segunda-feira, 13 de junho de 2011

Educação sexual no lar - o matrimônio e monogamia

parte 01- Matrimônio

O que é monogamia ?



A monogamia faz parte do rumo da época civilizada, onde o animal vive sob o domínio de seus instintos. Esta satisfeito com sigo mesmo e permanece deste jeito. A monogamia é algo mais elevado, pois quando um homem e a mulher se unem no mundo civilizado, não é apenas por causa de sua prole, mas por um fim mas elevado. O matrimônio é o desejo de criar, em dois, algo superior àqueles que o criaram ( Nietzsche) chamam ao filho “ o penhor de seu afeto” e neles descobrem, encantados, os traços de um e de outro. Querem realizar nele os idéias que a eles próprios foi negado atingir. A mãe diz da filha: “ ela não há de sofrer no futuro o que eu sofri ...” o pai, do filho: ele terá uma vida melhor da que eu tive” Comentários tirado do livro de( DR. Fritz Kahin)



A vida conjugal dos patriarcas

O casamento de Abraão e a primeira série de problemas conjugais: esterilidades, ciúmes e poder da mulher.

O casamento de Abrão é uma mescla de poligamia e monogamia. Ele tem barregãs e ais, mas ao mesmo tempo leva vida conjugal monógama com sara. Ela é infecunda e naturalmente sente ciúmes das mulheres que cercam Abrão e com eles tem filhos, sobre tudo daqueles cujos filhos são do sexo masculino. A principal vitima de seus ciúmes é uma concubina, de nome Agar, mãe de Ismael, um filho muito belo e provavelmente herdeiro de Abraão. Este parece ter sofrido um bocado, com esses ciúmes de sara. Abraão era o patriarca, o senhor da vida e da morte de sua grei. Evidentemente amou muito a Agar e se orgulhou do filho, Ismael. Apesar disso acabou sucumbindo ante a continua insistência de sara e mandou Agar com seu filho ao deserto. Compreendemos assim o poder quase mágico da mulher sobre o homem. Mesmo naquele tempo primitivo, quando o homem era senhor absoluto da sua grei, e a mulher a idéia da emancipação era tão remota, ela consegue infalivelmente impor sua vontade.

O casamento de Jacó com Raquel e a segunda series de problemas conjugais: esterilidade, ciúmes, morte prematura da companheira , luta com o sogro.

Jacó vê Raquel junto a fonte e apaixona-se por ela. O pai exige que ele trabalhe para obtê-La. Ele o faz e passado “ sete anos” é marcado o casamento. Labão é um pai típico e não quer que a irmã mais velha e mais feia fique solteirona. Sob a proteção do véu nupcial é dada a Jacó a Irma errada; quando, á noite, na câmera nupcial ele ergue o véu, vê horrorizado, que deram a vesga Lia.
Começa então as desavenças entre sogro e genros. Jacó se enfurece. Mas o sogro, o obriga-o a trabalhar outros sete anos” para ele, para ter o direito de tomar Raquel como esposa, Jacó trabalhou muito, mas mesmo num deserto, no sol escaldante, ele prosperou. Labao explorava direitinho o se genro. Muito trabalho e pouco ganho. Caracteriza bem o clima do deserto daquela região a sentença cunhada por Jacó e tornada célebre “ De dia suei e a noite tremi de frio por ti”.
Chega a um ponto insuportável e Jacó pega suas duas mulheres e seu rebanho que lhe cabia e vai embora. Como sara Raquel também era estéril e vive cheia de ciúmes da Irmã Lia, fecunda. Finalmente e depois de muitos sofrimentos, finalmente da a luz um filho de Jacó e morre. Jacó que no meio tempo tivera dez filhos com suas outras mulheres, sente profunda perda do seu amor juvenil e constrói-lhe um tumulo que perdura ate hoje. Mais do que todos os filhos ama o mais novo, que Le ficara de lembrança.
Mimou-u provocando assim ciúmes dos irmãos, que venderam Jose a beduínos errantes. Assim Jose chegou a Egito. Ali foi trabalhar em casa de um funcionário real, putifar, cuja esposa tenta seduzir o “ casto Jose”. encontramos assim, na bíblia, o primeiro exemplo de mulher adultera. O motivo é típico: o marido trabalha demais e a mulher, negligenciada, namora um rapaz bonito.

Comentários de Paulo soares ( livro respostas bíblicas)

A bíblia é a cartilha da ciência conjugal

Usaremos esses dois exemplos de vida conjugal, que nossos antepassados patriarcas Abraão e Jacó tiveram. Os seu erros e acertos em seus relacionamentos servem, como uma cartilha de onde devemos tirar o conhecimento para termos uma vida conjugal, de sucesso, e bastante harmônica entre duas pessoas que dividem o mesmo teto.
devemos ter em mente ao contrair o matrimonio, a seguinte idéia, de que você não vive mas sozinho, e como tal, não tem domínio sobre seu próprio corpo, pois ao unir-se a uma pessoa, se torna uma só carne um só corpo ( 1 coríntios 7.4) Você ao sair da casa de seus pais, estará, deslumbrando um novo horizonte em sua vida, construindo a base de uma nova família. Deus disse a Abraão: sai da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que eu te mostrarei” ( Genesis 12.1) portanto a primeira coisa que um homem deve fazer é desejar construir o seu próprio lar, se puder, sair da casa de seus pais. Isto significa cortar o cordão embilical, e dar o seus próprios passos. Começar uma vida a dois não será fácil, porque terás tribulações, na carne, como por exemplo, prover o sustento do seu lar, irá muita vezes tirar o seu sono, e o seu tempo para as coisas de Deus. ( 1 coríntios 7.32) mas o amor pode superar quaisquer tipo de problemas. Deve ser evitado o casamento prematuro, e isto os pais, como orientadores dos seus filhos, como protetores e chefes que são em casa, tem todo o direito de evitar, por se tratar de uma união instituída por Deus, e como tal tem que ser imaculada, e indissolúvel, sacramentada com amor, companheirismo, confiança etc.( 1 coríntios 7. 37) Os pais tem autoridades sobre os seus filhos para lhe ensinar, o momento certo de casar. ( 1 coríntios 7. 36) Os casais tem que saber que casamento não é simplesmente um parque de diversão ou como uma roupa que se pode trocar, sempre, quando estiver insatisfeito. hoje em nossa sociedade existe uma total banalização, concernente ao matrimonio, muitos casam por que, querem sair de suas casas, pois não suportam mas seus pais, outros por puro interesse financeiro e ainda por mar kit. Mas o casamento é uma benção de Deus, quando nós unimos a alguém estamos constituindo a família. Que por sua vez é a base da sociedade e da igreja . ( 1 coríntios 7. 39)
A estabilidade da família é algo que Deus deseja ( 1 coríntios 7.10 ) “ ora aos casados, ordeno não eu, mas o senhor, que a mulher não se separe do marido”
Baseado na historia de Abraão o patriarca , observamos coisas interessantes que serve para nós hoje em dia. A mulher de Abraão sara, estava se sentindo insegura, pois era estéril, não podia dar um filho a Abraão! Isto se tornou um problema para sara, a sua insegurança acabou por gerar nela uma baixa estima e muito ciúmes de sua serva Hagar.
( Genesis 16.1 ao 6) “ ora, sarai, mulher de Abraão não lhe dava filhos; tendo, porem uma serva egípcia, por nome Agar.
Disse sarai a Abraão; eis que o senhor me tem impedido de dar a luz á filhos, toma pois, minha serva e assim me edificarei com filhos por meio dela.
Então, sarai, mulher de Abraão, tomou Agar, sua serva, e deu-a por mulher a Abraão, seu marido.
Ele a possuiu, e ela concebeu. Vendo ela que havia concebido, foi sua senhora por ela desprezada
Disse sarai a Abraão; seja sobre ti afronta que se me faz a mim. Eu te dei a minha serva para a possuíres e Ela, porem, vendo que concebeu, desprezou-me. Julgue o senhor entre mim e ti”

Sarai se sentia abandonada, incapaz e com baixa estima, e isto lhe gerou insegurança e ciúmes.
Quando uma mulher casada ou vice-versa, se sente insegura em seu casamento, isto poderá desencadear uma serie de ciúmes, que em conseqüência trará brigas, tirando assim a harmonia do lar.
Precisa neste momento o conjugue, tomar algumas precauções, como usar a arma do dialogo, deixar o outro desabafar, sede as vezes, pois a final quando um não quer dois não briga! Deve-se, buscar a auto estima, e meios para agradar a pessoa amada. Existe pessoas que não são sabias e se entregam a depressão, não se tratam, relaxam e não cuida do que é seu, em outras palavras não confiam no seu taco. Você deve procurar ser bom em tudo que faz, ser um bom pai, um bom marido, um bom amante e provedor das necessidades da família. Mas “a mulher sábia edifica sua casa a tola a destrói” ser sábio é saber a hora certa e como agir, observe o exemplo de sarai, que mesmo vivendo, numa época primitiva aonde o homem, tinha pleno poder sobre sua grei, ela soube se impor e contornar a situação. Cabe a mulher ter o seu charme, seu carinho o seu jeitinho sedutor, para conquistar o coração do seu esposo, mesmo quando ele estiver irado. Aprender a contornar situações adversas, faz parte do perfil da mulher virtuosa. Por isso são Paulo em sua epistola diz: a mulher crente edifica o marido descrente” ( 1 coríntios 7. 14,15) porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente, doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros, porem agora são santos, mas se o descrente quiser se apartar-se, que se aparte, ais tais casos não fica sujeito a servidão, nem o irmão, nem a irmã, Deus voz tem chamado a paz.”
Veja, mesmo que teu marido, ou vice-versa, não seja crente, mas se ele insiste em ficar com você, não o deixe, pois através da sua sabedoria em servir a Deus ele e seus filhos serão abençoados. Ter um casamento abençoado significa lutar por ele, ser sábio é edificar a sua Casa. Ser companheiro e ser amigo ate nas adversidades. Se teu companheiro estiver desanimado, e sem fé, será preciso que você o ajude a encontrar forças para ele vencer. Abraão mesmo amando seu filho Ismael, e ate a Agar, não deixou de ouvir e de fazer a vontade de sua esposa, por mas que isto doesse o seu coração. A lição que tiro e esta, por mas que você deixe de fazer algo que gosta, ou de ir a algum lugar, ou de comprar algum pertence, isto vai valer apena se o motivo maior for pra manter seu casamento. ( 1 coríntios 7.3) “ o marido conceda a esposa o que lhe é devido e também, semelhantemente a esposa a seu marido”

As vezes você tem que abrir mãos de certas coisas para ser feliz com seu parceiro !
É justo a mulher cozinhar para o seu marido enquanto este trabalha?
É justo a mulher se embelezar para o seu marido ?
É justo a mulher cuidar dos afazeres da casa e dos filhos enquanto o marido esta trabalhando ?
É justo o marido agradar a sua esposa com flores e presentes ?
É justo o marido dar uma mesada a esposa todo mês ?
Sim isto é muito bom, cada um preste ao outro a devida benevolência, sempre tentando agradar a seu companheiro, mesmo que você esteja com dor de cabeça e seu companheiro quiser lhe procurar, nunca diga não, pois o seu corpo não pertence a você mas a ele, neste caso só se ambos chegarem através do dialogo num acordo
( 1 coríntios 7.4, 5) “ a mulher não tem poder sobre seu próprio corpo, e sim o marido, e também semelhantemente o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher”
Não voz priveis um ao outro, salvo talvez por mutuo consentimento, por algum tempo, para voz dedicardes a oração e , novamente, voz ajuntardes, para que satanás não voz tente por causa da incontinência”

Quando uma pessoa casa ela não deve casar só para ter relações sexuais ou procriar , ma sim para no sentido mas elevado, buscar um relacionamento, que trará benefícios para a sociedade, em seu crescimento e estruturas. Mas e certo que o sexo é algo fundamental nesta relação, a pessoas que deixam a desejar, quando esquece de que devem ser esposo e eternos namorados. Muitos em falso pretexto de santidade, não ligam mas para a pessoa Amanda, deixando brechas, para que maus eventualidades aconteçam , assim como a traição, gerando o adultério e a separação do conjugue .

O casamento é um ato público de deixar a família e forma outra, é ter também fidelidade para com a pessoa amada, e isto é amor, pois quem ama é fiel, quando Deus diz para o homem se unir com a mulher e para amar sua mulher, ser cúmplices isto tem haver com relacionamento pessoal..
Ser uma só carne fala sobre intimidade sexual ,
Estes são os caminhos para termos um casamento abençoado e duradouro.