terça-feira, 5 de julho de 2011

Rebelião de Cora, Data e Abirão, contra Moises

( números 16.1 1 Ora, Corá, filho de Izar, filho de Coate, filho de Levi, juntamente com Datã e Abirão, filhos de Eliabe, e Om, filho de Pelete, filhos de Rúben, tomando certos homens,

2 levantaram-se perante Moisés, juntamente com duzentos e cinqüenta homens dos filhos de Israel, príncipes da congregação, chamados à assembléia, varões de renome;

3 e ajuntando-se contra Moisés e contra Arão, disseram-lhes: Demais é o que vos arrogais a vós, visto que toda a congregação e santa, todos eles são santos, e o Senhor está no meio deles; por que, pois, vos elevais sobre a assembléia do Senhor?

E necessário que analisamos cuidadosamente estes fato que aconteceu, havia um grupo que era predominantemente constituído por 250 príncipes do povo de Israel, que eram denominados por Corá. Havia em Israel uma divisão de poder e de hierarquia, havia lideres de grupos de 100 de 50 e 1.000 e grupos de 10.000 e esses lideres de cada grupo eram chamados de príncipes. Se vocês prestarem atenção em que esta descrito em números 16.1, vocês vão perceber que eles conseguiram ajuntas 250 príncipes e esta reunião trata-se na verdade de uma rebelião, contra Moises. Datã, Core e Abiraõ estavam com inveja de Moises, eles viram que Moises tinha uma postura de maior elevância diante do povo, viram que Deus tinha o constituído numa autoridade superior aos dos demais e isto causou uma inveja. E acusação deles contra Moises foi esta de que Moises estaria tirando proveito das riquezas de Israel e abusando do seu poder sobre o povo. Eles começaram a insinuar isto, na alegação de que Moises estava usufruindo demasiadamente das riquezas de Israel, mas esta acusação não tinha fundamento algum, não procede, não era coerente, era infundada, porque quando Moises, conduziu o povo para fora do Egito, ele era filho de adoção da filha de faraó ou seja Moises era o príncipe do Egito, herdeiro de todo o Egito, sendo assim ele não precisava de Israel para se auto promover ou enriquecer. Na época de Moises o Egito era a maior potencia que existia, eles dominavam a maior parte do oriente médio, era um país rico. E observe que Moises vai abrir mão de todo apogeu e riquezas, glorias a qual ele poderia usufruir no Egito, para se arriscar e fazer a obra de Deus, tirando o povo de Israel do Egito e preferindo vagar pelo deserto, conduzindo o povo de Deus a terra que mana leite e mel. Moises abdicou de toda a herança que ele possuía e poderes para especificamente atender a voz de Deus. Agora veja um homem que rejeitou todo este poderio do império egípcio, jamais poder-sei alegar que este homem estaria tirando proveito do seu povo israel.
( hebreus 11.24 ao 26) “ pela fé Moises, sendo já grande, recusou-se ser chamado filho da filha de faraó, escolhendo antes se maltratado com o povo de Deus do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; tendo por maior riqueza o vitupério de Cristo, do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Veja que claramente Moises não tinha nenhum interesse financeira em Israel, pois ele rejeitou o legado do qual ele poderia usufruir para sofrer gratuitamente com o povo de Deus o seu povo.
Não era verdade a acusação deste grupo liderado por Corá, isto foi inventado por causa da inveja, vamos ler (salmos 106.16,17)” e tiveram inveja de Moises no acampamento e de Arão o santo do senhor, abriu-se aterra e engoliu a Data e cobriu a gente de Abirã”
Portanto observamos o que foi ratificado em salmos o que ocasionou esta rebelião liderada por Corá, foi a inveja, entretanto as escrituras diz que eles foram tragados pela terra a terra os engoliu. E isto aconteceu por causa de uma declaração de Moises perante todo o povo de Israel que disse: “ se estes indivíduos morrerem de morte natural eu não sou homem de Deus e não enviado por Deus” em confirmação da autencidade de Moises Deus respondeu.
( números 16

28 Então disse Moisés: Nisto conhecereis que o Senhor me enviou a fazer todas estas obras; pois não as tenho feito de mim mesmo.

29 Se estes morrerem como morrem todos os homens, e se forem visitados como são visitados todos os homens, o Senhor não me enviou.
30 Mas, se o Senhor criar alguma coisa nova, e a terra abrir a boca e os tragar com tudo o que é deles, e vivos descerem ao Seol, então compreendereis que estes homens têm desprezado o Senhor.

31 E aconteceu que, acabando ele de falar todas estas palavras, a terra que estava debaixo deles se fendeu;

32 e a terra abriu a boca e os tragou com as suas famílias, como também a todos os homens que pertenciam a Corá, e a toda a sua fazenda.

33 Assim eles e tudo o que era seu desceram vivos ao Seol; e a terra os cobriu, e pereceram do meio da congregação,

O que isto significa ?

Significa que o próprio Deus ordenou que a terra os engoli-se para que fosse ratificada a autêncidade de que Moises foi enviada por Deus.
Agora onde eles estão ?
Eles estão no sheol, no sepulcro aguardando o julgamento do juízo final, e o julgamento que serão dado a estes indivíduos, nós já sabemos eles serão lançados no lago de fogo e enxofre juntamente com satanás e seus anjos. Porque eles não creram na verdade, como alem disso inventaram uma mentira.
2 tessalonicenses 2.11,12) “ e por isso Deus lhe enviou a operação do erro, para que creiam na mentira, para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça”
Eles tiveram a oportunidade de crerem na verdade, que Deus falou através do seu servo Moises, mas alem de não crerem eles ainda inventaram mentiras a respeito de Moises.

Um comentário:

Anônimo disse...

Jud.1;11- Todas as RELIGIÕES estão nesses CAMINHO.