sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A CLASSE SOCIAL DE JESUS

Qual era de fato a classe social de Jesus ?




Muitos hoje em dia usa a palavra de Deus para ficar ricos, pregam sobre o dizimo, no intuito de insinuar, que o crente, membro da igreja, de forma alguma pode ser pobre, mas sim deve buscar, através da promessa de (malaquias 3;10) a devida prosperidade para suas vidas. Muitos lideres tem ensinado ao povo a tal da teologia da prosperidade, no sentido de que, devemos conquista belos imóveis, carros, prazeres e poder aquisitivos. Enquanto que o pobre, em sua realidade, se sente até constrangido, e muitas das vezes é excluído do convívio da elite, eclesiástica. Não digo que esta exclusão,seja no sentido literal, como alguém que não tem comunhão, com a igreja
mas no sentido de participar, do grupo, daqueles que se julgam melhor ou mas abençoado por Deus! Porque afinal virou moda dizer que o pobre ou a pessoa que não tem um poder aquisitivo é sem fé, ou possui algum tipo de devorador em sua vida, ou até dizem que tal pessoa está oprimida. A pessoas na igreja que se julga melhor só porque dão o dizimo. Mas enquanto ficam buscando, fazer barganha com Deus, esquecem que, muitos são pobres, porque não tiveram algumas oportunidades na vida, ou porque simplesmente Deus deu a sua porção sobre a terra.
( Eclesiastes 6.1) “ há um mal que tenho visto debaixo do sol, e que pesa muito sobre o homem; um homem a quem Deus deu riquezas, bens e honra, de maneira que nada lhe falta de tudo quanto deseja....”
O cristão raramente pergunta qual era a classe social de Jesus, mas eis aqui a resposta, par você que acha que o evangelho é fonte de lucro financeiro! O filho de Deus era pobre! E para provar vamos ler ( Mateus 13.54,55) “ E chegando á sua terra ensinava o povo na sinagoga, de modo que se maravilhavam e diziam: Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria e seus irmãos Tiago, Jose, Simão e Judas?
( Marcos 6.3) “ não é este o carpinteiro, o filho de Maria, e seus irmãos ...)
Se nós analisamos esta frase ( carpinteiro ou filho de carpinteiro isto de fato nós sugere que naquela época era de praxe os filhos seguir a profissão dos pais) ser carpinteiro naquela época grego-romano, era bem diferente de hoje em dia nos tempos atuais, onde se fala em ser qualificado e ganhar bem! Naquele tempo a expressão que os moradores da aldeia nativa pobre de Nazaré, usou para se referir a Jesus, foi , um termo de Esnobismo, ao chamá-lo de “ TEKTÕN” traduzido como,CARPINTEIRO” por isso não devemos traduzir este texto como em tempos modernos pois existe uma grande diferença. Hoje ser carpinteiro significa ser qualificado e ter oportunidades de ser rico, mas na época em questão este termo traduzido no sentido grego- romano, é para mostrar a diferença de classe social. Aqui neste texto a classe de um carpinteiro era comparada a de artesão, classe essa que se aproximava de uma camponês ou degradados ou dispensáveis. Ser carpinteiro naquela época não significava em hipótese alguma ser rico ou participante de uma classe privilegiada, Jesus não nasceu como filho de um governante nem sacerdotes nem como filho de burocratas ou até mesmo comerciante ou político que poderia facilmente ficar rico! Mas Jesus preferiu ser de uma classe, considerada pelo o império grego-romano como alguém de classe pobre. Em seu ministério foi ajudado, mas ele mesmo não tinha aonde reclinar a sua cabeça. Quando Jesus morreu não tinha aonde ser enterrado, mas graças a generosidade de Jose de Arimatéia, que pediu o seu corpo a Pilatos, e o colocou em seu próprio tumulo, teve um enterro digno! Vamos ler ( Mateus 27.57,58,59) “ ao cair da tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado Jose, que também era discípulo de Jesus. Este foi a Pilatos e pediu o corpo de Jesus. E Jose tomando o corpo,envolveu-o num pano limpo e de linho, e depositou-o no sepulcro novo, que havia aberto em rocha..” então fica bem claro que Jesus era carpinteiro e como tal não era rico, mas pobre.
Enquanto hoje muitos lideres tem se apegado ao dinheiro, cobram dízimos, dizendo que o povo vai ficar rico, cheio de dinheiro se for praticante do dízimo.
Vamos ler o texto em (malaquias 3.11)” também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra, e nem a vossa vide no campo lançara o seu fruto antes do tempo”
Veja por este texto as pessoas deveriam ficar com os bolsos abarrotados de dinheiro, brotaria dinheiro dos seus bolsos, ma não é isto que acontece! Porque simplesmente esta lei não é pra nós hoje, mas foi para toda a nação de Israel! Para suas plantações e colheitas. A promessa de Deus hoje pra nós cristão é esta ( 1 coríntios 9.6,7) “ mas digo isto: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifara; aquela que semeia em abundancia em abundancia também ceifara; cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimentos; porque Deus ama ao que dar com alegria. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que, tendo, sempre em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda boa obra, conforme esta escrito; “ Distribuiu, deu os seus bens aos necessitados, a sua justiça dura para sempre”
Ou seja não mais a lei Levi tica de tamanha abastança a ponto de sair dinheiro pelo os bolsos, já que o texto diz tamanha abastança!
Mas simplesmente o que vale pra nós cristão hoje é a abundancia da graça e o suficiente pra sobrevivermos todos os dias!
Deus hoje concede pra todos os crentes, aquilo que é suficiente, e não promessas de enriquecer !
E porque disto? Vamos ler Timóteo 6.6,7,8) “ de fato a piedade com contentamento é grande fonte de lucro, pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar; por isso, tendo o que comer e com que se vestir-nos, estejamos com isso satisfeito. Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos que levam os homens a mergulharem em ruínas e destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. “
É por isso que o que serve pra nós hoje é o viver na graça e no contentamento da providência divina.
Muitos pastores pregam dízimo pra ficar ricos! Prometem riquezas aos fies, mas se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso senhor Jesus Cristo e com o ensino da piedade, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em invejas, brigas, difamações, suspeitas malignas e atritos constantes entre aqueles que tem a mente corrompida e que são privados da verdade, os quais pensam que a piedade é fonte de lucro.
Porque muitos que querem ficar ricos caem em tentação?
Simplesmente pelo fato de hoje vermos muitas atrocidades, como pessoas que matam por dinheiro, ou ate lideres religiosos que usam da boa fé dos fieis , para obter lucros financeiros e se auto promoverem. Estes são verdadeiros servos de Mammom deus aramaico do lucro e de riqueza.
Veja foi provado que Jesus não foi rico e sim pobre, também Maria, mesmo sendo mãe do messias não ficou rica mas morreu pobre! E para provar vamos ler ; ( João 19.26,27) “ quando Jesus viu sua mãe ali. E, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe; “ Ai está o seu filho” , e ao discípulo: “ Ai está a sua mãe” Daquela hora em diante, o discípulo a recebeu em sua família”
Agora veja será que se Maria fosse rica iria morar de favor na casa de alguém, será que ela iria precisar que João cuidasse dela? Claro que não pois ninguém gostaria de sair de sua própria casa pra morar ou incomodar alguém, mesmo que este alguém fosse muito querido, amigo..etc..!
Então fica bem claro que não devemos usar a bíblia, ou aceitar esta salvação do evangelho achando que devemos ou iremos ficar ricos, com os bolsos abarrotados de dinheiro, como ensina alguns falsos lideres. Devemos entender que a pessoas que vão nascer pobres e morrer pobres, enquanto outras, conseguiram alcançar seus objetivos, pois a cada um Deus deu sua porção sobre a terra. O fato de alguém não possuir bens matérias,não significa que tal, pessoa seja, excluída da salvação. Ou que essa pessoa seja oprimida ou esteja em pecado, como querem alegar muitos lideres religiosos.
Por isso que eu não prego o dizimo pra nós hoje em dia, pois a postura da igreja primitiva, com respeito aos bens recebidos dos fies era doados aos pobres, e não havia entre eles necessitados ( atos 2.42 ao 47)
Outra questão hoje é que muitos só são reconhecidos pelo clero da igreja, se derem o dizimo! Muitos para serem promovidos na igreja, em cargos ministerial, dão o dizimo.
Quantos, lideres para não perder a facilidade do dizimo, consagra até irmãos a um cargo ministerial, mesmo que este irmão não tenha chamada de Deus para tal oficio.
E todo este mal é causado pelo cobiça ao dinheiro, veja se um líder observar que aquele irmão contribui com um ótimo dizimo, rapidamente ele pra não perder este dinheiro, trata de adoçar o ego do irmão, lhe impondo as mãos para o consagrar a algum cargo na igreja! E isto não está de acordo com a postura de um verdadeiro pastor, porque ? Vamos ler ( Timóteo 5. 21.22) “ eu o exorto solenemente, diante de Deus, de Cristo Jesus e dos anjos eleitos, a que procurei observar essas instruções sem parcialidade; e não faça nada por favoritismo.
O que você entende por favoritismo na igreja, é isto que acabei de comentar acima.
v. 22 “ Não se precipite em impor as mãos sobre ninguém e não participe dos pecados dos outros. Conserve-se puro”
Veja tem pastores que nem estão ai, consagram a qualquer pessoa, só pelo fato de o tal contribuir com dízimo. Colocam as mãos para consagrar e nem procuram saber se o tal está em pecado, se tornam a sim participante dos pecados alheio.
Esses pastores fazem isto porque a medida que eles usam, para medir a pessoa, e o fato da fidelidade no item dízimo e não caráter!

Um comentário:

Gabi disse...

Que Deus continue abençoando esta obra. Abraços e fique na paz do Senhor
http://www.mensagensedificantes.com/