de Aníbal Angeas, o irmão mais novo de Azdrubal, eo fizeram rei em vez de seu irmão sobre a terra, na África.E quando ele reinava, resolveu ir para a Quitim para lutar com os filhos de Quitim, para vingar a causa da Azdrubal seu irmão, ea causa dos habitantes da África, e ele assim fez.E ele fez muitos navios, e aí ele veio com todo o seu exército, e ele foi para a Quitim.Então, Aníbal lutou com os filhos de Quitim, e os filhos de Quitim caiu ferido antes de Aníbal e seu exército, e Aníbal vingado causa de seu irmão.E Aníbal continuou a guerra durante dezoito anos com os filhos de Quitim, e Anibal habitou na terra de Quitim e acamparam ali por um longo tempo.Anibal e feriram os filhos de Quitim muito severamente, e ele matou os seus grandes homens e príncipes, e do resto das pessoas que ele feriu cerca de oitenta mil homens.E no final do dia e ano, Aníbal voltou à sua terra de África, e reinou de forma segura no lugar de Azdrubal seu irmão.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 75 - Trinta mil efraimitas acho que hora de sair do Egito, Levanta-te para ir para Canaã, mas foram mortos pelos filisteus.Naquela época, no ano e oitenta dos israelitas a descer para o Egito, que saiu do Egito os homens valentes, trinta mil a pé, os filhos de Israel, que eram todos da tribo de José, dos filhos de Efraim, filho de Joseph.Para eles disseram que o período foi concluído que o Senhor havia ordenado aos filhos de Israel nos tempos do velho, que ele havia falado a Abraão.E esses homens cingiram, e colocar cada um a sua espada ao seu lado, e cada um a sua armadura em cima dele, e eles confiavam em sua força, e eles saíram juntos do Egito com mão poderosa.Mas não trouxe nenhuma disposição para a estrada, apenas a prata eo ouro, nem o pão para o dia que eles trazem em suas mãos, para que eles achavam de fazer passar a sua disposição para o pagamento dos filisteus, e se não iriam levá-lo pela força.E esses homens eram muito poderosos e valentes, um homem podia exercer uma mil e dois, dez mil goleada poderia, então eles confiaram a sua força, e foram juntos como estavam.E eles tomaram a direção da terra de Gate, e eles desceram e encontraram os pastores de Gate alimentar o gado dos filhos de Gate.E eles disseram aos pastores, Dá-nos algumas das ovelhas para pagar, para que possamos comer, pois nós estamos com fome, pois temos comido pão neste dia.E disseram os pastores, são as nossas ovelhas ou gado que devemos dar a você mesmo para pagar? assim os filhos de Efraim, aproximou-se para levá-los pela força.E os pastores de Gate gritou por cima deles que o seu grito foi ouvido a uma distância, para todas as crianças do Gate foi até eles.E quando os filhos de Gate viu a malícia dos filhos de Efraim, eles retornaram e reuniu os homens de Gate, e colocar em cada um a sua armadura, e saiu aos filhos de Efraim para a batalha.E seu compromisso com eles no vale de Gate, ea batalha foi intensa, e feriram um do outro uma grande nesse dia.E no segundo dia os filhos de Gate enviado a todas as cidades dos filisteus, para que viessem em seu auxílio, dizendo:Subi a nós e nos ajude, para que possamos ferir os filhos de Efraim, que vieram do Egito para tirar o nosso gado, e para lutar contra nós sem motivo.Agora, as almas dos filhos de Efraim foram esgotados com fome e sede, pois não tinha comido pão durante três dias. E quarenta mil homens saíram das cidades dos filisteus à assistência dos homens do Gate.E estes homens estavam envolvidos em uma batalha com os filhos de Efraim, e que o Senhor entregou os filhos de Efraim, nas mãos dos filisteus.E feriram todos os filhos de Efraim, todos os que tinham saído do Egito, mas nenhum foi restantes dez homens que haviam fugido do compromisso.Para este mal era do Senhor contra os filhos de Efraim, porque eles transgrediram a palavra do Senhor em vão do Egito, antes do período chegou a qual o Senhor nos dias de idade havia designado para Israel.E dos filisteus também caiu um grande número, cerca de vinte mil homens, e seus irmãos, os levou e os enterraram em suas cidades.E os mortos dos filhos de Efraim permaneceu abandonado no vale do Gate durante muitos dias e anos, e não foram trazidos para o enterro, eo vale estava cheio de ossos de homens.E os homens que haviam escapado da batalha chegou ao Egito, e disse a todos os filhos de Israel tudo o que lhes havia acontecido.E Efraim, seu pai chorou sobre eles por muitos dias, e seus irmãos vieram consolá-lo.E ele veio a sua esposa e ela teve um filho, e chamou o seu nome de Berias, porque ela foi infeliz em sua casa.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 76 - Moisés deixa Cush e vai para a terra de Midiã. Reuel, levando-o para um dos Refugiados, o mantém na prisão por dez anos. É alimentado por Zípora, a filha de Reuel. Faraó ferido da Peste. Mata uma criança dos israelitas todos os dias. Ele morre de podridão, e seu Filho, Adikam, reina em seu lugar.


E Moisés, filho de Anrão era ainda rei na terra de Cush, naqueles dias, e ele prosperou em seu reino, e ele conduziu o governo dos filhos de Cush na justiça, na justiça e integridade.E todos os filhos de Cuxe Moisés amava todos os dias que reinou sobre eles, e todos os habitantes da terra de Cuxe eram muito medo dele.E, no quadragésimo ano do reinado de Moisés sobre Cush, Moisés estava sentado no trono real, enquanto Adoniah a rainha estava diante dele, e todos os nobres estavam sentados ao seu redor.E Adoniah a rainha disse diante do rei e dos príncipes, que é essa coisa que você, os filhos de Cush, têm feito por esse tempo?Certamente você sabe que há quarenta anos que este homem tem reinou sobre Cush ele não se aproximou de mim, nem serviu os deuses dos filhos de Cush.Agora, pois, ouve, ó filhos de Cush, e deixar o homem não mais reinar sobre você, como ele não é da nossa carne.Eis Menacrus meu filho está crescido, deixe-o reinar sobre vós, pois é melhor para você servir o filho de seu senhor, que para servir a um estrangeiro, escravo do rei do Egito.E todo o povo e os nobres dos filhos de Cush, ouviu as palavras que Adoniah a rainha tinha falado em seus ouvidos.E todas as pessoas estavam se preparando até a noite, e pela manhã eles se levantaram cedo e fez Menacrus, filho de Kikianus, rei sobre eles.E todos os filhos de Cuxe estavam com medo de estender a sua mão contra Moisés, porque o Senhor estava com Moisés, e os filhos de Cuxe lembrou do juramento que jurou a Moisés, pois eles não fizeram mal a ele.Mas os filhos de Cuche deu muitos presentes a Moisés, e enviou-lhes com muita honra.Então Moisés saiu da terra de Cush, e fui para casa e deixou de reinar sobre Cush, e Moisés foi 66 anos de idade, quando ele saiu da terra de Cuche, a coisa era do Senhor, para o período tiveram chegou que ele havia designado nos dias de idade, para trazer Israel de a aflição dos filhos de Ham.Então, Moisés foi para Midiã, porque ele estava com medo de retornar ao Egito, por causa de Faraó, e ele foi e sentou-se em um poço de água em Midiã.E as sete filhas de Reuel, o midianita saiu para alimentar o rebanho de seu pai.E eles vieram para o bem e tirou água para beber ao rebanho de seu pai.Então, os pastores de Midiã chegou e dirigi-los, e Moisés levantou-se e ajudou-os e regava o rebanho.E eles vieram para casa com suas Reuel pai, e disse-lhe o que Moisés fez para eles.E eles disseram: Um homem egípcio nos livrou das mãos dos pastores, ele elaborou a água para nós e deu de beber ao rebanho.E Reuel disse a suas filhas: E onde está ele? portanto você deixou o homem?E Reuel enviada para ele e pegou eo levou para casa, e ele comeu pão com ele.E Moisés relacionadas com Reuel que ele tinha fugido do Egito e que reinou quarenta anos mais de Cush, e que depois tomou o governo dele, e mandou-o embora em paz com honra e com os presentes.E quando Reuel tinha ouvido as palavras de Moisés, Reuel disse consigo, vou colocar este homem no cárcere, onde vou conciliar os filhos de Cush, pois ele fugiu.E eles tomaram e colocá-lo na prisão, e Moisés foi em dez anos de prisão, e Moisés, enquanto estava na prisão, Zípora, a filha de Reuel teve piedade sobre ele, e apoiou-o com pão e água o tempo todo.E todos os filhos de Israel estavam ainda na terra do Egito, servindo os egípcios com toda sorte de trabalho duro, ea mão do Egito continuou em termos de gravidade sobre os filhos de Israel naqueles dias.Naquela ocasião, o Senhor feriu o rei Faraó do Egito, e aflitos com a praga da lepra, desde a planta do pé até o alto da cabeça, devido ao tratamento cruel dos filhos de Israel foi esta praga na época da Senhor sobre Faraó, rei do Egito.Porque o Senhor tivesse ouvido a oração do seu povo, os filhos de Israel, eo seu clamor chegou até ele por conta de seu trabalho duro.Ainda assim a sua ira não se desviará deles, e da mão de Faraó ainda estava esticada contra os filhos de Israel, Faraó endureceu seu pescoço antes de o Senhor, e ele aumentou o seu jugo sobre os filhos de Israel, e amarga a sua vida com todas as forma de trabalho duro.E quando o Senhor tinha infligido a praga sobre Faraó, rei do Egito, ele perguntou a seus sábios e feiticeiros para curá-lo.E seus sábios e feiticeiros disse-lhe que, se o sangue de criancinhas foram colocadas nas feridas, ele seria curado.E o faraó lhes deu ouvidos, e enviou seus ministros para Gósen aos filhos de Israel a levar seus filhos pequenos.E os ministros do faraó, e tomou as crianças dos filhos de Israel a partir do seio de suas mães pela força, e as trouxeram ao faraó por dia, uma criança a cada dia, e os médicos mataram e aplicou-as para a praga, assim eles todos os dias.E o número dos filhos que matou o faraó era 375.Mas o Senhor não deu ouvidos aos médicos do rei do Egito, ea praga continuou aumentando poderosamente.E Faraó tinha dez anos de aflitos com essa praga, ainda hoje o coração de Faraó se mais endurecido contra os filhos de Israel.E ao final de dez anos, o Senhor continuou a afligir a Faraó com pragas destrutivas.E o Senhor o feriu com um tumor mal e da doença no estômago, e que a peste voltou a ferver grave.Naquele tempo os dois ministros do Faraó veio da terra de Gósen, onde todos os filhos de Israel, e foi para a casa de Faraó e disse-lhe: Temos visto os filhos de Israel, em abrandar o seu trabalho e negligente em seu trabalho .E quando o faraó ouviu as palavras de seus ministros, a sua ira se acendeu contra os filhos de Israel excessivamente, pois ele estava muito aflito em sua dor corporal.E, respondendo ele, disse: Agora que os filhos de Israel sabe que eu sou doente, eles se viram e zombam de nós, pois, agora aproveitar o meu carro para mim, e eu me entrego a Gósen e verá a zombar dos filhos de Israel com as quais estão zombando de mim, e seus servos aproveitado o carro para ele.E a tomaram, ea fez cavalgar sobre um cavalo, pois ele não era capaz de andar de si mesmo;E ele levou consigo dez cavaleiros e soldados de infantaria, dez e foi para os filhos de Israel, a Gósen.E, quando chegaram à fronteira do Egito, o cavalo do rei passou num lugar estreito, elevação na parte oca da vinha, cercado dos dois lados, o país, sendo baixa planície no outro lado.E os cavalos corriam rapidamente naquele lugar e pressionou o outro, e os outros cavalos pressionado o cavalo do rei.E o cavalo do rei caiu, ao mesmo tempo de baixo lisa, o rei estava andando em cima dele, e quando ele caiu da carruagem virou o rosto do rei eo cavalo estava sobre o rei, eo rei gritou, por sua carne estava muito dolorido.E a carne do rei era dividido com ele, e seus ossos foram quebrados, e ele não podia andar, por isso veio do Senhor, a ele, pois o Senhor tinha ouvido os gritos de seu povo, os filhos de Israel e sua aflição.E seus servos o levaram aos ombros, um pouco de cada vez, e eles trouxeram de volta ao Egito, e os cavaleiros que estavam com ele veio também de volta ao Egito.E colocou em sua cama, eo rei sabia que seu fim chegou a morrer, para Aparanith a rainha sua esposa veio e gritou diante do rei, eo rei chorou um grande pranto com ela.E todos os seus nobres e servos, naquele dia, e viu o rei nessa aflição, e chorei um grande pranto com ele.E os príncipes do rei e todos os seus conselheiros aconselhou o rei a causar um a reinar em seu lugar na terra, quem ele deve escolher entre seus filhos.E o rei tinha três filhos e duas filhas que Aparanith a rainha sua mulher tinha dado a ele, além de filhos do rei de concubinas.E estes foram os seus nomes, o Othri primogênito, o Adikam segundo eo terceiro Morion, e suas irmãs, o nome do Bathia idoso e do Acuzi outros.E Othri o primogênito do rei era um idiota, precipitado e apressado em suas palavras.Mas Adikam era um homem astuto e inteligente e sabendo de toda a sabedoria do Egito, mas de aspecto feio, grosso de carne, e muito curto, em estatura, sua altura era de um côvado.E quando o rei viu Adikam seu filho inteligente e sábio em todas as coisas, o rei decidiu que ele deveria ser o rei em seu lugar após a sua morte.E ele tomou para ele uma esposa, filha de Gedudah Abilot, e ele tinha dez anos, e ela até lhe deu quatro filhos.E depois ele foi e pegou três mulheres e gerou oito filhos e três filhas.E o transtorno muito prevaleceu sobre o rei, e sua carne cheirava mal, como a carne de um corpo lançado sobre o campo no verão, durante o calor do sol.E quando o rei viu que sua doença tinha fortalecido se sobre ele, ele ordenou que seu filho Adikam a ser levada para ele, e eles fizeram rei sobre a terra em seu lugar.E, ao fim de três anos, o rei morreu, na vergonha, vergonha e nojo, e seus servos o levaram eo sepultaram no sepulcro dos reis do Egito em Zoã Mizraim.Mas eles não embalsamado, como era habitual, com reis, por sua carne estava podre, e não poderia se aproximar dele para embalsamar por conta do mau cheiro, assim que foi sepultado às pressas.Para este mal veio do Senhor, a ele, pois o Senhor tinha lhe pagou o mal com o mal que em seus dias ele tinha feito a Israel.E ele morreu com terror e com vergonha, e seu filho Adikam reinou em seu lugar. <[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


Capítulo 77 - Adikam Faraó aflige a Israel mais do que nunca. Moisés é lançado pela Reuel, e casar com sua filha Zípora. Moisés obtém a posse do Senhor Stick.


Adikam tinha vinte anos, quando reinou sobre o Egito, reinou quatro anos.No ano de 206 de Israel vai para o Egito reinava Adikam sobre o Egito, mas ele não continuou assim por muito tempo no seu reinado sobre o Egito como seus pais tinham continuado seus reinados.Para Melol seu pai, reinou 94 anos no Egito, mas ele tinha dez anos adoeceu e morreu, pois tinha sido mau perante o Senhor.E todos os egípcios chamavam o nome do faraó Adikam como o nome de seus pais, como era seu costume fazer no Egito.E todos os sábios de Faraó chamou o nome da Adikam Ahuz, por mais pequeno é chamado Ahuz na língua egípcia.E Adikam era extremamente feio, e ele era um côvado e um palmo e ele tinha uma barba grande que chegou até as solas dos seus pés.E o Faraó estava assentado sobre o trono de seu pai para reinar sobre o Egito, e ele conduziu o governo do Egito, em sua sabedoria.E enquanto ele reinou excedeu seu pai e todos os reis precedentes na maldade, e ele aumentou o seu jugo sobre os filhos de Israel.E ele entrou com os seus servos a Gósen aos filhos de Israel, e ele reforçou o trabalho sobre eles e disse-lhes: Obra completa sua, a tarefa de cada dia, e não deixar as mãos afrouxar o nosso trabalho de hoje em diante como você fez no dia do meu pai.E pôs oficiais sobre eles dentre os filhos de Israel, e sobre ele colocou esses agentes exatores, dentre os seus servos.E ele colocou sobre eles uma medida de tijolos para que façam de acordo com esse número, a cada dia, e ele virou e foi para o Egito.Naquele tempo a tarefa-mestres do faraó ordenou a oficiais dos filhos de Israel, segundo o comando do Faraó, dizendo:Assim diz Faraó, Faça o seu trabalho a cada dia, e terminar a sua tarefa, e observe a medida diária de tijolos; não diminui nada.E ela deve vir a acontecer que, se você é deficiente em seus tijolos por dia, vou colocar seus filhos pequenos em seu lugar.E a tarefa mestres do Egito fizeram nesses dias, como Faraó lhes havia ordenado.E sempre que alguma deficiência foi encontrada nas crianças de medida de Israel de seus tijolos por dia, a tarefa-mestres do Faraó iria para as esposas dos filhos de Israel e ter filhos dos filhos de Israel com o número de tijolos deficiente, teriam levá-los à força de colo de sua mãe, e colocá-los no edifício em vez de tijolos;Enquanto seus pais e mães choravam sobre elas e chorando quando ouviu as vozes de seus bebês chorando na parede do edifício.E a tarefa mestres prevaleceu sobre Israel, que os israelitas devem colocar suas crianças no prédio, de modo que um homem colocou seu filho na parede e colocar argamassa sobre ele, enquanto seus olhos chorou sobre ele, e as lágrimas corriam sobre o seu filho.E a tarefa mestres do Egito fizeram para os bebês de Israel por muitos dias, e ninguém tinha piedade ou compaixão, ao longo dos bebês dos filhos de Israel.E o número de todas as crianças mortas no edifício era de duzentos e setenta, alguns que tinham construído em cima em vez de tijolos que havia sido deixado de deficiência, seus pais, e alguns que tinham retirado morto do edifício.E o trabalho imposta aos filhos de Israel nos dias de Adikam ultrapassado em dificuldades que eles realizaram, nos dias de seu pai.E os filhos de Israel suspiraram cada dia em função do seu trabalho pesado, pois havia dito para si: Eis quando Faraó morrer, seu filho vai se levantar e iluminar o nosso trabalho!Mas eles aumentaram o último trabalho mais do que o anterior, e os filhos de Israel suspiraram neste eo seu clamor subiu a Deus por conta de seu trabalho.E Deus ouviu a voz dos filhos de Israel e do seu clamor, naqueles dias, e Deus se lembrou de sua aliança que fizera com Abraão, Isaac e Jacob.E Deus viu o fardo dos filhos de Israel, e seu trabalho pesado, naqueles dias, e resolveu entregá-los.E Moisés, filho de Anrão ainda estava confinada no calabouço, naqueles dias, na casa de Reuel, o midianita, e Zípora, filha de Reuel de apoiá-lo com comida secretamente dia a dia.E Moisés foi confinada no calabouço na casa de Reuel por dez anos.E ao final de dez anos, que foi o primeiro ano do reinado do faraó do Egito, no lugar de seu pai,Zípora disse a seu pai Reuel, ninguém pergunta ou procura o homem hebreu, a quem tu fizeste ligar agora na prisão de dez anos.Agora, pois, se parece bem aos teus olhos, vamos mandar e ver se ele está vivo ou morto, mas seu pai não sabia que o haviam apoiado.E Reuel seu pai respondeu, e disse-lhe: Tem sempre uma coisa aconteceu que um homem deve ser encerrado em uma prisão sem comida por dez anos, e que ele deveria viver?E Zípora respondeu seu pai, dizendo: Certamente tu tens ouvido dizer que o Deus dos hebreus é grande e terrível, e faz maravilhas para eles em todos os momentos.Foi ele quem entregou a Abraão de Ur dos Caldeus, e Isaac da espada de seu pai, Jacob do anjo do Senhor, que lutou com ele no vau de Jabbuk.Também com este homem tem feito muitas coisas, ele livrou o rio do Egipto e da espada de Faraó, e dos filhos de Cush, assim também ele pode livrá-lo da fome e fazê-lo viver.E a coisa parecia bom aos olhos de Reuel, e fez conforme a palavra de sua filha, e enviado para o calabouço para apurar o que aconteceu com Moisés.E ele viu, e eis que o homem Moisés estava vivendo no cárcere, em pé sobre seus pés, louvando e orando ao Deus de seus antepassados.E Reuel ordenou a Moisés que ser levados para fora da masmorra, para que eles raspada e ele mudou as roupas de prisão, e comeu pão.E, depois, Moisés entrou no jardim de Reuel, que foi atrás da casa, e ali orava ao Senhor, seu Deus, que havia feito maravilhas poderoso para ele.E foi que, enquanto rezava, ele olhou em frente a ele, e eis que uma vara de safira foi colocado no chão, o que foi plantado no meio do jardim.E ele se aproximou da vara e olhou, e eis que o nome do Senhor Deus dos exércitos estava gravado nela, escrito e desenvolvido em cima do pau.E ele lê-lo e estendeu a mão e arrancou-o como uma árvore de floresta da mata fechada, ea vara estava em sua mão.E essa é a vara com que todas as obras do nosso Deus foram executados, depois de ter criado o céu ea terra, e todo o exército deles, mares, rios e todos os seus peixes.E quando Deus havia expulsado Adão do jardim do Éden, ele pegou o pau na mão e fui e cultivavam a terra de que fora tomado.E o pau veio a Noé e foi dada a Sem e seus descendentes, até que se chegou nas mãos de Abraão, o hebreu.E quando Abraão deu tudo o que tinha a seu filho Isaque, ele também deu a ele esse pau.E quando Jacó fugiu para Padã-Arã, ele tomou em suas mãos, e quando ele voltou para seu pai que ele não tinha deixado atrás de si.Além disso, quando ele desceu para o Egito, tomou-o em sua mão e lhe deu a José, uma porção superior de seus irmãos, por Jacob tinha tomado pela força de seu irmão Esaú.E depois da morte de José, os nobres do Egito, entrou na casa de José, e veio o pau na mão de Reuel, o midianita, e quando ele saiu do Egito, ele pegou na mão e plantou no seu jardim .E todos os homens poderosos da Kinites tentou arrancá-la quando se esforçou para conseguir sua filha Zípora, mas foram infrutíferas.Assim que pau ficou plantada no jardim de Reuel, até que chegou que tinha direito a ela, ea tomou.E quando Reuel viu o pau na mão de Moisés, ele perguntou para ele, e ele lhe deu sua filha Zípora como esposa.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 78 - Moisés tem dois filhos. Faraó detém Straw dos israelitas.Naquela época morreu Baal Channan filho de Acbor, rei de Edom, e foi sepultado em sua casa na terra de Edom.E depois de sua morte os filhos de Esaú enviados para a terra de Edom, e tirou de lá um homem que estava em Edom, cujo nome era Hadad, e eles fizeram rei sobre eles, no lugar de Baal Channan, seu rei.E Hadade reinou sobre os filhos de Edom quarenta e oito anos.E quando ele reinou resolveram lutar contra os filhos de Moabe, para trazê-los sob o poder dos filhos de Esaú, como estavam antes, mas ele não foi capaz, porque os filhos de Moabe ouviu tal coisa, e eles se levantaram e apressou-se a eleger um rei sobre eles, de entre seus irmãos.E depois eles reuniram um grande povo, e enviou aos filhos de Amom seus irmãos para ajudar a lutar contra Hadad, rei de Edom.E Hadad ouviu dizer a coisa que os filhos de Moabe tinha feito, e teve muito medo deles, e absteve-se de lutar contra eles.Naqueles dias, Moisés, o filho de Amram, em Midiã, tomou a Zípora, a filha de Reuel, o midianita, para uma mulher.Zípora e andou nos caminhos das filhas de Jacob, ela era nada menos do que a justiça de Sara, Rebeca, Raquel e Lia.E Zípora concebeu e deu à luz um filho e ele chamou Gérson, porque disse que eu era um estranho numa terra estranha, mas ele não circuncidou o seu prepúcio, sob o comando de Reuel seu pai-de-lei.E ela concebeu novamente e deu à luz um filho, mas seu prepúcio circuncidada, e chamou o seu nome Eliezer, disse Moisés, porque o Deus de meu pai foi minha ajuda, e me livrou da espada de Faraó.E Faraó, rei do Egito aumentou consideravelmente o trabalho dos filhos de Israel, naqueles dias, e continuou a fazer o seu jugo pesado sobre os filhos de Israel.E ele ordenou que uma proclamação de ser feitas no Egito, dizendo: Não dar mais palha ao povo para fazer tijolos, deixe-os ir e se juntam palha como eles podem encontrá-lo.Também o conto de tijolos que farão deixar que eles dão a cada dia, e diminuir nada deles, porque eles estão ociosos em seu trabalho.E os filhos de Israel ouviram isto, e eles choraram e suspirou, e clamaram ao Senhor, por causa da amargura da sua alma.E o Senhor ouviu o clamor dos filhos de Israel, e vi a opressão com que os egípcios os oprimiam.E o Senhor estava com ciúmes de seu povo e sua herança, e ouviu a sua voz, e resolveu tirá-los da aflição do Egito, para lhes dar a terra de Canaã para uma posse.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 79 - O Senhor aparece a Moisés e ordena-lhe para ir ao Egito para libertar Israel. Aaron encontra. Israel em ouvir de sua missão se alegra muito. Moisés e Arão ir a Faraó, que chama todos os magos ao encontro de Moisés. Os milagres, assim como Moisés, e assim enganar o rei. Faraó, não encontrando o Nome do Senhor em qualquer dos Livros de Registros, diz que não sabe quem ele é, e não vai deixar seu povo ir. Moisés e Arão ensinar Faraó, mas ele não ouvir, mas faz com que o trabalho dos Filhos de Israel para ser aumentada. Moisés sendo desencorajados é dito pelo Senhor que com uma mão estendida e Pragas pesados, Israel deve ser entregue.


E naqueles dias, Moisés apascentava as ovelhas de Reuel, o midianita seu pai-de-lei, além do deserto de Sin, ea vara que ele levou de seu pai-de-lei estava em sua mão.E ele veio para passar um dia em que um miúdo de cabras desvia do bando, e Moisés perseguiu e chegou até a montanha de Deus, a Horebe.E quando chegou a Horebe, o Senhor apareceu-lhe lá no mato, e ele encontrou a sarça ardente com fogo, mas o fogo não tinha poder sobre o mato, para a consumir.E Moisés ficou muito espantado com esta visão, pelo que a sarça não se consumia, e ele se aproximou para ver essa coisa forte, e que o Senhor chamou a Moisés do fogo e ordenou-lhe para ir para o Egito, a Faraó, rei do Egito, para enviar os filhos de Israel a partir de seu serviço.E o Senhor disse a Moisés: Vai, volta ao Egito, para todos aqueles homens que buscavam a tua vida estão mortos, e falarás a Faraó a mandarem os filhos de Israel da sua terra.E o Senhor mostrou a ele para fazer sinais e maravilhas no Egito, diante dos olhos de Faraó e aos olhos de seus súditos, de modo que eles possam acreditar que o Senhor lhe havia enviado.E Moisés deu ouvidos a tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado, e ele voltou para o seu sogro, e disse-lhe a coisa, e Reuel disse-lhe: Vai em paz.Então Moisés levantou-se para ir para o Egito, e tomou sua esposa e seus filhos com ele, e ele estava em uma pousada na estrada, e um anjo de Deus desceu, e buscava ocasião contra ele.E ele queria matá-lo por conta de seu primeiro filho, porque ele não havia circuncidado ele, e haviam transgredido o pacto que o Senhor tinha feito com Abraão.Para Moisés deu ouvidos às palavras de seu pai-de-lei que tinha falado com ele, para não circuncidar seu filho primogênito, portanto, ele não circuncidado ele.Zípora e viu o anjo do Senhor buscando ocasião contra Moisés, e ela sabia que isso era devido a ele não ter circuncidado seu filho Gérson.Zípora e apressou-se e tomou uma das pedras pedra afiada que estavam lá, e ela circuncidado seu filho, e teve o seu marido e seu filho da mão do anjo do Senhor.E Aaron, filho de Amram, o irmão de Moisés, estava no Egito caminhando na beira do rio naquele dia.E o Senhor apareceu-lhe em que lugar, e ele disse-lhe: Vai agora para Moisés no deserto, e ele foi e encontrou-o na montanha de Deus, e ele beijou.E Arão levantou os olhos e viu Zípora, mulher de Moisés e seus filhos, e disse a Moisés: "Quem são estes contigo?E Moisés lhe disse: Eles são minha esposa e filhos, que Deus me deu em Midiã; ea coisa triste Aaron por conta da mulher e seus filhos.E Arão disse a Moisés: Enviai a mulher e seus filhos que eles podem ir para a casa de seu pai, e Moisés deu ouvidos às palavras de Arão, e assim fez.Zípora e retornou com seus filhos, e eles foram à casa de Reuel, e lá permaneceu até o momento chegou, quando o Senhor havia visitado o seu povo, e os tirou do Egito da mão de Faraó.E Moisés e Arão ao Egito para a comunidade dos filhos de Israel, e falaram com eles todas as palavras do Senhor, eo povo se alegrava uma alegria muito grande.E Moisés e Arão levantou-se cedo no dia seguinte, e eles foram para a casa de Faraó, e eles tomaram em suas mãos a vara de Deus.E, quando chegaram à porta do rei, dois jovens leões estavam ali confinados, com instrumentos de ferro, e ninguém saiu ou entrou em diante deles, a não ser aqueles a quem o rei ordenou a vir, quando o conjurors veio e retirou os leões por sua encantamentos, e isso levou-os ao rei.E Moisés apressou-se e levantou a vara em cima dos leões, e soltou-os, e Moisés e Arão entraram na casa do rei.Os leões também veio com eles na alegria, e eles os seguiram e regozijou-se como um cão se alegra mais o seu mestre quando ele vem do campo.E quando Faraó viu esta coisa que ele estava surpreso com isso, e ele estava muito apavorado com o relatório, por seu aspecto era como a aparência dos filhos de Deus.E Faraó disse a Moisés: O que você precisa? e eles responderam-lhe, dizendo: O Senhor Deus dos hebreus, enviou-nos a ti, quer dizer, Enviai o meu povo, que me sirva.E quando o faraó ouviu suas palavras, ele estava muito apavorado diante deles, e disse-lhes: Ide hoje e voltar para mim amanhã, e eles fizeram conforme a palavra do rei.E quando eles tinham ido Faraó mandou chamar Balaão, o mago e Janes e Jambres seus filhos, ea todos os mágicos e prestidigitadores e os conselheiros que pertencia ao rei, e todos eles vieram e sentaram-se diante do rei.E o rei disse-lhes todas as palavras que Moisés e seu irmão Aarão tinha falado com ele, e os magos disseram ao rei, mas como vieram os homens para ti, por causa dos leões, que estavam confinados no portão?E o rei disse: Porque eles levantaram a sua vara contra os leões e os soltei, e veio até mim, e os leões também se alegrou com eles como um cão se alegra ao encontro de seu mestre.E Balaão, filho de Beor, o mago, respondeu ao rei, dizendo: Estes são nada mais do que mágicos como nós.Agora, pois, enviar para eles, e deixe-os vir e vamos julgá-los, eo rei o fez.E na manhã do faraó mandou chamar Moisés e Arão para vir antes do rei, e que levou a vara de Deus, veio ao rei e lhe falou, dizendo:Assim diz o Senhor Deus dos hebreus: Enviar o meu povo que me sirva.E o rei lhes disse: Mas quem vai acreditar que vocês são os mensageiros de Deus e que você veio para mim por sua ordem?Agora, portanto, dar uma maravilha ou assinar nesta matéria, e então as palavras que você fala vai ser acreditado.E Arão apressou e jogou fora a vara de sua mão diante de Faraó e diante dos seus servos, ea vara se transformou em uma serpente.E os magos viram isso e eles lançam cada um a sua vara sobre a terra e se tornaram serpentes.E a serpente da vara de Arão levantou a cabeça e abriu a boca para engolir as varas dos magos.E o mago Balaão respondeu e disse: Essa coisa tem sido desde os tempos antigos, que uma serpente engolir seu companheiro, e que os seres vivos devoram uns aos outros.Agora, pois, restaurá-lo para uma vara como era no início, e também vamos restaurar nossa varas como eram no início, e se a tua vara deve engolir nossas hastes, então saberemos que o espírito de Deus está em ti, e se Não, tu és apenas um artífice, como para nós mesmos.E Arão apressou e estendeu a mão e pegou a cauda de serpente e tornou-se um bastão em sua mão, e os magos fizeram o mesmo com os seus cajados, e eles pegaram, cada homem do rabo de sua serpente, e que tornou-se varas como no início.E quando eles foram restauradas para as hastes, a vara de Arão tragou as varas deles.E quando o rei Nabucodonosor viu isso, ele ordenou que o livro de registros relacionados aos reis do Egito, para ser apresentado, e trouxeram o livro de registros, as crônicas dos reis do Egito, em que todos os ídolos do Egito foram inscritos, pois o pensamento de encontrar nele o nome de Jeová, mas eles acharam que não.E Faraó disse a Moisés e Arão: Eis que eu ainda não encontrei o nome do seu Deus escritas neste livro, e seu nome eu não sei.E os conselheiros e sábios, respondeu ao rei: Nós temos ouvido que o Deus dos hebreus é um filho de sábios, filho de antigos reis.Virou-se Faraó a Moisés ea Aarão e disse-lhes: Não conheço o Senhor a quem você tenha declarado, nem me enviar o seu povo.E, respondendo, disse ao rei: O Senhor Deus dos Deuses é o seu nome, e ele proclamou o seu nome sobre nós, desde os dias dos nossos antepassados, e enviou-nos, dizendo: Vai a Faraó e dize-lhe: Enviar meu povo, que que me sirva.Agora, pois, envia-nos, para que possamos fazer uma viagem de três dias no deserto, e não pode sacrificar a ele, pois desde os dias da nossa ida ao Egito, ele não tomou de nossas mãos, quer oferecendo oferta queimada, ou sacrifício e, se não queres enviá-nos, a sua ira se acendeu contra ti, e ferirá o Egito, quer com a praga ou com a espada.E Faraó disse a eles, me diga agora o seu poder eo seu poder, e disseram a ele, Ele criou o céu ea terra, os mares e todos os seus peixes, ele formou a luz, as trevas criadas, causou chuva sobre a terra e regando-a, e fez o pasto e capim brotar, ele criou o homem e os animais e os animais da floresta, os pássaros do céu e os peixes do mar, e pela sua boca que eles vivem e morrem.Certamente, ele te criou no ventre de tua mãe, e colocar em ti o sopro da vida, e te criou e te colocou no trono real do Egito, e ele vai tomar a tua vida ea alma de ti, e devolver-te a tu donde chão foste tomado.E a ira do rei se acendeu em suas palavras, e disse a eles, mas que, de entre todos os deuses das nações pode fazer isso? o meu rio é meu, e eu o fiz para mim mesmo.E mandou-o dele, e ele ordenou que o trabalho sobre Israel a ser mais grave do que era ontem e antes.E Moisés e Arão saíram da presença do rei, e viram os filhos de Israel em uma condição de mal para a tarefa-mestres tinham feito seu trabalho muito pesado.E Moisés voltou ao Senhor e disse: Por que fizeste mal tratado teu povo? porque desde que eu vim falar com o faraó que enviaste-me para, ele tem muito mal utilizados os filhos de Israel.E o Senhor disse a Moisés: Eis que tu queres ver que com uma mão estendida e pragas pesado, o faraó vai enviar os filhos de Israel da sua terra.E Moisés e Arão habitou entre seus irmãos, os filhos de Israel no Egito.E quanto aos filhos de Israel, os egípcios amargurado suas vidas, com o trabalho pesado que lhes são impostas.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 80 - Após dois anos, Moisés e Arão novamente ir a Faraó, Faraó, mas não ouvir. O Senhor aflige o Egito com toda sorte de pragas e aflições. O Primeiro-nascidos de todos os egípcios é morto. Faraó manda os filhos de Israel fora, e todos os egípcios se levantar para exortar a sua saída, mas eles não vão sair na noite.E, ao fim de dois anos, o Senhor novamente mandou Moisés a Faraó para trazer os filhos de Israel, e enviá-los para fora da terra do Egito.E Moisés foi e veio para a casa de Faraó, e ele falou-lhe as palavras do Senhor que lhe tinha enviado, mas Faraó não quis dar ouvidos à voz do Senhor, e Deus despertou seu poder no Egito, contra Faraó e seus súditos , e Deus o feriu Faraó e seu povo com pragas muito grande e dolorida.E o Senhor enviou pela mão de Aaron e virou todas as águas do Egito em sangue, com todos os seus córregos e rios.E quando um egípcio veio para beber e tirar água, ele olhou para o seu cântaro, e eis que toda a água se transformou em sangue, e quando chegou a beber o seu copo de água no copo tornaram em sangue.E quando uma mulher lhe amassou a massa cozida e sua comida, sua aparência era voltado para o de sangue.E o Senhor enviou novamente e fez todas as suas águas para trazer sapos e as rãs entrou nas casas dos egípcios.E quando os egípcios bebiam, suas barrigas estavam cheias de sapos e dançavam em suas barrigas como dançam quando no rio.E toda a água potável e sua água de cozimento virou-se para sapos, também quando estava em sua cama o seu suor produzido sapos.Não obstante tudo isso a ira do Senhor não volta deles, e sua mão estava estendida contra todos os egípcios a feri-los com todos os pesados praga.E ele mandou e feriu o seu pó em piolhos, e os piolhos se no Egito até a altura de dois côvados sobre a terra.Os piolhos também eram muito numerosos, na carne de homem e animal, em todos os habitantes do Egito, também sobre o rei ea rainha, o Senhor enviou os piolhos, e pesou muito o Egito por causa dos piolhos.Não obstante, a ira do Senhor não se afastou, e sua mão ainda estava estendido sobre o Egito.E o Senhor enviou todos os tipos de animais do campo para o Egito, e eles vieram e destruíram todo o Egito o homem eo animal, e as árvores, e todas as coisas que estavam no Egito.E o Senhor enviou serpentes venenosas, escorpiões, ratos, doninhas, sapos, juntamente com outros rastejando no pó.Moscas, vespas, pulgas, percevejos e mosquitos, cada enxame de acordo com seu tipo.E todos os répteis e os animais de asas conforme a sua espécie chegou ao Egito e os egípcios extremamente triste.E as pulgas e moscas vieram para os olhos e ouvidos dos egípcios.E a hornet veio sobre eles e dirigi-los, e eles removeram a partir dele em suas salas internas, e os perseguiram.E quando os egípcios se esconderam por conta do enxame de animais, eles fecharam as portas atrás deles, e Deus ordenou a Sulanuth que estava no mar, para chegar e ir para o Egito.E ela tinha braços longos, de dez côvados de comprimento de um côvado de um homem.E ela foi em cima dos telhados e descobriu o raftering e pisos e cortá-los, e estendeu o braço para dentro da casa e retirou a trava eo parafuso, e abriu as casas do Egito.Depois veio o enxame de animais para as casas do Egito, eo enxame de animais destruídos os egípcios, e ficaram extremamente agastados.Apesar disto, o ira do Senhor não se afastou dos egípcios, e sua mão estava ainda estendeu contra eles.E Deus mandou a peste, ea peste invadiu o Egito, em que os cavalos e jumentos, e camelos, em rebanhos de bois e ovelhas, e no homem.E quando os egípcios se levantaram de madrugada para tomar o seu gado para o pasto, encontraram todo o seu gado morto.E lá permaneceu do gado dos egípcios apenas um em dez, e do gado pertencente a Israel em Gósen não uma morreu.E Deus mandou queimar uma inflamação na carne dos egípcios, que estourou suas peles, e tornou-se uma coceira intensa em todos os egípcios a partir das solas dos pés para as coroas de suas cabeças.E ferve muitos estavam em sua carne, para que sua carne desperdiçadas, até que se tornou podre e fétido.Apesar disto, o ira do Senhor não se afastou, e sua mão ainda estava estendida sobre todo o Egito.E o Senhor enviou uma chuva muito pesada, que feriu as suas vinhas e quebrou suas árvores de fruto e enxugou-os até que eles caíram em cima deles.Também toda a erva verde tornou-se seco e pereceram, para um fogo misturando desceu no meio do granizo, portanto, o granizo eo fogo consumiu todas as coisas.Também os homens e os animais que foram encontrados no estrangeiro pereceram das chamas do fogo e do granizo, e todos os jovens leões estavam esgotados.E o Senhor enviou e trouxe inúmeros gafanhotos no Egipto, o Chasel, Salom, Chargol e Chagole, gafanhotos cada um de sua espécie, que devorava tudo o que o granizo tinha deixado restantes.Então, os egípcios se alegrou com os gafanhotos, apesar de terem consumido o produto do campo, e eles apanharam-los em abundância e salgados para os alimentos.E o Senhor trouxe um vento forte do mar, que levou todos os gafanhotos, mesmo aqueles que foram salgados, e os lançou no Mar Vermelho, não ficou um só gafanhoto dentro das fronteiras do Egito.E Deus mandou trevas sobre o Egito, que toda a terra do Egito e Patros ficou escuro por três dias, de modo que um homem não podia ver a sua mão quando ele levantou-a à boca.Naquela época morreram muitos do povo de Israel que haviam se rebelado contra o Senhor e que não me quiseram ouvir a Moisés e Arão, e não acreditaram nelas que Deus lhes tinha enviado.E quem disse, Nós não vamos sair do Egito para que não morro de fome num deserto desolado, e quem não ouve a voz de Moisés.E o Senhor flagelado durante os três dias de escuridão, e os israelitas enterrados naqueles dias, os egípcios sem saber deles ou se alegrar com eles.E a escuridão era muito grande no Egito por três dias, e qualquer pessoa que estava de pé quando a escuridão chegou, ficou de pé em seu lugar, eo que estava sentado permaneceu sentado, e ele que estava mentindo, mentindo continuou no mesmo estado, e que ele estava andando permanecia sentado no chão no mesmo lugar, e isso aconteceu com todos os egípcios, até que a escuridão havia falecido.E os dias de escuridão faleceu, eo Senhor enviou Moisés e Arão, aos filhos de Israel, dizendo: Comemore sua festa e tornar a sua Páscoa, pois eis que eu venho no meio da noite, entre todos os egípcios, e ferirei todos os seus primogênitos, desde o primeiro nascido de um homem para o primeiro nascido de uma besta, e quando eu ver a sua Páscoa, vou passar por cima de você.E os filhos de Israel fizeram conforme tudo o que o Senhor tinha ordenado a Moisés e Arão, assim fizeram naquela noite.E sucedeu que, no meio da noite, que o Senhor saiu no meio do Egito, e feriu todos os primogênitos dos egípcios, desde o primogênito do homem até o primogênito dos animais.E Faraó levantou-se durante a noite, ele e todos os seus servos e todos os egípcios, e houve um grande clamor em todo o Egito, naquela noite, pois não havia uma casa na qual não havia um cadáver.Também a semelhança do primogênito do Egito, que foram esculpidos nas paredes de suas casas, foram destruídas e caiu no chão.Até mesmo os ossos de seus primogênitos que tinham morrido antes disto e que tinham enterrado em suas casas, foram ajuntadas pelos cães do Egito esta noite e arrastado perante os egípcios e lançá-los antes.E todos os egípcios viram este mal que tinha vindo de repente sobre eles, e todos os egípcios gritaram com grande voz.E todas as famílias do Egito, chorou sobre aquela noite, cada um para seu filho e de cada homem para sua filha, sendo o primeiro nascido, eo tumulto do Egito, foi ouvida a uma distância naquela noite.E Bathia a filha de Faraó saiu com o rei nessa noite para procurar Moisés e Arão em suas casas, e que elas se encontravam em suas casas, comendo, bebendo e se alegrando com todo o Israel.E Bathia disse a Moisés, esta é a recompensa pelo bem que eu tenho feito para ti, que tenham sido criados fora de ti ti e esticada, e fizeste este mal em cima de mim e da casa de meu pai?E Moisés disse-lhe: Certamente dez pragas que o Senhor traga sobre o Egito; fez algum mal a acumular-te de algum deles? que um deles te afetar? e ela disse: Não.E Moisés disse-lhe, Embora tu és o primogênito de tua mãe, tu não morrerás, e nenhum mal te deve chegar no meio do Egito.E ela disse: Qual é a vantagem de mim, quando eu ver o rei, meu irmão, e toda a sua família e indivíduos desse mal, cujo primeiro filho pereça com todos os primogênitos do Egito?E Moisés disse ao seu irmão: Certamente teu e sua família, e indivíduos, as famílias do Egito, não me quiseram ouvir as palavras do Senhor, pois fez este mal veio sobre eles.E Faraó, rei do Egito se aproximou Moisés e Arão, e alguns dos filhos de Israel que estavam com eles naquele lugar, e orou com eles, dizendo:Levanta-te e levar os vossos irmãos, os filhos de Israel que estão na terra, com as suas ovelhas e bois, e todos os que lhes pertencem, eles devem deixar nada demais, apenas ore por mim ao Senhor, vosso Deus.E Moisés disse ao faraó: Eis que embora a mãe és tu de teu primeiro filho, mas não temas, porque tu não morrer, pois o Senhor ordenou que viverás, a fim de mostrar-te o seu grande poder e braço forte esticado.E o Faraó ordenou aos filhos de Israel para ser mandado embora, e todos os egípcios reforçou-se a enviá-los, porque diziam: Estamos todos perdem.E todos os egípcios, os israelitas enviaram por diante, com grandes riquezas, ovelhas e bois, e coisas preciosas, de acordo com o juramento do Senhor entre ele e nosso pai Abraão.E os filhos de Israel atrasou saindo à noite, e quando os egípcios vieram ter com eles para levá-los para fora, disse-lhes: Nós somos os ladrões, que devemos sair à noite?E os filhos de Israel perguntaram dos egípcios, vasos de prata, e vasos de ouro, e vestidos, e os filhos de Israel se despojaram os egípcios.E Moisés apressou-se e levantou-se e foi até o rio do Egito, e trouxe dali o caixão de José e levou com ele.Os filhos de Israel também trouxeram, cada um caixão de seu pai com ele, e cada um dos caixões de sua tribo.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 81 - A saída dos israelitas do Egito, com grandes riquezas e rebanhos e manadas. Após os egípcios enterrar os seus primogênitos, muitos deles vão depois que os israelitas para induzi-los a voltar. Mas eles se recusam a voltar, e lutar contra os nobres do Egito e conduzi-los para casa. Faraó resolve com os egípcios para perseguir Israel e obrigá-los a voltar. Os Filhos de Israel são divididas - alguns querendo voltar. Moisés reza pela libertação. O Senhor diz-lhe para não chorar com ele, mas continuar. As águas do Mar Vermelho se dividem. Os israelitas atravessar em segurança, mas os egípcios estão completamente destruídos. Os israelitas prosseguir em sua jornada, e são alimentados com o maná. Os Filhos de luta Esaú Israel, mas o Prevail Últimos.E os filhos de Israel de Ramessés para Sucote, cerca de seiscentos mil homens a pé, além dos pequenos e suas esposas.Também uma multidão misturada, subiu com eles, e os rebanhos e manadas, mesmo muito gado.E a peregrinação dos filhos de Israel, que habitavam na terra do Egito, em trabalho duro, era 210 anos.E no final do ano duzentos e dez, o Senhor tirou os filhos de Israel do Egito com mão forte.E os filhos de Israel viajou do Egito e de Goshen e de Ramessés, e acamparam em Sucote no décimo quinto dia do primeiro mês.E os egípcios enterrados todos os seus primogênitos a quem o Senhor havia ferido, e todos os egípcios enterravam seus mortos por três dias.E os filhos de Israel viajaram de Sucote e acamparam em Ethom, no fim do deserto.E no terceiro dia depois que os egípcios haviam enterrado o seu primeiro filho, muitos homens se levantou e saiu do Egito a Israel para fazê-los retornar ao Egito, porque se arrependeram que tinham enviado o povo para longe da sua servidão.E um homem disse ao seu próximo, certamente Moisés e Arão falou a Faraó, dizendo: Havemos de ir caminho de três dias no deserto, e oferecer sacrifícios ao Senhor nosso Deus.Agora, pois, levantemo-nos cedo de manhã e levá-los a voltar, e será que, se eles retornam com a gente ao Egito para seus donos, então saberemos que é a fé em si, mas se eles não retornarão, então vamos lutar com eles e fazê-los voltar com grande poder e mão forte.E todos os nobres de Faraó se levantou pela manhã, e com eles cerca de sete mil homens, e eles saíram do Egito, naquele dia, e veio para o lugar onde os filhos de Israel.E todos viram os egípcios e eis que Moisés e Arão e todos os filhos de Israel estavam sentados diante de Pi-Hairote, comendo, bebendo e comemorando a festa do Senhor.E todos os egípcios, disse aos filhos de Israel: Certamente, você disse: Havemos de ir numa viagem de três dias no deserto e sacrifício a Deus, nosso retorno.Agora, pois, este dia faz cinco dias desde que você foi, por que não voltar aos seus mestres?Moisés e Aarão respondeu-lhes, dizendo: Porquanto o Senhor nosso Deus tem testemunhado em nós, dizendo: Você não voltará mais para o Egito, mas vamos nos valer de uma terra que mana leite e mel, como o Senhor nosso Deus lhe havia prometido aos nossos ancestrais para nos dar.E quando os nobres do Egito viu que os filhos de Israel não deram ouvidos a eles, para retornar ao Egito, cingiram-se à luta com Israel.E o Senhor fortaleceu o coração dos filhos de Israel sobre os egípcios, que lhes deu uma surra, ea batalha foi dura sobre os egípcios, e todos os egípcios fugiram de diante dos filhos de Israel, para muitos deles pereceram pelo nas mãos de Israel.E os nobres de Faraó, no Egito e disseram a Faraó, dizendo: Os filhos de Israel fugiram, e não volte mais para o Egito, e desta maneira que Moisés e Arão, fale conosco.E Faraó soube disso, e seu coração e nos corações de todos os seus súditos foram voltou-se contra Israel, e eles se arrependeram de que tinham enviado de Israel, e todos os egípcios aconselhou o Faraó perseguir os filhos de Israel para fazê-los voltar para suas cargas .E eles disseram cada um ao seu irmão: Que é isto que temos feito, que enviou Israel a partir de nossa servidão?E o Senhor fortaleceu o coração de todos os egípcios a perseguirem os israelitas, para que o Senhor desejava derrubar os egípcios no Mar Vermelho.E Faraó levantou-se e pegou seu carro, e ele ordenou que todos os egípcios a montar, não um homem foi deixado com exceção do pequeninos, e as mulheres.E todos os egípcios saíram com o Faraó perseguir os filhos de Israel, eo acampamento do Egito era um campo muito grande e pesado, cerca de dez mil homens.E todo este arraial foi e perseguiram os filhos de Israel para trazê-los de volta ao Egito, e eles alcançaram-nos acampados junto ao Mar Vermelho.E os filhos de Israel levantaram seus olhos, e viu todos os egípcios a persegui-los, e os filhos de Israel estavam muito apavorados com eles, e os filhos de Israel clamaram ao Senhor.E por conta dos egípcios, os filhos de Israel se dividiram em quatro divisões, e eles foram divididos em suas opiniões, pois eles estavam com medo dos egípcios, e Moisés falou com cada um deles.A primeira divisão era dos filhos de Rúben, Simeão, Issacar e eles resolveram lançar-se no mar, pois eram muito medo dos egípcios.E Moisés disse-lhes: Não temais, ficar parado e ver a salvação do Senhor, que Ele irá afectar o dia de hoje para você.A segunda divisão era dos filhos de Zebulom, Benjamim, Naftali, e eles resolveram voltar para o Egito com os egípcios.E Moisés disse-lhes: Não temais, pois, como você já viu os egípcios neste dia, então você deve vê-los não mais para sempre.A terceira divisão era dos filhos de Judá e José, e eles resolveram ir ao encontro os egípcios a lutar com eles.E disse-lhes Moisés: Levanta-te em seus lugares, pois o Senhor vai lutar por você, e você deve permanecer em silêncio.E a quarta divisão era dos filhos de Levi, Gade, e Aser, e eles resolveram ir para o meio dos egípcios para confundi-los, e Moisés disse-lhes: Permanecei em suas estações e medo, e não apenas chamar-vos ao Senhor que ele pode te salvar de suas mãos.Após este Moisés levantou-se no meio do povo, e orou ao Senhor e disse:Ó Senhor, Deus de toda a terra, salvar o povo agora que tu, teu trazem do Egito, e que não possuem os egípcios que o poder ea força são suas.Então o Senhor disse a Moisés: Por que chorar tu a mim? Fala aos filhos de Israel que eles devem continuar, e fazer alongamento tu a tua vara sobre o mar e dividi-lo, e os filhos de Israel devem passar por ele.E Moisés assim o fez, e levantou seu bastão sobre o mar e divide-la.E as águas do mar foram divididas em doze partes, e os filhos de Israel passaram a pé, com os sapatos, como um homem passava por uma estrada preparado.E o Senhor se manifesta aos filhos de Israel os seus prodígios no Egito e no mar, pela mão de Moisés e Aarão.E quando os filhos de Israel tinham entrado no mar, os egípcios vieram depois deles, e as águas do mar é retomada em cima deles, e todas elas se afundou na água, e não um homem foi deixado com exceção do Faraó, que deu graças ao Senhor e acreditava nele, pois o Senhor não lhe causar a perecer naquela época com os egípcios.E o Senhor mandou um anjo para levá-lo de entre os egípcios, que o colocou sobre a terra de Nínive e reinou sobre ele por um longo tempo.E naquele dia o Senhor salvou Israel da mão do Egito, e todos os filhos de Israel que os egípcios tinham perecido, e viram a grande mão do Senhor, em que ele realizou no Egito e no mar.Então cantou Moisés e os filhos de Israel este cântico ao Senhor, no dia em que o Senhor levou os egípcios a cair diante deles.E todo o Israel cantou no show, dizendo: Cantarei ao Senhor porque Ele é muito exaltado, o cavalo eo seu cavaleiro se fosse lançado ao mar, eis que está escrito no livro da lei de Deus.Depois disto, os filhos de Israel prosseguiu em sua jornada, e se acamparam em Mara, e que o Senhor deu aos filhos de Israel os seus estatutos e decisões em que lugar na Mara, e que o Senhor ordenou aos filhos de Israel que marchem em todas as suas formas e servi-lo.E partiram de Mara, e vieram a Elim, e em Elim havia doze fontes de água e setenta tamareiras, e as crianças lá pelas águas.E partindo de Elim e chegou ao deserto de Sin, no décimo quinto dia do segundo mês após a sua saída do Egito.Naquela ocasião, o Senhor deu o maná para os filhos de Israel para comer, e o Senhor fez comida para chuva do céu para os filhos de Israel dia a dia.E os filhos de Israel comeram o maná quarenta anos, todos os dias que eles estavam no deserto, até que chegaram à terra de Canaã, para possuí-la.E passaram desde o deserto de Sin e acamparam em Alus.E passaram de Alus e acamparam em Refidim.E quando os filhos de Israel em Refidim, Amaleque, filho de Elifaz, filho de Esaú, o irmão de Zefô, veio para lutar com Israel.E trouxe com ele 801 mil homens, mágicos e ilusionistas, e estava preparado para a batalha contra Israel em Refidim.E eles transportadas em uma grande batalha e severa contra Israel, eo Senhor os entregou Amaleque ea seu povo nas mãos de Moisés e os filhos de Israel, e na mão de Josué, filho de Nun, efrateu, o servo de Moisés .E os filhos de Israel feriram Amaleque ea seu povo ao fio da espada, mas a batalha foi muito dura sobre os filhos de Israel.E o Senhor disse a Moisés: Escreve isto como um memorial para ti em um livro, e colocá-lo na mão de Josué, filho de Nun, teu servo, e tu comando dos filhos de Israel, dizendo: Quando tu chegar à terra de Canaã, tu apagar completamente a memória de Amaleque de debaixo do céu.E Moisés assim o fez, e ele pegou o livro e escreveu sobre ele estas palavras, dizendo:Lembre-se que Amalec fez a ti na estrada quando foste do Egito.Quem te encontrei no caminho e feriu a tua retaguarda, mesmo aqueles que eram fracos para trás de ti quando foste fraco e cansado.Por isso, será quando o Senhor teu Deus te deu descanso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor teu Deus te dá por herança, para possuí-la, que ofusca tu a memória de Amaleque de debaixo do céu , tu não deves esquecer.E o rei, que terá piedade de Amaleque, ou na sua memória ou à sua descendência, eis que exijam dele, e eu vou retira-lhe de entre o seu povo.E Moisés escreveu todas estas coisas em um livro, e ele ordenou aos filhos de Israel respeitar todas estas questões.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 82 - Os Dez Mandamentos são dadas. Enquanto Moisés está no Monte, Aaron faz um bezerro de ouro, e Israel Adoram-lo. Guerra Civil. O Senhor tem um santuário construído para sua adoração no deserto.


E os filhos de Israel procedia de Refidim e acamparam no deserto do Sinai, no terceiro mês de seu curso diante do Egito.Naquele tempo veio Reuel, o midianita, o sogro de Moisés, com sua filha Zípora e seus dois filhos, pois tinha ouvido falar das maravilhas do Senhor, que ele tinha feito a Israel, que tinha os livrou do mãos do Egito.E Reuel veio a Moisés para o deserto onde se tinha acampado, onde estava o monte de Deus.E Moisés saiu ao encontro de seu pai-de-lei com grande honra e todo o Israel estava com ele.E Reuel e seus filhos permaneceram entre os israelitas por muitos dias, e Reuel sabia que o Senhor daquele dia em diante.E no terceiro mês das crianças de partida de Israel do Egito, no sexto dia da mesma, o Senhor deu a Israel os dez mandamentos no Monte Sinai.E todo o Israel ouviu todos estes mandamentos, e todo o Israel se alegrou no Senhor naquele dia.E a glória do Senhor repousou sobre o monte Sinai, e ele chamou a Moisés, e Moisés entrou no meio de uma nuvem e subiu a montanha.E Moisés estava no monte quarenta dias e quarenta noites, não comeu pão e bebeu água, e o Senhor instruiu-o nos estatutos e juízos, a fim de ensinar aos filhos de Israel.E o Senhor escreveu os dez mandamentos que ele ordenou aos filhos de Israel sobre duas tábuas de pedra, que ele deu a Moisés para comandar os filhos de Israel.E no final dos quarenta dias e quarenta noites, quando o Senhor acabou de falar a Moisés no Monte Sinai, em seguida, o Senhor deu a Moisés as tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.E quando os filhos de Israel que Moisés demorou a descer do monte, que reuniu em torno de Arão, e disse: Quanto a este Moisés, o homem não sabemos o que aconteceu com ele.Agora, pois, levanta-te, faze-nos um deus que vá adiante de nós, de modo que não morrerás.E Aaron teve muito medo do povo, e ordenou-lhes que trouxessem o ouro e fez-lo em um bezerro de metal fundido para o povo.E o Senhor disse a Moisés, antes de ter descido do monte, desce, porque o teu povo que fizeste brotar do Egito se corrompeu.Fizeram para si um bezerro de fundição, e prostrou-se a ele, pois, agora deixe-me, que eu possa consumi-los da face da terra, pois eles são um povo obstinado.E Moisés suplicou o rosto do Senhor, e ele orou ao Senhor para as pessoas por conta do bezerro que tinham feito, e depois ele desceu do monte e nas suas mãos eram as duas tábuas de pedra, que Deus havia dado ele comandar os israelitas.E, quando Moisés aproximou-se do acampamento e viu o bezerro que as pessoas tinham feito, a cólera de Moisés se acendeu e ele quebrou as tábuas ao pé do monte.E Moisés chegou ao acampamento e tomou o bezerro e queimado com fogo, terra e que até que se tornou pó fino, e espalhou-a sobre a água e deu aos israelitas para beber.E ali morreram do povo, pelas espadas um do outro cerca de três mil homens que haviam feito o bezerro.E no dia seguinte Moisés disse ao povo, eu vou até o Senhor, porventura, eu possa fazer expiação pelos seus pecados que você tem pecado ao Senhor.E Moisés subiu novamente ao Senhor, e ele permaneceu com o SENHOR quarenta dias e quarenta noites.E durante os quarenta dias que Moisés rogar ao Senhor em favor dos filhos de Israel, eo Senhor ouviu a oração de Moisés, eo Senhor ouviu as suas orações em favor de Israel.Então falou o Senhor a Moisés para talhar duas tábuas de pedra e levá-los até o Senhor, que iria escrever sobre os dez mandamentos.Ora, Moisés assim o fez, e ele desceu e alisei duas tábuas e subiu ao monte Sinai para o Senhor, eo Senhor escreveu os dez mandamentos nas tábuas.E Moisés ficou ainda com o SENHOR quarenta dias e quarenta noites, o Senhor instruiu-o nos estatutos e julgamentos para dar a Israel.E o Senhor lhe ordenara, respeitando os filhos de Israel que eles devem fazer um santuário para o Senhor, que seu nome possa descansar nele, eo Senhor mostrou-lhe a semelhança do santuário e à semelhança de todos os seus utensílios.E no final dos quarenta dias, Moisés desceu do monte e os dois comprimidos estavam em sua mão.E veio Moisés, aos filhos de Israel e falou-lhes todas as palavras do Senhor, e ele ensinou-lhes as leis, estatutos e juízos que o Senhor lhe havia ensinado.E Moisés disse aos filhos de Israel, a palavra do Senhor, para que um santuário deve ser feita por ele, para habitar entre os filhos de Israel.E o povo se alegrou muito em todo o bem que o Senhor tinha falado com eles, através de Moisés, e disseram: Faremos tudo o que o Senhor tem falado a ti.E o povo se levantou como um só homem e fizeram ofertas generosas ao santuário do Senhor, e cada um apresentou a oferta do Senhor para a obra do santuário, e por todo o seu serviço.E todos os filhos de Israel trouxeram cada homem de tudo o que foi encontrado em sua posse para a obra do santuário do Senhor, ouro, prata e bronze, e cada coisa que foi útil para o santuário.E todos os homens sábios que eram praticadas no trabalho veio e fez o santuário do Senhor, conforme tudo o que o Senhor tinha ordenado, cada um no trabalho no qual ele havia sido praticado, e todos os sábios de coração feito no santuário e seus móveis e todos os vasos do serviço sagrado, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.E a obra do santuário do tabernáculo foi concluído no final de cinco meses, e os filhos de Israel fizeram tudo o que o Senhor tinha ordenado a Moisés.E traziam do santuário e todos os seus móveis a Moisés, até como a representação que o Senhor tinha mostrado a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel.E Moisés viu a obra, e eis que eles fizeram isso como o Senhor lhe tinha ordenado, então Moisés os abençoou.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 83 - Arão e seus filhos estão a cargo de Senhor do Serviço. Os sacrifícios e ofertas. A Páscoa é celebrada. O Povo desejo pela carne para comer. Sua punição. Moisés envia doze homens para explorar a terra de Canaã. Dez deles trazem más notícias, e as pessoas querem voltar para o Egito. Por sua falta de fé que a geração não viverá para obter os seus bens.E no décimo segundo mês, no vigésimo terceiro dia do mês, Moisés tomou Aarão e seus filhos, e ele vestiu em suas vestes, e ungiu-os e fez-lhes como o Senhor lhe tinha ordenado, e Moisés, trouxe a tona todo as ofertas que o Senhor tinha naquele dia lhe tinha ordenado.Moisés levou depois Aarão e seus filhos e lhes disse: Por sete dias, você permanecer na porta da tenda, pois assim sou eu havia ordenado.E Arão e seus filhos fizeram tudo o que o Senhor lhes tinha ordenado por Moisés, e eles permaneceram por sete dias à porta do tabernáculo.E no oitavo dia, sendo o primeiro dia do primeiro mês, no segundo ano dos israelitas "saída do Egito, Moisés ergueu o santuário, e Moisés colocar todos os móveis do tabernáculo e todos os móveis do santuário, e ele fez tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado.E Moisés chamou a Arão ea seus filhos, e eles trouxeram o holocausto ea oferta pelo pecado para si e para os filhos de Israel, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.Naquele dia, os dois filhos de Arão, Nadabe e Abiú, tomaram fogo estranho e trouxe-o diante do Senhor que não lhes havia ordenado, e um fogo saiu de diante do Senhor, e os consumiu, e morreram perante o Senhor, em que dia.Em seguida, no dia em que Moisés tinha terminado de construir o santuário, os príncipes dos filhos de Israel, começou a trazer suas ofertas diante do Senhor para a dedicação do altar.E eles trouxeram as suas ofertas de cada um príncipe por um dia, um príncipe a cada dia para 12 dias.E todas as ofertas que eles trouxeram, cada um em sua época, um prato de prata pesando cento e trinta siclos, uma bacia de prata de setenta siclos segundo o siclo do santuário, ambos cheios de flor de farinha, amassada com azeite, para oferta de carne.Uma colher, pesando dez siclos de ouro, cheia de incenso.Um novilho, um carneiro, um cordeiro de um ano para o holocausto.E um bode para oferta pelo pecado.E, para um sacrifício pacífico, dois bois, cinco carneiros, cinco bodes, cinco cordeiros de um ano de idade.Assim fizeram os doze príncipes de Israel, dia após dia, cada homem no seu dia.E foi depois disso, no dia treze do mês, Moisés falou aos filhos de Israel, para observar a Páscoa.E os filhos de Israel celebraram a Páscoa em sua temporada no dia catorze do mês, como o Senhor tinha ordenado a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel.E no segundo mês, no primeiro dia do mesmo, o Senhor falou a Moisés, dizendo:Número de cabeças de todos os homens dos filhos de Israel a partir de 20 anos de idade e para cima, tu, e teu irmão Arão e os doze príncipes de Israel.Assim fez Moisés, e Arão veio com doze príncipes de Israel, e eles contaram os filhos de Israel no deserto do Sinai.E os números dos filhos de Israel pelas casas de seus pais, de vinte anos para cima, eram 603 mil, quinhentos e cinqüenta.Mas os filhos de Levi, não foram contados entre os seus irmãos, os filhos de Israel.E o número de todos os homens dos filhos de Israel a partir de um mês para cima, tinha vinte e dois mil, 273.E o número dos filhos de Levi, de um mês de idade e acima, tinha vinte e dois mil.E Moisés pôs os sacerdotes e os levitas cada homem ao seu serviço eo seu cargo para servir o santuário do tabernáculo, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.E no vigésimo dia do mês, a nuvem foi tirado do tabernáculo do testemunho.Naquela época os filhos de Israel continuaram a sua viagem desde o deserto do Sinai, e eles fizeram uma viagem de três dias, ea nuvem repousava sobre o deserto de Paran, há a ira do Senhor se acendeu contra Israel, pois haviam provocado o Senhor, pedindo-lhe para a carne, para que pudessem comer.E o Senhor ouviu a sua voz, e deu-lhes a carne que comeu durante um mês.Mas depois desse a ira do Senhor se acendeu contra eles, e os feriu com grande matança, e eles foram enterrados ali, naquele lugar.E os filhos de Israel chamou aquele lugar Kebroth Hataavá, porquanto ali enterraram o povo que a carne cobiçaram.E partiram de Kebroth Hataavá e acamparam em Hazerote, que está no deserto de Parã.E enquanto os filhos de Israel estavam em Hazerote, a ira do Senhor se acendeu contra Miriam por causa de Moisés, e tornou-se leprosa, branca como a neve.E ela limitou-se fora do arraial por sete dias, até que ela tinha sido recebido novamente depois de sua lepra.Os filhos de Israel depois partiram de Hazerote, e acamparam-se no final do deserto de Parã.Naquela época, o Senhor falou a Moisés para enviar doze homens dos filhos de Israel, um homem de uma tribo, para ir e explorar a terra de Canaã.E Moisés enviou os doze homens, e eles vieram para a terra de Canaã, para pesquisa e examiná-lo, e eles exploraram a terra, desde o deserto de Sin Rechob como tu vens a Chamoth.E, ao fim de quarenta dias que veio a Moisés e Arão, e disseram-lhe como era em seus corações, e dez dos homens trouxeram um relatório mal aos filhos de Israel, da terra que haviam explorado, dizendo, é melhor para nós voltarmos para o Egito, do que ir para esta terra, uma terra que consome os seus habitantes.Mas Josué, filho de Nun, e Caleb, filho de Jephuneh, que eram aqueles que exploraram a terra, disse: A terra é muito boa.Se o prazer Senhor em nós, então ele irá nos trazer a esta terra e dá-lo para nós, pois é uma terra que mana leite e mel.Mas os filhos de Israel não quis dar ouvidos a eles, e eles deram ouvidos às palavras dos dez homens que tinham trazido de um relatório do mal da terra.E o Senhor ouviu as murmurações dos filhos de Israel, e ele estava furioso e jurou, dizendo:Certamente não um homem desta geração perversa verá a terra de vinte anos para cima exceto Calebe, filho de Jephuneh e Josué, filho de Nun.Mas certamente esta geração ímpios perecerão nesse deserto, e seus filhos virão para a terra e eles a possuirão, de modo a ira do Senhor se acendeu contra Israel, e fê-lo errar pelo deserto durante quarenta anos, até ao final dessa geração perversa, porque não seguir o Senhor.E o povo habitou no deserto de Parã há muito tempo, e depois prosseguiu para o deserto, pelo caminho do Mar Vermelho.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 84 - A Terra absorve os rebeldes. Os filhos de Israel não mandou à guerra com os filhos de Esaú, ou Moab. Os edomitas não vai deixar Israel passar por suas terras.


Naquela época, filho de Coré, filho de Jetzer Kehath filho de Levi, tomou muitos homens dos filhos de Israel, e eles se levantaram e discutiram com Moisés e Aarão e toda a congregação.E o Senhor estava irado com eles, ea terra abriu a sua boca, e tragou com as suas casas e todos os que lhes pertencem, e todos os homens que pertencem a Coré.E depois disto Deus fez o povo dar a volta pela caminho do monte Seir por um longo tempo.Naquele tempo o Senhor disse a Moisés: Provocar não uma guerra contra os filhos de Esaú, porque eu não vou dar para você de qualquer coisa que lhe pertença, tanto quanto a sola do pé pode pisar, pois tenho dado o monte Seir por herança a Esaú.Assim fizeram os filhos de Esaú combater contra os filhos de Seir, nos tempos antigos, e que o Senhor tinha entregado os filhos de Seir nas mãos dos filhos de Esaú, e os destruíram de diante deles, e os filhos de Esaú habitou em seu lugar até este dia.Por isso o Senhor disse aos filhos de Israel, a luta não contra os filhos de Esaú os vossos irmãos, pois nada em sua terra pertence a você, mas você pode comprar o alimento deles, por dinheiro e comê-lo, e você pode comprar a água deles para dinheiro e beber.E os filhos de Israel fizeram conforme a palavra do Senhor.E os filhos de Israel andou pelo deserto, dando voltas pelo caminho do Monte Sinai, por um longo tempo, mas sem tocar os filhos de Esaú, e eles continuaram no mesmo distrito por dezenove anos.Naquela época morreram Latino, rei dos filhos de Quitim, no ano quadragésimo quinto do seu reinado, que é o décimo quarto ano dos filhos de partida de Israel do Egito.E o sepultaram no seu lugar que ele construiu para si mesmo, na terra de Quitim, e Abimnas reinou em seu lugar por 38 anos.E os filhos de Israel passaram a fronteira dos filhos de Esaú, naqueles dias, no final de dezenove anos, e eles vieram e passaram a estrada do deserto de Moab.E o Senhor disse a Moisés, cercam não Moabe, e não lutar contra eles, para eu lhe darei nada de sua terra.E os filhos de Israel passava a estrada do deserto de Moab para 19 anos, e não lutar contra eles.E, no ano trigésimo sexto dos filhos de Israel que partem do Egito o Senhor feriu o coração de Siom, rei dos amorreus, e travaram uma guerra, e saiu a pelejar contra os filhos de Moabe.E enviou mensageiros a Siom, filho de Beor Janeas, filho de Balaão, o conselheiro do rei do Egito, e seu filho Balaão, para amaldiçoar Moab, de modo que pode ser entregue nas mãos de Siom.E os mensageiros foi e trouxe o filho de Beor Janeas, e Balaão, seu filho, de Petor na Mesopotâmia, assim Beor e Balaão seu filho veio para a cidade de Siom, e amaldiçoaram Moab e seu rei, na presença de Siom, rei dos amorreus .Então Seom saiu com todo o seu exército, e ele foi para Moabe, e lutou contra eles, e ele subjugado, eo Senhor os entregou em suas mãos, e feriu a Siom, rei de Moab.E Siom, tomou todas as cidades dos moabitas na batalha, ele também tomou Hesbom, a partir deles, para Hesbom era uma das cidades de Moabe, e Siom colocado os seus príncipes e seus nobres em Hesbom, e Hesbom pertencia a Siom, naqueles dias.Portanto, a parábola falantes Beor e Balaão filho pronunciou estas palavras, dizendo: Vem Hesbom até a cidade de Siom, será construído e estabelecido.Ai de ti Moab! estás perdido, povo de Kemosh! eis que está escrito no livro da lei de Deus.E quando Siom vencera Moabe, ele colocou guardas nas cidades que ele havia tomado de Moabe, e um número considerável de filhos de Moabe, caiu na batalha, na mão de Siom, e ele fez uma captura grande parte deles, filhos e filhas , e ele matou seu rei, assim Siom, voltou para sua terra.E deu a Siom, apresenta numerosas de ouro e prata para Beor e Balaão seu filho, e despediu-os, e eles foram para a Mesopotâmia para sua casa e de país.Naquele tempo todos os filhos de Israel passaram pela estrada do deserto de Moab, e voltou e rodeado pelo deserto de Edom.Então toda a congregação, chegaram ao deserto de Sin no primeiro mês do quadragésimo ano de sua saída do Egito, e os filhos de Israel habitaram ali em Cades, no deserto de Sin, e Miriam morreu e foi enterrada lá.Naquele tempo, Moisés enviou mensageiros ao rei de Edom Hadade, dizendo: Assim diz teu irmão Israel: Deixa-me passar peço-te pela tua terra, não vamos passar pelo campo ou numa vinha, não vamos beber a água do poço, nós vai andar na estrada do rei.E Edom lhe disse: Tu não passar pelo meu país, e Edom saíram ao encontro dos filhos de Israel com um povo poderoso.E os filhos de Esaú recusou a deixar os filhos de Israel passam por suas terras, de modo que os israelitas removidos deles e lutou não contra eles.Pois antes disso o Senhor tinha ordenado aos filhos de Israel, dizendo: Você não deve lutar contra os filhos de Esaú, pois os israelitas removidos deles e não lutar contra eles.Então os filhos de Israel partiram de Cades, e todas as pessoas chegaram ao monte Hor.Naquele tempo o Senhor disse a Moisés: Diga o teu irmão Aarão que ele morrerá ali, pois ele não deve vir para a terra que tenho dado aos filhos de Israel.E Arão subiu, no comando do Senhor ao monte Hor, no quadragésimo ano, no quinto mês, no primeiro dia do mês.E era Arão 123 anos de idade quando morreu no monte Hor[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 85 - Alguns dos cananeus se levantam para lutar contra Israel, que se assustam e fogem. Mas os filhos de Levi obrigá-los a voltar. Eles prevalecer sobre seus inimigos. Eles não devem tocar Amom. Og, rei de Basã. Balaão é chamado para amaldiçoar Israel, mas não vai. Israel comete prostituir-se com os moabitas, e eles são louco com Pestilence.


E o rei cananeu Arad, que habitava o sul, ouviu que os israelitas tinham vindo pelo caminho dos espias, e arranjou as suas forças para lutar contra os israelitas.E os filhos de Israel estavam muito medo dele, pois ele tinha um exército grande e pesado, então os filhos de Israel, resolveu voltar para o Egito.E os filhos de Israel voltaram sobre a distância de três dias de viagem até Maserath Beni Jaakon, pois eles estavam com muito medo por conta da Arad rei.E os filhos de Israel não iria voltar aos seus lugares, para que eles permaneceram em Beni Jaakon para 30 dias.E quando os filhos de Levi viu que os filhos de Israel não iria voltar atrás, eles estavam com ciúmes por causa do Senhor, e levantaram-se e lutaram contra os israelitas, seus irmãos, e matou uma delas um corpo grande, e obrigou-os para voltar ao seu lugar, o monte Hor.E quando eles voltaram, rei de Arade ainda estava organizando seu exército para a batalha contra os israelitas.E Israel fez um voto, dizendo: Se tu entregares este povo nas minhas mãos, destruirei totalmente as suas cidades.E o Senhor ouviu a voz de Israel, e entregou os cananeus na sua mão, e ele destruíram e às suas cidades, e chamou o nome do lugar Horma.E os filhos de Israel partiram do monte Hor e acamparam em Obote, e eles partiram de Obote e acamparam em Ije-Abarim, na fronteira de Moab.E os filhos de Israel, enviou a Moabe, dizendo: Vamos passar agora pela tua terra em nosso lugar, mas os filhos de Moabe não sofreria os filhos de Israel a passar por suas terras, para os filhos de Moabe ficaram muito medo de que o filhos de Israel deve fazer-lhes a Siom, rei dos amorreus haviam feito a eles, que tinham tomado suas terras e havia matado muitos deles.Portanto Moabe não sofreria os israelitas a passar por suas terras, eo Senhor ordenou aos filhos de Israel, dizendo que eles não deveriam lutar contra os moabitas, para os israelitas removido Moab.E os filhos de Israel partiu do termo de Moabe, e eles vieram para o outro lado de Arnom, na fronteira de Moabe, entre Moabe e os amorreus, e acamparam-se no termo de Siom, rei dos amorreus, no deserto de Quedemote.E os filhos de Israel enviou mensageiros a Siom, rei dos amorreus, dizendo:Deixe-nos passar pela tua terra, não nos desviaremos para os campos nem pelas vinhas, iremos adiante pela estrada real até que tenhamos passado os teus termos, mas Siom não sofreria os israelitas a passar.Então Siom, a todo o povo dos amorreus, e partiu para o deserto, ao encontro dos filhos de Israel, e pelejou contra Israel em Jasa.E o Senhor entregou Siom, rei dos amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e feriu a Israel todos os povos de Siom, com o fio da espada, e vingou a causa dos moabitas.E os filhos de Israel tomou posse da terra de Siom, da Síria até Jabuk, com os filhos de Amom, e tomaram todo o despojo das cidades.E Israel tomou todas estas cidades, e Israel habitou em todas as cidades dos amorreus.E todos os filhos de Israel, resolveu lutar contra os filhos de Amom, a sua terra também.Então o Senhor disse aos filhos de Israel, Não cercar os filhos de Amom, nem agitar a batalha contra eles, pois vou dar nada para você de sua terra, e os filhos de Israel ouviu a palavra do Senhor, e não luta contra os filhos de Amom.E os filhos de Israel se viraram e subiram o caminho de Basã à terra de Og, rei de Basã, e Ogue, rei de Basã, saiu ao encontro dos israelitas no campo de batalha, e ele teve com ele muitos homens valentes, e um força muito forte do povo dos amorreus.Ea Ogue, rei de Basã, era um homem muito poderoso, mas Naaron seu filho era extremamente poderosa, ainda mais forte do que ele.E Og disse em seu coração: Eis que agora todo o acampamento de Israel ocupa um espaço de três Parsa, agora vou feri-los de uma só vez, sem espada ou lança.E Og subiu ao monte Jasa, e daí tomou uma grande pedra, cuja duração foi de três Parsa, e ele colocou em sua cabeça, e resolveu jogá-la sobre o arraial dos filhos de Israel, a ferir todos os israelitas com aquela pedra.E o anjo do Senhor veio e furou a pedra sobre a cabeça de Og, ea pedra caiu sobre o pescoço de Og Og que caiu por terra por conta do peso da pedra ao pescoço dele.Naquele tempo o Senhor disse aos filhos de Israel: Não temas dele, pois tenho dado a ele ea todo o seu povo e toda a sua terra em sua mão, e você deve fazer para ele como fizeste a Siom.Então Moisés desceu a ele com um pequeno número dos filhos de Israel, e Moisés feriu Og com um pau na altura dos tornozelos dos pés eo mataram.Os filhos de Israel depois prosseguido os filhos de Ogue e todo o seu povo, e eles bateram e destruíram até lá não era remanescente esquerda deles.Moisés depois enviou alguns dos filhos de Israel para espiar a Jazer, para Jazer era uma cidade muito famosa.E os espias a Jazer e explorado, e os espiões de confiança no Senhor, e eles lutaram contra os homens de Jazer.E estes homens levaram Jazer e as suas aldeias, eo Senhor os entregou na sua mão, e expulsaram os amorreus que estavam ali.E os filhos de Israel tomou a terra dos dois reis dos amorreus, sessenta cidades que estavam no outro lado do Jordão, desde o ribeiro de Arnom Mount Herman.E os filhos de Israel partiu e foi para a planície de Moab, que é deste lado do Jordão, perto de Jericó.E os filhos de Moabe ouviu todo o mal que os filhos de Israel fizeram aos dois reis dos amorreus, Seon e Og, para todos os homens de Moab estava com muito medo dos israelitas.E os anciãos de Moabe disse: Eis que dois reis dos amorreus, Seon e Og, que eram mais poderosos do que todos os reis da terra, não poderia ficar contra os filhos de Israel, então como podemos enfrentá-los?Certamente eles nos enviaram uma mensagem antes, agora a passar por nossas terras em seu caminho, e nós não os deixavam, agora eles vão virar em cima de nós com suas espadas pesadas e nos destruir, e Moabe andava angustiado por causa dos filhos de Israel, e eles estavam com muito medo deles, e eles aconselharam juntos o que era para ser feito aos filhos de Israel.E os anciãos de Moabe resolvidos e tomou um de seus homens, Balaque, filho de Zipor, a moabita, e fez reinar sobre eles na época, e Balaque era um homem muito sábio.E os anciãos de Moabe se levantaram, e enviou aos filhos de Midiã para fazer a paz com eles, para uma grande batalha e inimizade foram nesses dias entre Moabe e Midiã, desde os dias de Hadade, filho de Bedade rei de Edom, que Midian feriu no campo de Moabe, até estes dias.E os filhos de Moabe, enviou aos filhos de Midiã, fizeram paz com eles, e os anciãos de Midiã chegou à terra de Moabe, para fazer a paz em nome dos filhos de Midiã.E os anciãos de Moabe aconselhou-se com os anciãos de Midiã o que fazer para salvar suas vidas a partir de Israel.E todos os filhos de Moabe disse aos anciãos dos midianitas: Agora, portanto, os filhos de Israel lamberá tudo quanto houver ao redor de nós, como o boi lambe a erva do campo, pois assim eles fizeram aos dois reis dos amorreus, que são mais fortes do que nós.E os anciãos de Midiã disse a Moabe, Ouvimos dizer que no momento em que Siom, rei dos amorreus lutou contra você, quando ele prevaleceu sobre você e tomou a sua terra, ele tinha enviado para o filho de Beor Janeas a Balaão e seu filho da Mesopotâmia, e eles vieram e maldito você, por isso fiz a mão de Siom prevalecer sobre você, que tomou a sua terra.Agora, pois, enviar-lhe também a Balaão, seu filho, pois ele ainda permanece em sua terra, e dar o seu salário, que venha e amaldiçoar todas as pessoas de quem você tem medo, por isso os anciãos de Moabe ouviu tal coisa, e que o prazer que eles enviem a Balaão, filho de Beor.Então Balaque, filho de Zipor, rei de Moabe, enviou mensageiros a Balaão, dizendo:Eis que existe um povo saiu do Egito, e eis que cobre a face da terra e estaciona defronte de mim.Agora, pois, vem e amaldiçoar-me este povo, pois eles são fortes demais para mim, porventura eu prevalecerá para lutar contra eles, e expulsá-los, pois ouvi que aquele a quem tu abençoares será abençoado, ea quem tu amaldiçoares será amaldiçoado.Então, os mensageiros de Balaque a Balaão e foi trazido a Balaão para amaldiçoar o povo a lutar contra os moabitas.E vieram a Balaque a Balaão para amaldiçoar Israel, eo Senhor disse a Balaão: Curse não este povo, pois é abençoado.E Balaque pediu a Balaão dia-a-dia para amaldiçoar Israel, mas Balaão não ouviu a Balaque em conta a palavra do Senhor, que ele tinha falado a Balaão.E quando vi Balaque que Balaão não aderir ao seu desejo, ele se levantou e foi para casa, e Balaão também retornou à sua terra e ele saiu de lá para Midiã.E os filhos de Israel partiam da planície de Moabe, e acamparam junto ao Jordão, desde Bete-jesimoth Abel ainda acácia, no final das planícies de Moab.E quando os filhos de Israel permaneciam na planície de Sitim, começou a prostituir-se com as filhas dos moabitas.E os filhos de Israel se aproximou de Moabe, e os filhos de Moabe, armaram suas tendas em frente ao acampamento dos filhos de Israel.E os filhos de Moabe ficaram com medo dos filhos de Israel, e os filhos de Moabe tomou todas as filhas e suas esposas de belo aspecto e aparência graciosa, e vestiu em ouro e prata e roupas caras.E os filhos de Moabe, as mulheres sentadas à porta das suas tendas, a fim de que os filhos de Israel poderia vê-los e voltar para eles, e não lutar contra os moabitas.E todos os filhos de Moabe, fez esta coisa para os filhos de Israel, e cada um colocou a sua esposa e filha na porta de sua tenda, e todos os filhos de Israel viram o ato de os filhos de Moabe, e os filhos de Israel virou-se para as filhas dos moabitas e cobiçado deles, e eles foram para eles.E aconteceu que, quando um hebreu chegou à porta da tenda de Moabe, e viu uma das filhas de Moabe, e desejou em seu coração, e falou com ela na porta da tenda que ele desejava, enquanto eles estavam falando em conjunto, os homens da tenda iria sair e falar com o hebraico como vos estas palavras:Certamente você sabe que somos irmãos, somos todos descendentes de Ló e os descendentes de Abraão, seu irmão, por que então você não vai permanecer conosco, e por que você não vai comer o nosso pão e nosso sacrifício?E quando os filhos de Moabe tinha, assim, oprimia com seus discursos, e atraiu-o com suas palavras lisonjeiras, assentaram-lo na tenda e cozidos e sacrificou por ele, e ele comeu do seu sacrifício e do seu pão.Eles, então, deu-lhe vinho e ele bebeu e tornou-se embriagado, e eles colocaram diante dele uma moça bonita, e ele fez com ela, como ele gostava, pois ele não sabia o que estava fazendo, como ele havia bebido abundância de vinho.Assim fizeram os filhos de Moabe para Israel naquele lugar, na planície de Sitim, e da ira do Senhor se acendeu contra Israel por conta deste assunto, e ele enviou uma peste entre eles, e ali morreu, dos israelitas de vinte e quatro mil homens.Agora havia um homem dos filhos de Simeão, cujo nome era Zinri, filho de Salu, que conectou-se com o Cosbi midianita, filha de Zur, rei de Midiã, à vista de todos os filhos de Israel.E Phineas, filho de Elazer, filho de Arão, o sacerdote, viu essa coisa perversa que Zinri havia feito, e ele tomou uma lança e se levantou e foi atrás deles, e perfurou os dois e os matou, e da peste cessou a partir do filhos de Israel.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 86 - Tudo sobre 20 anos de idade na data da partida do Egito morrerá no termo de quarenta anos. Israel é numerada. Os midianitas são destruídos, e seus Spoil é dividido entre as pessoas.Naquele momento, após a peste, o Senhor disse a Moisés, e Elazer o filho de Arão, o sacerdote, dizendo:Número de cabeças de toda a comunidade dos filhos de Israel, de vinte anos para cima, tudo o que saiu no exército.E Moisés e Elazer contaram os filhos de Israel segundo as suas famílias, eo número de todo o Israel foi de sete mil, setecentos e trinta.E o número dos filhos de Levi, de um mês para cima, tinha vinte e três mil, e entre estes não era um homem daqueles contados por Moisés e Aarão no deserto do Sinai.Pois o Senhor tinha dito a eles que iriam morrer no deserto, então todos eles morreram, e ninguém havia sido deixado deles exceto Calebe, filho de Jephuneh, e Josué, filho de Nun.E foi depois disso que o Senhor disse a Moisés: Dize aos filhos de Israel para vingar a Midiã a causa de seus irmãos, os filhos de Israel.E Moisés assim o fez, e os filhos de Israel escolheu dentre eles, doze mil homens, sendo mil a uma tribo, e eles foram para Midiã.E os filhos de Israel pelejaram contra Midiã, e mataram todos os homens, também os cinco príncipes dos midianitas, e Balaão, filho de Beor fizeram matar com a espada.E os filhos de Israel levaram as esposas dos midianitas em cativeiro, com os seus pequeninos e seu gado, e todos os que lhes pertencem.E tomaram todo o despojo e toda a presa, e eles trouxeram a Moisés ea Elazer às planícies de Moab.E Moisés e Elazer e todos os príncipes da congregação saíram a recebê-los com alegria.E eles dividiram todos os despojos dos midianitas, e os filhos de Israel havia sido vingar Midian para a causa de seus irmãos, os filhos de Israel.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 87 - Moisés, Josué nomeia o seu sucessor. O Senhor exorta Josué. Moisés ensina os filhos de Israel a andar no caminho do Senhor. Ele sobe ao monte Abarim e morre lá.Naquele tempo o Senhor disse a Moisés: Eis que teu dia se aproxima do fim, tomar agora Josué, filho de Nun, teu servo, e colocá-lo no tabernáculo, e eu vos darei a ele, e Moisés assim o fez.E o Senhor apareceu na tenda, na coluna de nuvem, ea coluna de nuvem parou na entrada da tenda.E o Senhor ordenou a Josué, filho de Nun, e disse-lhe: "Seja forte e corajoso, porque tu os filhos de Israel para a terra que jurei dar a eles, e eu serei contigo.E Moisés disse a Josué: Sê forte e corajoso, porque tu queres fazer aos filhos de Israel possuirão a terra, eo Senhor seja contigo, não te deixarei nem te abandonarei, não tenha medo nem desanime.E Moisés chamou a todos os filhos de Israel e disse-lhes: Vistes tudo de bom que o Senhor vosso Deus tem feito por você no deserto.Agora, pois, observar todas as palavras desta lei, e andar no caminho do Senhor, teu Deus, por sua vez não do caminho que o Senhor ordenou-lhe, tanto para a direita ou para a esquerda.E Moisés ensinou aos filhos de Israel os seus estatutos e os juízos e leis para fazer na terra que o Senhor lhe tinha ordenado.E ensinava-lhes o caminho do Senhor e suas leis, eis que estão escritos no livro da lei de Deus, que ele deu aos filhos de Israel pela mão de Moisés.E Moisés acabou comandando os filhos de Israel, eo Senhor disse-lhe, dizendo: Vai até o monte Abarim e morrer lá, e ser recolhido ao teu povo, como Arão teu irmão estava reunida.E subiu Moisés como o Senhor lhe tinha ordenado, e ele morreu ali na terra de Moabe, junto a ordem do Senhor, no quadragésimo ano de israelitas saindo do Egito.E os filhos de Israel prantearam a Moisés nas planícies de Moab durante trinta dias, e os dias do pranto no luto por Moisés foram concluídas.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 88 - O Senhor ordena a Josué para preparar o povo para passar o Jordão para possuir a Terra. Jericó está cercado, tomado, e destruído. Acã traz o mal sobre o campo por meio do roubo a maldita, e traz destruição sobre si mesmo. Tudo é tomada e destruída. Os gibeonitas astuciosamente se salvar. Cinco reis se levantam contra Israel e são destruídos. O Sol ea Lua estão ainda no comando de Josué.E foi depois da morte de Moisés que o Senhor disse a Josué, filho de Nun, dizendo:Levanta-te e passar o Jordão para a terra que tenho dado aos filhos de Israel, e tu fazer os filhos de Israel possuirão a terra.Todo lugar em que a sola de seus pés devem pisar devem pertencer a você, desde o deserto do Líbano até o grande rio do rio de Perath será o seu limite.Nenhum homem deve se levantar contra ti todos os dias da tua vida, como fui com Moisés, assim serei contigo, só será forte e corajoso para observar toda a lei que Moisés te ordenou, não se desviarem do caminho, quer para a direita ou para a esquerda, para que possas prosperar em tudo o que fazes.E Josué ordenou aos oficiais de Israel, dizendo: Passa pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo: Prepare-se para as disposições si mesmos, pois em três dias, mais você vai passar o Jordão para possuir a terra.E os oficiais dos filhos de Israel fizeram assim, e ordenaram ao povo e eles fizeram tudo o que Josué tinha ordenado.Josué enviou dois homens para espiar a terra de Jericó, e os homens iam e espiaram Jericó.E, ao fim de sete dias, eles voltaram a Josué no acampamento e disse-lhe: O Senhor entregou toda a terra em nossas mãos, e seus habitantes são derretidos com medo por causa de nós.E sucedeu que, depois, que Josué se levantou de manhã e todo o Israel com ele, e eles viajaram de Sitim, e Josué, e todo o Israel com ele passou o Jordão, e Josué, 82 anos de idade, quando passou a Jordânia com Israel.E o povo subiu do Jordão no décimo dia do primeiro mês, e acampou em Gilgal, na esquina leste de Jericó.E os filhos de Israel celebraram a Páscoa em Gilgal, na planície de Jericó, no dia catorze de mês, como está escrito na lei de Moisés.E o maná cessou naquele tempo, no outro dia da Páscoa, e não havia mais um maná para os filhos de Israel, e eles comeram do fruto da terra de Canaã.E Jericó foi totalmente fechado contra os filhos de Israel, ninguém saiu ou entrou dentroE foi no segundo mês, no primeiro dia do mês, que o Senhor disse a Josué: Levanta-te, eis que tenho dado na tua mão Jericó, com todas as pessoas desse facto, e todos os seus guerreiros irão em volta da cidade , uma vez que a cada dia, assim fareis por seis dias.E os sacerdotes tocarão trombetas, e quando você deve ouvir o som da trombeta, todo o povo dará um grande grito, que as paredes da cidade cairá abaixo, todo o povo subirá, cada homem contra seu oponente.E Josué fez conforme tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado.E no sétimo dia eles percorreram a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocavam trombetas.E na sétima rodada, Josué disse ao povo: Gritai, porque o Senhor entregou a cidade inteira em nossas mãos.Apenas a cidade e tudo o que ele contém será amaldiçoado com o Senhor, e guardai-vos do anátema, para que você faça o arraial de Israel maldito eo perturbeis.Mas toda a prata e ouro e bronze e ferro serão consagrados ao Senhor, eles devem vir para o tesouro do Senhor.E o povo soprou sobre trombetas e gritando feito um grande, e as muralhas de Jericó caíram, e todo o povo subiu, cada qual em frente a ele, e tomaram a cidade e destruíram tudo o que estava nele, tanto homens como mulher, jovem e velho, bois e ovelhas e jumentos, com a ponta da espada.E queimaram toda a cidade com fogo, somente os vasos de ouro e prata, e bronze e ferro, deram para o tesouro do Senhor.E Josué jurou nesse momento, dizendo: Maldito o homem que constrói a Jericó, porá o seu fundamento em seu primogênito, e em seu filho mais novo lhe porá as suas portas.Acã filho de Carmi, filho de Zabdi, filho de Zerá, filho de Judá, perfidamente no anátema, e ele tomou do anátema, e escondeu-o na tenda, ea ira do Senhor se acendeu contra Israel.E foi depois disso, quando os filhos de Israel havia retornado de Jericó queima, Josué enviou homens para espionar também Ai, e lutar contra ela.E os homens subiram e espionaram Ai, e eles voltaram e disseram-lhe: Não suba todo o povo com ti Ai, só deixar uns três mil homens a ferir a cidade, para os seus homens, mas são poucos.E Josué fez, e subiram com ele dos filhos de Israel, cerca de três mil homens, e eles lutaram contra os homens de Ai.E a batalha foi severa contra Israel, e os homens de Ai feriram trinta e seis homens de Israel, e os filhos de Israel fugiram de diante dos homens de Ai.E quando Josué viu essa coisa, rasgou suas vestes e caiu com o rosto em terra diante do Senhor, ele, com os anciãos de Israel, e deitaram pó sobre as suas cabeças.E disse Josué: Por que tu ó Senhor trazer a este povo o Jordão? o que hei-de dizer depois que os israelitas deram as costas contra os seus inimigos?Agora, pois, todos os cananeus, os habitantes da terra, vai ouvir tal coisa, e nos rodeiam e cortou o nosso nome.E o Senhor disse a Josué: Por que fazes tu cair sobre o rosto? subir, vai-te fora, para os israelitas pecaram, e levado do anátema, eu não vou mais estar com eles, a menos que eles destruam o anátema do meio deles.E Josué levantou-se e reuniu o povo, e trouxe o Urim pela ordem do Senhor, e da tribo de Judá foi tomada, e Acã filho de Carmi foi tirada.E disse Josué a Acã: Diga-me o meu filho, que fizeste, e Acã disse, eu vi entre os despojos uma boa capa de Sinar, e duzentos siclos de prata e uma cunha de ouro do peso de cinqüenta siclos, cobicei- e levou-os, e eis que eles estão todos escondidos na terra, no meio da tenda.E Josué enviou homens que foram e os levou da tenda de Acã, e as trouxeram a Josué.E Josué tomou Acã e estes utensílios, e os seus filhos e filhas e todos os que lhe pertencem, e as trouxeram para o vale de Acor.E Josué queimou lá com fogo, e todos os israelitas apedrejado Acã com pedras, e levantaram sobre ele um montão de pedras, por isso ele chamou aquele lugar o vale de Acor, por isso a ira do Senhor se aplacou, e Josué mais tarde veio a a cidade e lutou contra ela.E o Senhor disse a Josué: Não temas, nem te espantes, eis que tenho dado na tua mão Ai, o seu rei eo seu povo, e tu deverás fazer-lhes como fizeste a Jericó ea seu rei, apenas estragar a mesma e o seu gado devem tomar para uma presa fácil para vós; uma emboscada para a cidade atrás dela.Então Josué fez conforme a palavra do Senhor, e ele escolheu, de entre os filhos da guerra de trinta mil homens valorosos, e enviou-os, e eles se deitaram em uma emboscada para a cidade.E ordenou-lhes, dizendo: Quando virdes nós, fugiremos diante deles com astúcia, e eles vão nos perseguir, você deve então subir para fora da emboscada e tomar a cidade, e eles fizeram isso.E Josué lutou, e os homens da cidade saíram em direção a Israel, sem saber que estavam de tocaia para eles atrás da cidade.Josué e os israelitas fingiu-se exausto, antes deles, e fugiram pelo caminho do deserto com astúcia.E os homens de Ai se reuniram todas as pessoas que estavam na cidade para perseguir os israelitas, e eles saíram e foram afastados da cidade, não restava um, e eles deixaram a cidade aberta e perseguiram os israelitas.E aqueles que estavam deitados em uma emboscada se levantaram de seus lugares, e se apressou a vir para a cidade e levou-o e coloque-o sobre o fogo, e os homens de Ai voltou, e eis que a fumaça da cidade subia ao céu, e eles não tinham meios de recuo ou de uma forma ou outra.E todos os homens de Ai estavam no meio de Israel, alguns de um lado e outros de outra parte, e os feriram de forma que nenhum deles permaneceu.E os filhos de Israel levaram o rei de Ai Melosh vivo, eo trouxeram a Josué, e Josué enforcou em uma árvore e morreu.E os filhos de Israel voltou à cidade depois de ter queimado, e feriram todos aqueles que estivessem no meio dela com a ponta da espada.E o número daqueles que haviam caído dos homens de Ai, homem e mulher, foi de doze mil, só o gado e os despojos da cidade que eles tomaram para si mesmos, segundo a palavra do Senhor a Josué.E todos os reis deste lado do Jordão, todos os reis de Canaã, soube do mal que os filhos de Israel havia feito com Jericó e com Ai, e eles se reuniram para lutar contra Israel.Somente os moradores de Gibeão tinham muito medo de lutar contra os israelitas para que não pereça, assim que agiu ardilosamente, e vieram a Josué e todo o Israel, e disse-lhes: Nós viemos de uma terra distante, pois agora fazer uma aliança conosco.E os moradores de Gibeão mais atingiram os filhos de Israel, e os filhos de Israel fez uma aliança com eles, e fez as pazes com eles, e os príncipes da congregação lhes juraram, mas depois os filhos de Israel sabiam que eram vizinhos para eles e estavam habitando entre eles.Mas os filhos de Israel mataram não elas, porque já lhes juraram pelo Senhor, e eles se tornaram rachadores de lenha e tiradores de água.E Josué disse-lhes: Por que você me enganar, para fazer essa coisa para nós? e eles responderam-lhe, dizendo: Porquanto foi anunciado aos teus servos, tudo o que você tinha feito a todos os reis dos amorreus, e nós estávamos com muito medo de nossas vidas, e nós fizemos isso.E Josué os nomeou no mesmo dia para talhar madeira e para tirar água, e ele dividiu-os por escravos para todas as tribos de Israel.E quando Adonizedek rei de Jerusalém, ouviu tudo o que os filhos de Israel havia feito com Jericó e com Ai, que enviou ao rei de Hebrom Hoão e Piram rei em Jarmute, ea Jafia rei de Laquis e Deber rei de Eglom, dizendo:Venha até mim e me ajude, para que possamos ferir os filhos de Israel e os moradores de Gibeom, que fizeram a paz com os filhos de Israel.E eles se reuniram e os cinco reis dos amorreus, subiu com todos os seus campos, um povo poderoso numeroso como a areia da praia do mar.E todos esses reis vieram e se acamparam diante de Gabaon, e eles começaram a lutar contra os habitantes de Gabaon, e todos os homens de Gabaon enviaram a Josué, dizendo: Subi rapidamente para nós e nos ajude, para todos os reis dos amorreus que reuniram-se para lutar contra nós.E Josué, e todo o povo lutando subiu de Gilgal, e Josué veio de repente para eles, e feriu os cinco reis com uma grande carnificina.E o Senhor confundiu-los diante dos filhos de Israel, que os feriu com uma terrível matança em Gibeão, e perseguiu-os pelo caminho que sobe a Bete-Horom Maquedá, e eles fugiram de diante dos filhos de Israel.E enquanto eles estavam fugindo, o Senhor mandou-lhes granizo do céu, e mais deles morreram pelo granizo, que pelo abate dos filhos de Israel.E os filhos de Israel os perseguiu, e ainda feriu na estrada, indo e ferindo-os.E quando eles estavam ferindo, o dia estava declinando em direção à noite, e disse Josué aos olhos de todo o povo, a Sun, Banca te em Gabaon, e tu lua, no vale de Aijalom, até que a nação deve ter vingou-se em cima de sua inimigos.E o Senhor ouviu a voz de Josué, o sol ficou parado no meio do céu, e ele parou trinta e seis minutos, ea lua também parou e correu para não descer de um dia inteiro.E não houve dia semelhante a esse, nem antes nem depois dele, que o Senhor ouviu a voz de um homem, pois o Senhor pelejava por Israel.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]


CAPÍTULO 89 - 's Song Josué de Louvor. As guerras de Israel.Então Josué falou essa música, no dia que o Senhor tinha dado os amorreus nas mãos de Josué e os filhos de Israel, e disse aos olhos de todo o Israel,Tu tens feito coisas poderosas, ó Senhor, tu realizado grandes feitos, que é semelhante a ti? meus lábios cantarão o teu nome.Meu Deus, a minha fortaleza, minha torre alta, eu vou cantar uma nova canção para ti, com ações de graças eu vou cantar a ti, tu és a força da minha salvação.Todos os reis da terra te louvarão, os príncipes do mundo devem cantar para ti, os filhos de Israel se alegrará na tua salvação, eles devem cantar e louvar o teu poder.Para ti, ó Senhor, nós confiamos, vimos que és o nosso Deus, foste o nosso refúgio e torre forte contra os nossos inimigos.Para ti que choramos e não se envergonhavam, nós confiamos em ti e foram entregues; quando clamamos a ti, tu ouvir a nossa voz, livraste a alma da espada, tu até mostrar tu-nos a tua graça, dai tu nos a tua salvação, tu se alegrar nossos corações com tua força.Tu sai para a nossa salvação, com o teu braço tu resgatar o teu povo, tu responde-nos do céu da tua santidade, tu nos salvar dezenas de milhares de pessoas.O sol ea lua parou no céu, e estar tu na tua ira contra nossos opressores e julgamentos fizeste teu comando sobre eles.Todos os príncipes da terra se levantou, os reis das nações se reuniram-se juntos, eles não foram levados em tua presença, desejavam batalhas teu.Tu fizeste subir contra eles na tua ira, e te trazer para baixo a tua ira sobre eles; tu destruí-los na tua ira, e corte-os em teu coração.Nações foram consumidos com a tua indignação, reinos caíram por causa da tua ira, tu ferida reis no dia da tua ira.Tu Derrama a tua indignação sobre eles, a ira irado teu apoderou deles; tu virar a sua maldade sobre eles, e tu cortá-los em sua maldade.Eles fizeram espalhar uma armadilha, eles caíram nela, na rede que esconde, seu pé estava preso.Tua mão estava pronta para todos os teus inimigos, que disse, através de sua espada que possuíram a terra, através de seu braço que moravam na cidade; tu encher a cara de vergonha, tu trazer seus chifres para o chão, tu aterrorizá-los na tua ira, tu e destruí-los na tua ira.A terra tremeu e agitou ao som da tempestade tua sobre eles, tu não suspender as suas almas da morte, e te trazer para baixo as suas vidas para o túmulo.Tu persegui-los na tua tempestade, tu consumi-los no teu turbilhão, tu transformar as suas chuvas em saraiva, eles caíram em covas profundas, para que eles não poderiam subir.Os seus cadáveres eram como lixo lançado no meio das ruas.Eles foram consumidos e destruídos na tua ira, tu salvar o teu povo com a tua força.Portanto, nossos corações se alegram em ti, nossas almas exaltam na tua salvação.Nossas línguas dizem respeito a tua força, vamos cantar e louvar as tuas maravilhas.Pois tu nos salvar dos nossos inimigos, tu livra-nos daqueles que se levantaram contra nós, tu destruí-los antes de nós e desvalorizá-lo debaixo de nossos pés.Assim, devem todos os teus inimigos perecerão ó Senhor, e os ímpios serão como palha levada pelo vento, e teu amado serão como árvores plantadas junto às águas.Então Josué e todo o Israel com ele retornou ao acampamento em Gilgal, depois de ter derrotado todos os reis, de modo que não restou um resquício deles.E os cinco reis fugiram a pé, sozinho em batalha, e se esconderam em uma caverna, e Josué procurou-os no campo de batalha, e não encontrá-los.E foi depois disse a Josué, dizendo: Os reis são encontrados e eis que estão escondidos em uma caverna.E disse Josué: Nomear os homens para estar na boca da caverna, para guardá-los, para que não se levam para longe, e os filhos de Israel fizeram assim.E chamou Josué a todo o Israel e disse aos oficiais de batalha, coloque os pés sobre os pescoços destes reis, e Josué disse: Então o Senhor a todos os vossos inimigos.E Josué ordenou depois que eles deveriam matar os reis e lançá-los na caverna, e colocar grandes pedras à boca da caverna.E Josué, depois com todas as pessoas que estavam com ele naquele dia a Maquedá, e feriu a fio de espada.E ele destruiu totalmente as almas e todos os que pertencem à cidade, e ele fez para o rei e seu povo como ele tinha feito a Jericó.E a partir daí ele passou a Libna e pelejou contra ela, eo Senhor entregou-o em sua mão, e Josué o feriu ao fio da espada, e todas as almas dos mesmos, e ele fez a ela e ao seu rei como ele tinha feito a Jericó.E a partir daí ele passou a Laquis para lutar contra isso, e Horam rei de Gaza subiu para ajudar os homens de Laquis, e Josué o feriu e seu povo que nenhum deles deixou para ele.E Josué tomou Laquis e todo o povo mesmo, e ele fez a ele como ele tinha feito a Libna.E Josué passou de lá para a Eglom, e ele tomou essa também, e feriu-o e todas as pessoas do mesmo com a ponta da espada.E a partir daí ele passou a Hebron e lutou contra ela, ea tomou e destruiu totalmente, e voltou de lá com todo o Israel a Debir e pelejou contra ela ea feriram ao fio da espada.E ele destruiu toda a alma nele, nada deixou de resto, e ele fez a ela ea seu rei como tinha feito a Jericó.E Josué o feriu todos os reis dos amorreus, desde Cades-Barnéia a Azah, e levou seu país ao mesmo tempo, para o Senhor pelejava por Israel.E Josué com todo o Israel chegaram ao acampamento em Gilgal.Quando Naquele tempo o rei Jabim de Chazor ouviu tudo o que Josué fizera com os reis dos amorreus, enviado para Jobat Jabim, rei de Midiã, e ao rei de Sinrom Labão, ao rei Jephal Acsafe, ea todos os reis dos amorreus , dizendo:Vem depressa até nós e nos ajude, para que possamos ferir os filhos de Israel, antes que venha sobre nós e não a nós, como têm feito com os outros reis dos amorreus.E todos esses reis deram ouvidos às palavras de Jabim, rei de Chazor, e saíram com todos os seus campos, dezessete reis, e seu povo eram tão numerosos quanto a areia na beira do mar, juntamente com inúmeros cavalos e carros, e eles vieram e se acamparam junto às águas de Merom, e eles se juntaram para lutar contra Israel.E o Senhor disse a Josué: Não os temais, porque amanhã a esta hora eu os entregarei todos mortos diante de ti, tu hough seus cavalos e seus carros queimarás a fogo.E Josué, com todos os homens de guerra veio subitamente sobre eles e os feriu, e caíram em suas mãos, para o Senhor entregou nas mãos dos filhos de Israel.Então os filhos de Israel seguiu todos esses reis com seus campos, e os feriu até que houvesse nenhum deles deixou, e fez-lhes Josué como o Senhor tinha falado com ele.Então Josué, à época, Chazor e feriu-o com a espada e destruiu toda a alma nele e queimou com fogo, e de Chazor, Josué passou a Sinrom e feriu-o e destruíram totalmente.De lá, ele passou a Acsafe e ele fez a ele como ele tinha feito para Sinrom.De lá, ele passou a Adulam e feriu todas as pessoas, e ele fez a Adulam como tinha feito para Acsafe e Sinrom.E passou-lhes a todas as cidades dos reis que tinha ferido e feriu todas as pessoas que ficaram deles e destruiu totalmente deles.Apenas os seus despojos eo gado os israelitas tomaram para si como uma presa, mas cada ser humano feriram, não sofreu uma alma viva.Como o Senhor tinha ordenado a Moisés assim o fez Josué e todo o Israel, que não falhou em nada.Então Josué e todos os filhos de Israel feriram toda a terra de Canaã, como o Senhor lhes havia ordenado, e feriu a todos os seus reis, sendo trinta e um reis, e os filhos de Israel tomaram o país inteiro.Além dos reinos de Seom e Ogue, que estão do outro lado do Jordão, do qual Moisés feriu muitas cidades, e Moisés lhes deu aos rubenitas e gaditas e à meia tribo de Manassés.E Josué o feriu todos os reis que estavam além do Jordão, a oeste, e deu-lhes por herança às nove tribos e à meia tribo de Israel.Durante cinco anos fez Josué continuar a guerra com estes reis, e ele deu a suas cidades para os israelitas, a terra tornou-se tranquilo da batalha pelas cidades dos amorreus e dos cananeus.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 90 - Os edomitas são louco por Quitim. A terra é dividida, e as pessoas têm descanso. Josué estar avançado em anos exorta o povo a observar todas as leis de Moisés, e depois morre.Naquela época, no quinto ano após os filhos de Israel tinham passado o Jordão, depois de os filhos de Israel descansou de sua guerra com os cananeus, naquela época grandes batalhas e grave surgiu entre Edom e os filhos de Quitim, e as crianças de Quitim lutou contra Edom.E Abianus rei de Quitim saiu nesse ano, que está em trigésimo primeiro ano de seu reinado, e uma grande força com ele, dos valentes dos filhos de Quitim, e ele foi para a Seir para lutar contra os filhos de Esau.E Hadade, o rei de Edom ouvido do seu relatório, e saiu-lhe ao encontro com um povo forte e muita força e travaram uma batalha com ele no campo de Edom.E a mão de Quitim prevaleceu sobre os filhos de Esaú, e os filhos de Quitim matou os filhos de Esaú, os homens de vinte e dois mil, e todos os filhos de Esaú, fugiu de diante deles.E os filhos de Quitim perseguiram e atingiram Hadad, rei de Edom, que estava funcionando antes deles e apanharam-no vivo, eo trouxeram a Abianus rei de Quitim.E Abianus ordenou que ele fosse morto, e Hadade, rei de Edom, morreu no ano quadragésimo oitavo do seu reinado.E os filhos de Quitim continuou sua busca de Edom, e os feriu com grande matança, e Edom ficou sujeito aos filhos de Quitim.E os filhos de Quitim governou sobre Edom, e Edom se sob a mão dos filhos de Quitim e se tornou um reino a partir daquele dia.E a partir desse momento eles poderiam não mais levantar suas cabeças, e seu reino tornou-se um com os filhos de Quitim.E Abianus colocados policiais em Edom e todos os filhos de Edom ficou sujeito e tributário Abianus e Abianus voltou para sua terra, Quitim.E quando ele voltou, ele renovou o seu governo e construiu para si um palácio espaçoso e fortificadas para uma residência real, e reinou de forma segura sobre os filhos de Quitim e mais de Edom.Naqueles dias, depois que os filhos de Israel tinham afugentado todos os cananeus e os amorreus, Josué já velho e avançado em anos.E o Senhor disse a Josué: Já estás velho e avançado de vida, e uma grande parte da terra continua a ser possuído.Agora, pois, dividir esta terra por herança às nove tribos e à meia tribo de Manassés, e Josué levantou-se e fez como o Senhor tinha falado com ele.E ele dividiu toda a terra às tribos de Israel como uma herança, segundo suas divisões.Mas à tribo de Levi não deu herança, as ofertas do Senhor são a sua herança, como o Senhor tinha falado delas pela mão de Moisés.E Josué deu Monte Hebrom a Calebe, filho de Jephuneh, uma porção superior de seus irmãos, como o Senhor tinha dito por Moisés.Portanto Hebrom ficou como herança para Caleb e seus filhos, até este dia.E Josué dividiu toda a terra por sorteio a todo o Israel por herança, como o Senhor lhe tinha ordenado.E os filhos de Israel deram aos levitas cidades de sua própria herança, e arrabaldes para seu gado e à propriedade, como o Senhor tinha ordenado a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel, e repartiram a terra, por sorteio, se grande ou pequeno.E eles foram para herdar a terra de acordo com seus limites, e os filhos de Israel deram a Josué, filho de Nun herança entre eles.Pela palavra do Senhor, eles deram a ele a cidade que ele exigia, Timnate serach em Mount Ephraim, e ele construiu a cidade e habitaram nela.Estas são as heranças que Elazer o sacerdote, e Josué, filho de Nun, e os cabeças dos pais das tribos porcionados para fora para os filhos de Israel por sorte em Siló, perante o Senhor, à porta da tenda, e cessaram repartir a terra.E o Senhor deu a terra aos israelitas, e eles tomaram como o Senhor tinha falado com eles, e como o Senhor tinha jurado a seus antepassados.E o Senhor deu aos israelitas o resto de todos os seus inimigos ao redor deles, e ninguém se levantou contra eles, eo Senhor os entregou todos os seus inimigos nas mãos deles, e não uma coisa que não de todo o bem que o Senhor tinha falado com o filhos de Israel, sim, o Senhor fez todas as coisas.E Josué os chamou a todos os filhos de Israel e os abençoou, e ordenou-lhes para servir ao Senhor, e ele depois mandou-os embora, e eles foram cada um para a sua cidade, e cada um à sua herança.E os filhos de Israel serviu ao Senhor todos os dias de Josué, o Senhor lhes deu descanso de todos ao redor deles, e eles habitaram nas suas cidades de forma segura.E aconteceu naqueles dias, que Abianus rei de Quitim morreu, no ano trigésimo oitavo de seu reinado, que é o sétimo ano de seu reinado sobre Edom, eo sepultaram em sua casa que ele construiu para si mesmo e Latino, reinou em seu lugar de cinqüenta anos.E, durante seu reinado, ele trouxe um exército, e ele foi e lutou contra os habitantes de Britannia e Kernania, os filhos de Eliseu, filho de Javan, e ele prevaleceu sobre eles, e fez afluente.Em seguida, ele ouviu que se revoltara contra Edom sob a mão de Quitim, e Latino foi até eles e os feriu e os sujeitou, e colocou-os sob a mão dos filhos de Quitim, e Edom se tornou um reino com os filhos de Quitim todas as dias.E por muitos anos, não havia rei em Edom, e seu governo era com as crianças de Quitim e seu rei.E foi no ano vigésimo sexto depois que as crianças de Israel tinham passado o Jordão, que é o sexagésimo sexto ano depois que as crianças de Israel se retirou do Egito, que Josué estava velho, avançado em anos, sendo cento e oito anos por esses dias.E chamou Josué a todo o Israel, aos seus anciãos, seus juízes e funcionários, depois que o Senhor tinha dado a todos os israelitas descanso de todos os seus inimigos em redor, e Josué disse aos anciãos de Israel, e aos seus juízes, eis que estou velho, avançado em anos, e já viu o que o Senhor tem feito a todas as nações que ele afastou de diante de ti, pois é o Senhor que tem lutado para você.Agora, portanto, fortalecer-se para manter e fazer todas as palavras da lei de Moisés, não se desviar para a direita ou para a esquerda, e não para vir entre os países que ficam na terra, nem deve fazer menção do nome dos seus deuses, mas você deve abrir caminho para o Senhor, teu Deus, como você tem feito para este dia.E muito Josué exortou os filhos de Israel para servir ao Senhor todos os dias.E todo o Israel disse, nós serviremos o Senhor nosso Deus todos os nossos dias, nós e nossos filhos, e filhos de nossos filhos e nossa posteridade, para sempre.E Josué fez uma aliança com o povo, naquele dia, e despediu os filhos de Israel, e saíram cada um para a sua herança e para a sua cidade.E foi naqueles dias, quando os filhos de Israel estavam morando com segurança em suas cidades, que enterraram os caixões das tribos dos seus antepassados, que tinham trazido do Egito, cada homem na herança de seus filhos, os doze filhos de Jacó fizeram os filhos de Israel enterrar, cada homem na posse de seus filhos.E estes são os nomes das cidades onde eles enterraram os doze filhos de Jacó, a quem os filhos de Israel tinham trazido do Egito.E sepultaram Rúben e de Gade, deste lado do Jordão, na Romia, que Moisés tinha dado a seus filhos.E Simeão e Levi sepultaram na cidade Mauda, que tinha dado aos filhos de Simeão, no subúrbio da cidade era para os filhos de Levi.E Judá sepultaram na cidade de Belém Benjamin oposto.E os ossos de Issacar e Zebulom, enterrada em Sidon, na parte que caiu a seus filhos.Dan e foi sepultado na cidade de seus filhos em Eshtael e Naftali e Aser foram enterrados em Cades Naftali, cada um no seu lugar que ele tinha dado a seus filhos.E os ossos de José foram enterrados em Siquém, na parte do campo que Jacó havia comprado de Hamor, e que tornou-se a José, para uma herança.E sepultaram Benjamim em Jerusalém, em frente ao jebuseu, que foi dado aos filhos de Benjamim, os filhos de Israel enterrados seus pais cada homem na cidade de seus filhos.E, ao fim de dois anos, Josué, filho de Nun morreram, cem e dez anos, eo tempo que Josué julgou a Israel foi 28 anos, e Israel serviu ao Senhor todos os dias da sua vida.E os outros assuntos de Josué e suas batalhas e suas reprovações com que ele reprovou Israel, e tudo o que lhes havia ordenado, e os nomes das cidades que os filhos de Israel possuía em seus dias, eis que estão escritos no livro da as palavras de Josué aos filhos de Israel, e no livro das guerras do Senhor, que Moisés e Josué e os filhos de Israel havia escrito.E os filhos de Israel Josué enterrado na fronteira da sua herança, em Timnate-serach, que foi dado a ele no monte Efraim.E Elazer, filho de Arão morreram naqueles dias, e foi sepultado em uma colina de Phineas pertencentes a seu filho, que lhe fora dado na montanha de Efraim.[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]




CAPÍTULO 91 - O juiz de Israel Anciãos. Eles expulsaram todos os cananeus e herdar a terra prometida.Naquela época, após a morte de Josué, os filhos dos cananeus estavam ainda na terra, e os israelitas resolveram expulsá-los.E os filhos de Israel perguntaram ao Senhor, dizendo: Quem deve primeiro ir até para nós os cananeus para lutar contra eles? eo Senhor disse: Judá subirá.E os filhos de Judá disse a Simeão, vai-se a nós em nossa sorte, e vamos lutar contra os cananeus e nós também vai subir com você, em seu lote, por isso os filhos de Simeão foi com os filhos de Judá.E os filhos de Judá, subiram e lutaram contra os cananeus, assim o Senhor entregou os cananeus nas mãos dos filhos de Judá, e feriram deles, em Bezeque, dez mil homens.E eles lutaram com Adoni-Bezeque em Bezeque, e ele fugiu de diante deles, e eles o perseguiram e prenderam-no e eles se apoderou dele e cortou-lhe os polegares das mãos e pés grandes.E disse Adoni, três pontos e dez reis com os polegares e dedos grandes dos pés cortados, apanhavam as suas carnes debaixo da minha mesa, como eu fiz, assim Deus me pagou, e eles trouxeram a Jerusalém e ali morreu.E os filhos de Simeão foi com os filhos de Judá, e feriram aos cananeus com a ponta da espada.E o Senhor estava com os filhos de Judá, e eles possuíram a montanha, e os filhos de José subiu para Betel, o mesmo é Luz, e do Senhor estava com eles.E os filhos de José espiado Betel, e os vigias viram um homem saindo da cidade, e, agarrando-o e disse-lhe: Mostra-nos agora a entrada da cidade e vamos mostrar bondade para ti.E que o homem mostrou-lhes a entrada da cidade, e os filhos de José vieram e feriram a cidade a fio de espada.E o homem com sua família se despediu, e ele foi para os heteus, edificou uma cidade, e chamou o seu nome Luz, para que todos os israelitas habitaram nas suas cidades, e as crianças em Israel habitaram nas suas cidades, e os filhos de Israel serviu ao Senhor todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos, que alongou os seus dias depois de Josué, e viram a grande obra do Senhor, que ele havia feito a Israel.E os anciãos julgou a Israel após a morte de Josué para 17 anos.E todos os anciãos também lutou nas batalhas de Israel contra os cananeus, e do Senhor expulsou os cananeus de diante dos filhos de Israel, a fim de colocar os israelitas na sua terra.E ele cumpriu todas as palavras que ele havia falado com Abraão, Isaac e Jacó, o juramento que jurara, dar a eles ea seus filhos, a terra dos cananeus.E o Senhor deu aos filhos de Israel toda a terra de Canaã, como ele havia jurado a seus antepassados, e que o Senhor lhes deu descanso daqueles que as cercam, e os filhos de Israel habitaram nas suas cidades de forma segura.Bendito seja o Senhor para sempre, amém e amém.Reforçar-vos, e deixar o coração de todos vocês que confiam no Senhor, tem bom ânimo.THE END


[ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887][ Livro de Jasar referenciado em Josué e Samuel II. traduzido fielmente (em 1840) a partir do original em hebraico Inglês. Uma Reimpressão reimpressão Fotolitografica da Edição Precisa Publicada por JH Parry & Co., Salt Lake City: 1887]